domingo, 18 de junho de 2017

Altos perde jogo e liderança na Série D do Brasileiro

Jogando na tarde deste domingo (18), no Estádio Leandrão, em Barra do Corda (MA), a equipe do Altos conheceu sua segunda derrota na Série D do Campeonato Brasileiro, perdendo a liderança do grupo pela primeira vez. Diante do Cordino local, o campeão piauiense até que abriu a contagem, mas terminou perdendo por 2 a 1.
 
Todos os gols foram assinalados no primeiro tempo da partida, os dois primeiros de cabeça. Manoel fez 1 a 0 para Altos, aos 16 minutos, mas Emerson igualou em seguida. O gol da virada ocorreu já nos acréscimos, em jogada concluída pelo atacante Casagrande. Na fase final, o Cordino ainda ficou com um a menos, devido a expulsão de Regis Pitbul, mas o placar não mais foi alterado.
 
No outro jogo do grupo, o Santos venceu o Tocantins, por 1 a 0, e assumiu a liderança, agora com 10 pontos ganhos. Altos e Cordino somam 7 pontos, mas o time piauiense ocupa o 2° lugar, com maior saldo de gols (4 contra -3). O Tocantins, já eliminado, tem apenas 4 pontos. Na última rodada, domingo próximo, jogam Altos x Tocantins e Santos x Cordino.
 
FICHA TÉCNICA
 
CORDINO (MA) 2x1 ALTOS (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 5ª rodada - Grupo A4); Data: 18/06/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Leandrão (Barra do Corda - MA); Arbitragem: Daniel Victor Costa Silva (Rio Grande do Norte), auxiliado por Antônio Fernando de Sousa Santos e Djavan Costa da Silva (locais).
 
Gols: Manoel (cabeça) 16, Emerson (cabeça) 24 e Casagrande 46 do 1° tempo.
 
Cartões amarelos: Ulisses, Régis Pitbul, Júnior Negão, Casagrande (COR), Felipe Macena, Leone, Vagner e Patrick Recife (ALT).
 
Expulsão: Régis Pitbul, aos 10 do 2°, por prática de jogo brusco (segunda advertência).
 
Cordino (MA) - Eduardo Alves; Matheus, Da Silva, Emerson e Bruno Limão; Júnior Negão, Régis Pitbul, Alisson e Ulisses; Casagrande (Roni) e Marnhão (Felipe). Técnico: Marlon Francisco Cutrim Rosa.
 
Altos - Dida; Dos Santos, Leone, Marcelo e Jefferson Abreu (Patrick Recife); Felipe Macena, Vagner e Esquerdinha; Joelson, Manoel e Alex Mineiro (Jeremias). Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).
 

sábado, 17 de junho de 2017

Amarildo será homenageado antes do seu 100° jogo oficial

Primeiro agachado, a partir da esquerda, Amarildo posa com o River, antes de um dos seus 99 jogos oficiais pelo Galo (Foto - Maurício Pokémon)
 
Em registro que deverá acontecer momentos antes do jogo River x Maranhão, pela Série D do Campeonato Brasileiro, na tarde deste domingo (180, no Estádio Lindolfo Monteiro, a diretoria do River Atlético Clube prestará homenagem ao volante Amarildo, que completará seu 100° jogo oficial com a camisa tricolor.
 
Apesar de já ter ultrapassado a significativa marca dos 100 jogos pelo Galo, a diretoria está considerando apenas as partidas oficiais de competição. Além dos 99 jogos oficiais já disputados pelo River, Amarildo também atuou em amistosos contra o Sampaio Correa (2 jogos), Piauí e 4 de Julho. Porém, oficialmente, entrará em campo pela 100ª vez na tarde deste domingo.
 
Marcelo Amarildo de Jesus tem 32 anos. É natural de Taguatinga, Distrito Federal, onde nasceu no dia 20 de março de 1985. Foi contratado em 2014, e conquistou os três campeonatos ganhos pelo River em 2014/15/16. Na temporada passada, foi distinguido com o Troféu Rui Lima. Entre 2016 e 2017, passou alguns meses no Botafogo da Paraíba, motivo pelo qual não disputou a Copa do Nordeste e nem a Copa do Brasil deste ano pelo time tricolor.

A programação inclui a camisa n° 100 que Amarildo vai usar durante a partida. Além do volante tricolor, vários torcedores serão homenageados, dentre eles Sheylla Castelo Branco, esposa do presidente do Conselho Deliberativo do River, Delson Castelo Branco.
 
OS 99 JOGOS OFICIAIS DE AMARILDO PELO RIVER
 
Campeonato Piauiense - 46
Campeonato Brasileiro (Série D) - 25
Campeonato Brasileiro (Série C) - 11
Copa do Nordeste - 11
Copa do Brasil - 6
Total - 99 partidas
 

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Em busca da classificação, River recebe três reforços

O River ganhou nesta terça-feira (13/06), três novos nomes para compor o elenco que está na disputa do Campeonato Brasileiro Série D. O Galo anunciou a contratação do zagueiro Luis Fernando, do lateral-direito Ceará e do atacante Maranhão.
 
O zagueiro Luís Fernando chega ao River por empréstimo do Moto Club, onde conquistou o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro em 2016. O atleta tem 26 anos e teve passagem pelo Maranhão, Anapolina e Uniclinic.
 
O lateral-direito Ceará chega após disputar o Campeonato Alagoano pelo ASA de Arapiraca. Aos 29 anos, o jogador tem passagens pelo Anápolis, XV de Piracicaba e Itabaiana.
 
Já o atacante Maranhão não é desconhecido do torcedor riverino. Com passagens pelo River em 2012 e 2013, o jogador de 31 anos volta a vestir a camisa tricolor após disputar o Campeonato Gaúcho pela Lajeadense.
 
Os jogadores já estão tendo seus contratados preparados para ganharem condição de jogo ainda nesta semana quando, no domingo (18/06), o River enfrenta o Maranhão pela quinta rodada da Série D do Brasileirão no Lindolfo Monteiro.

domingo, 11 de junho de 2017

River vence novamente e continua vivo na Série D

Num resultado obtido com grandes dificuldades, o River voltou a vencer o Potiguar de Mossoró, desta feita no Estádio Lindolfo Monteiro, por 2 a 1, em jogo pelo Grupo A5 da Série D do Campeonato Brasileiro. Com a vitória deste domingo (11), o Galo continua visando sua classificação para a segunda fase da competição.
 
Os três gols da partida ocorreram no primeiro tempo, quando Viola abriu a contagem aos 11 minutos, após passe do volante Amarildo. O time potiguar chegou ao empate, com Edson Capacete, mas não demorou para o zagueiro Gabriel colocar o Galo novamente em vantagem, usando a cabeça para tirar a bola do alcance de Milton Boqueirão.
 
O Galo ainda sofreu grande pressão do adversário, andou perto de sofrer o empate, mas concluiu os 90 minutos com uma boa vitória.Embora ocupe a terceira posição, o River está a apenas 1 ponto dos demais concorrentes que estão à sua frente, Maranhão e Guarany de Sobral, seus próximos adversários, que somam 7 pontos cada um. O River, pois, está vivo em busca da classificação.
 
FICHA TÉCNICA
 
RIVER 2x1 POTIGUAR DE MOSSORÓ - RN (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 4ª rodada - Grupo A5); Data: 11/06/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina - PI); Arbitragem: Gleydson Ferreira Leite (Pernambuco), auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Marcio Iglesias Araújo Silva (locais).
 
Gols: Viola 11, Edson Capacete 16 e Gabriel (cabeça) 20 do 1° tempo.
 
Cartões amarelos: Amarildo, Tiaguinho, Allan Miguel (RIV), Luan e Romeu (POT).
 
Expulsão: Allan Miguel, aos 45 do 2°, por atitude anti-desportiva (simulação de pênalti), ao receber a segunda advertência com cartão amarelo.
 
River - Leandro; Gilberto Matuto, Oscar Brizuela, Gabriel e Tiaguinho; Amarildo, Neto (Negueba), Testinha (Keninha) e Fabiano (Allan Miguel); Viola e Tety. Técnico: Lucas Andrade.
 
Potiguar de Mossoró (RN) - Milton Boqueirão; Nicollas, Luan (Gustavo) e Romeu; Leo Cunha, Rafael Potiguar, Jozicley, Titico Cearense (Cris) e Gleryston; Edson Capacete e Dedé Macaíba (Guilherme). Técnico: Mastrillo Veiga.


Altos empata no norte e continua na liderança

Mesmo surpreendido por um gol relâmpago marcado antes do primeiro minuto da partida, o Altos reagiu, dominou boa parte do jogo, mas ficou apenas no empate (1 a 1) diante do Santos, neste domingo (11), no Estádio Zerão, em Macapá (AP). Embora tenha deixado escapar a vitória, o campeão piauiense mantém-se na liderança do Grupo A4 da Série D do Campeonato Brasileiro, à frente do próprio Santos no critério de saldo de gols, uma vez que estão com mesmo número de pontos (7).

A 52 segundos de jogo, Fabinho colocou o time da casa na frente. Voltando a jogar seu bom futebol, o Jacaré foi atrás do empate, conseguindo-o aos 18 minutos do 2° tempo com o artilheiro Manoel. Até os acréscimos, perdeu inúmeras oportunidades de deixar o Zerão com os três pontos. Na próxima rodada, enfrentará o Cordino, em Barra do Corda (MA).

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1x1 ALTOS (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 4ª rodada - Grupo A4); Data; 11/06/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Zerão (Macapá - AP); Arbitragem: Antonio Carlos Pequeno Frutuoso (Amazonas), auxiliado por Inácio Barreto da Camara e Roberto Soares dos Santos Junior (locais).

Gols: Fabinho 52 segundos do 1° tempo; Manoel 18 do 2°.

Cartões amarelos: Lessandro, Jean, Balão Marabá, Bruno Maranhão (SAN), Dos Santos, Tiaguinho e Vagner (ALT).

Santos (AP) - Axel; Juninho, Dedé, Jeferson Jari e  Roberto Batata; Lessandro, Balão Marabpa, Rafinha (Da Silva) e Fabinho; Jean Marabaixo (Luciano Mota) e Denílson (Bruno Maranhão). Técnico: Edson Porto.

Altos - Rodrigo Carvalho; Dos Santos, Leone, Marcelo e Tiaguinho; Marconi (Felipe Macena), Jeremias (Nonato), Vagner e Esquerdinha; Manoel (Alex Mineiro) e Eduardo. Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).

Tubarão vence e mantém chances de classificação

Ao vencer o Guarani de Juazeiro do Norte, na tarde deste domingo (11), por 2 a 0, no Estádio Pedro Alelaf, diante de sua torcida, o Parnahyba manteve 100% de aproveitamento nos jogos em casa e continua com boas chances de classificação para a segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro.
 
Foi um jogo difícil, onde o vice-campeão piauiense só foi encontrar o caminho do gol quando o cronômetro já assinalava 37 minutos da fase final. Cobrando penalidade máxima sofrida por Deivison, o atacante Fabinho colocou o Tubarão na frente, estabelecendo 1 a 0 no marcador.
 
Já nos acréscimos, Berg serviu a Deivison, que deu números finais, colocando 2 a 0 para o Parnahyba. Foi a segunda vitória do quadro azulino no Grupo A6, onde figura entre os times que podem se classificar para a próxima fase, com 6 pontos ganhos. Na próxima rodada, o Parnahyba receberá o América, de Recife, no Estádio Pedro Alelaf.

FICHA TÉCNICA

PARNAHYBA 2x0 GUARANI DE JUAZEIRO DO NORTE - CE (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 4ª rodada - Grupo A6); Data: 11/06/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Pedro Alelaf (Parnaíba - PI); Arbitragem: Emerson Ricardo de Almeida Andrade (Bahia), auxiliado por Mauro Cezar Evangelista de Sousa (local) e Djavan Costa da Silva (Maranhão).
 
Gols: Fabinho (pênalti) 37 e Deivison 46 do 2°.

Cartões amarelos: Renan, Beto (goleiro reserva), Ramón, Thiago Granja (PAR), Laílson, Anastácio, Luís Gustavo (GJ).

Parnahyba - Alex; Thiago Granja, Gilmar Bahia, Renan e Berg; Moisés (Luciano), Ramón, Tininho (Raphinha) e Dunga; Jânio Daniel e Fabinho. Técnico: Vladimir de Jesus Vieira.

Guarani de Juazeiro do Norte (CE) - Leo; Talison, Pedro Lucas, Luis Gustavo e Rafael; Carlos André, Da Silva, Leilson (Ronda) e Assisinho (Guidio); Ítalo e Anastácio.

domingo, 4 de junho de 2017

Galo vence fora de casa e mantém esperança

Ao derrotar o Potiguar de Mossoró, na tarde deste domingo (04), por 2 a 0, no Estádio Edgarzão, em Assu (RN), o River ganhou seus primeiros três pontos e mantém a esperança de classificação no Grupo A5 da Série D do Campeonato Brasileiro. Com o triunfo de hoje, o Galo se recupera da derrota em casa, na primeira rodada.
 
O primeiro gol riverino nasceu de um escanteio cobrado por Testinha, que Humberto desviou para as redes com a cabeça, no início do segundo tempo. Nos acréscimos, quando o placar parecia que ficar no 1 a 0, Negueba fez o segundo gol, dando números finais ao marcador. No outro jogo do grupo, o Maranhão confirmou a liderança ao vencer o Guarany de Sobral, por 1 a 0. O MAC tem 7 pontos, o Guarany, 4, o River, 3, e o Potiguar, na lanterna, apenas 2.

FICHA TÉCNICA

POTIGUAR DE MOSSORÓ 0x2 RIVER (Campeonato Brasileiro de Futebol – Série D – 1ª fase – 3ª rodada – Grupo A5); Data: 04/06/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Edgarzão (Assu – RN); Arbitragem: André Rodrigo Rocha (Tocantins), auxiliado por Luís Carlos de França Costa e Ruan Neres Souza de Queirós (locais).

Gols: Humberto (cabeça) 5 e Negueba 47 do 2°.

Cartões amarelos: Batata (P), Fabiano, Amarildo, Testinha (RIV)

Expulsão: Humberto (que já havia sido substituído), aos 34 do 2°, por ofensas morais.

Potiguar de Mossoró - Milton Boqueirão, Léo Cunha, Nicollas, Romeu e Augusto; Batata (Ila), Jozicley, Rafael Potiguar (Leozinho) e Cri; Dedé Macaíba e Titico Cearense (Gustavo). T&eacu te;cnico: Mastrillo Veiga.

River – Leandro; Gilberto Matuto, Oscar Brizuela, Gabriel (Negueba) e Tiaguinho; Amarildo, Neto, Humberto (Allan Miguel) e Fabiano (Testinha); Tety e Viola. Técnico: Lucas Andrade.

Parnahyba perde a segunda e já não é mais o líder

Cumprindo sua terceira apresentação na Série D do Campeonato Brasileiro, o Parnahyba voltou a perder por 1 a 0. Na tarde deste domingo, a derrota foi para o Guarani, em Juazeiro do Norte, e significou, também, a perda da liderança do Grupo A6 da competição, agora com o próprio Guarani e o América pernambucano nas duas primeiras posições.
 
O gol que decidiu a partida foi assinalado pelo atacante Ítalo, ex-Flamengo e Piauí, agora batizado de Ítalo Paraíba. Aos 19 minutos, ele aproveitou uma falta cobrada por´Leílson e usou a cabeça para colocar o Cacique do Vale em vantagem no marcador. Mas ficou nisso: Guarani de Juazeiro do Norte 1 x Parnahyba 0. No outro jogo do grupo, vitória do América sobre o Globo, também por 1 a 0.
 
FICHA TÉCNICA
 
GUARANI 1x0 PARNAHYBA (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 3ª rodada - Grupo A6); Data: 04/06/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Romeirão (Juazeiro do Norte - CE); Arbitragem: Fábio Augusto Santos Sá Júnior (Sergipe), auxiliado por Renan Aguiar da Costa e Samuel Oliveira Costa (locais).
 
Gol: Ítalo Paraíba (cabeça) 19 do 1° tempo.
 
Cartões amarelos: Mattheus (GUA), Tiago Granja e Siderval (PAR).
 
Expulsão: Mattheus, aos 15 do 2°, por prática de jogo brusco.
 
Guarani - Leo; Tallison, Reginaldo (Pedro Lucas), Luiz Gustavo e Mattheus; Dim, Leílson, Da Silva e Assiszinho (Ronda); Ítalo Paraíba (Guidio) e Ítalo. Técnico: Washington Luiz dos Santos.
 
Parnahyba - Alex; Tiago Granja, Moisés, Renan e Siderval; Ramón, Deivison (Fabinho), Luciano (Giolmar Bahia) e Tininho (Rafinha); Jânio Daniel e Vitinho. Técnico: Vladimir Vieira de Jesus.

 

sábado, 3 de junho de 2017

Altos perde invencibilidade, mas continua líder na Série D

Sem repetir as suas últimas atuações, e demonstrando sentir a falta do apoio da torcida - o jogo foi disputado com portões fechados -, o Altos conheceu seu primeiro tropeço na Série D do Campeonato Brasileiro e perdeu a invencibilidade para o Santos, dentro do Estádio Lindolfo Monteiro, ao amargar uma derrota de virada, por 2 a 1.
 
Mesmo sem praticar seu melhor futebol, o campeão piauiense saiu na frente do marcador, através de Esquerdinha, aos 21 minutos, completando uma bola cruzada para a área amapaense. Mas não deu muito tempo para tirar proveito da vantagem. Aos 27 minutos, o Santos chegou ao empate, com o zagueiro Jeferson, de cabeça.
 
Na fase final, Altos passou o tempo todo buscando o segundo gol. Praticamente alugou o campo adversário. Mas perdeu as chances que conseguiu criar. Ao passo que o Santos, em seu primeiro ataque, já a poucos minutos do final, marcou o gol que seria o da vitória, de autoria do zagueiro Dinei.
 
Apesar da derrota por 2 a 1, Altos ainda é o líder do Grupo A4, com 6 pontos ganhos e 5 gols de saldo, com o Santos figurando na segunda colocação, com igual número de pontos, mas saldo de 3 gols. O Cordino tem 3 pontos, enquanto o Tocantins ainda não pontuou. Os dois últimos se enfrentarão neste domingo. E o próximo jogo de Altos será no dia 09, em Macapá, contra o Santos local.
 
FICHA TÉCNICA
 
ALTOS 1x2 SANTOS - AP (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 3ª rodada - Grupo A4); Data: 03/06/2017 (sábado à tarde); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina); Arbitragem: João Ennio Sobral (Rio de Janeiro), auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Mauro Cezar Evangelista de Sousa.
 
Gols: Esquerdinha 21 e Jeferson (cabeça) 27 do 1° tempo; Dinei 41 do 2°.
 
Cartões amarelos: Vagner (ALT), Dinei, Lessandro, Bruno e Lauri (SAN).
 
Obs.: jogo com portões fechados, em face da não renovação dos laudos do estádio.
 
Altos - Rodrigo Carvalho; Dos Santos, Leone, Marcelo e Jeferson Abreu (Patrick); Marconi, Vagner (Jeremias) e Esquerdinha; Eduardo, Manoel e Joelson (Jô Boy). Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).
 
Santos - Axel; Lauri, Jeferson, Dinei e Batata (Talyson); Lessandro, Balão Marabá, Bruno (Denílson) e Fabinho; Jean e Rafinha (Renato). Técnico: Edson Porto.

domingo, 28 de maio de 2017

River volta a perder e amarga lanterna na Série D

Jogando na tarde deste domingo (28), no Estádio Castelão, em São Luís (MA), o River voltou a perder na Série D do Campeonato Brasileiro. Desta vez foi o Maranhão quem saiu vitorioso, com 3 a 0 no placar, com todos os gols marcados no segundo tempo, resultado que coloca o Bode Gregório na liderança do Grupo A5.
 
O time piauiense até que poderia ter largado na frente do placar, mas encontrou no goleiro Rodrigo Ramos a grande barreira para impedi-lo de abrir a contagem. O MAC, por sua vez, encontrou o caminho do gol com Naôh e, posteriormente, com dois bonitos gols de Jonas.
 
O Galo é o lanterna do Grupo A5, sem ponto marcado em duas rodadas. No outro jogo, houve empate por 2 a 2 entre Guarany de Sobral e Potiguar de Mossoró. O Maranhão lidera com 4 pontos e saldo de 3 gols. O Guarany de Sobral também tem 4 pontos, mas apenas 1 gol de saldo. O Potiguar soma 2 pntos, e o River, lanterna, 0. O time piauiense agora vai a Mossoró, onde jogará contra o Potiguar, no próximo domingo.
 
FICHA TÉCNICA
 
MARANHÃO 3x0 RIVER (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 2ª rodada - Grupo A5); Data: 28/05/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Castelão (São Luís - MA); Arbitragem; Deborah Cecilia C. Correia (Pernambuco), auxiliada por Ivanildo Gonçalves da Silva e Djavan Costa da Silva (ambos locais).
 
Gols: Naôh 18, Jonas 39 e Jonas 47 do 2° tempo.
 
Maranhão - Rodrigo Ramos; Ramón, Sandro Bacabal e Yuri; Michel, Anderson (Igor), Rômulo Ferreira, Eloir (Lucas) e Chico Bala; Emerson (Jonas) e Naôh. Técnico; Ruy Scarpino.
 
River - Leandro; Everaldo, William Goiano, Gabriel (Testinha) e Tiaguinho (Negueba); Ítalo, Zé Neto, Amarildo e Humberto; Edmar e Viola (Tety). Técnico: Celso Luiz Teixeira.
 

Parnahyba perde, mas ainda é o líder do seu grupo

Com um gol no final da partida, o Parnahyba deixou escapar o empate no jogo disputado na tarde deste domingo (28), no Estádio Ademir Cunha, em Paulista (PE), perdendo para o América pela contagem mínima. Mesmo assim, o vice-campeão piauiense mantém a liderança do Grupo A6, com maior saldo de gols que seus adversários.
 
O Parnahyba teve chances reais de estabelecer uma vitória até tranquila, mas desperdiçou as oportunidades que se apresentaram nos pés de Luciano e Daivison. O gol da vitória pernambucana ocorreu aos 43 minutos, quando Thomas colocou a bola nas redes de Alex. No outro jogo do grupo, o Globo venceu o Guarani de Juazeiro, por 2 a 0.
 
Os quatro times estão com 3 pontos ganhos e 1 vitória, mas o Parnahyba é o líder da chave pelo critério de saldo de gols. Tem 1 gol de saldo, América e Globo, saldo 0, e Guarani de Juazeiro, saldo -1. O próximo jogo do Tubarão será domingo, no Romeirão, em Juazeiro do Norte, contra o Guarani local.
 
FICHA TÉCNICA
 
AMÉRICA-PE 1x0 PARNAHYBA (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - 2ª rodada - Grupo A6); Data: 28/05/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Ademir Cunha (Paulista - PE); Arbitragem: Ricarle Gustavo Gonçalves Batista (Bahia), auxiliado por Fabrício Leite Sales e Charles Rosas Pires (ambos de Pernambuco).
 
Gol: Thomas 43 do 2° tempo.
 
América (PE) - Rubens Lisboa; Jô, Algodão, Júnior Gaúcho e Wallacy; Pink, Mateus, Tiago Bagagem e Anderson Felipe; Thomas e Peretta.
 
Parnahyba - Alex; Thiago Granja (Dênis), Moisés, Renan e Siderval; Ramón, Luciano e Mimi (Fabinho); Vitinho, Jânio Daniel (Rafinha) e Daivison. Técnico: Vladimir de Jesus.
 

sábado, 27 de maio de 2017

Jacaré 100% goleia e mantém liderança absoluta na Série D

Lance que redundou no gol de Leone, o segundo da goleada altoense (Fotos - Luís Júnior / AA Altos)
Confirmando a excelente fase de toda a equipe, Altos manteve 100% de aproveitamento e goleou o Cordino, de Barra do Corda (MA), por 4 a 0, neste sábado (27), mantendo a liderança isolada do Grupo A4 da Série D do Campeonato Brasileiro. Além dos seis pontos, o campeão piauiense vai estabelecendo um excelente saldo de gols.
 
Vagner abriu a contagem no primeiro tempo, depois que a equipe já tinha desperdiçado boas oportunidades. Na fase final, porém, tudo deu certo. Aliás, quase tudo, pois o árbitro já começou atrapalhando o time da casa, ao deixar de marcar um  pênalti claro sobre Dos Santos. Mas quando os gols começaram a sair, a goleada foi sendo desenhada gradativamente.
 
Aos 7 minutos, Leone usou a cabeça para colocar 2 a 0 no placar. Pouco depois foi a vez do artilheiro Joelson deixar sua marca nas redes de Eduardo Alves. O quarto gol foi fruto de uma cobrança de falta de Tiaguinho, sem nenhuma chance de defesa para o goleiro maranhense.
 
Esquerdinha recebeu o Troféu Rui Lima como destaque do Campeonato Piauiense.
Além da goleada altoense, a ocasião também marcou a entrega do Troféu Rui Lima ao meia Esquerdinha, destaque da conquista do Campeonato Piauiense pelo Jacaré. No próximo sábado, Altos receberá o Santos, do Amapá, em jogo que já deverá ser disputado no Estádio Felipe Raulino, que será reaberto depois de significativa reforma.
 
FICHA TÉCNICA
 
ALTOS 4x0 CORDINO - MA (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª Fase - 2ª rodada - Grupo A4); Data: 27/05/2017 (sábado à tarde); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina - PI); Arbitragem: Antônio Mágno (Ceará), auxiliado por Samuel de Oliveira (Ceará) e Márcio Iglésias Araújo Silva (local).
 
Gols: Vagner 38 do 1° tempo; Leone (cabeça) 7, Joelson 15 e Tiaguinho (falta) 32 do 2°.
 
Altos - Rodrigo Carvalho; Dos Santos, Leone, Marcelo e Tiaguinho; Marconi (Nonato), Vágner e Esquerdinha (Patrick); Manoel, Joelson e Eduardo (Jeremias). Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).
 
Cordino (MA) - Eduardo Alves; Aleff, Bruno (Casagrande), Ferreira e Bruno Limão (Carlinhos); Da Silva, Régis (Henrique), Émerson e Ulisses; Pedro Gusmão e Romero.
 
 

Esquerdinha receberá Troféu Rui Lima hoje à tarde

Esquerdinha comemora gol no Campeonato Piauiense. O reconhecimento de suas atuações veio com o Troféu Rui Lima, que irá receber na tarde deste sábado (Foto - Luís Junior / AA Altos).
O meia Esquerdinha, da Associação Atlética de Altos, receberá na tarde deste sábado, minutos antes do jogo entre sua equipe e o Cordino, pela Série D do Campeonato Brasileiro, o Troféu Rui Lima, que lhe foi conferido por votação entre 34 desportistas que acompanharam o Campeonato Piauiense desta temporada.
 
Das 34 opiniões, Esquerdinha recebeu 14 indicações, com seu companheiro de clube, Rodrigo Carvalho, ficando em segundo lugar, com 5. Sanaido Pereira da Silva, o Esquerdinha, amazonense de Manaus, tem 26 anos (nascido em 21/05/1991). Com apenas duas participações na divisão principal do Campeonato Piauiense, ele por muito pouco não ganha o troféu nas duas temporadas. No ano passado, ficou logo atrás de Amarildo, do River, que ficou com a premiação.
 
Instituído em 1986, o troféu tem dois objetivos: primeiro, preservar a memória de Joaquim Rui Ferreira Lima, falecido em 1982, com apenas 23 anos, considerado um dos melhores jogadores que o futebol piauiense produziu em todos os tempos. Rui Lima foi um craque, no sentido mais completo da palavra, com passagens por Piauí, Flamengo (ambos de Teresina), Portuguesa de Desportos (de São Paulo), Marília (de Marília) e Juventus (de São Paulo). O outro objetivo é premiar um dos destaques do Campeonato Piauiense, independente de posição, motivando a disputa dos atletas pelo cobiçado troféu.

OS VENCEDORES DO TROFÉU RUI LIMA

1986 - Luiz Eduardo (River)
1987 - Zuega (Flamengo)
1988 - Guará (4 de Julho)
1989 - Carlão (Paysandu)
1990 - Malta (4 de Julho) e Zé Augusto (Tiradentes)
1991 - Walberto (Cori-Sabbá)
1992 - Batistinha (4 de Julho)
1993 - Ademir Patrício (4 de Julho)
1994 - Serginho (Picos)
1995 - Brinquedo (Caiçara)
1996 - Guará (River)
1997 - Brinquedo (Picos)
1998 - Ieiê (Picos)
1999 - Clayton (River)
2000 - Gerônimo (4 de Julho)
2001 - Jorge Luiz (River)
2002 - Esquerdinha (River)
2003 - Sílvio (Flamengo) e Maradona (River)
2004 - Paulinho (Oeiras)
2005 - Antônio Carlos (Piauí)
2006 - Daniel Sobralense (Parnahyba)
2007 - Osvaldo (River)
2008 - Erivan (Barras)
2009 - França (4 de Julho)
2010 - Zé Rodrigues (Comercial)
2011 - Isac (Parnahyba)
2012 - Fabinho (Parnahyba)
2013 - Robson (Flamengo)
2014 - Esquerdinha (River)
2015 - Naylson (River)
2016 - Amarildo (River)
2017 - Esquerdinha (Altos)

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Com cinco clubes, Copa Piauí deve começar em agosto

A Federação de Futebol do Piauí realizou ontem (24) o primeiro arbitral da Copa Piauí Sub-21, torneio que irá acontecer no segundo semestre deste ano e terá a participação de 4 de Julho, Flamengo, Parnaíba, Piauí e River.
 
Durante o encontro foi definido o modo de disputa da competição. Os clubes formaram um único grupo, com os jogos disputados em ida e volta e pontos corridos. Os dois primeiros colocados estarão aptos a disputar a final do torneio, que será realizada em dois jogos.
 
Também ficou definido que somente 12 atletas de fora do estado poderão ser inscritos pelos clubes para disputar a competição.
 
A previsão é de que a Copa Piauí 2017 tenha início no dia 16 de agosto. O campeão da competição terá vaga garantida na Série D do Campeonato Brasileiro de 2018. Já o vice ganha o direito de disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2019.
 
Segundo o Departamento de Competições, na próxima semana deverá haver um novo arbitral para definir o regulamento específico e a tabela da competição.

domingo, 21 de maio de 2017

Eduardo brilha, campeão vence, e já lidera na Série D

Numa virada sensacional, com direito a dois gols do estreante Eduardo, o Altos derrotou o Tocantins na tarde deste domingo (21), em Miracema do Tocantins (TO), estreando na Série D do Campeonato Brasileiro como líder do Grupo A4. O campeão piauiense ainda desperdiçou uma penalidade máxima, com Joelson chutando para defesa do goleiro logo após sofrer o 1° gol.
 
O Tocantins abriu o placar aos 9 minutos, quando Emerson cobrou escanteio e a bola, desviada por Joelson, entrou no gol piauiense. Dois minutos depois, Joelson sofreu o pênalti que ele mesmo cobrou e perdeu. Mas se redimiu, nos acréscimos, quando empatou a partida.
 
Na fase complementar, Eduardo marcou o segundo gol, aproveitando passe de Esquerdinha. Em seguida, novamente Eduardo balançou as redes adversárias. Com 3 a 1 na estreia, o campeão piauiense é o líder do Grupo A4 da Série D. Sábado próximo, no Lindolfo Monteiro, Altos enfrentará a equipe do Cordino, de Barra do Corda (MA), que também venceu na estreia, mas por 1 a 0 (ao Santos do Amapá).
 
FICHA TÉCNICA

TOCANTINS 1x3 ALTOS (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - Grupo A4); Data: 21/05/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Castanheirão (Miracema do Tocantins - TO); Arbitragem: Rafael Martins Diniz (Distrito Federal) auxiliado por Samuel Smith Nobrega Silva e Fernando Gomes da Silva (locais).
 
Gols: Emerson (gol olímpico) 9 e Joelson 47 do 1° tempo; Eduardo 34 e Eduardo 37 do 2°.

Cartão amarelo: Tiaguinho (ALT).
 
Obs.: Joelson perdeu um pênalti, aos 13 do 1°, chutando para Jordan defender.

Tocantins - Jordan; Pedro, Marlon, Iranilton e Raphael (Patrick); Romário, Daniel, Marcos (Fábio Júnior) e Emerson; Igor (Edicarlos) e Arthur. Técnico: Anquimar Moreira de Oliveira.

Altos - Rodrigo Carvalho; Dos Santos, Leone, Marcelo e Tiaguinho; Marconi, Patrick Recife (Eduardo), Vagner (Leandro Sobral) e Esquerdinha; Jeremias (Alex Mineiro) e Joelson. Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).


Tubarão começa com pé direito e vence Globo por 2x0

Realizando seu primeiro jogo na Série D diante de sua torcida, no Estádio Petro Alelaf, o Parnahyba começou o Campeonato Brasileiro com o pé direito e vence o Globo, do Rio Grande do Norte, por 2 a 0. O Tubarão aproveitou os fatores campo e torcida e assumiu a liderança do seu grupo, com maior saldo de gols que o Guarani de Juazeiro, que venceu o América-PE por 1 a 0.
 
Os dois gols do Parnahyba foram marcados no início da partida. Aos 16 minutos, Daivison abriu a contagem. Dois minutos mais tarde, Jânio Daniel converteu uma penalidade máxima sofrida por Dunga. O Tubarão volta a jogar no próximo domingo, em Paulista (região metropolitana de Recife), contra o América.
 
FICHA TÉCNICA
 
PARNAHYBA 2x0 GLOBO - RN (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - Grupo A6); Data: 21/05/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Pedro Alelaf (em Parnaíba - PI); Arbitragem: Árbitro Jose Henrique de Azevedo Junior, auxiliado por Carlos André Pereira Sousa e Antônio Adriano de Oliveira (todos do Maranhão).
 
Gols: Daivison 16 e Jânio Daniel (pênalti) 18 do 1° tempo.
 
Parnahyba - Alex; Tiago Granja (Dênis), Gilmar Bahia, Renan e Siderval; Ramon, Davison (Yerien), Luciano e Dunga (Pio); Jânio Daniel e Vitinho. Técnico: Vladimir.
 
Globo - Rafael; José Ângelo, Wanderson, Jamerson e Geovane (Cosme); Renato, Erick (Dênis), Bismarck e Tiago; Gláuco (Eduardo) e José Romário.


Romário marca duas vezes e River perde na estreia

Frustrando a sua torcida que foi ao Lindolfo Monteiro na tarde deste domingo (21), o River colheu sua primeira derrota na Série D do Campeonato Brasileiro logo na estreia, diante do Guarany de Sobral. E de virada, por 2 a 1, com um xará do baixinho Romário honrando o nome do artilheiro do passado e marcando os dois gols da vitória sobralense.
 
O River não empolgou em nenhum momento, mas terminou o primeiro tempo com vantagem no placar. Aos 39 minutos, Humberto recebeu de Viola e colocou o Galo na frente. Na fase final, porém, Romário saiu do banco para marcar os dois gols da vitória do Guarany. Após a partida, o técnico Celso Teixeira afirmou que o time vai precisar de reforços para melhorar. No próximo final de semana, o Galo enfrentará o Maranhão, em São Luís.
 
FICHA TÉCNICA

RIVER 1X2 GUARANY DE SOBRAL (Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D - 1ª fase - Grupo A5) - Data: 21/05/2017 (domingo à tarde); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina - PI); Arbitragem: Árbitro Diego da Silva (Sergipe), auxiliado por Mauro Cezar Evangelista de Sousa e Marcio Iglesias Araújo Silva (locais).

Renda: R$ 17.140,00 com 1.627 pagantes.

Gols: Humberto 39 do 1° tempo; Romário 15 e Romário 44 do 2°.

Cartões amarelos: William Goiano (RIV) e Andrezinho (GUA)..

River - Leandro Silva; William Goiano (Tety), Ítalo e Gabriel; Gilberto Matuto (Everaldo), Neto (Amorim), Amarildo, Humberto e Wesley; Viola e Edmar. Técnico: Celso Luiz Teixeira.

Guarany de Sobral - André Zuba; Juliano, Andrezinho, Anderson e Ciro Sena; Gilmack, Peu, Erivelton (André) e Márcio Tarrafas (Leo Paraíba); Monga e Victor (Romário). Técnico: Sérgio China.
 

sábado, 20 de maio de 2017

Os números finais do Campeonato Piauiense 2017

Nos números gerais do Campeonato Piauiense, Altos justificou a conquista do título (Foto - Luís Junior / AA Altos)
Encerrado mais um Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais, aqui estão os números finais da competição promovida pela Federação de Futebol do Piauí e que teve na Associação Atlética de Altos o seu campeão, com o Parnahyba terminando na segunda colocação.

Importante salientar a performance do time altoense, campeão piauiense, campeão da Taça Cidade de Teresina (2° turno), campeão da Taça Reinaldo Ferreira, melhor ataque, melhor defesa, e com o goleiro de melhor aproveitamento. Só não fez o artilheiro. A primazia ficou para Viola, do River. A propósito, foi do Galo o destaque nos números referente a pública pagante.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

CAMPEÃO - Associação Atlética de Altos
Vice-campeão - Parnahyba Sport Club
3° River Atlético Clube
4° 4 de Julho Esporte Clube
5° Esporte Clube Flamengo
6° Piauí Esporte Clube
7° Sociedade Esportiva de Picos (rebaixado para a 2ª Divisão)

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA ESTADO DO PIAUÍ (1° TURNO)

CAMPEÃO - Parnahyba, 16 pontos, 5 vitórias, 4 gols de saldo e 12 gols marcados.
2° Altos, 14 pontos, 4 vitórias, 2 gols de saldo e 8 gols marcados.
3° Flamengo, 10 pontos, 3 vitórias, 2 gols de saldo e 9 gols marcados,
4° River, 10 pontos, 2 vitórias, 3 gols de saldo e 9 gols marcados.
5° 4 de Julho, 7 pontos, 2 vitórias, saldo 0 e 8 gols marcados
6° Picos, 7 pontos, 2 vitória, saldo -3 e 8 gols marcados.
7° Piauí, 3 pontos, 1 vitória, saldo -8 e 6 gols marcados.

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA CIDADE DE TERESINA (2° TURNO)

CAMPEÃO - Altos, 17 pontos, 5 vitória, 8 gols de saldo e 15 gols marcados.
2° River, 15 pontos, 4 vitórias, 4 gols de saldo e 14 gols marcados.
3° 4 de Julho, 9 pontos, 2 vitórias, saldo 0 e 9 gols marcados.
4° Piauí, 9 pontos, 2 vitórias, saldo 0 e 8 gols marcados.
5° Parnahyba, 6 pontos, 1 vitória, saldo 0 e 6 gols marcado.
6° Flamengo, 5 pontos, 1 vitória, saldo -4 e 6 gols marcados.
7° Picos, 3 ponto, 1 vitória, saldo -8 e 4 gols marcados.

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA AFRÂNIO NUNES

CAMPEÃO - River, 10 pontos
2° Parnahyba, 6 pontos
3° Picos, 1 ponto
Obs.: confrontos de River, Picos e Parnahyba, entre si, nas duas fases classificatórias.

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA REINALDO FERREIRA

CAMPEÃO - Altos, 13 pontos
2° Flamengo, 10 pontos
3° Piauí, 7 pontos
4° 4 de Julho, 4 ponto
Obs.: confrontos de Altos, Flamengo, Piauí e 4 de Julho, entre si, pelas duas fases classificatórias.

PÚBLICO PAGANTE POR CLUBE
(média por jogo)

1.108 - River (16.631 pagantes em 15 jogos)
907 - Parnahyba (13.613 pagantes em 15 jogos)
780 - Altos (14.056 pagantes em 18 jogos)
754 - Flamengo (9.057 pagantes em 12 jogos)
694 - Picos (8.334 pagantes em 12 jogos).
607 - 4 de Julho (7.895 pagantes em 13 jogos).
444 - Piauí (5.776 pagantes em 13 jogos)

PÚBLICO PAGANTE COMO MANDANTE
(média por jogo)
 
900 - River (7.201 pagantes em 8 jogos)
892 - Picos (5.357 pagantes em 6 jogos).
835 - Parnahyba (5.847 pagantes em 7 jogos)
813 - Altos (8.134 pagantes em 10 jogos)
770 - 4 de Julho (4.620 pagantes em 6 jogos)
765 - Flamengo (4.595 pagantes em 6 jogos)
331 - Piauí (1.987 pagantes em 6 jogos)

PÚBLICO PAGANTE POR CIDADES
(média por jogo)
 
892 - Picos (5.357 pagantes em 6 jogos).
837 - Parnaíba (5.023 pagantes em 6 jogos)
777 - Piripiri (5.444 pagantes em 7 jogos)
730 - Teresina (21.917 pagantes em 30 jogos)

ARTILHEIROS

11 gols - Viola (River).

8 gols - Joelson (Altos).

6 gols - Juninho Pindaré (4 de Julho), Eduardo (Flamengo) e Raphael Freitas (Picos).

5 gols - Manoel (Altos) e Jânio Daniel (Parnahyba).

4 gols - Ted Love (4 de Julho), André Tavares (Altos), Yerién (Parnahyba) e Gleydison (Piauí).

3 gols - Barata (Flamengo) e Candinho (Picos).

2 gols - Maycon, Wilsinho (4 de Julho), Esquerdinha,  Tiaguinho (Altos), Tininho, Thiago Granja, Dênis (Parnahyba), Victor Salvador (Piauí), Tety, Gabriel e Negueba (River).

1 gol - Célio Mata Boi, Régis Pitbul, Pedra Preta (4 de Julho), Uilliam, Leone, Alex Mineiro, Felipe Macena, Jeremias, Patrick Recife  (Altos), Vitor Recife, Joninha, William Goiano, Tiaguinho, Miltão, Capela (Flamengo), Marcos Gasolina, Renan, Dunga, Gilmar Bahia, Doda Maranhense (Parnahyba), Ricardo Oliveira, Sorín, Robério, Lucas Borges, Alisson, Nil, Dudu, Marcelo  (Piauí), Felipe, Raphael Costa (Picos), Oscar Brizuela, Humberto, Rodrigo Tiuí, Cleber Lucas, Osmar e Juninho Paraíba (River).

GOLS CONTRA

1 gol - Humberto (River, em favor de Picos) e Didi (Piauí, em favor de Altos).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO
(média de gols sofridos por jogo)
 
0,87 - Rodrigo Carvalho (Altos) - 10 gols em 14 jogos.

1 gol por jogo -  Santos (Flamengo) - 7 gols em 7 jogos -, -, Alex Alves (Altos) - 3 gols em 3 jogos -, Dida (Altos) e Ribamar (Parnahyba) - 2 gols em 2 jogos.

1,06 - Leandro Silva (River) - 16 gols em 15 jogos.

 1,20 - Evandrízio (Flamengo) - 6 gols em 5 jogos.

1,21 - Alex (Parnahyba) - 17 gols em 14 jogos.
 
1,33 - Jaílson e Neto (4 de Julho) - 8 gols em 6 jogos.

1,40 - Lucas Conceição (Piauí) - 14 gols em 10 jogos.

1,66 - David Amorim (Picos) - 5 gols em 3 jogos.
  
2 gols por jogo - Dionanton (Picos) - 12 gols em 6 jogos - Amaral (Picos) - 6 gols em 3 jogo.
 
2,25 - Dionanton (Picos) - 9 gols em 4 jogos.
 
2,66 - Joel (Piauí) - 8 gols em 3 jogos.
 
4 gols por jogo - Robson (Flamengo) - 4 gols em 1 jogo.

 ESTÁDIOS UTILIZADOS

30 jogos - Lindolfo Monteiro (Teresina).
7 jogos - Ytacoatiara (Piripiri).
6 jogos - Pedro Alelaf (Parnaíba), e Helvídio Nunes (Picos).
1 jogo - Albertão (Teresina).

ÁRBITROS QUE APITARAM

12 jogos - Antônio Santos Nunes.

10 jogos - Antônio Dib Moraes de Sousa

8 jogos - Leonardo Marques Fortes
 
6 jogos - Diego da Silva Castro.

3 jogos - Antônio José Lopes Trindade de Sousa.
 
2 jogos - Hélio Fábio Pinto de Queiróz e Antônio Francisco Cordeiro de Paula.

1 jogo - Leandro Bizio Marinho, Vinicius Gonçalves Dias de Araújo, Raphael Claus (todos de São Paulo), Péricles Basols Pegado Cortez (Pernambuco), Djalma Alves de Lima Filho,  e Lindomar de Araújo Oliveira.

ÁRBITROS ASSISTENTES

11 jogos - Márcio Iglesias Araújo Silva e Alisson Lima Damasceno.
 
9 jogos - Rogério de Oliveira Braga.

7 jogos - Ozeas de Sousa dos Santos.
 
6 jogos - Arnaldo Araújo Santos e Francisco Nurisman Machado Gaspar.

5 jogos - Mauro Cezar Evangelista de Sousa e João Thiago Carvalho Reis.

4 jogos - Wilson dos Santos Júnior, Antônio Sergio de Sousa Araújo, Maura Cunha Costa, Thyago Costa Leitão.

3 jogos - Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (São Paulo), Janystony Rabelo de Melo e Luiz Gonzaga da Silva Filho.

2 jogos - Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (São Paulo), André da Silva Andrade, Francisco das Chagas Santos Filho, Raimundo David dos Reis Alves e José Nilton da Costa.

1 jogo - Luiz Alberto Andrini Nogueira (ambos de São Paulo),  Clovis Amaral da Silva e Charles Rosas Pires (ambos de Pernambuco).

ATAQUES
 
28 gols - Altos.
23 gols - River.
20 gols - Parnahyba.
17 gols - 4 de Julho.
15 gols - Flamengo.
14 gols - Piauí
12 gols - Picos.

DEFESAS
 
15 gols - Altos.
16 gols - River.
17 gols - 4 de Julho e Flamengo.
19 gols - Parnahyba.
22 gols - Piauí,
23 gols - Picos

MARCAS HISTÓRICAS

1° gol - Viola (River), no jogo Picos 2x2 River, em 31/01/2017.
50° gol - Yerién (Parnahyba), no jogo Parnahyba 2x1 Flamengo, em 15/03/2017.
100° gol - Juninho Paraíba (River), no jogo River 2x1 Flamengo, em 19/04/2017.
129° e último gol - Manoel (Altos), no jogo Altos 2x2 Parnahyba, em 17/05/2017.

GOLS MAIS RÁPIDOS

1 minuto - Ted Love (4 de Julho), no jogo Parnahyba 0x1 4 de Julho, em 11/02/2017.
2 minutos - Joelson (Altos), no jogo Altos 3x0 4 de Julho, em 08/04/2017.
2 minutos - Dudu (Piauí), no jogo Piauí 1x1 River, em 16/04/2017.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

6 jogos - Fernando Tonet (Parnahyba) e  Paulinho Kobayashi (altos).
5 jogos - Eduardo Hungaro (River).
3 jogos -  Francisco Diá (Altos).
2 jogos - Luiz Miguel, Pedro Manta (4 de Julho), Fabiano Macau (Piauí), Paulo Ricardo Moroni (picos) e Nivaldo Lancuna (Flamengo 1 e Picos 1).

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

6 jogos - Paulo Moroni (Picos).
5 jogos - Marcão (Piauí) e Fernando Tonet (Parnahyba).
4 jogos - Nivaldo Lancuna (Picos 2 e Flamengo 2).
3 jogos - Luiz Miguel (4 de Julho).
.  

quinta-feira, 18 de maio de 2017

10 motivos que fizeram de Altos o campeão piauiense

Para chegar a esta festa, nada aconteceu por acaso (Foto - Luís Júnior / AA Altos)
Embora estando à distância do cotidiano da Associação Atlética de Altos, observei alguns motivos que, no meu entendimento, foram fundamentais para que o time da terra da manga conquistasse o título do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais. Vamos a eles:

1 - O amor do seu presidente Warton Lacerda pelo futebol. Certamente, em algum lugar do passado, ele imaginava fazer o que tem feito se oportunidade tivesse para tal. A possibilidade surgiu com a vitória da esposa, Patrícia Leal, para o cargo majoritário da Prefeitura de Altos.

2 - A elaboração de um planejamento, desde a fundação da equipe, em 2013, iniciando pela formação da primeira diretoria, comissão técnica primeiros jogadores e amistosos visando a filiação junto a Federação de Futebol do Piauí e a disputa do Campeonato da 2ª Divisão.

3 - O apoio da prefeita Patrícia Leal, que não mediu esforços para, dentro dos parâmetros legais, dar o seu incentivo ao futebol, vislumbrando os frutos que, outrora, já foram colhidos, em situações semelhantes, por Picos (campeão piauiense em 1991, 1994, 1997 e 1998), Parnahyba (campeão em 2004, 2005, 2006, 2012 e 2013), Barras (campeão em 2008) e 4 de Julho (campeão em 1992, 1993 e 2011). À época, todos eles tinham expressivo apoio do poder público municipal.

4 - O acerto na contratação dos jogadores. Desde a 2ª Divisão, Warton Lacerda e seus companheiros mais próximos erraram muito pouco. Sem fazer cálculos mais exatos, imagino cerca de 90% de acerto nas contratações.

5 - A visão de montar-se uma estrutura que fosse, no mínimo, igual à do mais forte adversário - neste caso, o River. Esse tempero foi fundamental para o Jacaré ter a credibilidade na hora de buscar parcerias.

6 - Em cada ação da diretoria, ao passo desses três anos de futebol profissional, a correção de erros anteriores. Quando houve falha, na primeira oportunidade ela foi corrigida. Um dos últimos exemplos pode ser a troca de treinador. Quando o time perdeu Francisco Diá, Warton Lacerda trouxe Ruy Scarpino. Mas viu a tempo que ele não iria muito longe, acertando com Paulinho Kobayashi.
 
7 - A contratação de nomes que podem dar uma referência positiva ao plantel, como foram os casos de Tiaguinho, Roni, Pantico, Carlinhos Bala e agora Eduardo. Com as conquistas, e o futebol apresentado em campo, outros foram sendo vistos e alcançando seu espaço, casos de Esquerdinha, Marcelo, Manoel e Gênesis. Para citar apenas estes exemplos.
 
8 - A criação de mecanismos básicos para divulgação de um clube de futebol que busca afirmação e popularidade. O hino oficial, o mascote, a confecção de camisas para atender a demanda da torcida, a página no facebook com excelente material fotográfico. Quem é do ramo do marketing sabe o quanto isso é fundamental.
 
9 - O aproveitamento da primeira competição nacional para atingir resultados positivos que, certamente, foram importantes nos contatos com profissionais da bola e empresas da iniciativa privada fora sediadas fora do Piauí.
 
10 - Por fim, em face de cada resultado, o crescente apoio da torcida, que passou a ver, no seu representante, um motivo a mais para ter orgulho de ser altoense.

Severino Filho (Buim)
      Editor

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Festa altoense: empate grante título para o Jacaré

Festa de Altos com o título de campeão piauiense (Fotos - Luís Junior / AA Altos).
Ao conseguir empatar o segundo jogo da final diante do Parnahyba, por 2 a 2, na noite desta quarta-feira (17), a Associação Atlética de Altos, caçula do futebol piauiense, sagrou-se campeão estadual da 1ª divisão de profissionais. Um expressivo número de torcedores se fez presente às dependências do Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, com os campeões devendo comemorar o inédito título por toda a madrugada.
 
O Parnahyba, porém, foi um grande adversário. Abriu a contagem com apenas 3 minutos de partida, através de Jânio Daniel, em cobrança de pênalti sofrido por Daivisson. O que parecia impossível, transformava-se numa luz no fim do túnel - fazer mais três gols sem sofrer nenhum. Mas foi apenas um detalhe para dar vida ao último jogo do campeonato.

Marconi (5), Manoel (9), Jeremias (7) e Marcelo (4) comemorando o segundo gol do campeão piauiense.
Sentindo, de certa forma, o desfalque de Esquerdinha, mas nem tanto de Tavares e Vitor Bafana, Altos foi em busca do empate. Viu uma falta cobrada por Tiaguinho transformar-se em bola na trave, e, aos 23 minutos, um pênalti sobre o atacante Manoel, bem cobrado por Joelson, o artilheiro principal do campeão, com 8 gols na competição.
 
Na fase final, o jogo manteve-se equilibrado, mas Jânio Daniel tratou de marcar mais um para o Parnahyba, num chute de fora da área, colocando novamente o Tubarão em vantagem. Por muito pouco tempo. Em 2 minutos, o Jacaré chegaria novamente ao empate, num chute forte e colocado de Manoel.
 
Final de jogo, empate por 2 a 2. Resultado justo para o que os dois times apresentaram. E no resumo da ópera, Altos campeão. Muito mais justo ainda. O caçula do futebol piauiense foi a melhor equipe da competição. Seguramente, o troféu do título - batizado de Rafael Fonteles -, foi um prêmio justo pelo que o Jacaré apresentou desde a primeira rodada.
 
FICHA TÉCNICA
 
ALTOS 2x2 PARNAHYBA (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Final - 2° jogo); Data: 17/05/2017 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina - PI); Arbitragem: Raphael Claus, auxiliado por Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (todos de São Paulo).

Renda: R$ 21.140,00 com 2.514 pagantes (412 não pagantes).

Público total: 2.926 torcedores.
 
Gols: Jânio Daniel (pênalti) 3 e Joelson (pênalti) 23 do 1° tempo; Jânio Daniel 41 e Manoel 43 do 2°.
 
Cartões amarelos: Joelson, Marconi, Patrick Recife (ALT), Ramón, Luciano (PAR).
 
Altos - Rodrigo Carvalho; Chiquinho (Patrick Recife), Leone, Marcelo e Tiaguinho (Netinho); Marconi, Jeremias, Dos Santos e Vagner; Manoel e Joelson (Felipe Macena). Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).;
 
Parnahyba - Alex; Thiago Granja, Gilmar Bahia, Renan e Berg; Ramón, Luciano (Doda Maranhense), Tininho e Dunga (Dênis); Jânio Daniel e Daivison (Yerién). Técnico: João Batista Filho.
 

terça-feira, 16 de maio de 2017

Final do Piauiense terá show da banda All Star

Fonte: Assessoria da FFP
 
A quarta-feira (17) será de decisão no futebol piauiense. Altos e Parnahyba entram em campo amanhã para definir quem será o campeão estadual de 2017. A partida será realizada no Lindolfo Monteiro e terá ingressos promocionais em todos os setores do estádio.
 
Antes da bola rolar, haverá apresentação musical da banda All Star, tocando pop rock acústico. O show acontece das 18h30 às 19h30. Na sequência às 20h, começa o duelo decisivo entre o Jacaré e o Tubarão.
 
Para o segundo jogo da final do estadual, os bilhetes serão vendidos no valor de meia-entrada, custando R$ 25,00 no setor das cadeiras, R$ 15,00 nas arquibancadas e R$ 10,00 no setor da geral.
 
A venda antecipada acontece a partir da tarde desta terça-feira (16) na Sportiva e Banca do Joel. Amanhã, dia da partida, os tickets também poderão ser adquiridos nas bilheterias do Lindolfinho, a partir das 9h.
 
Por ter vencido o primeiro jogo da decisão por 3 a 0, o Altos pode até perder pela mesma diferença de gols que ficará com o título, pois fez melhor campanha ao longo da competição. Já o Parnahyba precisa vencer por quatro gols ou mais de vantagem para levantar o caneco. 
 
 

sábado, 13 de maio de 2017

Cai tabu, Altos faz 3 a 0, e título está encaminhado

Um jogo bem disputado, onde os dois times tiveram oportunidade para abrir o placar, só Altos marcou, deu um basta no tabu de não vencer o Parnahyba, e título fica praticamente encaminhado para o caçula do futebol piauiense. Com a vitória de 3 a 0 na noite deste sábado (13), no Estádio Ytacoatiara, em Piripiri, o Jacaré poderá até perder pela mesma diferença de gols que, ainda assim, será campeão piauiense de 2017.

Com o tempo passando e sem que o placar fosse movimentado, imaginava-se que o título estaria aberto para o segundo jogo, com qualquer um dos finalistas podendo conquista-lo. Nem o mais otimistas dos torcedores do Altos esperava que, a menos de 10 minutos para o final, o Jacaré marcaria três gols. Mas aconteceu.

Se até a trave foi obstáculo no primeiro tempo, os últimos quinze minutos foram para altoense nenhum reclamar. Manoel abriu o caminho da vitória quando converteu o pênalti sofrido por ele mesmo. Felipe Macena garantiu uma boa vantagem ao marcar o segundo gol no minuto final do tempo regulamentar; e Patrick fez o time inteiro colocar a mão na taça ao aproveitar o contra-ataque fulminante que resultou no terceiro gol, já nos acréscimos.

Com a vitória de 3 a 0, e por ter a melhor campanha em todo o campeonato, Altos poderá perder até pelo mesmo placar de 3 a 0 que, ainda assim, será o campeão piauiense de 2017. Só uma vitória parnaibana, por 4 ou mais gols de diferença, tira o título da terra da manga.

FICHA TÉCNICA

PARNAHYBA 0x3 ALTOS (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Final - 1° jogo); Data: 13/05/2017 (sábado à noite); Local: Estádio Ytacoatiara (em Piripiri - PI); Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araújo, auxiliado por Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (todos de São Paulo).

Renda: R$ 4.398,00 com 824 pagantes (114 não pagantes).

Público total: 938 torcedores.

Gols: Manoel (pênalti) 37, Felipe Macena 45 e Patrick 48 do 2° tempo.

Cartões amarelos: Ramón, Alex (PAR) e Esquerdinha (ALT).

Parnahyba - Alex; Thiago Granja, Gilmar Bahia, Renan e Berg; Ramón, Dênis (Fabiano), Marcos Gasolina (Yerién) e Dunga; Jânio Daniel e Doda Maranhense. Técnico: Fernando Tonet.

Altos - Rodrigo Carvalho; Chiquinhom, Leone, Marcelo e Tiaguinho; Marconi (Patrick), Dos Santos e Esquerdinha (Felipe Macena); André Tavares, Manoel e Joelson (Jeremias). Técnico: Paulo Ricardo Kobayashi (Paulinho Kobayashi).

Parnahyba: que ninguém duvide da força do Tubarão

A torcida do Tubarão é uma das mais fiéis do nosso futebol (Fotos - Blog do Jonys)
Se, por um lado, Altos está jogando o melhor futebol do atual campeonato e por isso é natural que seja encarado como virtual favorito ao título, por outro, é bom ninguém duvidar do que é capaz um time cheio de jogadores experientes e acostumados a conquista de títulos, tão bem dirigido quanto seu adversário desta final.
 
Com larga experiência no futebol amador parnaibano, João Batista Filho não chegou à toa para presidir o Parnahyba Sport Club. É muito organizado e não costuma errar nas contratações. É bem verdade que o apoio do poder público está bem aquém do que ocorre no Altos, mas o plantel que formou pode superar tudo isso.
 
Batista Filho: fora do campo, um grande dirigente à frente do Tubarão.
 
A propósito, foi o que fez no primeiro turno, quando sagrou-se campeão quando poucos esperavam que o Parnahyba chegasse sequer à final. Com uma inflamada torcida, que não mede esforços para apoiar o Tubarão, o time costuma vender muito caro um resultado adverso. O plantel não é tão rico em opções quanto o de Altos, mas resolve.
 
Parnahyba ganhou o 1° turno. Vovê é acostumado a títulos.
Um dos principais campeões do século XXI, o vovô do futebol piauiense, fundado em 1° de maio de 1913, já sagrou-se campeão da nossa principal competição em 12 oportunidades, as cinco últimas em 2004, 2005, 2006, 2012 e 2013. Este ano, ficou com a Taça Estado do Piauí, como campeão do 1° turno.
 
Para apimentar mais ainda os dois jogos finais do Campeonato Piauiense, é bom não esquecer que existe um tabu em jogo: em dois anos na 1ª divisão, o Parnahyba nunca perdeu para Altos. É certo que agora é uma nova história, mas pode servir de motivação para ambos. Para o Parnahyba manter o tabu; para Altos, acaba-lo.