domingo, 21 de maio de 2017

Eduardo brilha, campeão vence, e já lidera na Série D

Numa virada sensacional, com direito a dois gols do estreante Eduardo, o Altos derrotou o Tocantins na tarde deste domingo (21), em Miracema do Tocantins (TO), estreando na Série D do Campeonato Brasileiro como líder do Grupo A4. O campeão piauiense ainda desperdiçou uma penalidade máxima, com Joelson chutando para defesa do goleiro logo após sofrer o 1° gol.
 
O Tocantins abriu o placar aos 9 minutos, quando Emerson cobrou escanteio e a bola, desviada por Joelson, entrou no gol piauiense. Dois minutos depois, Joelson sofreu o pênalti que ele mesmo cobrou e perdeu. Mas se redimiu, nos acréscimos, quando empatou a partida.
 
Na fase complementar, Eduardo marcou o segundo gol, aproveitando passe de Esquerdinha. Em seguida, novamente Eduardo balançou as redes adversárias. Com 3 a 1 na estreia, o campeão piauiense é o líder do Grupo A4 da Série D. Sábado próximo, no Lindolfo Monteiro, Altos enfrentará a equipe do Cordino, de Barra do Corda (MA), que também venceu na estreia, mas por 1 a 0 (ao Santos do Amapá).
 
FICHA TÉCNICA

TOCANTINS 1x3 ALTOS (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - Grupo A4); Data: 21/05/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Castanheirão (Miracema do Tocantins - TO); Arbitragem: Rafael Martins Diniz (Distrito Federal) auxiliado por Samuel Smith Nobrega Silva e Fernando Gomes da Silva (locais).
 
Gols: Emerson (gol olímpico) 9 e Joelson 47 do 1° tempo; Eduardo 34 e Eduardo 37 do 2°.

Cartão amarelo: Tiaguinho (ALT).
 
Obs.: Joelson perdeu um pênalti, aos 13 do 1°, chutando para Jordan defender.

Tocantins - Jordan; Pedro, Marlon, Iranilton e Raphael (Patrick); Romário, Daniel, Marcos (Fábio Júnior) e Emerson; Igor (Edicarlos) e Arthur. Técnico: Anquimar Moreira de Oliveira.

Altos - Rodrigo Carvalho; Dos Santos, Leone, Marcelo e Tiaguinho; Marconi, Patrick Recife (Eduardo), Vagner (Leandro Sobral) e Esquerdinha; Jeremias (Alex Mineiro) e Joelson. Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).


Tubarão começa com pé direito e vence Globo por 2x0

Realizando seu primeiro jogo na Série D diante de sua torcida, no Estádio Petro Alelaf, o Parnahyba começou o Campeonato Brasileiro com o pé direito e vence o Globo, do Rio Grande do Norte, por 2 a 0. O Tubarão aproveitou os fatores campo e torcida e assumiu a liderança do seu grupo, com maior saldo de gols que o Guarani de Juazeiro, que venceu o América-PE por 1 a 0.
 
Os dois gols do Parnahyba foram marcados no início da partida. Aos 16 minutos, Daivison abriu a contagem. Dois minutos mais tarde, Jânio Daniel converteu uma penalidade máxima sofrida por Dunga. O Tubarão volta a jogar no próximo domingo, em Paulista (região metropolitana de Recife), contra o América.
 
FICHA TÉCNICA
 
PARNAHYBA 2x0 GLOBO - RN (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - Grupo A6); Data: 21/05/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Pedro Alelaf (em Parnaíba - PI); Arbitragem: Árbitro Jose Henrique de Azevedo Junior, auxiliado por Carlos André Pereira Sousa e Antônio Adriano de Oliveira (todos do Maranhão).
 
Gols: Daivison 16 e Jânio Daniel (pênalti) 18 do 1° tempo.
 
Parnahyba - Alex; Tiago Granja (Dênis), Gilmar Bahia, Renan e Siderval; Ramon, Davison (Yerien), Luciano e Dunga (Pio); Jânio Daniel e Vitinho. Técnico: Vladimir.
 
Globo - Rafael; José Ângelo, Wanderson, Jamerson e Geovane (Cosme); Renato, Erick (Dênis), Bismarck e Tiago; Gláuco (Eduardo) e José Romário.


Romário marca duas vezes e River perde na estreia

Frustrando a sua torcida que foi ao Lindolfo Monteiro na tarde deste domingo (21), o River colheu sua primeira derrota na Série D do Campeonato Brasileiro logo na estreia, diante do Guarany de Sobral. E de virada, por 2 a 1, com um xará do baixinho Romário honrando o nome do artilheiro do passado e marcando os dois gols da vitória sobralense.
 
O River não empolgou em nenhum momento, mas terminou o primeiro tempo com vantagem no placar. Aos 39 minutos, Humberto recebeu de Viola e colocou o Galo na frente. Na fase final, porém, Romário saiu do banco para marcar os dois gols da vitória do Guarany. Após a partida, o técnico Celso Teixeira afirmou que o time vai precisar de reforços para melhorar. No próximo final de semana, o Galo enfrentará o Maranhão, em São Luís.
 
FICHA TÉCNICA

RIVER 1X2 GUARANY DE SOBRAL (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - Grupo A5) - Data: 21/05/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina - PI); Arbitragem: Árbitro Diego da Silva (Sergipe), auxiliado por Mauro Cezar Evangelista de Sousa e Marcio Iglesias Araújo Silva (locais).

Renda: R$ 17.140,00 com 1.627 pagantes.

Gols: Humberto 39 do 1° tempo; Romário 15 e Romário 44 do 2°.

Cartões amarelos: William Goiano (RIV) e Andrezinho (GUA)..

River - Leandro Silva; William Goiano (Tety), Ítalo e Gabriel; Gilberto Matuto (Everaldo), Neto (Amorim), Amarildo, Humberto e Wesley; Viola e Edmar. Técnico: Celso Luiz Teixeira.

Guarany de Sobral - André Zuba; Juliano, Andrezinho, Anderson e Ciro Sena; Gilmack, Peu, Erivelton (André) e Márcio Tarrafas (Leo Paraíba); Monga e Victor (Romário). Técnico: Sérgio China.
 

sábado, 20 de maio de 2017

Os números finais do Campeonato Piauiense 2017

Nos números gerais do Campeonato Piauiense, Altos justificou a conquista do título (Foto - Luís Junior / AA Altos)
Encerrado mais um Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais, aqui estão os números finais da competição promovida pela Federação de Futebol do Piauí e que teve na Associação Atlética de Altos o seu campeão, com o Parnahyba terminando na segunda colocação.

Importante salientar a performance do time altoense, campeão piauiense, campeão da Taça Cidade de Teresina (2° turno), campeão da Taça Reinaldo Ferreira, melhor ataque, melhor defesa, e com o goleiro de melhor aproveitamento. Só não fez o artilheiro. A primazia ficou para Viola, do River. A propósito, foi do Galo o destaque nos números referente a pública pagante.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

CAMPEÃO - Associação Atlética de Altos
Vice-campeão - Parnahyba Sport Club
3° River Atlético Clube
4° 4 de Julho Esporte Clube
5° Esporte Clube Flamengo
6° Piauí Esporte Clube
7° Sociedade Esportiva de Picos (rebaixado para a 2ª Divisão)

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA ESTADO DO PIAUÍ (1° TURNO)

CAMPEÃO - Parnahyba, 16 pontos, 5 vitórias, 4 gols de saldo e 12 gols marcados.
2° Altos, 14 pontos, 4 vitórias, 2 gols de saldo e 8 gols marcados.
3° Flamengo, 10 pontos, 3 vitórias, 2 gols de saldo e 9 gols marcados,
4° River, 10 pontos, 2 vitórias, 3 gols de saldo e 9 gols marcados.
5° 4 de Julho, 7 pontos, 2 vitórias, saldo 0 e 8 gols marcados
6° Picos, 7 pontos, 2 vitória, saldo -3 e 8 gols marcados.
7° Piauí, 3 pontos, 1 vitória, saldo -8 e 6 gols marcados.

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA CIDADE DE TERESINA (2° TURNO)

CAMPEÃO - Altos, 17 pontos, 5 vitória, 8 gols de saldo e 15 gols marcados.
2° River, 15 pontos, 4 vitórias, 4 gols de saldo e 14 gols marcados.
3° 4 de Julho, 9 pontos, 2 vitórias, saldo 0 e 9 gols marcados.
4° Piauí, 9 pontos, 2 vitórias, saldo 0 e 8 gols marcados.
5° Parnahyba, 6 pontos, 1 vitória, saldo 0 e 6 gols marcado.
6° Flamengo, 5 pontos, 1 vitória, saldo -4 e 6 gols marcados.
7° Picos, 3 ponto, 1 vitória, saldo -8 e 4 gols marcados.

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA AFRÂNIO NUNES

CAMPEÃO - River, 10 pontos
2° Parnahyba, 6 pontos
3° Picos, 1 ponto
Obs.: confrontos de River, Picos e Parnahyba, entre si, nas duas fases classificatórias.

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA REINALDO FERREIRA

CAMPEÃO - Altos, 13 pontos
2° Flamengo, 10 pontos
3° Piauí, 7 pontos
4° 4 de Julho, 4 ponto
Obs.: confrontos de Altos, Flamengo, Piauí e 4 de Julho, entre si, pelas duas fases classificatórias.

PÚBLICO PAGANTE POR CLUBE
(média por jogo)

1.108 - River (16.631 pagantes em 15 jogos)
907 - Parnahyba (13.613 pagantes em 15 jogos)
780 - Altos (14.056 pagantes em 18 jogos)
754 - Flamengo (9.057 pagantes em 12 jogos)
694 - Picos (8.334 pagantes em 12 jogos).
607 - 4 de Julho (7.895 pagantes em 13 jogos).
444 - Piauí (5.776 pagantes em 13 jogos)

PÚBLICO PAGANTE COMO MANDANTE
(média por jogo)
 
900 - River (7.201 pagantes em 8 jogos)
892 - Picos (5.357 pagantes em 6 jogos).
835 - Parnahyba (5.847 pagantes em 7 jogos)
813 - Altos (8.134 pagantes em 10 jogos)
770 - 4 de Julho (4.620 pagantes em 6 jogos)
765 - Flamengo (4.595 pagantes em 6 jogos)
331 - Piauí (1.987 pagantes em 6 jogos)

PÚBLICO PAGANTE POR CIDADES
(média por jogo)
 
892 - Picos (5.357 pagantes em 6 jogos).
837 - Parnaíba (5.023 pagantes em 6 jogos)
777 - Piripiri (5.444 pagantes em 7 jogos)
730 - Teresina (21.917 pagantes em 30 jogos)

ARTILHEIROS

11 gols - Viola (River).

8 gols - Joelson (Altos).

6 gols - Juninho Pindaré (4 de Julho), Eduardo (Flamengo) e Raphael Freitas (Picos).

5 gols - Manoel (Altos) e Jânio Daniel (Parnahyba).

4 gols - Ted Love (4 de Julho), André Tavares (Altos), Yerién (Parnahyba) e Gleydison (Piauí).

3 gols - Barata (Flamengo) e Candinho (Picos).

2 gols - Maycon, Wilsinho (4 de Julho), Esquerdinha,  Tiaguinho (Altos), Tininho, Thiago Granja, Dênis (Parnahyba), Victor Salvador (Piauí), Tety, Gabriel e Negueba (River).

1 gol - Célio Mata Boi, Régis Pitbul, Pedra Preta (4 de Julho), Uilliam, Leone, Alex Mineiro, Felipe Macena, Jeremias, Patrick Recife  (Altos), Vitor Recife, Joninha, William Goiano, Tiaguinho, Miltão, Capela (Flamengo), Marcos Gasolina, Renan, Dunga, Gilmar Bahia, Doda Maranhense (Parnahyba), Ricardo Oliveira, Sorín, Robério, Lucas Borges, Alisson, Nil, Dudu, Marcelo  (Piauí), Felipe, Raphael Costa (Picos), Oscar Brizuela, Humberto, Rodrigo Tiuí, Cleber Lucas, Osmar e Juninho Paraíba (River).

GOLS CONTRA

1 gol - Humberto (River, em favor de Picos) e Didi (Piauí, em favor de Altos).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO
(média de gols sofridos por jogo)
 
0,87 - Rodrigo Carvalho (Altos) - 10 gols em 14 jogos.

1 gol por jogo -  Santos (Flamengo) - 7 gols em 7 jogos -, -, Alex Alves (Altos) - 3 gols em 3 jogos -, Dida (Altos) e Ribamar (Parnahyba) - 2 gols em 2 jogos.

1,06 - Leandro Silva (River) - 16 gols em 15 jogos.

 1,20 - Evandrízio (Flamengo) - 6 gols em 5 jogos.

1,21 - Alex (Parnahyba) - 17 gols em 14 jogos.
 
1,33 - Jaílson e Neto (4 de Julho) - 8 gols em 6 jogos.

1,40 - Lucas Conceição (Piauí) - 14 gols em 10 jogos.

1,66 - David Amorim (Picos) - 5 gols em 3 jogos.
  
2 gols por jogo - Dionanton (Picos) - 12 gols em 6 jogos - Amaral (Picos) - 6 gols em 3 jogo.
 
2,25 - Dionanton (Picos) - 9 gols em 4 jogos.
 
2,66 - Joel (Piauí) - 8 gols em 3 jogos.
 
4 gols por jogo - Robson (Flamengo) - 4 gols em 1 jogo.

 ESTÁDIOS UTILIZADOS

30 jogos - Lindolfo Monteiro (Teresina).
7 jogos - Ytacoatiara (Piripiri).
6 jogos - Pedro Alelaf (Parnaíba), e Helvídio Nunes (Picos).
1 jogo - Albertão (Teresina).

ÁRBITROS QUE APITARAM

12 jogos - Antônio Santos Nunes.

10 jogos - Antônio Dib Moraes de Sousa

8 jogos - Leonardo Marques Fortes
 
6 jogos - Diego da Silva Castro.

3 jogos - Antônio José Lopes Trindade de Sousa.
 
2 jogos - Hélio Fábio Pinto de Queiróz e Antônio Francisco Cordeiro de Paula.

1 jogo - Leandro Bizio Marinho, Vinicius Gonçalves Dias de Araújo, Raphael Claus (todos de São Paulo), Péricles Basols Pegado Cortez (Pernambuco), Djalma Alves de Lima Filho,  e Lindomar de Araújo Oliveira.

ÁRBITROS ASSISTENTES

11 jogos - Márcio Iglesias Araújo Silva e Alisson Lima Damasceno.
 
9 jogos - Rogério de Oliveira Braga.

7 jogos - Ozeas de Sousa dos Santos.
 
6 jogos - Arnaldo Araújo Santos e Francisco Nurisman Machado Gaspar.

5 jogos - Mauro Cezar Evangelista de Sousa e João Thiago Carvalho Reis.

4 jogos - Wilson dos Santos Júnior, Antônio Sergio de Sousa Araújo, Maura Cunha Costa, Thyago Costa Leitão.

3 jogos - Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (São Paulo), Janystony Rabelo de Melo e Luiz Gonzaga da Silva Filho.

2 jogos - Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (São Paulo), André da Silva Andrade, Francisco das Chagas Santos Filho, Raimundo David dos Reis Alves e José Nilton da Costa.

1 jogo - Luiz Alberto Andrini Nogueira (ambos de São Paulo),  Clovis Amaral da Silva e Charles Rosas Pires (ambos de Pernambuco).

ATAQUES
 
28 gols - Altos.
23 gols - River.
20 gols - Parnahyba.
17 gols - 4 de Julho.
15 gols - Flamengo.
14 gols - Piauí
12 gols - Picos.

DEFESAS
 
15 gols - Altos.
16 gols - River.
17 gols - 4 de Julho e Flamengo.
19 gols - Parnahyba.
22 gols - Piauí,
23 gols - Picos

MARCAS HISTÓRICAS

1° gol - Viola (River), no jogo Picos 2x2 River, em 31/01/2017.
50° gol - Yerién (Parnahyba), no jogo Parnahyba 2x1 Flamengo, em 15/03/2017.
100° gol - Juninho Paraíba (River), no jogo River 2x1 Flamengo, em 19/04/2017.
129° e último gol - Manoel (Altos), no jogo Altos 2x2 Parnahyba, em 17/05/2017.

GOLS MAIS RÁPIDOS

1 minuto - Ted Love (4 de Julho), no jogo Parnahyba 0x1 4 de Julho, em 11/02/2017.
2 minutos - Joelson (Altos), no jogo Altos 3x0 4 de Julho, em 08/04/2017.
2 minutos - Dudu (Piauí), no jogo Piauí 1x1 River, em 16/04/2017.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

6 jogos - Fernando Tonet (Parnahyba) e  Paulinho Kobayashi (altos).
5 jogos - Eduardo Hungaro (River).
3 jogos -  Francisco Diá (Altos).
2 jogos - Luiz Miguel, Pedro Manta (4 de Julho), Fabiano Macau (Piauí), Paulo Ricardo Moroni (picos) e Nivaldo Lancuna (Flamengo 1 e Picos 1).

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

6 jogos - Paulo Moroni (Picos).
5 jogos - Marcão (Piauí) e Fernando Tonet (Parnahyba).
4 jogos - Nivaldo Lancuna (Picos 2 e Flamengo 2).
3 jogos - Luiz Miguel (4 de Julho).
.  

quinta-feira, 18 de maio de 2017

10 motivos que fizeram de Altos o campeão piauiense

Para chegar a esta festa, nada aconteceu por acaso (Foto - Luís Júnior / AA Altos)
Embora estando à distância do cotidiano da Associação Atlética de Altos, observei alguns motivos que, no meu entendimento, foram fundamentais para que o time da terra da manga conquistasse o título do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais. Vamos a eles:

1 - O amor do seu presidente Warton Lacerda pelo futebol. Certamente, em algum lugar do passado, ele imaginava fazer o que tem feito se oportunidade tivesse para tal. A possibilidade surgiu com a vitória da esposa, Patrícia Leal, para o cargo majoritário da Prefeitura de Altos.

2 - A elaboração de um planejamento, desde a fundação da equipe, em 2013, iniciando pela formação da primeira diretoria, comissão técnica primeiros jogadores e amistosos visando a filiação junto a Federação de Futebol do Piauí e a disputa do Campeonato da 2ª Divisão.

3 - O apoio da prefeita Patrícia Leal, que não mediu esforços para, dentro dos parâmetros legais, dar o seu incentivo ao futebol, vislumbrando os frutos que, outrora, já foram colhidos, em situações semelhantes, por Picos (campeão piauiense em 1991, 1994, 1997 e 1998), Parnahyba (campeão em 2004, 2005, 2006, 2012 e 2013), Barras (campeão em 2008) e 4 de Julho (campeão em 1992, 1993 e 2011). À época, todos eles tinham expressivo apoio do poder público municipal.

4 - O acerto na contratação dos jogadores. Desde a 2ª Divisão, Warton Lacerda e seus companheiros mais próximos erraram muito pouco. Sem fazer cálculos mais exatos, imagino cerca de 90% de acerto nas contratações.

5 - A visão de montar-se uma estrutura que fosse, no mínimo, igual à do mais forte adversário - neste caso, o River. Esse tempero foi fundamental para o Jacaré ter a credibilidade na hora de buscar parcerias.

6 - Em cada ação da diretoria, ao passo desses três anos de futebol profissional, a correção de erros anteriores. Quando houve falha, na primeira oportunidade ela foi corrigida. Um dos últimos exemplos pode ser a troca de treinador. Quando o time perdeu Francisco Diá, Warton Lacerda trouxe Ruy Scarpino. Mas viu a tempo que ele não iria muito longe, acertando com Paulinho Kobayashi.
 
7 - A contratação de nomes que podem dar uma referência positiva ao plantel, como foram os casos de Tiaguinho, Roni, Pantico, Carlinhos Bala e agora Eduardo. Com as conquistas, e o futebol apresentado em campo, outros foram sendo vistos e alcançando seu espaço, casos de Esquerdinha, Marcelo, Manoel e Gênesis. Para citar apenas estes exemplos.
 
8 - A criação de mecanismos básicos para divulgação de um clube de futebol que busca afirmação e popularidade. O hino oficial, o mascote, a confecção de camisas para atender a demanda da torcida, a página no facebook com excelente material fotográfico. Quem é do ramo do marketing sabe o quanto isso é fundamental.
 
9 - O aproveitamento da primeira competição nacional para atingir resultados positivos que, certamente, foram importantes nos contatos com profissionais da bola e empresas da iniciativa privada fora sediadas fora do Piauí.
 
10 - Por fim, em face de cada resultado, o crescente apoio da torcida, que passou a ver, no seu representante, um motivo a mais para ter orgulho de ser altoense.

Severino Filho (Buim)
      Editor

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Festa altoense: empate grante título para o Jacaré

Festa de Altos com o título de campeão piauiense (Fotos - Luís Junior / AA Altos).
Ao conseguir empatar o segundo jogo da final diante do Parnahyba, por 2 a 2, na noite desta quarta-feira (17), a Associação Atlética de Altos, caçula do futebol piauiense, sagrou-se campeão estadual da 1ª divisão de profissionais. Um expressivo número de torcedores se fez presente às dependências do Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, com os campeões devendo comemorar o inédito título por toda a madrugada.
 
O Parnahyba, porém, foi um grande adversário. Abriu a contagem com apenas 3 minutos de partida, através de Jânio Daniel, em cobrança de pênalti sofrido por Daivisson. O que parecia impossível, transformava-se numa luz no fim do túnel - fazer mais três gols sem sofrer nenhum. Mas foi apenas um detalhe para dar vida ao último jogo do campeonato.

Marconi (5), Manoel (9), Jeremias (7) e Marcelo (4) comemorando o segundo gol do campeão piauiense.
Sentindo, de certa forma, o desfalque de Esquerdinha, mas nem tanto de Tavares e Vitor Bafana, Altos foi em busca do empate. Viu uma falta cobrada por Tiaguinho transformar-se em bola na trave, e, aos 23 minutos, um pênalti sobre o atacante Manoel, bem cobrado por Joelson, o artilheiro principal do campeão, com 8 gols na competição.
 
Na fase final, o jogo manteve-se equilibrado, mas Jânio Daniel tratou de marcar mais um para o Parnahyba, num chute de fora da área, colocando novamente o Tubarão em vantagem. Por muito pouco tempo. Em 2 minutos, o Jacaré chegaria novamente ao empate, num chute forte e colocado de Manoel.
 
Final de jogo, empate por 2 a 2. Resultado justo para o que os dois times apresentaram. E no resumo da ópera, Altos campeão. Muito mais justo ainda. O caçula do futebol piauiense foi a melhor equipe da competição. Seguramente, o troféu do título - batizado de Rafael Fonteles -, foi um prêmio justo pelo que o Jacaré apresentou desde a primeira rodada.
 
FICHA TÉCNICA
 
ALTOS 2x2 PARNAHYBA (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Final - 2° jogo); Data: 17/05/2017 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina - PI); Arbitragem: Raphael Claus, auxiliado por Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (todos de São Paulo).

Renda: R$ 21.140,00 com 2.514 pagantes (412 não pagantes).

Público total: 2.926 torcedores.
 
Gols: Jânio Daniel (pênalti) 3 e Joelson (pênalti) 23 do 1° tempo; Jânio Daniel 41 e Manoel 43 do 2°.
 
Cartões amarelos: Joelson, Marconi, Patrick Recife (ALT), Ramón, Luciano (PAR).
 
Altos - Rodrigo Carvalho; Chiquinho (Patrick Recife), Leone, Marcelo e Tiaguinho (Netinho); Marconi, Jeremias, Dos Santos e Vagner; Manoel e Joelson (Felipe Macena). Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).;
 
Parnahyba - Alex; Thiago Granja, Gilmar Bahia, Renan e Berg; Ramón, Luciano (Doda Maranhense), Tininho e Dunga (Dênis); Jânio Daniel e Daivison (Yerién). Técnico: João Batista Filho.
 

terça-feira, 16 de maio de 2017

Final do Piauiense terá show da banda All Star

Fonte: Assessoria da FFP
 
A quarta-feira (17) será de decisão no futebol piauiense. Altos e Parnahyba entram em campo amanhã para definir quem será o campeão estadual de 2017. A partida será realizada no Lindolfo Monteiro e terá ingressos promocionais em todos os setores do estádio.
 
Antes da bola rolar, haverá apresentação musical da banda All Star, tocando pop rock acústico. O show acontece das 18h30 às 19h30. Na sequência às 20h, começa o duelo decisivo entre o Jacaré e o Tubarão.
 
Para o segundo jogo da final do estadual, os bilhetes serão vendidos no valor de meia-entrada, custando R$ 25,00 no setor das cadeiras, R$ 15,00 nas arquibancadas e R$ 10,00 no setor da geral.
 
A venda antecipada acontece a partir da tarde desta terça-feira (16) na Sportiva e Banca do Joel. Amanhã, dia da partida, os tickets também poderão ser adquiridos nas bilheterias do Lindolfinho, a partir das 9h.
 
Por ter vencido o primeiro jogo da decisão por 3 a 0, o Altos pode até perder pela mesma diferença de gols que ficará com o título, pois fez melhor campanha ao longo da competição. Já o Parnahyba precisa vencer por quatro gols ou mais de vantagem para levantar o caneco. 
 
 

sábado, 13 de maio de 2017

Cai tabu, Altos faz 3 a 0, e título está encaminhado

Um jogo bem disputado, onde os dois times tiveram oportunidade para abrir o placar, só Altos marcou, deu um basta no tabu de não vencer o Parnahyba, e título fica praticamente encaminhado para o caçula do futebol piauiense. Com a vitória de 3 a 0 na noite deste sábado (13), no Estádio Ytacoatiara, em Piripiri, o Jacaré poderá até perder pela mesma diferença de gols que, ainda assim, será campeão piauiense de 2017.

Com o tempo passando e sem que o placar fosse movimentado, imaginava-se que o título estaria aberto para o segundo jogo, com qualquer um dos finalistas podendo conquista-lo. Nem o mais otimistas dos torcedores do Altos esperava que, a menos de 10 minutos para o final, o Jacaré marcaria três gols. Mas aconteceu.

Se até a trave foi obstáculo no primeiro tempo, os últimos quinze minutos foram para altoense nenhum reclamar. Manoel abriu o caminho da vitória quando converteu o pênalti sofrido por ele mesmo. Felipe Macena garantiu uma boa vantagem ao marcar o segundo gol no minuto final do tempo regulamentar; e Patrick fez o time inteiro colocar a mão na taça ao aproveitar o contra-ataque fulminante que resultou no terceiro gol, já nos acréscimos.

Com a vitória de 3 a 0, e por ter a melhor campanha em todo o campeonato, Altos poderá perder até pelo mesmo placar de 3 a 0 que, ainda assim, será o campeão piauiense de 2017. Só uma vitória parnaibana, por 4 ou mais gols de diferença, tira o título da terra da manga.

FICHA TÉCNICA

PARNAHYBA 0x3 ALTOS (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Final - 1° jogo); Data: 13/05/2017 (sábado à noite); Local: Estádio Ytacoatiara (em Piripiri - PI); Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araújo, auxiliado por Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (todos de São Paulo).

Renda: R$ 4.398,00 com 824 pagantes (114 não pagantes).

Público total: 938 torcedores.

Gols: Manoel (pênalti) 37, Felipe Macena 45 e Patrick 48 do 2° tempo.

Cartões amarelos: Ramón, Alex (PAR) e Esquerdinha (ALT).

Parnahyba - Alex; Thiago Granja, Gilmar Bahia, Renan e Berg; Ramón, Dênis (Fabiano), Marcos Gasolina (Yerién) e Dunga; Jânio Daniel e Doda Maranhense. Técnico: Fernando Tonet.

Altos - Rodrigo Carvalho; Chiquinhom, Leone, Marcelo e Tiaguinho; Marconi (Patrick), Dos Santos e Esquerdinha (Felipe Macena); André Tavares, Manoel e Joelson (Jeremias). Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).

Parnahyba: que ninguém duvide da força do Tubarão

A torcida do Tubarão é uma das mais fiéis do nosso futebol (Fotos - Blog do Jonys)
Se, por um lado, Altos está jogando o melhor futebol do atual campeonato e por isso é natural que seja encarado como virtual favorito ao título, por outro, é bom ninguém duvidar do que é capaz um time cheio de jogadores experientes e acostumados a conquista de títulos, tão bem dirigido quanto seu adversário desta final.
 
Com larga experiência no futebol amador parnaibano, João Batista Filho não chegou à toa para presidir o Parnahyba Sport Club. É muito organizado e não costuma errar nas contratações. É bem verdade que o apoio do poder público está bem aquém do que ocorre no Altos, mas o plantel que formou pode superar tudo isso.
 
Batista Filho: fora do campo, um grande dirigente à frente do Tubarão.
 
A propósito, foi o que fez no primeiro turno, quando sagrou-se campeão quando poucos esperavam que o Parnahyba chegasse sequer à final. Com uma inflamada torcida, que não mede esforços para apoiar o Tubarão, o time costuma vender muito caro um resultado adverso. O plantel não é tão rico em opções quanto o de Altos, mas resolve.
 
Parnahyba ganhou o 1° turno. Vovê é acostumado a títulos.
Um dos principais campeões do século XXI, o vovô do futebol piauiense, fundado em 1° de maio de 1913, já sagrou-se campeão da nossa principal competição em 12 oportunidades, as cinco últimas em 2004, 2005, 2006, 2012 e 2013. Este ano, ficou com a Taça Estado do Piauí, como campeão do 1° turno.
 
Para apimentar mais ainda os dois jogos finais do Campeonato Piauiense, é bom não esquecer que existe um tabu em jogo: em dois anos na 1ª divisão, o Parnahyba nunca perdeu para Altos. É certo que agora é uma nova história, mas pode servir de motivação para ambos. Para o Parnahyba manter o tabu; para Altos, acaba-lo.
 
 

Altos: em contagem regressiva para o título da temporada

Altos festejando título. Não tem acontecido por acaso (fotos - Luís Junior / AA Altos).
A poucas horas do início da primeira partida da final do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais, a Associação Atlética de Altos prossegue sua contagem regressiva para a conquista do primeiro título da principal competição do nosso futebol. A julgar pelas últimas atuações e a estrutura que hoje é colocada dentro da equipe, as chances são muito grandes.
 
Fruto do amor de seu presidente, Warton Lacerda, pelo futebol, e do apoio de sua esposa, a prefeita municipal da cidade de Altos, Patrícia Leal, a Associação Atlética de Altos tem apenas três anos de profissionalismo. Neste curto espaço, foi campeã da 2ª Divisão em 2015 e vice-campeã da 1 ª divisão no ano passado.
 
André Tavares comemora contra o River. Em campo, Altos está irresistível.
 
No atual campeonato, ficou com os troféus da Taça Reinaldo Ferreira (jogos apenas entre Altos, Piauí, Flamengo e 4 de Julho) e da Taça Cidade de Teresina (2° turno do próprio campeonato). O principal deles está a apenas dois jogos, e, por ter melhor índice técnico, a dois empates de ser abocanhado.
 
Fora de campo, o presidente Warton Lacerda tem sido inteligente na hora de utilizar a estrutura que está a seu alcance. Nesses três anos de atividade profissional, quase 100% das contratações deram certo. Um ou outro erro, mas com percentual de acerto acima do ideal Tem sido assim até na formação da comissão técnica.
 
Warton e Patrícia (em segundo plano), marido e mulher, presidente e prefeita, não medem esforços para ver o Jacaré campeão.
O reflexo tem sido imediato, dentro das quatro linhas, com o time jogando um grande futebol há vários meses, mesmo com algumas mudanças de jogadores. Num somatório geral do atual campeonato, é o melhor, mesmo com a perda do primeiro turno. Aliás, diga-se de passagem, com um erro de arbitragem que, se não tivesse ocorrido, talvez o time hoje já fosse o campeão, de ponta a ponta.
 
Por fim, ressalte-se, também, o fundamental apoio do poder público. Patrícia Leal, esposa do presidente e prefeita de Altos, não mede esforços para dar seu contributo. Certamente que dentro da legalidade. Apoio que sai do gabinete para a arquibancada. Em resumo, é o que observamos. Por isso entendermos que aqui está o favorito. Pelo menos se jogar o que vem jogando nos últimos compromissos.
 

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Acaba o sonho do tetra. Altos é o campeão!

Um dos destaques da partida, Esquerdinha comemora seu gol, que selou a vitória do Jacaré (Foto - Luís Junior/AA Altos)
Um resultado incontestável. É o mínimo que se pode afirmar da vitória de Altos sobre o River, na noite desta quarta-feira (10), por 3 a 1, com o Jacaré conquistando o título da Taça Cidade de Teresina (o 2° turno do Campeonato Piauiense), apagando qualquer possibilidade do River chegar ao tetracampeonato.
 
Com muito mais volume de jogo, Altos já poderia até ter definido a sua vitória ainda no primeiro tempo, mas perdeu boas oportunidades e ficou apenas no 1 a 0, gol de André Tavares, que aproveitou uma defesa parcial do goleiro Leandro. Com 1 a 0 para o Jacaré, os times foram para o intervalo.

Leandro defende parcialmente, e Tavares vai chegando para cabecear e marcar o 1° gol (Foto - Luís Junior/ AA Altos)
 
Na fase final, o River melhorou muito nos primeiros 25 minutos, a ponto de chegar ao gol do empate, assinalado por Oscar, com a cabeça, aproveitando levantamento de Tety. Quando buscava o segundo gol, o Galo descuidou-se da marcação e levou dois gols decisivos, que deram a garantia da vitória e do título ao caçula do Campeonato Piauiense.
 
Aos 26 minutos, Jeremias aproveitou-se da defesa parcial do goleiro tricolor, que acabara de evitar o gol de Manoel. E quatro minutos mais tarde, Esquerdinha colocou 3 a 1 no placar, praticamente garantindo o triunfo altoense. Em síntese, uma vitória incontestável do melhor time do segundo turno. Seria injusto o troféu Fernando Modesto ir para outra equipe.
 
Foi o primeiro título de Altos na divisão principal do futebol piauiense. Antes, a equipe já havia conquistado a 2ª divisão, em 2015. Agora será conhecido o campeão da temporada. Entre Parnahyba, campeão do 1° turno, e Altos, campeão do 2°. Se houver empate nos dois jogos, ou cada time vencer pela mesma diferença de gols, o título será de Altos, que fez melhor campanha em toda a competição. O primeiro jogo acontecerá sábado à noite, em Piripiri, devido o Parnahyba ter perdido o mando de campo de 2 jogos, em punição da Justiça Desportiva.
 
FICHA TÉCNICA
 
RIVER 1x3 ALTOS (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Final); Data: 10/05/2017 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina); Arbitragem: Leandro Bizzio Marinho, auxiliado por Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Luiz Alberto Andrini Nogueira (todos de São Paulo).

Renda: R$ 27.219,00 com 1.954 pagantes (478 não pagantes).

Público total: 2.432 torcedores.
 
Gols: André Tavares (cabeça) 24 do 1° tempo; Osmar (cabeça) 14, Jeremias 26 e Esquerdinha 30 do 2°.
 
Cartões amarelos: Humberto, Gabriel, Oscar Brizuela, Amarildo, Tety, Negueba (RIV), Vagner, Jeremias, Dida, Marcelo e Vitor Bafana (ALT).
 
Obs.: com este resultado, Altos sagrou-se campeão da Taça Cidade de Teresina (2° turno do Campeonato Piauiense) e recebeu o troféu Fernando Modesto.
 
River - Leandro Silva; Amorim, Oscar Brizuela, Gabriel e Wesley (Negueba); Amarildo, Juninho Paraíba, Humberto (Tety) e Osmar (Rossales); Viola e André Luiz. Técnico: Eduardo Pedro Hungaro.
 
Altos - Rodrigo Carvalho; Dos Santos, Vitor Bafana, Marcelo e Tiaguinho; Marconi (Felipe Macena), Vagner e Esquerdinha; André Tavares (Leone), Manoel e Joelson (Jeremias). Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).

Fernando Modesto será homenageado com troféu da final

Fernando Modesto receberá homenagem com troféu da Taça Cidade de Teresina.
Fonte: Assessoria da FFP
 
Nesta quarta-feira (10), River e Altos entram em campo para a decisão da Taça Cidade de Teresina, o segundo turno do Campeonato Piauiense. O jogo será às 20h, no Estádio Lindolfo Monteiro, e o time vitorioso irá disputar com o Parnahyba – vencedor do primeiro turno – o título de campeão piauiense de 2017.
 
A equipe que sagrar-se campeã do returno do estadual irá receber o troféu Dr. Fernando Modesto de Sousa, homenagem da Federação de Futebol do Piauí ao desportista e médico do Esporte Clube Flamengo.
 
Os ingressos para o duelo entre o Galo e o Jacaré já estão sendo vendidos na Sportiva, Lojas Noroeste e na sede da FFP, no valor de R$ 50,00 nas cadeiras, R$ 30,00 nas arquibancadas e R$ 20,00 na geral. Amanhã, a partir das 9h, os bilhetes também poder ser adquiridos na bilheterias do Lindolfinho.
 
Caso a partida entre River e Altos termine empatada nos 90 minutos de jogo, teremos uma prorrogação com 30 minutos divididos em dois tempos de 15. Na prorrogação, o River joga pelo empate por ter feito a melhor campanha do primeiro turno.
 

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Onde encontrar o vol. 3 da Memória do Futebol Piauiense

Postos de venda - Preço do exemplar: R$ 30,00

Em Teresina:

Livraria Entre Livros - Avenida Dom Severino

Livraria Anchieta - Av. N. S. de Fátima

Banca do Tomaz - Pç. João Luís Ferreira

Banca do Joel - Pç. Pedro II

Banca do Roberval - Pç. Rio Branco, atrás do Luxor Hotel

Banca do Toinho - Aeroporto de Teresina

Geraldo do Vinil - Rua Quintino Bocaiúva - Mafuá

Banca do Comercial Carvalho - Av. Homero Castelo Branco

Banca São Cristóvão - Av. Homero Castelo Branco

Banca da Joelma - Avenida Jockey Club

Tocata Discos - Rua Angélica

Em Parnaíba:

Em breve, na Banca do Louro - Praça da Graça

domingo, 7 de maio de 2017

Renê e Rômulo: a dupla piauiense campeã carioca


Depois da conquista do título de campeão carioca, como atletas do Flamengo, a dupla piauiense que atua no clube da Gávea fez questão de posar com a bandeira do Estado do Piaui. Nascidos na cidade de Picos, eles alcançaram a proeza que outro piauiense também já havia ganho - o lateral direito Zé Maria, natural de Oeiras, campeão carioca pelo mesmo Flamengo em 1996.


sábado, 6 de maio de 2017

Em jogo de 120 minutos, empate e classificação do River

Foram 120 minutos de um grande jogo, onde o River levou a melhor com o empate (Foto - Eduardo Frota / Cidadeverde.com)
Em outra semifinal com disputa extenuante do primeiro ao último minuto, onde o jogo teve que ser prorrogado para se conhecer o classificado, o River eliminou o Piauí na tarde/noite deste sábado (06), no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, após empate de 2 a 2 que beneficiou o time de melhor índice técnico.
 
O jogo teve dois tempos distintos, com o River melhor na primeira fase e o Piauí superando seu adversário na fase final. Com isso, ambos venceram cada tempo pelo mesmo placar. No primeiro período, 2 a 0 para o River, dois gols de cabeça, de Viola e Gabriel. Na fase de complemento, 2 a 0 para o Piauí, com outros dois gols de cabeça, de Marcelo e Gleydison.
 
De acordo com o regulamento, o empate no tempo normal tria que prorrogar o jogo em mais 30 minutos. Na prorrogação, logo aos 3 minutos, Ricardo Oliveira foi expulso e deixou tudo igual, já que Rodrigo Tiuí já havia sido expulso anteriormente. O River voltou a jogar bem e conseguiu o resultado que lhe garantiu a vaga para fazer a decisão da Taça Cidade de Teresina na noite da próxima quarta-feira, contra Altos, que eliminou o 4 de Julho na outra semifinal. 
 
FICHA TÉCNICA
 
RIVER 2x2 PIAUÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Semifinal); Data: 06/05/2017 (sábado à tarde); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina - PI); Arbitragem: Antônio Santos Nunes, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e João Thiago Carvalho Reis.

Renda: R$ 26.350,00 com 1.071 pagantes (178 não pagantes).

Público total: 1.249 torcedores.
 
Gols: Viola (cabeça) 18 e Gabriel (cabeça) 34 do 1° tempo; Marcelo (cabeça0 27, Gleydison (cabeça) 31 do 2°.
 
Obs.: como o empate no tempo normal não definia o time classificado para a final, o jogo foi prorrogado em mais 30 minutos, permanecendo o placar de 2 a 2, agora com vantagem para o River, que ficou com a vaga para a final do 2° turno, por ter melhor índice técnico que seu adversário.
 
Cartões amarelos: Amorim, Osmar, Wesley, Gabriel, Rodrigo Tiuí, Juninho Paraíba, Tety (RIV), Sorín, Gleydison, Caíque, Ricardo Oliveira, Marcelo e Nil (PIA),
 
Expulsão: Rodrigo Tiuí, aos 19 do 2° (segunda advertência), e Ricardo Oliveira, aos 3 do 2° da prorrogação.
 
River - Leandro; Amorim (Rossales), Brizuella, Gabriel e Wesley; Amarildo, André Luiz (Tety), Humberto e Keninha (Osmar); Rodrigo Tiuí e Viola. Técnico: Eduardo Pedro Hungaro.
 
Piauí - Lucas Conceição; Sorin (Ricardo Oliveira), Marcelo, Alisson e Cinelton; Caíque, Dudu, Wander e Testinha; Breno (Gleydison) e Nil. Técnico: Marcos Antônio dos Santos (Marcão).

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Altos vence e vai jogar terceira final de turno consecutiva

Depois de marcar o gol da classificação, Manoel sai comemorando (Foto - Luís Junior / Assessoria de Altos)
Num jogo com animada presença das duas torcidas, onde o adversário dificultou até onde foi possível, Altos superou o 4 de Julho na noite desta sexta-feira (05), com um gol no último minuto do tempo regulamentar, marcado pelo atacante Manoel.  Quando tudo se encaminhava para a prorrogação, o Jacaré confirmou sua presença na terceira final de turno consecutiva.
 
A equipe do 4 de Julho armou um esquema defensivo muito seguro, e ainda contou com a sorte quando uma bola chutada por Tavares chocou-se contra o travessão. Com um volume de jogo bem mais forte, o Jacaré evitou a disputa da prorrogação com o gol do artilheiro Manoel.
 
Depois que ascendeu à divisão principal do futebol piauiense, será a terceira final de turno do time altoense, que perdeu as duas anteriores (para o River, o 2° turno do ano passado, quando até venceu, mas escalou um atleta irregular, e para o Parnahyba, o 1° turno deste ano). O primeiro objetivo foi alcançado: chegar à final. Falta o primeiro título, que será disputado contra o vencedor de River x Piauí, que enfrentarão na outra semifinal, na tarde deste sábado. 
 
FICHA TÉCNICA
 
ALTOS 1x0 4 DE JULHO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Semifinal); Data: 05/05/2017 (sexta-feira à noite); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina - PI); Arbitragem: Pericles Bassols Pegado Cortez, auxiliado por Clovis Amaral da Silva e Charles Rosas Pires (todos de Pernambuco).

Renda: R$ 4.390,00 com 562 pagantes (132 não pagantes).

Público total: 694 torcedores.
 
Gol: Manoel 45 do 2° tempo.
 
Cartões amarelos: Vitor Bafana, Manoel, Esquerdinha, Vagner (ALT), Wilsinho e Paulo Maranhão (4J).
 
Altos - Dida; Chiquinho (Esquerdinha), Vítor Bafana (Leone), Marcelo e Tiaguinho; Marconi, André Tavares, Dos Santos e Vagner; Manoel e Joelson (Jeremias). Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).
 
4 de Julho - Neto; Wilsinho (Jorginho), Paulo Maranhão, Hugo (Maycon) e Toninho Bahia (Diguinho); Charles Paraíba, Régis Pitbul, Binha e Juninho Pindaré; Célio Mata Boi e Ted Love. Técnico: Pedro de Siqueira Manta.

TJD absolve Piauí no jogo em que o time ficou com 6

Num resultado inédito em competições oficiais do futebol brasileiro, a Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva absolveu o Piauí Esporte Clube por unanimidade, mantendo o resultado de campo (empate de 1 a 1) no jogo em que o time rubro-anil ficou reduzido a 6 atletas em campo
 
Como a perda de pontos não está vinculada ao ato de simular contusão para encerrar o jogo antes do tempo regulamentar, mas ao número insuficiente de jogadores para prosseguir na partida (o mínimo são 7 atletas), as possibilidades de sucesso do Piauí eram remotas. Acima de tudo pelo histórico de decisões semelhantes.
 
O advogado do Piauí, de forma brilhante, conseguiu convencer os auditores de que o Piauí não deu causa ao encerramento da partida, pois os atletas contundidos não simularam esta situação. Resumo da ópera: absolvição por unanimidade. Com a decisão da Comissão Disciplinar, o Piauí permanece com 11 pontos e Picos cai para a 2ª Divisão.
 

segunda-feira, 1 de maio de 2017

LANÇAMENTO NESTA TERÇA, DIA 02, 19 HORAS, AGAVES BAR - AVENIDA LINDOLFO MONTEIRO


AS HISTÓRIAS DO RIO NEGRO E DO BOTAFOGO

ÍDOLOS ETERNOS: SIMA, TOINHO, MOTA E TUÍCA

OS CAMPEONATOS PIAUIENSES DE 1962 (RIVER PENTA) E 1963 (RIVER HEXA)

O TIRADENTES NA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO DE 1975

O FLAMENGO NA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO DE 1976

OS TIMES QUE MAIS JOGARAM O CAMPEONATO PIAUIENSE

OS GOLS MAIS RÁPIDOS DO CAMPEONATO PIAUIENSE

DICIONÁRIO DOS CAMPEÕES - O PERFIL DE MAIS 46 ATLETAS CAMPEÕES PIAUIENSES

MAIS DOIS JOGOS INESQUECÍVEIS

182 PÁGINAS - 75 FOTOS - PREÇO DO EXEMPLAR: R$ 30,00