Jovens talentos

TERÇA-FEIRA, 27 DE AGOSTO DE 2013

Renan Castro: jovem talento para a ala direita
Renan já estava no Piauí, mas a presença de laterais mais experientes provocou sua liberação.
Desde a implantação deste meio de comunicação, uma dos objetivos sempre foi o de mostrar, quando oportuno, jovens talentos que o futebol piauiense apresenta e que, muitas vezes, não aproveitados por nossos clubes profissionais. Independente de serem aproveitados ou não, a galeria continua, e hoje traz um ala direita de 19 anos, que pode até ser utilizado dentro da cota sub-23 da próxima Copa Piauí. Trata-se de Renan Castro, que recentemente esteve no Piauí Esporte Clube.

Empenho nos treinamentos.
Maranhense de Vitorino Freire, onde nasceu há 19 anos (20/02/1994), Renan Alves de Castro tem 1,70 de altura e pesa 58 kg. Além de ter atuado em sua cidade, tendo sido campeão maranhense de futebol amador, tem experiência nas categorias de base do Cori-Sabbá, Flamengo e Piauí. Neste último, fez parte do plantel até a semana passada, mas não foi aproveitado para a Copa São Paulo em face das presenças dos mais experientes Paulo Victor e Lucas Marques.

Renan também fez parte do Teresina, emprestado pelo Flamengo, na Copa Marília Sub-16 e na Copa Norte Sub-20. Em ambas sua equipe terminou em terceiro lugar, com ele figurando entre os destaques do time.

Com a Copa Piaui exigindo três atletas sub-23 entre os titulares, o que, provavelmente, forçará cada equipe ter mais três na suplência, Renan acha que pode ter chegado sua vez. "O Piauí tem um plantel numeroso e a comissão técnica preferiu os dois alas mais experientes. Mas continuo me preparando para a próxima oportunidade. O sonho de um dia chegar a um grande clube continua", afirma, otimista.

"Mas estou pronto para abraçar outra oportunidade", afirma Renan Castro, com a personalidade de quem acredita no potencial. "Minha posição de origem é a lateral direita, mas já atuei até de atacante, pelo lado esquerdo. Preferir, mesmo, prefiro a ala direita, pois tenho velocidade e apóio bem o ataque", concluiu o jovem talento.

SÁBADO, 06 DE ABRIL DE 2013

Bruno Silva: nova revelação da base do Fluminense 
Com apenas 15 anos, Bruno Silva começa a se destacar nas categorias de base do Fluminense.
O permanente trabalho desenvolvido nas categorias de base do Fluminense, sob a direção do treinador José Ronaib, continua produzindo bons frutos para o futebol. Com apenas 15 anos, o jovem goleiro Bruno Silva começa a despontar como grande promessa para o futebol profissional.

O garoto é fã de Rogério Ceni e já coleciona alguns títulos em sua curta trajetória nas categorias de base do Fluminense. Maranhense de São Luis, onde nasceu a 23 de junho de 1997, Bruno Silva Barroso veio residir em Teresina ainda criança. Do pai, Edilson, recebe grande incentivo para prosseguir buscando a profissão de atleta profissional. O início foi no Interpark, mas já está há três anos no Fluminense. 

De estatura ideal para a posição, ele já está com 1,80 (65 kg). Entre as principais virtudes, destaca-se a facilidade em defender pênaltis. Na Copa Fundespi, chegou a defender três em uma semifinal. Admite, porém, que ainda é preciso melhorar nas saídas do gol. "É um fundamento essencial para o goleiro e procuro melhorar a cada dia".

E como todo garoto que aposta no futebol, tem um sonho - chegar a um grande clube do futebol brasileiro. Jovem talento do futebol piauiense, Bruno Silva é mais uma aposta do SITE DO BUIM. Fiquem de olho nele.
DOMINGO, 25 DE NOVEMBRO DE 2012

Jelson Rui: DNA de um dos nossos maiores ídolos

Jelson Rui: nova esperança do futebol piauiense.
Meia pela direita ou pela esquerda, arrancadas verticais a caminho do gol adversário e assistências capazes de deixar companheiros em boas condições de marcar. Estas são apenas três das qualidades que o garoto Jelson Rui dispõe para buscar espaço no futebol profissional. Sem falar na confiança e determinação para vencer.

Mas se esses predicados também se enquadram no perfil de muitos garotos da mesma faixa etária, nosso personagem tem uma outra pequena (ou grande vantagem - o tempo dirá): o mesmo DNA de um dos maiores ídolos do futebol piauiense no final dos anos 70: ele é sobrinho de Rui Lima, o craque que o Piauí exportou para o futebol de São Paulo ao lado de Cacá.

Joaquim Rui Ferreira Lima era dono de invejável habilidade. Parecia ter a bola amarrada a suas chuteiras por uma linha de nylon. Roubar-lhe a bola, depois de dominada, era missão praticamente impossível. Com arrancadas a caminho do gol, ele driblava com facilidade, chutava a gol e também encontrava espaços para colocar Cacá na cara do gol. Depois de transferido para o futebol paulista, Rui faleceu com apenas 23 anos de idade, em 09/04/1982.

Jelson Rui Piauilino Lima, 18 anos (Teresina - PI, 17/12/1993), acredita que possa realizar seu grande sonho - o de chegar à seleção brasileira. Até lá, o caminho é longo e os obstáculos, muitos. A começar pelo condicionamento físico, que não é dos melhores. Jelson reconhece que "meu preparo físico não está bom, mas quando começar a treinar, logo vou superar este problema".

Rui na Portuguesa, fazendo falta no Dr. Sócrates, em 1979.
E seu início já acontece nesta segunda-feira, quando estará se apresentando ao time principal do Flamengo, na Vila Olímpica. Como gosta de jogar? "Não gosto de ficar muito atrás e nem lá na frente. Minha praia é o meio de campo. Gosto de vir com a bola dominada e partir prá cima do adversário, fazendo tabela, chutando a gol ou fazendo assistência para os companheiros".

O peso do DNA é grande, admite Jelson, que tem no tio Rui Lima, seu maior ídolo no futebol. "Uma pena que não o vi jogando, mas todos falam maravilhas do seu futebol". Por enquanto, nada de comparações. Jelson Rui está chegando agora e espera, primeiro, conquistar seu espaço. Futebol prá isso ele acredita que tem. Nós também.


TERÇA-FEIRA, 18 DE SETEMBRO DE 2012

Robinho, jovem talento, segue para o futebol baiano

Em julho deste ano, em plena disputa do Campeonato Piauiense de Futebol Sub-18, o SITE DO BUIM viu no atacante Robinho, artilheiro do Krac e então do próprio certame, um jovem talento com futoro brilhante pela frente. Hoje, acompanhado do técnico Eduardo Catita, ele segue viagem para o futebol baiano.

Na oportunidade em que foi destaque no SITE DO BUIM, Robinho se constituiu no primeiro garoto focalizado na sessão Jovens Talentos. Em Salvador, o diretor de base do Galícia Esporte Clube, Amilton Rêgo, leu a matéria e demonstrou interesse pelo jovem talento piauiense. Os contatos foram efetuados e Robinho está de malas prontas para a capital baiana.


Robinho fez um excelente campeonato como atacante do Krac. Não terminou como goleador máximo, primazia que coube a Bruno, do Barras, com 12 gols. Mas é oportuno frisar que Bruno jogou seis partidas a mais que Robinho, autor de 10 tentos. O SITE DO BUIM faz votos de sucesso para o atacante, ao mesmo tempo que continuará cumprindo o seu papel de abrir os olhos de dirigentes e treinadores para grandes promessas, como é o caso do goleador do Krac.

CLIQUE NO LINK E CONFIRA A MATÉRIA QUE DESTACOU ROBINHO

http://sitedobuim.blogspot.com.br/2012/07/sub-18-krac-revela-um-atacante-de.html



TERÇA-FEIRA, 31 DE JULHO DE 2012

Laécio: um jovem talento que veio de Oeiras

Laécio veio da Escolinha do Osmarildo para o River.
Por ocasião do Campeonato Piauiense Sub-18, que ora se realiza sob a chancela da Federação de Futebol do Piauí, o SITE DO BUIM tem observado, de forma especial, alguns jovens talentos que estão se sobressaindo a cada rodada. Um deles, sem sombra de dúvida, é o ala esquerda Laécio (sem o r mesmo), que disputa seu segundo Sub-18 como atleta do River.

Laécio Franklin Lourenço de Melo está com 18 anos (Oeiras-PI, 29/03/1994) e foi revelado pela Escolinha de Futebol do ex-zagueiro Osmarildo Leite Barros, instalada em Oeiras. Seu futebol já é uma cópia fiel do ala moderno. Vai ao ataque com bastante frequência e volta ao setor defensivo com a mesma velocidade.

O sentido de cobertura do zagueiro, quando este vai ao ataque, também é feito com grande eficiência. Chegando constantemente à linha de fundo, já fez assistência para vários gols de sua equipe. Na próxima segunda-feira, no clássico Rivengo, preste bem atenção para seu futebol. Ele joga com a camisa 6 do time tricolor. Laécio é um jovem talento egresso da primeira capital.
As arrancadas de Laécio pela esquerda: arma tricolor que o Flamengo terá de conter

SEXTA-FEIRA, 27 DE JULHO DE 2012

Sub-18: meia do Barras é um dos destaques do lider 

Quem está acompanhando o Campeonato Piauiense Sub-18, e de forma mais específica o lider da segunda fase, a equipe do Barras, já deve ter percebido as qualidades do meia Bruno, também principal goleador do time. Quem ainda não viu, terá a oportunidade na preliminar deste sábado (28), quando o certame terá prosseguimento com mais dois jogos.

Jogador de pouca estatura, o meia Bruno chama atenção pela habilidade, movimentação, criatividade e aproveitamento nas conclusões ao gol adversário. Apesar da boa assistência, servindo os companheiros em melhor situação para marcar, ele também costuma definir as jogadas de ataque. Não é à toa que já marcou 6 gols na competição, figurando entre os principais artilheiros.

A versatilidade pode ser comprovada nas atuações de Bruno dentro do próprio Campeonato Piauiense. No início, atuou pela ala esquerda, depois foi utilizado como volante. Nos últimos jogos, ele é o meia, camisa 10, destaque do time e da competição. Antes do Barras, jogou no Confiança, de Aracaju, mas não é sergipano. E nem piauiense.

Bruno Wenderson Loureiro Silva é cearense de Fortaleza e tem 18 anos (nasceu a 18 de maio de 1994). Conversando com o SITE DO BUIM, ele admite que, entre suas virtudees, está a arrancada em progressão, a caminho do gol. Usando o pé direito como arma principal, Bruno espera que o desfecho do certame seja favorável ao Barras. Que a garotada do River fique de olho nele. Bruno é um jovem talento.

Jogador versátil e habilidoso, Bruno é um dos destaques do Campeonato Sub-18.



TERÇA-FEIRA, 17 DE JULHO DE 2012

Sub-18: Krac revela um atacante de qualidades

O jovem Robinho, 10 gols pelo Krac no Campeonato Piauiense Sub-18 (Foto: Severino Filho - Buim)
Rápido, habilidoso e goleador. Este é um perfil resumido do atacante Robinho, revelado pelo Krac no Campeonato Piauiense Sub-18 que ora é promovido pela Federação de Futebol do Piauí. Ao que pese o fato de seu time não ter ficado entre os cinco que irão iniciar a terceira fase da competição, Robinho merece ser visto com atenção.

Quem olha para o garoto, pode achar que o apelido é apenas pela semelhança física com o atacante famoso. Mas Robinho, o do Krac, tem futebol prá chegar a um grande clube do futebol brasileiro. Está apenas começando, é verdade, mas com os cuidados que o início de carreira exige, vai subir degraus e não deve demorar muito.

Jeferson de Sousa Gomes - este é seu verdadeiro nome - está com apenas 16 anos (Teresina - PI, 10/08/1995). Reside no bairro Memorare, zona norte da capital piauiense, e começou jogando na Escolinha do ex-jogador Catita. No Campeonato Piauiense Sub-18, encerrou a primeira fase como principal artilheiro, com 10 gols assinalados.

"Suas principais características são a velocidade e a habilidade. Ele tem uma pedalada espetacular, deixa qualquer zagueiro torto. Acho que o futuro desse garoto vai ser brilhante", garante o supervisor do Krac, Luiz Eduardo Vicente Alves. Então, olho nele. É o primeiro jovem talento que o Site do Buim indica para ser visto com atenção e receber os cuidados que uma jovem promessa faz por mereceer. Robinho, do Krac, é um jovem talento.

Um comentário:

  1. http://portaldaclube.com/tvclube/campeonato-piauiense-sub-18-se-destaca-e-pode-gerar-novos-times

    ResponderExcluir