sábado, 30 de abril de 2016

River derrota Piauí e assume liderança do returno

Com uma vitória tranquila sobre o Piauí, por 3 a 0, na tarde deste sábado (30), no Estádio Albertão, em Teresina, o River assumiu a liderança da Fase Classificatória da Taça Cidade de Teresina - o 2° turno do Campeonato Piauiense. O Piauí, mesmo com a derrota, também já está classificado para aas semifinais.
 
O River, porém, pode perder a liderança neste domingo, caso haja vitória do Parnahyba sobre o Flamengo, no Estádio Albertão. O Galo abriu a contagem com Fabinho, de cabeça, aos 13 minutos do 1° tempo. Aos 25, também na fase primeira, foi a vez de Diego Lira balançar as redes do goleiro Lucas. Nos acréscimos do 2° tempo, Diego Lira voltou a marcar, dando números finais ao placar. Amanhã a rodada será concluída com os jogos Flamengo x Parnahyba (Albertão, em Teresina) e Cori-Sabbá x Altos (Tibério Nunes, em Floriano).
 
FICHA TÉCNICA
 
RIVER 3x0 PIAUÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória - 7ª rodada); Data: 30/04/2016 (sábado à tarde); Local: Estádio Albertão (Teresina - PI); Arbitragem: Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves, auxiliado por Mauro Cezar Evangelista de Sousa e Samuel Lustosa.

Renda: R$ 8.112,00 com 529 pagantes (198 não pagantes).

Público total: 727 torcedores.
 
Gols: Fabinho (cabeça) 13 e Diego Lira 25 do 1° tempo; Diego Lira 48 do 2°.
 
Cartões amarelos: Fabinho (RIV), Juninho e Victor Salvador (PIA).
 
River - Dalton; Tote, Paulo Paraíba, Rafael Araújo e Jadson; Amarildo, Rogério, Júnior Xuxa (Kássio) e Esquerdinha (Jonathan); Diego Lira e Fabinho (Lucas Bacelar). Técnico: Jeferson Magno Barbosa da Silva (Capitão).
 
Piauí - Lucas; Jorginho, Allan, Rafael Negão e Mury; Victor Salvador (Robinho), Pablo (Alessandro), Binha e Juninho; Silas (Naylan) e Testinha. ´Técnico: Marcos Antôniio dos Santos (Marcão).

Albertão: Piauí e River se enfrentam de olho na liderança

Sequenciando a última rodada da Fase Classificatória da Taça Cidade de Teresina - o 2° turno do Campeonato Piauiense, Piauí e River se enfrentam na tarde deste sábado (30), a partir das 17 horas, no Estádio Albertão, de olho nas duas primeiras colocações do G4, para garantir vantagem na fase semifinal.
 
Os dois times respiram motivação. O Piauí vem de uma boa vitória sobre o Cori-Sabbá, por 4 a 1, quando selou sua classificação para as semifinais, enquanto o River eliminou o Goiás da Copa do Brasil, dentro do Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Perspectiva de um grande jogo no Albertão, tendo em vista que tanto River quanto Piauí podem fechar a fase na liderança.
 
A arbitragem estará cofiada a Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves, que contará com os trabalhos laterais dos assistentes Mauro Cezar Evangelista de Sousa e Samuel Oliveira Lustosa. O quarto árbitro será Karol Vinicius Mendes Soares Martins. O Piauí tem 12 pontos ganhos, enquanto o River vem logo atrás, com um ponto a menos, mas ambos já estão nas semifinais.


quinta-feira, 28 de abril de 2016

Caso Altos: julgamento vai acontecer na segunda-feira

O Tribunal de Justiça Desportiva já tem data para julgar o processo em que a equipe de Altos foi denunciada pela escalação irregular do atleta Paulo Roberto da Silva, no jogo diante do River, pelo segundo turno do Campeonato Piauiense - Taça Cidade de Teresina. Será na próxima segunda-feira (dia 2), com a sessão devendo ser iniciada às 18h45.
 
O time altoense foi denunciado por inclusão do volante Paulo, que estava suspenso por ter completado a série de três cartões amarelos. O atleta deveria ficar ausente do jogo contra o River, mas foi escalado e atuou os 90 minutos. O auditor Luciano Henrique Benigno é o relator do processo. Em todos os casos semelhantes ao que envolve a equipe de Altos, o infrator é punido com a perda de 3 pontos mais os pontos que, por ventura, tenha ganho na respectiva partida. Neste caso, Altos poderá perder 4 pontos, já que a partida com o River terminou empatada.
 
Mesmo que seja punida pelo TJD, Altos poderá garantir sua classificação com um simples empate diante do Cori-Sabbá, neste final de semana, em Floriano, jogo em que o atleta Paulo deverá cumprir a suspensão automática que ele não cumpriu diante do River.
 

quarta-feira, 27 de abril de 2016

River elimina Goiás e segue em frente na Copa do Brasil

Numa grande exibição do bicampeão piauiense, o River eliminou o Goiás na noite desta quarta-feira (27), no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, ao derrotar o time goiano na cobrança dos tiros livres da marca do pênalti, após a vitória adversária pelo mesmo placar do primeiro jogo (2 a 1), no tempo normal de 90 minutos.
 
O estreante Eduardo, que voltou a vestir a camisa tricolor, abriu a contagem no início da partida. Poucos minutos depois, Rafhael Lucas empatou e o mesmo Rafhael Lucas virou para 2 a 1 na fase complementar, placar que permaneceu até o apito final do árbitro paulista. A decisão, então, foi para os pênaltis.
 
O Galo levou a melhor, com o goleiro Dalton pegando três cobranças e fechando a série de pênaltis alternados, lembrando o que fez Naylson na Série D do Campeonato Brasileiro. Classificado para a segunda fase, o bicampeão piauiense agora vai ter pela frente a equipe do Botafogo-PB, que eliminou o Linense. Se passar, o terceiro adversário fica entre Ceará, Joinville ou Comercial-MS.
 
FICHA TÉCNICA
 
GOIÁS 2x1 RIVER (Copa do Brasil - 1ª fase - Grupo  - 2° jogo); Data: 27/04/2016 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Serra Dourada (Goiânia - GO); Arbitragem: Vinícius Furlan (São Paulo), auxiliado por José Reinaldo Júnior e José Araújo Sabino (ambos do Distrito Federal).
 
Renda: R$ 15.375,00 com 1.416 pagantes (458 não pagantes).

Público total: 1.874 torcedores.
 
Gols: Eduardo 8 e Rafhael Lucas 11 do 1° tempo; Rafhael Lucas 16 do 2°.
 
Cartões amarelos: Carlos Eduardo (GO) e Eduardo (RIV). 
 
Pênaltis - Cléo (Goiás 1x0), Vanderlei Francisco (River 1x1), Juninho (Goiás 2x1), Tote (River 2x2), Anderson Sales (Goiás 3x2), Índio (River 3x3), Murilo Henrique (perdeu - Dalton defendeu), Fabinho (perdeu - defendeu Ivan), Rafhael Lucas (Goiás 4x3) e Rafael Araújo (River 4x4).
 
Pênaltis alternados - David Duarte (Goiás 5x4), Rogério (River 5x5), Wagner (perdeu - Dalton defendeu), Kássio (perdeu - Ivan defendeu), Leo Sena (Goiás 6x5), Paulo Paraíba (River 6x6), Johnatan (Goiás 7x6), Jadson (River 7x7), Patrick (perdeu - Dalton defendeu) e Dalton (River 8x7).
 
Goiás - Ivan; Johnatan, David Duarte, Anderson Salles e Juninho; David (Leo Sena), Patrick, Wagner e Jhon Cley (Cléo); Carlos Eduardo (Murilo Henrique) e Rafhael Lucas. Técnico: Enderson Alves Moreira.
 
River - Dalton; Tote, Paulo Paraíba, Rafael Araújo e Jadson; Amarildo, Thiago Dias (Kassio), Rogério e Júnior Xuxa (Índio); Vanderlei Francisco e Eduardo (Fabinho). Técnico: Jeferson Magno Barbosa da Silva (Capitão).

Tubarão cai no final e Lusa segue em frente

Melhor em campo, o goleiro Fábio fez grandes intervenções na meta do Parnahyba (Fotos - Djalma Vassão / Gazeta Press).
Com um homem a menos desde os 14 minutos do 2° tempo, quando Luciano foi expulso, o Parnahyba ainda conseguiu segurar a Portuguesa até poucos minutos do final, mas acabou perdendo para o time do Canindé na noite desta terça-feira (26), por 1 a 0, sendo eliminado da Copa do Brasil pelo critério do gol marcado fora de casa - o primeiro jogo foi 2 a 1 para o Tubarão.
 
O time piauiense jogou bem fechado, mas criou também suas oportunidades de gol, com chances de abrir o placar até mesmo no primeiro tempo. Mas o grande nome do jogo foi o goleiro Fábio, que evitou que a meta parnaibana fosse vazada mais cedo. Quando Luciano foi expulso, devido a segunda advertência, no início do segundo tempo, as coisas ficaram mais difíceis e a Lusa passou a dominar as ações.

Bruno Nunes comemora depois de marcar o gol da vitória.
A poucos minutos do final, o gol que classificou o time paulista, marcado por Bruno Nunes, depois de uma tremenda confusão na área. Mas o Parnahyba fez uma grande atuação e volta de cabeça erguida para disputar as semifinais do Campeonato Piauiense e uma das vagas para a Série D do Campeonato Brasileiro.
 
FICHA TÉCNICA
 
PORTUGUÊSA DE DESPORTOS 1x0 PARNAHYBA (Copa do Brasil - 1ª fase - 2° jogo - Grupo 16); Data: 26/04/2016 (terça-feira à noite); Local: Estádio do Canindé (São Paulo - SP); Arbitragem: Joao Batista de Arruda, auxiliado por Eduardo de Souza Couto e Joao Luiz Coelho de Albuquerque (todos do Rio de Janeiro).
 
Renda: R$ 3.005,00 com 338 pagantes.
 
Gol: Bruno Nunes 40 do 2° tempo.
 
Cartões amarelos: Talis, Guilherme Almeida, Cesinha, Caio Cezar (PD), Gilmar Bahia, Renan, Ramón, Idelvando, Patrick, Luciano e Fabiano (PAR).
 
Expulsão: Luciano, aos 14 do 2°, por prática de jogo brusco (segundo cartão amarelo).
 
Portuguesa de Desportos - Luís Carlos; Digão, Talis, Guilherme Almeida e Cesinha; Ferdinando, Vinicius (Diego Gonçalves) e Boquita (Marcelo Labarthe); Gustavo Tocantins, Bruno Mineiro (Bruno Nunes) e Caio Cézar. Técnico: Anderson Beraldo.
 
Parnahyba - Fábio; Marcos Gasolina, Gilmar Bahia e Renan; Thiago Granja (Cassiano), Ramon, Luciano, Idelvando, Patrick (Totonho) e Rian; Jessuí (Fabiano). Técnico: Paulo Ricardo Moroni.
 
 

domingo, 24 de abril de 2016

2° turno: última vaga é disputada por Altos e Flamengo

Com os problemas de Altos e Cori-Sabbá na Justiça Desportiva, pela inclusão de atleta com três cartões amarelos, a classificação atual da Taça Cidade de Teresina - 2° turno do Campeonato Piauiense, não é definitiva. Desta forma, embora esteja, momentaneamente, na liderança, Altos deverá cair para 4° lugar, com 9 pontos ganhos, o que mantém o Flamengo com chances de classificação.

Neste caso, é bom ressaltar que o atleta Paulo Roberto da Silva, de Altos, continua impedido de atuar, pois não cumpriu a suspensão automática. Como, obviamente, Altos não vai correr o risco de jogar fora a sua classificação - que depende apenas de um empate com o Cori-Sabbá -, o atleta Paulo já está fora do próximo jogo, a fim de ir para as semifinais sem nenhum cartão acumulado.

Quanto ao Flamengo, que ainda aspira a última vaga para a fase semifinal, precisa vencer o Parnahyba e torcer pela derrota de Altos para o Cori-Sabbá. Os demais concorrentes, Picos, Caiçara e Cori-Sabbá, irão apenas cumprir o restante da tabela. E Caiçara e Cori-Sabbá são os dois rebaixados para a 2ª Divisão de 2017.
 
CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO 2° TURNO
 
1° Altos, 13 pontos, 4 vitórias, 5 gols de saldo e 10 gols marcados.
2° Parnahyba, 12 pontos, 4 vitórias, 12 gols de saldo e 17 gols marcados.
3° Piauí, 12 pontos, 4 vitórias, 5 gols de saldo e 12 gols marcados.
4° River, 11 pontos, 3 vitórias, 12 gols de saldo e 15 gols marcados.
5° Flamengo, 7 pontos, 2 vitórias, saldo -2 e 9 gols marcados.
6° Picos, 6 ponto, 2 vitórias, saldo -6 e 6 gols marcados
7° Cori-Sabbá, 4 pontos, 1 vitória, saldo -12 e 6 gols marcados.
8° Caiçara, 4 pontos, 1 vitória, saldo -14 e 4 gols marcados

COMO FICARÁ

1° Parnahyba, 12 pontos, 4 vitórias, 12 gols de saldo e 17 gols marcados.
2° Piauí, 12 pontos, 4 vitórias, 5 gols de saldo e 12 gols marcados.
3° River, 11 pontos, 3 vitórias, 12 gols de saldo e 15 gols marcados.
4° Altos, 9 pontos, 4 vitórias, 5 gols de saldo e 10 gols marcados.
5° Flamengo, 7 pontos, 2 vitórias, saldo -2 e 9 gols marcados.
6° Picos, 6 ponto, 2 vitórias, saldo -6 e 6 gols marcados
8° Caiçara, 4 pontos, 1 vitória, saldo -14 e 4 gols marcados
7° Cori-Sabbá, -5 pontos, 1 vitória, saldo -12 e 6 gols marcados.
 
 SEGUNDA VAGA PARA A SÉRIE D - COMO ESTÁ
(somente os pontos das duas fases classificatórias)

Nesta outra situação, que irá garantir ao primeiro colocado a segundo vaga do futebol piauiense na Série D do Campeonato Brasileiro, Altos está liderando, momentaneamente, mas cairá para a terceira colocação. Mesmo assim, poderá garantir-se na Série D com uma vitória sobre o Cori-Sabbá e um tropeço do Parnahyba diante do Flamengo. Se Altos vencer e o Parnahyba empatar, Altos fica com a vaga pelo número de vitórias. Logo, o Parnahyba precisa vencer para ficar com a vaga. Ou, no caso de um empate com o Flamengo, torcer para que Altos consiga, no máximo, um empate, diante do Cori-Sabbá.

As chances do Piauí também dependem de outros resultados: precisa vencer o River e torcer por tropeços de Altos e Parnahyba em seus compromissos contra Cori-Sabbá e Flamengo, respectivamente. Logo a seguir, a classificação atualizada. Mais embaixo, a que deve prevalecer quando o TJD tirar pontos de Altos e Cori-Sabbá.
 
1° Altos, 24 pontos, 6 vitórias, 8 gols de saldo e 18 gols marcados
2° Parnahyba, 22 pontos, 6 vitórias, 17 gols de saldo e 28 gols marcados
3° Piauí, 20 pontos, 6 vitórias, 2 gols de saldo e 17 gols marcados
4° Flamengo, 19 pontos, 5 vitórias, 2 gols de saldo e 15 gols marcados
5° Picos, 19 pontos, 5 vitórias, saldo 0 e 18 gols marcados
6° Caiçara, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -12 e 11 gols marcados
7° Cori-Sabbá, 6 pontos, 1 vitória, saldo -22 e 7 gols marcados.

SEGUNDA VAGA PARA A SÉRIE D - COMO FICARÁ
(somente os pontos das duas fases classificatórias)
 
1° Parnahyba, 22 pontos, 6 vitórias, 17 gols de saldo e 28 gols marcados
2° Piauí, 20 pontos, 6 vitórias, 2 gols de saldo e 17 gols marcados
3° Altos, 20 pontos, 6 vitórias, 8 gols de saldo e 18 gols marcados
4° Flamengo, 19 pontos, 5 vitórias, 2 gols de saldo e 15 gols marcados
5° Picos, 19 pontos, 5 vitórias, saldo 0 e 18 gols marcados
6° Caiçara, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -12 e 11 gols marcados
7° Cori-Sabbá, -3 pontos, 1 vitória, saldo -22 e 7 gols marcados.

 

sábado, 23 de abril de 2016

Altos publica comunicado, mas o erro é fato

Através de sua página na rede social Facebook, a Associação Atlética de Altos publicou um comunicado ao público, esclarecendo que não houve irregularidade e que a informação veiculada trata-se apenas de boato. Também informa que, "quanto a quem publicou tal matéria, tomaremos as medidas cabíveis". Vamos por parte, para que nada fique sem o esclarecimento correto para o público.
 
O COMUNICADO DO ALTOS
 
"A Associação Atlética de Altos vem a público esclarecer acerca da especulação que um atleta do nosso time havia entrado irregular no jogo contra o River, na última quarta no Estádio Albertão. Sobre esse assunto esclarecemos que se trata apenas de boatos, afinal trabalhamos com a máxima seriedade, não dando margem a erros tão primários. Nessa segunda (25) o setor jurídico da Associação Atlética de Altos irá a Federação Piauense de Futebol para a mesma se pronunciar sobre o ocorrido. Quanto a quem publicou tal informação, tomaremos as medidas cabíveis."

NOTA DO EDITOR
 
Em primeiro lugar, é preciso deixar claro que, da parte do SITE DO BUIM, não existe qualquer manifestação que vise prejudicar time A ou B. Nunca foi da nossa linha de comportamento. Aliás, desde 1977, quando ingressamos na crônica esportiva com apenas 16 anos de idade.
 
O trabalho que a diretoria da Associação Atlética de Altos vem realizando, com apoio do poder público municipal e da torcida altoense, é digno de aplausos. Vê-se, ao longo dos últimos anos, que ali existe um propósito muito evidente: levar o nome de Altos e do futebol piauiense bem longe, através do futebol profissional. Agora, querer responsabilizar quem apenas divulgou uma notícia ao invés de reconhecer o erro, é, no mínimo, convenhamos, extremamente insensível e injusto.
 
Não seria nenhum demérito ou pecado se, na nota publicada pela diretoria da Associação Atlética de Altos, houvesse um pedido de desculpas à torcida pela falha que, como bem atesta o próprio texto que republicamos acima, trata-se de erro primário.
 
Tenho plena convicção - e aqui também tenho certeza que não é boato - que o técnico Nivaldo Lancuna, sua comissão técnica e até mesmo a diretoria, jamais colocaria o atleta para jogar se tivesse a certeza de sua condição ilegal. O que houve, infelizmente, foi um desconhecimento do regulamento do Campeonato. Veja o que dizem esses dois parágrafos do art. 23 do citado regulamento:
 
"§1º - Quando um atleta for advertido com um cartão amarelo e, posteriormente, for expulso de campo com a exibição direta do cartão vermelho, aquele cartão amarelo inicial permanecerá em vigor para o cômputo dos 03 (três) cartões importando em impedimento automático e, se for o 3º (terceiro) da série, o atleta será penalizado com 02 (dois) impedimentos automáticos, sendo um pela sequencia de 03 (três) cartões amarelos e outro pelo recebimento do cartão vermelho.
 
§2º – Quando um atleta receber um cartão amarelo e, posteriormente, receber o segundo cartão amarelo com a exibição consequente do cartão vermelho, o cartão amarelo não será considerado para o cômputo dos três que geram o impedimento automático."

E o que aconteceu com o volante Paulo? Quando estava com dois cartões amarelos, ocorreu-lhe a situação que está prevista no parágrafo 2°. Ele foi advertido com cartão amarelo e mais tarde foi advertido com o segundo cartão amarelo e em seguida expulso. Nestes casos, como diz o próprio regulamento, o cartão amarelo não conta para efeito da suspensão automática. Logo, Paulo continuou pendurado com 2 cartões. E o que fez o time de Altos?
 
Contabilizou o terceiro cartão naquele jogo e afastou o atleta por duas rodadas, quando, na verdade, ele estava suspenso, automaticamente, por apenas uma partida, em face da expulsão. O entendimento que a diretoria de Altos deu ao caso, na época, foi equivocado, talvez pela inexperiência em competições profissionais.
 
O atleta estaria suspenso pelo terceiro cartão amarelo, do mesmo jogo em que ele foi expulso, somente se a sua expulsão tivesse sido com cartão vermelho direto. Aí sim, ele teria de cumprir os dois jogos: um pelo terceiro cartão, que estaria sendo computado, e outro pela expulsão. Mas, repito, não foi o caso de Paulo. O volante de Altos, ao ser expulso em decorrência do segundo cartão amarelo, continuou pendurado, completando a série de três cartões somente agora, dia 13 de abril.
 
Finalmente, e agora me dirijo ao presidente Warton Lacerda, resta lamentar que trabalho tão dinâmico tenha dado espaço a este escorregão. Mas não vai ser por isso que deixarei de admirar e apoiar seu trabalho, dos demais diretores, do vencedor técnico Nivaldo Lancuna e de todo o plantel. Agora, pode ter certeza, aqui não rola boatos, só informação. Informação séria e honesta. Motivo pelo qual não tenho qualquer receio de estar cometendo injustiça contra quem quer que seja. Foi este o princípio que adotei desde 1977 e que me tem dado o que carrego de mais precioso: A CREDIBILIDADE.
 

Piauí também garante vaga nas semifinais do returno

Ao derrotar o Cori-Sabbá na tarde/noite deste sábado (23), por 4 a 1, no Estádio Albertão, em Teresina, o Piauí visou seu passaporte para as semifinais do segundo turno do Campeonato Piauiense. O time de Floriano, por sua vez, já está eliminado e rebaixado para a segunda divisão.

No primeiro tempo, Alisson abriu a contagem para o quadro rubroanil, mas Cleber igualou o placar ainda no primeiro período. Na fase final, todavia, Silas lembrou os tempos em que foi revelado como grande goleador e marcou três vezes, decretando a vitória de sua equipe por 4 a 1.

FICHA TÉCNICA


PIAUÍ 4x1 CORI-SABBÁ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória); Data: 23/04/2016 (sábado à tarde); Local: Estádio Albertão (Teresina - PI); Arbitragem: Karol Vinícius Mendes Soares Martins, auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e Raimundo David dos Reis Alves.

Renda: R$ 675,00 com 105 pagantes (45 não pagantes).

Público total: 150 torcedores.

Gols: Alisson (cabeça) 10 e Cleber 30 do 1° tempo; Silas 9, Silas 41 e Silas 44 do 2°.

Cartões amarelos: Victor Salvador, Jorginho, Alisson (PIA), Yan, Klayton, Lucas e Allan Costa (CORI).

Expulsão: Yan, aos 15 do 2°, por prática de jogo brusco (segundo cartão amarelo).

Piauí - Lucas; Jorginho, Rafael Negão, Alisson e Mury; Victor Salvador (Robinho), Pablo, Dalton (Binha) e Bruninho (Testinha); Silas e Juninho. Técnico: Marcos Antônio dos Santos (Marcão).

Cori-Sabbá - Allan Costa; Reginaldo, Anderson Luís, Pedro Luna e Bruno (Darlan); Anderson Baiano, Yan, Klayton e Cleber; Luan (Helton) e Lucas (Robert). Técnico: Faustivânio Fernandes Venâncio (Vanin).

 

River ganha os pontos e garante classificação

Sem precisar dar um chute sequer, o River ganhou mais três pontos no Campeonato Piauiense, em vista do time do Caiçara não ter ido ao Estádio Felipe Raulino, em Altos, para o jogo que ambos realizariam na noite deste sábado (23), pela penúltima rodada da Taça Cidade de Teresina, o segundo turno do Estadual.
 
O presidente afastado do Caiçara, Francisco Ispo, responsabilizou o interventor nomeado pela Justiça, José do Egito Barbosa, por não ter tomado as providências para o comparecimento da equipe ao estádio. O árbitro Ideilon Helton aguardou o tempo regulamentar e deu o jogo por não realizado em face da ausência do time de Campo Maior.
 
O River esteve em campo com Naylson; Tote, Paulo Paraíba, Rafael Araújo e Jadson; Amarildo, Rogério, Thiago Dias e Esquerdinha; Fabinho e Diego Lira. O TJD irá apreciar a irregularidade na súmula e punir o Caiçara. O River deve ser declarado vencedor por 3 a 0.
 
 

A camisa do Juventus (de Rui Lima)

 
O Clube Atlético Juventus, de São Paulo, também conhecido por Moleque Travesso, foi o último time profissional do saudoso meia Rui Lima, piauiense falecido tragicamente no dia 09 de abril de 1982. Rui Lima jogou um amistoso pelo time avinhado e faleceu poucos dias depois, quando veio passar a Semana Santa com familiares.
 
 
A camisa foi um presente da diretoria do Juventus para a sua genitora, Luzia Ferreira da Silva Lima, também de saudosa memória. Foi esta número 8 a que ele vestiu pela última vez como atleta profissional. E agora está no meu acervo. Presente da família, na pessoa de Jader Lima, sobrinho de Rui. Uma grata recordação de um dos maiores craques que o futebol piauiense revelou em todos os tempos. Maurício Pokémon fotografou.
 
 

sexta-feira, 22 de abril de 2016

A exemplo do Cori, Altos deve perder pontos no Tribunal

Mesmo suspenso por ter completado a série de três cartões amarelos, Paulo entra em campo contra o River À direita da foto, ele gesticula, camisa 5, ao lado de Junior Xuxa (Foto - reprodução Facebook).
A exemplo do que deve ocorrer com o Cori-Sabbá, a equipe de Altos também deverá ser punida com perda de pontos pelo Tribunal de Justiça Desportiva. E pelo mesmo motivo: a utilização de atleta que está automaticamente suspenso por ter completado a série de três cartões amarelos. A escalação irregular ocorreu por ocasião do último jogo do Jacaré, contra o River, no Estádio Albertão.
 
Paulo Roberto da Silva completou a série de três cartões no jogo diante do Piauí, dia 13 de abril, e não poderia atuar contra o River, na última quarta-feira. Veja o passo-a-passo dos cartões amarelos que Paulo recebeu no atual campeonato.
 
06/02 - Altos 3x3 Parnahyba
Paulo é advertido com seu primeiro cartão amarelo no campeonato.
 
10/02 - Picos 1x1 Altos
Paulo é advertido e fica pendurado com dois cartões amarelos.
 
13/02 - Piauí 0x2 Altos
Aos 27 minutos do 1° tempo, Paulo é advertido com cartão amarelo. Completa a série de 3 cartões. Todavia, no 2° tempo, Paulo é novamente advertido com cartão amarelo. Em consequência do segundo cartão, é expulso pelo árbitro. Nestes casos, os cartões amarelos não entram na contagem e ele permaneceu pendurado com 2 cartões.
 
13/04 - Altos 1x0 Piauí
Paulo Roberto é advertido e completa a série de três cartões amarelos. Fica suspenso, automaticamente, do jogo seguinte, contra o River.
 
20/04 - River 1x1 Altos
Paulo é escalado com três cartões amarelos e entra em campo com a camisa 5 do Altos.
 
O Tribunal de Justiça Desportiva deverá receber a denúncia do Departamento de Futebol da FFP e, a exemplo do caso que envolve a utilização de atleta suspenso pelo mesmo motivo por parte da equipe do Cori-Sabbá, poderá punir o Altos com a perda de 4 pontos: os três que estavam em jogo mais o ponto que foi ganho pelo Jacaré com o empate de 1 a 1.

Faltando seis jogos, cinco disputam últimas vagas

Parnahyba garantiu classificação com vitória sobre a SEP (Foto: Daniela Miranda).
Faltando seis jogos para o encerramento da fase classificatória da Taça Cidade de Teresina, apenas Altos e Parnahyba garantiram vaga nas semifinais. Matematicamente, as duas últimas vagas estão sendo ´disputadas por Piauí, River, Flamengo, Picos e Caiçara. Uns com mais chances, outros com menos, mas todos com possibilidades de ir às semifinais e até tornar-se campeão piauiense. O Cori-Sabbá, que deverá perder pontos na Justiça Desportiva, é o único que não tem chances de classificação.
 
Quanto às duas vagas do futebol piauiense para a Série D do Campeonato Brasileiro, ambas permanecem indefinidas. Nas duas situações de classificação para preenche-las:
 
PIAUÍ 1 - Destinada ao campeão ou vice-campeão do Estado, que será o adversário do River na final do certame, caso o Galo não seja campeão direto, ou o vice-campeão, neste caso o time de melhor índice técnico em todos os jogos da competição, caso o River também seja o campeão do 2° turno. Hoje, esta vaga pelo índice técnico, está entre Altos, Parnahyba, Flamengo, Picos e Piauí. Matematicamente, todos podem ser o vice-campeão na hipótese do River ganhar os dois turnos e ser campeão direto.
 
PIAUÍ 2 - A segunda vaga será do time de melhor índice técnico computando-se apenas os jogos das duas fases classificatórias. Altos é o primeiro colocado, com 24 pontos ganhos, mas pode ser ultrapassado pelo Parnahyba.
 
CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA CIDADE DE TERESINA
 
1° Altos, 13 pontos, 4 vitórias, 5 gols de saldo e 10 gols marcados.
2° Parnahyba, 12 pontos, 4 vitórias, 12 gols de saldo e 17 gols marcados.
3° Piauí, 9 pontos, 3 vitórias, 2 gols de saldo e 8 gols marcados.
4° River, 8 pontos, 2 vitórias, 9 gols de saldo e 12 gols marcados.
5° Flamengo, 7 pontos, 2 vitórias, saldo -2 e 9 gols marcados.
6° Picos, 6 ponto, 2 vitórias, saldo -6 e 6 gols marcados
7° Cori-Sabbá, 4 pontos, 1 vitória, saldo -9 e 5 gols marcados.
8° Caiçara, 4 pontos, 1 vitória, saldo -11 e 4 gols marcados

CLASSIFICAÇÃO GERAL
 
1° River, 26 pontos, 7 vitórias, 14 gols de saldo e 22 gols marcados.
2° Altos, 26 pontos, 6 vitórias, 8 gols de saldo e 20 gols marcados
3° Parnahyba, 22 pontos, 6 vitórias, 17 gols de saldo e 28 gols marcados
4° Flamengo, 22 pontos, 6 vitórias, 1 gol de saldo e 16 gols marcados
5° Picos, 22 pontos, 5 vitórias, saldo -2 e 21 gols marcados
6° Piauí, 17 pontos, 5 vitórias, saldo -1 e 13 gols marcados
ZONA DE REBAIXAMENTO
7° Caiçara, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -18 e 11 gols marcados
8° Cori-Sabbá, 6 pontos, 1 vitória, saldo -19 e 6 gols marcados
 
SEGUNDA VAGA PARA A SÉRIE D
(somente os pontos das duas fases classificatórias)
 
1° Altos, 24 pontos, 6 vitórias, 8 gols de saldo e 18 gols marcados
2° Parnahyba, 22 pontos, 6 vitórias, 17 gols de saldo e 28 gols marcados
3° Flamengo, 19 pontos, 5 vitórias, 2 gols de saldo e 15 gols marcados
4° Picos, 19 pontos, 5 vitórias, saldo 0 e 18 gols marcados
5° Piauí, 17 pontos, 5 vitórias, saldo -1 e 13 gols marcados
6° Caiçara, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -9 e 11 gols marcados
7° Cori-Sabbá, 6 pontos, 1 vitória, saldo -19 e 6 gols marcados.
 
Raphael Freitas permanece como artilheiro-mor, mas já está seriamente ameaçado pelos adversários (Foto: Daniela Miranda)
ARTILHEIROS
 
7 gols - Raphael Freitas (Picos).
 
6 gols - Gênesis (Altos) e Vanderlei Francisco (River).

5 gols - Tiaguinho (Altos).

4 gols - Augusto (Flamengo), Cassiano, Idelvando (Parnahyba), Neguinho Paraíba (Picos), Fabinho e Diego Lira (River).
 
3 gols - Manoel (Altos), Michael (Caiçara), Dudu (Flamengo), Charles Chenko, Ramón (Parnahyba), Victor Salvador, Silas, Robinho (Piauí) e Felipe (Picos).
 
2 gols - Pantico, Ricardo Maranhão (Altos), Luan (Cori-Sabbá), Calebe, Capela (Flamengo), Fabiano, Luciano, Renan, Thiago Granja, Jessuí (Parnahyba), Henrique (Picos) e Tote (River).
 
1 gol - Esquerdinha (Altos), Jeferson Paulista, Toni Bahia, Nyckson, Lucas, Lucas Gabriel, Leandrinho, Igor, Jarlle (Caiçara), Wallace, Pedro Luna, Cleber, Haddo (Cori-Sabbá), Marcelo Macedo, Robertinho, Daniel Silva, Anderson Kamar, Geraldo (Flamengo), Puxinha, Marcos Gasolina, Gilmar Bahia (Parnahyba), Eli, Naylan, Testinha, Juninho (Piauí), Ricardo Mineiro, Thiago Marabá, Cristiano Alagoano, Marlon, Escuro (Picos), Rogério, Alex Santos, Thiago Dias, Lucas Bacelar, Índio, Rafinha e Esquerdinha (River).

GOLS CONTRA
 
1 gol - Celso (Altos, em favor do Parnahyba) e Andson (Picos, em favor de Altos).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO (média de gols sofridos por partida)

0,00 - Neto (Altos) - nenhum gol em 2 jogos
0,35 - Naylson (River) - 5 gols em 14 jogos
0,84 - Fábio (Parnahyba), 11 gols em 13 jogos.
0,85 - Dida (Altos) - 12 gols em 14 jogos.
0,85 - Alex (Picos) - 6 gols em 7 jogos
1 gol por jogo - Paulo Sérgio (Flamengo) - 13 gols em 13 jogos - Lucas Paulista (Piauí), 6 gols em 6 jogos - e Andrey (Flamengo) - 2 gols em 2 jogos
1,33 - Lucas (Piauí) - 8 gols em 6 jogos.
1,50 - Dalton (River) - 3 gols em 2 jogos.
1,66 - Dida (Picos) - 15 gols em 9 jogos.
2 gols por jogo - Will Kanario (Caiçara) e David (Picos) - 2 gols em 1 jogo
2,08 - Allan Costa (Cori-Sabbá) - 25 gols em 12 jogos.
2,45 - Preto (Caiçara) - 27 gols em 11 jogos.
 
ESTÁDIOS UTILIZADOS
 
22 jogos - Albertão (em Teresina).
 8 jogos - Felipe Raulino (Altos).
7 jogos - Pedro Alelaf (Parnaíba).
6 jogos -Tibério Nunes (Floriano).
5 jogos - Juca Fortes (Barras) e Helvídio Nunes (Picos).
3 jogos - Pinheirão (Fronteiras).
 
ARBITRAGENS
 
9 jogos - Antônio Santos Nunes.
7 jogos - Antônio Dib Moraes de Sousa.
6 jogos - Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves.
5 jogos - Diego da Silva Castro, Antônio José Lopes Trindade de Sousa e Leonardo Marques Fortes.
3 jogos - Afonso Amorim de Sousa, Antônio Francisco Cordeiro de Paula, Edimar da Silva Leite, Karol Vinícius Mendes Soares Martins e Francisco Antônio Gonçalves de Arêa.
2 jogos - Ideilon Helton Alves Lima.
1 jogo - Djalma Alves de Lima Filho e Hélio Fábio Pinto de Queiróz.
 
ATAQUES

28 gols - Parnahyba.
22 gols - River.
21 gols - Picos.
20 gols - Altos.
16 gols - Flamengo.
13 gols - Piauí.
11 gols - Caiçara.
6 gols - Cori-Sabbá.

DEFESAS
 
8 gols - River.
11 gols - Parnahyba.
12 gols - Altos.
14 gols - Piauí.
15 gols - Flamengo.
23 gols - Picos.
25 gols - Cori-Sabbá.
29 gols - Caiçara.

ATLETAS EXPULSOS

1 jogo - Paulo, Bruno (Altos), Rafael, Thales (Caiçara), Yan (Cori-Sabbá), Vitor Recife, Calebe (Flamengo), Rian, Ribamar, Gilmar Bahia (Parnahyba), Victor Salvador, Allan (Piauí), Neguinho Paraíba, Thiago Marabá (Picos), Jadson e Vanderlei Francisco (River).

MAIORES GOLEADAS

Caiçara 0x9 Parnahyba, em 16/04/2016, no Estádio Felipe Raulino, em Altos.
Cori-Sabbá 0x6 River, em 10/04/2016, no Estádio Tibério Nunes, em Floriano.
Parnahyba 5x0 Caiçara, em 20/02/2016, no Estádio Pedro Alelaf, em Parnaíba.

MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Jeferson (Caiçara), no jogo Altos 1x1 Caiçara, em 29/01/2016.
50° gol - Neguinho Paraíba (Picos), no jogo Caiçara 3x3 Picos, em 24/02/2016.
100° gol - Idelvando (Parnahyba), no jogo Parnahyba 2x0 Altos, em 06/04/2016.

GOLS MAIS RÁPIDOS

2 minutos - Tiaguinho (Altos), no jogo Altos 3x3 Parnahyba, em 06/02/2016.
2 minutos - Charles Chenko (Parnahyba), no jogo Cori-Sabbá 2x1 Parnahyba, em 02/04/2016.
3 minutos - Neguinho Paraíba (Picos), no jogo Caiçara 3x3 Picos, em 24/02/2016.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

6 jogos - Nivaldo Lancuna (Altos).
5 jogos - Athirson Mazolli (Flamengo).
4 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba), Marcão (Piauí) e Capitão (River).
3 jogos - Adelmo Soares (Picos) e Zé Teodoro (River).
2 jogos - Carlos Negretti (Caiçara) e Luiz Miguel (Parnahyba).
1 jogo - Vanin (Cori-Sabbá), Vladimir Jesus (Flamengo), Ferrim Cearense, Humberto Santos (Picos) e Neto Jordão (Piauí).

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

7 jogos - Carlos Negretti (Caiçara).
5 jogos - Humberto Santana (Cori-Sabbá).
3 jogos - Vanin (Cori-Sabbá), Marcão (Piauí) e Adelmo Soares (Picos).
2 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba), Athirson Mazolli (Flamengo), Neto Jordão (Piauí), Humberto Santos (Picos) e Capitão (River).
1 jogo - Nivaldo Lancuna (Altos), Netão, Vladimir Jesus (Flamengo), Luiz Miguel (Parnahyba) e Zé Teodoro (River).
 
PRÓXIMOS JOGOS
23/04 (sábado)
17h00 - PIAUÍ X CORI-SABBÁ, no Albertão (Teresina)
18h00 - CAIÇARA X RIVER, no Felipe Raulino (Altos).
 
 

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Tubarão derrota SEP e garante vaga nas semifinais

Com dois gols marcados no primeiro tempo, o Parnahyba derrotou a Sociedade Esportiva de Picos na tarde/noite desta quinta-feira (21), por 2 a 0, e confirmou sua classificação para as semifinais da Taça Cidade de Teresina - o 2° turno do Campeonato Piauiense. Além dele, Altos também já é semifinalista, restando duas vagas para serem preenchidas por Piauí, River, Flamengo, Picos ou Caiçara.
 
As duas vagas do futebol piauiense para a Série D do Campeonato Brasileiro também continuam indefinidas. O atacante Jessuí abriu a contagem para o Parnahyba, de cabeça. Poucos minutos depois, também de cabeça, foi a vez do zagueiro Gilmar Bahia balançar as redes do goleiro Dida, determinando o placar final de 2 a 0 para o time da casa.
 
FICHA TÉCNICA

PARNAHYBA 2x0 PICOS (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória - 6ª rodada); Data: 21/04/2016 (quinta-feira à tarde); Local: Estádio Pedro Alelaf (Parnaíba - PI); Arbitragem: Antônio Santos Nunes, auxiliado por Mauro Cezar Evangelista de Sousa e Janystony Rabelo de Melo.

Renda: R$ 10.100,00 com 710 pagantes (280 não pagantes).

Público total: 990 torcedores.

Gols: Jessuí (cabeça) 13 e Gilmar Bahia (cabeça) 19 do 1° tempo.
 
Cartões amarelos: Marcos Gasolina (PAR) e Dadinha (SEP).
 
Expulsões: Idelvando e Paulinho, aos 30 do 2°, por agressão mútua.

Parnahyba - Fábio; Marcos Gasolina, Renan e Gilmar Bahia; Thiago Granja, Ramón, Luciano (Totonho), Patrick (Lucas), Idelvando e Rian; Jessuí (Cassiano). Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Picos - Dida; Dadinha, Leleu, Tonhão e Neguinho Paraíba; Jader (Felipe), Escuro, Henrique e Cleiton (Paulinho); Raphael Freitas (Lima) e Cristiano Alagoano. Técnico: Humberto Barboa Santos.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Flamengo volta a vencer e mantém esperanças

Ao vencer o Piauí (3 a 1) na noite desta quarta-feira (20), no segundo jogo da rodada dupla realizada no Estádio Albertão, em Teresina, o Flamengo reabilitou-se da série de jogos sem vencer e manteve possibilidades de classificação para a fase semifinal do segundo turno do Campeonato Piauiense.
 
Augusto também desencabulou e voltou a marcar. No primeiro tempo, ele assinalou duas vezes, colocando 2 a 0 de vantagem para o Flamengo. Ainda na fase inicial, Juninho diminuiu para o Enxuga Rato. No segundo tempo, o Rubro Negro voltou a marcar, desta feita com o meia Capela, que aproveitou um passe de Daniel Silva. Final: Flamengo 3, Piauí 1, ambos ainda com chances de classificação.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3x1 PIAUÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória); Data: 20/04/2016 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Albertão (Teresina - PI); Arbitragem: Afonso Amorim de Sousa, auxiliado por Luiz Gonzaga da Silva Filho e Maura Cunha Costa.
 
Renda: R$ 8.892,00 com 897 pagantes (181 não pagantes).

Público total: 1.078 torcedores.

Gols: Augusto 28, Augusto 33 e Juninho 35 do 1° tempo; Capela 26 do 2°.

Cartões amarelos: Augusto, Daniel Silva, João Felipe, Flavinho, Geraldo (FLA), Pablo, Dalton e Allan (PIA).

Expulsão: Allan, aos 29 do 2°, por prática de jogo brusco (segundo amarelo).

Flamengo - Paulo Sérgio; João Felipe, Leandro, Rafael (Leonardo) e Daniel Silva; Cleber, Índio, Romário e Capela (Calebe); Geraldo e Augusto (Flavinho). Técnico: Vladimir Vieira de Jesus.

Piauí - Lucas Paulista; Jorginho, Allan, Alisson e Pablo (Testinha); Victor Salvador (Bruninho), Dalton, Alessandro e Juninho; Silas (Binha) e Robinho. Técnico: Marcos Antônio dos Santos (Marcão).

Altos é o primeiro semifinalista com empate no Albertão

Jogando na preliminar da noite desta quarta-feira (20), no Estádio Albertão, River e Altos empataram por 1 a 1, abrindo mais uma rodada da Taça Cidade de Teresina. Com este resultado, Altos é o primeiro semifinalista do segundo turno da competição, restando agora três vagas para se definir o G4.
 
O River abriu a contagem com o atacante Vanderlei Francisco, aos 27 minutos de jogo. Na fase complementar, numa cobrança de falta, Tiaguinho igualou a contagem para o Jacaré da terra da manga. O River, que soma 8 pontos ganhos, permanece na quarta colocação.
 
FICHA TÉCNICA
 
RIVER 1x1 ALTOS (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória); Data: 20/04/2016 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Albertão (Teresina - preliminar de Flamengo x Piauí); Arbitragem: Leonardo Marques Fortes, auxiliado por Marcio Iglesias Araújo Silva e Alisson Lima Damasceno.
 
Gol: Vanderlei Francisco 27 do 1° tempo; Tiaguinho (falta) 6 do 2°.
 
Cartões amarelos: Thiago Dias, Diego Lira, Rafinha, Amarildo, Rogério (RIV), Jean e Vitor Bafana (ALT).
 
Expulsões: Vanderlei Francisco e Bruno, aos 48 do 2°, por agressão mútua (cartão vermelho direto).
 
River - Naylson; Tote, Paulo Paraíba, Índio e Rafinha; Amarildo, Thiago Dias (Rogério), Júnior Xuxa e Esquerdinha (Fabinho); Vanderlei Francisco e Diego Lira (Lucas Bacelar). Técnico: Jeferson Magno Barbosa da Silva (Capitão).
 
Altos - Dida; Jean, Vitor Bafana (Alagoano), Leone e Tiaguinho; Paulo, Fred (Bruno), Pantico e Esquerdinha; Manoel e Gênesis (Netinho). Técnico: Nivaldo Lancuna de Oliveira.

Hoje, no Albertão: rodada dupla com jogos decisivos

Mais dois jogos darão sequência à Taça Cidade de Teresina, o 2° turno do Campeonato Piauiense, ambos no Estádio Albertão. Na preliminar, às 18h00, River x Altos; no jogo principal, às 20h00, Flamengo x Piauí. Faltando poucos jogos para o encerramento da Fase Classificatória, pode-se afirmar que as duas partidas terão caráter decisivo.

Na preliminar, um empate garante a classificação de Altos para as semifinais do returno. Mas se vencer, além de selar sua condição de semifinalista, Altos também confirma sua presença na Série D do Campeonato Brasileiro de 2016. Uma vitória do River deixará a situação dos dois clubes ainda indefinida.

No jogo principal, o Flamengo precisa vencer para manter suas remotas chances de classificação. Tantos para as semifinais quanto para a Série D do Campeonato Brasileiro. Qualquer tropeço será fatal para o vice-campeão piauiense. Ao Piauí, interessam também os três pontos, para manter suas possibilidades de G4 e de Série D. Confira arbitragem:
 
RODADA DUPLA NO ALBERTÃO
 
RIVER X ALTOS, preliminar, 18 horas
Árbitro - Leonardo Marques Fortes
Assistente 1 - Marcio Iglesias Araujo Silva
Assistente 2 - Alisson Lima Damasceno
 
FLAMENGO X PIAUÍ, principal, 20 horas.
Árbitro - Afonso Amorim de Sousa
Assistente 1 - Luiz Gonzaga da Silva Filho
Assistente 2 - Maura Cunha Costa

domingo, 17 de abril de 2016

Novos números do Campeonato Piauiense da 1ª Divisão

Mais dois jogos foram disputados neste final de semana, alterando a estatística do Campeonato Piauiense em alguns pontos. De forma mais significativa, só na maior goleada da competição, construída pelo Paranhyba, ao aplicar 9 a 0 sobre o Caiçara. Confira os números de momento:

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA CIDADE DE TERESINA

1° Altos, 12 pontos, 4 vitórias, 5 gols de saldo e 9 gols marcados.
2° Parnahyba, 9 pontos, 3 vitórias, 10 gols de saldo e 15 gols marcados.
3° Piauí, 9 pontos, 3 vitórias, 4 gols de saldo e 7 gols marcados.
4° River, 7 pontos, 2 vitórias, 9 gols de saldo e 11 gols marcados.
5° Picos, 6 ponto, 2 vitórias, saldo -4 e 6 gols marcados
6° Flamengo, 4 pontos, 1 vitória, saldo -4 e 6 gols marcados.
7° Cori-Sabbá, 4 pontos, 1 vitória, saldo -9 e 5 gols marcados.
8° Caiçara, 4 pontos, 1 vitória, saldo -11 e 4 gols marcados

CLASSIFICAÇÃO GERAL
 
1° River, 25 pontos, 7 vitórias, 14 gols de saldo e 21 gols marcados.
2° Altos, 25 pontos, 6 vitórias, 8 gols de saldo e 19 gols marcados
3° Picos, 22 pontos, 5 vitórias, saldo 0 e 21 gols marcados
4° Parnahyba, 19 pontos, 5 vitórias, 15 gols de saldo e 26 gols marcados
5° Flamengo, 19 pontos, 5 vitórias, saldo -1 e 13 gols marcados
6° Piauí, 17 pontos, 5 vitórias, 1 gol de saldo e 12 gols marcados
ZONA DE REBAIXAMENTO
7° Caiçara, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -18 e 11 gols marcados
8° Cori-Sabbá, 6 pontos, 1 vitória, saldo -19 e 6 gols marcados
 
SEGUNDA VAGA PARA A SÉRIE D
(somente os pontos das duas fases classificatórias)
 
1° Altos, 23 pontos, 6 vitórias, 8 gols de saldo e 17 gols marcados
2° Parnahyba, 19 pontos, 5 vitórias, 15 gols de saldo e 26 gols marcados
3° Picos, 19 pontos, 5 vitórias, 2 gols de saldo e 18 gols marcados
4° Piauí, 17 pontos, 5 vitórias, 1 gol de saldo e 12 gols marcados
 5° Flamengo, 16 pontos, 4 vitórias, saldo 0 e 12 gols marcados
6° Caiçara, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -9 e 11 gols marcados
7° Cori-Sabbá, 6 pontos, 1 vitória, saldo -19 e 6 gols marcados.

ARTILHEIROS
 
7 gols - Raphael Freitas (Picos).
 
6 gols - Gênesis (Altos).
 
5 gols - Vanderlei Francisco (River).
 
4 gols - Tiaguinho (Altos), Cassiano, Idelvando (Parnahyba), Neguinho Paraíba (Picos), Fabinho e Diego Lira (River).
 
3 gols - Manoel (Altos), Michael (Caiçara), Dudu (Flamengo), Charles Chenko, Ramón (Parnahyba), Victor Salvador, Silas, Robinho (Piauí) e Felipe (Picos).
 
2 gols - Pantico, Ricardo Maranhão (Altos), Luan (Cori-Sabbá), Augusto, Calebe (Flamengo), Fabiano, Luciano, Renan, Thiago Granja (Parnahyba), Henrique (Picos) e Tote (River).
 
1 gol - Esquerdinha (Altos), Jeferson Paulista, Toni Bahia, Nyckson, Lucas, Lucas Gabriel, Leandrinho, Igor, Jarlle (Caiçara), Wallace, Pedro Luna, Cleber, Haddo (Cori-Sabbá), Marcelo Macedo, Robertinho, Capela, Daniel Silva, Anderson Kamar, Geraldo (Flamengo), Puxinha, Marcos Gasolina, Jessuí (Parnahyba), Eli, Naylan, Testinha (Piauí), Ricardo Mineiro, Thiago Marabá, Cristiano Alagoano, Marlon, Escuro (Picos), Rogério, Alex Santos, Thiago Dias, Lucas Bacelar, Índio, Rafinha e Esquerdinha (River).

GOLS CONTRA
 
1 gol - Celso (Altos, em favor do Parnahyba) e Andson (Picos, em favor de Altos).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO (média de gols sofridos por partida)

0,00 - Neto (Altos) - nenhum gol em 2 jogos
0,30 - Naylson (River) - 4 gols em 13 jogos
0,60 - Lucas Paulista (Piauí) - 3 gols em 5 jogos.
0,84 - Dida (Altos) - 11 gols em 13 jogos.
0,85 - Alex (Picos) - 6 gols em 7 jogos
0,91 - Fábio (Parnahyba) - 11 gols em 12 jogos - e 
1 gol por jogo - Paulo Sérgio (Flamengo) - 12 gols em 12 jogos - e Andrey (Flamengo) - 2 gols em 2 jogos
1,33 - Lucas (Piauí) - 8 gols em 6 jogos.
1,50 - Dalton (River) - 3 gols em 2 jogos.
1,62 - Dida (Picos) - 13 gols em 8 jogos.
2 gols por jogo - Will Kanario (Caiçara) e David (Picos) - 2 gols em 1 jogo
2,08 - Allan Costa (Cori-Sabbá) - 25 gols em 12 jogos.
2,45 - Preto (Caiçara) - 27 gols em 11 jogos.
 
ESTÁDIOS UTILIZADOS
 
20 jogos - Albertão (em Teresina).
 8 jogos - Felipe Raulino (Altos).
6 jogos - Pedro Alelaf (Parnaíba) e Tibério Nunes (Floriano).
5 jogos - Juca Fortes (Barras) e Helvídio Nunes (Picos).
3 jogos - Pinheirão (Fronteiras).
 
ARBITRAGENS
 
8 jogos - Antônio Santos Nunes.
7 jogos - Antônio Dib Moraes de Sousa.
6 jogos - Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves.
5 jogos - Diego da Silva Castro e Antônio José Lopes Trindade de Sousa.
4 jogos - Leonardo Marques Fortes.
3 jogos - Antônio Francisco Cordeiro de Paula, Edimar da Silva Leite, Karol Vinícius Mendes Soares Martins e Francisco Antônio Gonçalves de Arêa.
2 jogos - Afonso Amorim de Sousa e Ideilon Helton Alves Lima.
1 jogo - Djalma Alves de Lima Filho e Hélio Fábio Pinto de Queiróz.
 
ATAQUES

26 gols - Parnahyba.
21 gols - Picos e River.
19 gols - Altos.
13 gols - Flamengo.
12 gols - Piauí.
11 gols - Caiçara.
6 gols - Cori-Sabbá.

DEFESAS
 
7 gols - River.
11 gols - Piauí, Altos e Parnahyba.
14 gols - Flamengo.
21 gols - Picos.
25 gols - Cori-Sabbá.
29 gols - Caiçara.

ATLETAS EXPULSOS

1 jogo - Paulo (Altos), Rafael, Thales (Caiçara), Yan (Cori-Sabbá), Vitor Recife, Calebe (Flamengo), Rian, Ribamar, Gilmar Bahia (Parnahyba), Victor Salvador (Piauí), Neguinho Paraíba, Thiago Marabá (Picos) e Jadson (River).

MAIORES GOLEADAS

Caiçara 0x9 Parnahyba, em 16/04/2016, no Estádio Felipe Raulino, em Altos.
Cori-Sabbá 0x6 River, em 10/04/2016, no Estádio Tibério Nunes, em Floriano.
Parnahyba 5x0 Caiçara, em 20/02/2016, no Estádio Pedro Alelaf, em Parnaíba.

MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Jeferson (Caiçara), no jogo Altos 1x1 Caiçara, em 29/01/2016.
50° gol - Neguinho Paraíba (Picos), no jogo Caiçara 3x3 Picos, em 24/02/2016.
100° gol - Idelvando (Parnahyba), no jogo Parnahyba 2x0 Altos, em 06/04/2016.

GOLS MAIS RÁPIDOS

2 minutos - Tiaguinho (Altos), no jogo Altos 3x3 Parnahyba, em 06/02/2016.
2 minutos - Charles Chenko (Parnahyba), no jogo Cori-Sabbá 2x1 Parnahyba, em 02/04/2016.
3 minutos - Neguinho Paraíba (Picos), no jogo Caiçara 3x3 Picos, em 24/02/2016.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

6 jogos - Nivaldo Lancuna (Altos).
5 jogos - Athirson Mazolli (Flamengo).
4 jogos - Marcão (Piauí) e Capitão (River).
3 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba), Adelmo Soares (Picos) e Zé Teodoro (River).
2 jogos - Carlos Negretti (Caiçara) e Luiz Miguel (Parnahyba).
1 jogo - Vanin (Cori-Sabbá), Ferrim Cearense, Humberto Santos (Picos) e Neto Jordão (Piauí).

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

7 jogos - Carlos Negretti (Caiçara).
5 jogos - Humberto Santana (Cori-Sabbá).
3 jogos - Vanin (Cori-Sabbá) e Adelmo Soares (Picos).
2 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba), Athirson Mazolli (Flamengo), Neto Jordão, Marcão (Piauí) e Capitão (River).
1 jogo - Nivaldo Lancuna (Altos), Netão, Vladimir Jesus (Flamengo), Luiz Miguel (Parnahyba), Humberto Santos (Picos) e Zé Teodoro (River).
 
PRÓXIMOS JOGOS
20/04 (quarta-feira)
18h00 - RIVER X ALTOS, no Albertão (Teresina)
20h00 - FLAMENGO X PIAUÍ, no Albertão (Teresina)
 
21/04 (quarta-feira)
17h00 - PARNAHYBA X PICOS, no Pedro Alelaf (Parnaíba)

23/04 (sábado)
17h00 - PIAUÍ X CORI-SABBÁ, no Albertão (Teresina)
18h00 - CAIÇARA X RIVER, no Felipe Raulino (Altos).

Com pouca torcida, Rivengo termina com empate sem gols

Concorrendo com a transmissão ao vivo da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff, e por isso mesmo com reduzida presença de público, Flamengo e River fizeram um jogo sem grandes emoções, resultando num apático empate sem gols, que mantém o River na zona de classificação e o Flamengo fora dela.
 
FICHA TÉCNICA
 
FLAMENGO 0x0 RIVER (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - 5ª rodada); Data: 17/04/2016 (domingo à noite); Local: Estádio Albertão (Teresina - PI); Arbitragem: Antonio Santos Nunes, auxiliado por João Thiago Carvalho Reis e José Nilton da Costa.

Renda: R$ 14.130,00 com 1.155 pagantes (181 não pgantes).

Público total: 1.336 torcedores.
 
Cartões amarelos: Geraldo, Cleber (FLA), Jadson, Amarildo, Naylson e Kassio (RIV).
 
Flamengo - Paulo Sérgio; João Felipe, Leandro, Rafael e Daniel Silva; Índio (Dudu), Romário, Cléber e Capela (Calebe); Geraldo e Augusto (Jefferson Maranhão). Técnico: Vladimir Viana de Jesus.
 
River - Naylson; Tote, Paulo Paraíba, Índio e Jadson; Amarildo, Thiago Dias, Júnior Xuxa (Sandro Costa) e Esquerdinha (Kassio); Vanderlei Francisco e Diego Lira. Técnico: Jeferson Magno Barbosa da Silva (Capitão).

Piauí x Cori-Sabbá: preliminar é cancelada pela FFP

Rodovia interditada impediu que o Cori-Sabbá chegasse a Teresina. (Foto - Assessoria da FFP).
Em decorrência da delegação do Cori-Sabbá não conseguir chegar em Teresina, devido o bloqueio da rodovia por onde trafegava o ônibus procedente de Floriano, a Federação de Futebol do Piauí determinou o cancelamento do jogo Piauí x Cori-Sabbá, que seria realizado na preliminar de hoje, no Albertão. Sobre o problema, a FFP divulgou a seguinte nota:
 
Prezados, boa tarde!!
A FFP informa que o jogo entre Piauí x Cori-Sabbá, que seria realizado hoje às 16h no Albertão, foi cancelado por motivo de força maior. A equipe de Floriano não conseguiu chegar em Teresina por conta de manifestantes contra o impeachment que estão bloqueando a BR que dá acesso à capital.
Amanhã à tarde, na sede da entidade, haverá uma reunião para defirnir a nova data da partida.
Por fim, informamos ainda que o Rivengo deste domingo está mantido para às 18h, no Albertão.
 
Att,
Assessoria FFP

sábado, 16 de abril de 2016

Tubarão aplica a maior goleada do campeonato

Ao golear o Caiçara neste sábado, abrindo mais uma rodada da Taça Cidade de Teresina, o Parnahyba estabeleceu a maior goleada da competição, construindo o inacreditável placar de 9 a 0 sobre o time de Campo Maior. A vitória também serviu para colocar o Tubarão na vice-liderança da competição.
 
O Tubarão abriu a contagem logo no início da partida, quando Ramón converteu uma penalidade máxima. Embora tenha construído outras oportunidades, o Paranhyba não aproveitou e o primeiro tempo terminou mesmo com a vantagem mínima. Na fase final, o time do litoral tratou de definir sua vitória, marcando mais oito gols, através de Thiago Granja, Renan, Jessuí, Ramón, Cassiano (2) e Idelvando (2).
 
A Taça Cidade de Teresina (2° turno do Piauiense), tem Altos como líder, com 12 pontos ganhos, vindo em seguida, completando o G4, estão Parnahyba (9 pontos e 10 gols de saldo), Piauí (9 pontos e 4 gols de saldo) e River (6 pontos ganhos). A rodada será concluída amanhã, domingo, com a rodada dupla no Albertão: Piauí x Cori-Sabbá, às 16 horas, e Flamengo x River, às 18 horas.

FICHA TÉCNICA

CAIÇARA 0x9 PARNAHYBA (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - 6ª rodada); Data: 16/04/2016 (sábado à tarde); Local: Estádio Felipe Raulino (Altos - PI); Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Arnaldo Araújo Santos e Alisson Lima Damasceno.

Renda: R$ 585,00 com 107 pagantes (48 não pagantes).

Público total: 155 torcedores.

Gols: Ramón (pênalti) 7 do 1° tempo; Thiago Granja 4, Renan (cabeça) 8, Jessuí (pênalti) 20, Ramón 23, Cassiano 33, Idelvando 37, Idelvando 43 e Cassiano 45 do 2°.

Cartões amarelos: Pedrinho, Iranildo, Damisson, Lucas Gabriel (CAI) e Fabiano (PAR).

Caiçara - Preto; Neném, Iranildo, Diassis e Lucas Gabriel; Damisson, Pedro Henrique, Pedrinho (Higor) e Nickson (Jarlle); Igor e Leandrinho. Técnico: Carlos Montalvani de Oliveira (Negretti).

Parnahyba - Fábio; Thiago Granja, Gilmar Bahia, Renan e Marcos Gasolina; Ramón, Luciano, Idelvando e Patrick (Totonho); Charles Chenko (Jessuí) e Fabiano (Cassiano). Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Números do Campeonato Piauiense da 1ª Divisão

Confira mais uma atualização dos números do Campeonato Piauiense. Mas é bom lembrar que o Cori-Sabbá poderá perder 9 pontos, em face da inclusão de atletas com três cartões amarelos nos jogos diante do Flamengo e do Parnahyba, pelo segundo turno da competição (Taça Cidade de Teresina). Logo, nas três tabelas de classificação, sua pontuação pode sofrer alteração.

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA CIDADE DE TERESINA

1° Altos, 12 pontos, 4 vitórias, 5 gols de saldo e 9 gols marcados.
2° Piauí, 9 pontos, 3 vitórias, 4 gols de saldo e 7 gols marcados.
3° River, 6 pontos, 2 vitórias, 9 gols de saldo e 11 gols marcados.
4° Parnahyba, 6 pontos, 2 vitórias, 1 gol de saldo e 6 gols marcados.
5° Picos, 6 ponto, 2 vitórias, saldo -4 e 6 gols marcados
6° Caiçara, 4 pontos, 1 vitória, saldo -2 e 4 gols marcados
7° Cori-Sabbá, 4 pontos, 1 vitória, saldo -9 e 5 gols marcados.
8° Flamengo, 3 pontos, 1 vitória, saldo -4 e 6 gols marcados.

CLASSIFICAÇÃO GERAL
 
1° Altos, 25 pontos, 6 vitórias, 8 gols de saldo e 19 gols marcados
2° River, 24 pontos, 7 vitórias, 14 gols de saldo e 21 gols marcados.
3° Picos, 22 pontos, 5 vitórias, saldo 0 e 21 gols marcados
4° Flamengo, 18 pontos, 5 vitórias, saldo -1 e 13 gols marcados
5° Piauí, 17 pontos, 5 vitórias, 1 gol de saldo e 12 gols marcados
6° Parnahyba, 16 pontos, 4 vitórias, 6 gols de saldo e 17 gols marcados
ZONA DE REBAIXAMENTO
7° Caiçara, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -9 e 11 gols marcados
8° Cori-Sabbá, 6 pontos, 1 vitória, saldo -19 e 6 gols marcados
 
SEGUNDA VAGA PARA A SÉRIE D
(somente os pontos das duas fases classificatórias)
 
1° Altos, 23 pontos, 6 vitórias, 8 gols de saldo e 17 gols marcados
2° Picos, 19 pontos, 5 vitórias, 2 gols de saldo e 18 gols marcados
3° Piauí, 17 pontos, 5 vitórias, 1 gol de saldo e 12 gols marcados
4° Parnahyba, 16 pontos, 4 vitórias, 6 gols de saldo e 17 gols marcados
5° Flamengo, 15 pontos, 4 vitórias, saldo 0 e 12 gols marcados
6° Caiçara, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -9 e 11 gols marcados
7° Cori-Sabbá, 6 pontos, 1 vitória, saldo -19 e 6 gols marcados.

ARTILHEIROS
 
7 gols - Raphael Freitas (Picos).
 
6 gols - Gênesis (Altos).
 
5 gols - Vanderlei Francisco (River).
 
4 gols - Tiaguinho (Altos), Neguinho Paraíba (Picos), Fabinho e Diego Lira (River).
 
3 gols - Manoel (Altos), Michael (Caiçara), Dudu (Flamengo), Charles Chenko (Parnahyba), Victor Salvador, Silas, Robinho (Piauí) e Felipe (Picos).
 
2 gols - Pantico, Ricardo Maranhão (Altos), Luan (Cori-Sabbá), Augusto, Calebe (Flamengo), Fabiano, Cassiano, Luciano, Idelvando (Parnahyba), Henrique (Picos) e Tote (River).
 
1 gol - Esquerdinha (Altos), Jeferson Paulista, Toni Bahia, Nyckson, Lucas, Lucas Gabriel, Leandrinho, Igor, Jarlle (Caiçara), Wallace, Pedro Luna, Cleber, Haddo (Cori-Sabbá), Marcelo Macedo, Robertinho, Capela, Daniel Silva, Anderson Kamar, Geraldo (Flamengo), Puxinha, Thiago Granja, Renan, Ramón, Marcos Gasolina (Parnahyba), Eli, Naylan, Testinha (Piauí), Ricardo Mineiro, Thiago Marabá, Cristiano Alagoano, Marlon, Escuro (Picos), Rogério, Alex Santos, Thiago Dias, Lucas Bacelar, Índio, Rafinha e Esquerdinha (River).

GOLS CONTRA
 
1 gol - Celso (Altos, em favor do Parnahyba) e Andson (Picos, em favor de Altos).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO (média de gols sofridos por partida)

0,00 - Neto (Altos) - nenhum gol em 2 jogos
0,33 - Naylson (River) - 4 gols em 12 jogos
0,60 - Lucas Paulista (Piauí) - 3 gols em 5 jogos.
0,84 - Dida (Altos) - 11 gols em 13 jogos.
0,85 - Alex (Picos) - 6 gols em 7 jogos
1 gol por jogo - Fábio (Parnahyba) - 11 gols em 11 jogos - e Andrey (Flamengo) - 2 gols em 2 jogos
1,09 - Paulo Sérgio (Flamengo) - 12 gols em 11 jogos.
1,33 - Lucas (Piauí) - 8 gols em 6 jogos.
1,50 - Dalton (River) - 3 gols em 2 jogos.
1,62 - Dida (Picos) - 13 gols em 8 jogos.
1,80 - Preto (Caiçara) - 18 gols em 10 jogos.
2 gols por jogo - Will Kanario (Caiçara) e David (Picos) - 2 gols em 1 jogo
2,08 - Allan Costa (Cori-Sabbá) - 25 gols em 12 jogos.
 
ESTÁDIOS UTILIZADOS
 
19 jogos - Albertão (em Teresina).
7 jogos - Felipe Raulino (Altos).
6 jogos - Pedro Alelaf (Parnaíba) e Tibério Nunes (Floriano).
5 jogos - Juca Fortes (Barras) e Helvídio Nunes (Picos).
3 jogos - Pinheirão (Fronteiras).
 
ARBITRAGENS
 
7 jogos - Antônio Santos Nunes.
6 jogos - Antônio Dib Moraes de Sousa e Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves.
5 jogos - Diego da Silva Castro e Antônio José Lopes Trindade de Sousa.
4 jogos - Leonardo Marques Fortes.
3 jogos - Antônio Francisco Cordeiro de Paula, Edimar da Silva Leite, Karol Vinícius Mendes Soares Martins e Francisco Antônio Gonçalves de Arêa.
2 jogos - Afonso Amorim de Sousa e Ideilon Helton Alves Lima.
1 jogo - Djalma Alves de Lima Filho e Hélio Fábio Pinto de Queiróz.
 
ATAQUES

21 gols - Picos e River.
19 gols - Altos.
17 gols - Parnahyba.
13 gols - Flamengo.
12 gols - Piauí.
11 gols - Caiçara.
6 gols - Cori-Sabbá.

DEFESAS
 
7 gols - River.
11 gols - Piauí, Altos e Parnahyba.
14 gols - Flamengo.
20 gols - Caiçara.
21 gols - Picos.
25 gols - Cori-Sabbá.

ATLETAS EXPULSOS

1 jogo - Paulo (Altos), Rafael, Thales (Caiçara), Yan (Cori-Sabbá), Vitor Recife, Calebe (Flamengo), Rian, Ribamar, Gilmar Bahia (Parnahyba), Victor Salvador (Piauí), Neguinho Paraíba, Thiago Marabá (Picos) e Jadson (River).

MAIORES GOLEADAS

Cori-Sabbá 0x6 River, em 10/04/2016, no Estádio Tibério Nunes, em Floriano.
Parnahyba 5x0 Caiçara, em 20/02/2016, no Estádio Pedro Alelaf, em Parnaíba.
Cori-Sabbá 0x4 Picos, em 06/02/2016, no Estádio Tibério Nunes, em Floriano.
River 4x0 Picos, em 03/04/2016, no Estádioi Albertão, em Teresina.

MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Jeferson (Caiçara), no jogo Altos 1x1 Caiçara, em 29/01/2016.
50° gol - Neguinho Paraíba (Picos), no jogo Caiçara 3x3 Picos, em 24/02/2016.
100° gol - Idelvando (Parnahyba), no jogo Parnahyba 2x0 Altos, em 06/04/2016.

GOLS MAIS RÁPIDOS

2 minutos - Tiaguinho (Altos), no jogo Altos 3x3 Parnahyba, em 06/02/2016.
2 minutos - Charles Chenko (Parnahyba), no jogo Cori-Sabbá 2x1 Parnahyba, em 02/04/2016.
3 minutos - Neguinho Paraíba (Picos), no jogo Caiçara 3x3 Picos, em 24/02/2016.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

6 jogos - Nivaldo Lancuna (Altos).
5 jogos - Athirson Mazolli (Flamengo).
4 jogos - Marcão (Piauí) e Capitão (River).
3 jogos - Adelmo Soares (Picos) e Zé Teodoro (River).
2 jogos - Carlos Negretti (Caiçara), Luiz Miguel e Paulo Moroni (Parnahyba).
1 jogo - Vanin (Cori-Sabbá), Ferrim Cearense, Humberto Santos (Picos) e Neto Jordão (Piauí).

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

6 jogos - Carlos Negretti (Caiçara).
5 jogos - Humberto Santana (Cori-Sabbá).
3 jogos - Vanin (Cori-Sabbá) e Adelmo Soares (Picos).
2 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba), Athirson Mazolli (Flamengo), Neto Jordão< Marcão (Piauí) e Capitão (River).
1 jogo - Nivaldo Lancuna (Altos), Netão, Vladimir Jesus (Flamengo), Luiz Miguel (Parnahyba), Humberto Santos (Picos) e Zé Teodoro (River).
 
PRÓXIMOS JOGOS
16/04 (sábado)
CAIÇARA X PARNAHYBA, no Felipe Raulino, em Alts, às 17 horas.

17/04 (domingo)
PIAUÍ X CORI-SABBÁ, no Albertão, em Teresina, às 16 horas.
FLAMENGO X RIVER, no Albertão, em Teresina, às 18 horas.