terça-feira, 29 de abril de 2014

Parnahyba x River terá arbitragem de outra Federação

Com restrições de Parnahyba e River, Afonso e Dib ficam para o sorteio do jogo em Piripiri.
Em face de algumas restrições alegadas pelas diretorias de Parnahyba e River, o jogo semifinal do próximo domingo, no Estádio Verdinho, em Parnaíba, terá arbitragem de outra Federação, ainda a ser confirmada pela FFP. Afonso e Dib, por sua vez, disputam o sorteio desta quarta-feira para saber quem dirige o jogo em Piripiri, entre 4 de Julho x Flamengo.

O SITE DO BUIM conseguiu apurar que o Parnahyba faz restrições a Afonso Amorim e que o River alega não ter sorte com Antônio Dib apitando seus jogos. Sem colocar obstáculos na pretensão dos dois times, a CEAF deixou a Federação à vontade, com os primeiros contatos já mantidos. A FFP irá contratar um quarteto completo (árbitro, assistentes e quarto árbitro), que deve vir da Bahia, Ceará ou Maranhão.

Na tarde desta quarta-feira, Antônio Dib e Afonso Amorim irão para o sorteio que irá definir quem irá apitar o jogo no Estádio Ytacoatiara, entre 4 de Julho e Flamengo. Os assistentes, que também serão conhecidos através de sorteio, ainda não tiveram seus nomes revelados.

4 de Julho contará com força máxima diante do Flamengo

Desfalcado neste jogo do último domingo, 4 de Julho vai para a semifinal com força máxima.
Com os retornos do goleiro Alysson e do volante Juninho Maanhense, que cumpriram suspensão automática no final de semana, o técnico Luiz Miguel deverá escalar o 4 de Julho com sua força máxima, sábado próximo, na partida da fase semifinal da Taça Cidade de Teresina, diante do Flamengo.

Alyson cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo, e Juninho por ter sido expulso diante do Parnahyba. O intervalo de cinco dias entre o último jogo da Fase Classificatória e o da Fase Semifinal, também serviá para a recuperação de atletas lesionados, como o zagueiro Mazinho.

Com melhor índice técnico que seu adversário, o Colorado também terá a vantagem de jogar por dois empates - no tempo normal e na prorrogação. A confirmação do time que começará jogando, porém, só deverá ser feita após o coletivo de apronto, programado para a tarde de quinta-feira, no Estádio Ytacoatiara.

Desportistas de Esperantina terão seu estádio de futebol

O município de Esperantina aguarda a construção de um estádio de futebol, cuja ordem de serviço foi assinada no mês de março. A obra está orçada em R$ 2 milhões.  Para o prefeito Lourival Bezerra, a construção do estádio insere Esperantina na rota dos grandes eventos esportivos do Estado, colaborando para desenvolver plenamente o setor.

"Os grandes centros urbanos contam com estrutura própria para realizar os eventos esportivos. A construção do nosso estádio vai, portanto, tornar Esperantina uma referência para o esporte estadual", destaca Lourival.

Também o Ginásio Poliesportivo Hermes Nogueira Portela, o Nogueirão, está na rota para receber investimento em melhorias. O Nogueirão aguarda recursos de R$ 750 mil para reforma e ampliação. “Essa reforma vai tornar o Ginásio Nogueirão o segundo maior ginásio esportivo do Piauí, perdendo apenas para o Ginásio Verdão, de Teresina”, enfatiza o prefeito Lourival Bezerra.

Com Marciano goleador, torcida espera reviver 2007

Marciano está sempre bem vigiado (aqui com Igor Pedra, do Barras). Mas o objetivo segue bem vivo.
Principal goleador do Campeonato Piauiense 2014, o atacante Marciano é um dos trunfos que o River dispõe para eliminar o Parnahyba dentro do Verdinho, no próximo domingo. E se o destino assim quiser, o artilheiro tricolor poderá ter mais três jogos para buscar os dois títulos - de campeão e artilheiro - e fazer com que o torcedor riverino reviva a alegria de sete anos atrás, quando conquistou os dois feitos pela última vez.

Naquela ocasião, o último título de campeão veio com a última artilharia de um atleta do Galo - o meia Wanderson, com 8 gols. Marciano já marcou 10, é líder dos artilheiros, mas a distância para Fabiano (9 gols), Fabinho e Felipe Rafael (6) não dá para garantir comemorações antecipadas. Mas a expectativa da torcida é para esse desfecho.

Com os dois títulos, além de quebrar o jejum tricolor (nos dois segmentos - coletivo e individual), Marciano também escreveria seu nome entre os destaques de uma competição que já disputou no início de sua carreira, quando marcou dois gols pelo Oeiras na temporada de 2000, um deles, inclusive, contra o próprio Parnahyba, no Estádio Gerson Campos.

Piauiense de Oeiras, Marciano Hedelson Estevão de Sousa nasceu no Dia Nacional do Futebol. Aos 33 anos de idade (19/07/1980), tem um, dois ou quatro jogos pela frente. Pode até ser que só com o de domingo ele termine artilheiro. Para quebrar o jejum completo é que serão necessários mais quatro partidas. É o tempo que Marciano espera permanecer em campo e comemorar mais um fato histórico da vida tricolor.

Em quatro temporadas, Honorato foi campeão e artilheiro.
RIVERINOS CAMPEÕES E ARTILHEIROS

1948 - Nonato - 18 gols
1950 - Honorato - 21 gols
1951 - Honorato - 19 gols
1952 - Hnorato - 13 gols
1953 - Honorato - 12 gols
1954 - Diderot - 14 gols
1955 - Valdinar - 10 gols
1956 - Valdinar - 30 gols
1962 - Valdinar - 12 gols
1963 - Waldeck - 11 gols
1973 - Batistinha - 9 gols
1977 - Sima - 33 gols
1978 - Sima - 24 gols
1980 - Edilson - 19 gols
2007 - Wanderson - 8 gols

Jogo final do Piauiense será em Teresina ou Parnaíba

Se a decisão do campeonato for entre Piauí e Parnahyba, segundo jogo terá que ser no litoral.
Com os resultados verificados na última rodada da Fase Classificatória da Taça Cidade de Teresina, o último jogo do Campeonato Piauiense, que irá apontar o campeão da temporada 2014, só poderá ser disputado em Teresina ou Parnaíba. Matematicamente, Piripiri não poderá sediar o segundo jogo da decisão do Piauiense 2014, caso o 4 de Julho seja campeão do returno.

A explicação é simples. O segundo jogo da final do Campeonato Piauiense terá como mandante a equipe que tiver o melhor índice técnico em toda a competição, incluindo todas as fases. Se o Parnahyba ganhar o returno, o segundo jogo contra o Piauí será no Estádio Verdinho, em Parnaíba.

Se o título do returno ficar entre Flamengo e River, evidente, os jogos da decisão do título 2014 serão em Teresina. E se o vencedor do 2° turno for o 4 de Julho, o primeiro jogo terá que ser em Piripiri e o segundo em Teresina, tendo em vista que o time colorado não pode mais alcançar o Piauí, que já soma 25 pontos ganhos. 

Diante desse panorama, também é fato concreto que o 4 de Julho é o único semifinalista do returno que, se for para a decisão com o Piauí, não terá a vantagem de jogar por um empate caso haja necessidade de prorrogação. Motivo suficiente para o campeão do 1° turno torcer para que o time de Piripiri seja o campeão do returno.

TAÇA CIDADE DE TERESINA (2° TURNO)
CLASSIFICAÇÃO FINAL DA FASE CLASSIFICATÓRIA

1° 4 de Julho, 13 pontos, 4 vitórias e 7 gols de saldo
2° Parnahyba, 13 pontos, 4 vitórias e 6 gols de saldo
3° River, 12 pontos, 4 vitórias e 7 gols de saldo
4° Flamengo, 12 pontos, 4 vitórias e saldo -1
5° Cori-Sabbá, 10 pontos, 3 vitórias e saldo -3
6° Barras, 8 pontos, 2 vitórias e saldo -2
7° Piauí, 8 pontos, 1 vitória e saldo -1
8° Caiçara, 2 pontos e saldo -13 

CLASSIFICAÇÃO GERAL

1° Parnahyba, 27 pontos, 8 vitórias e 8 gols de saldo 
2° Piauí, 25 pontos, 6 vitórias e 6 gols de saldo 
3° Flamengo, 24 pontos, 7 vitórias e saldo -1
4° River, 23 pontos, 6 vitórias e 17 gols de saldo 
5° Cori-Sabbá, 20 pontos, 6 vitórias e saldo -3
6° Barras, 20 pontos, 5 vitórias e 1 gol de saldo 
7° 4 de Julho, 17 pontos, 5 vitórias e saldo -1
8° Caiçara, 6 pontos, 1 vitória e saldo -25
Obs.: com exceção do campeão, os sete primeiros colocados garantem vaga na Copa Piauí. 

ARTILHEIROS

10 gols - Marciano (River)

9 gols - Anderson Kamar (Cori-Sabbá) e Fabiano (Piauí).

6 gols - Fabinho (Parnahyba).

5 gols - Tuta (Flamengo), Felipe Rafael (Parnahyba) e Marclei (River).

4 gols - Pretinho (4 de Julho), Joniel (Flamengo), Puxinha (Parnahyba) e Raphael Freitas (Piauí).

3 gols - Jader (4 de Julho), João Paulo, Osvaldo, Brown, Emerson (Barras), Roberto (Caiçara), Capela (Parnahyba) e Vitor Recife (Piauí).

2 gols - Marcos Vinícius, \Mazinho, Julinho, Ítalo Picapau (4 de Julho), Igor Pedra (Barras), Flávio (Caiçara), Jader, Rubinho, Jó (Cori-Sabbá), Laércio, Marcinho (Flamengo), Da Silva (Parnahyba), Jorginho, Fabinho, Eridon (Piauí), Brasinha, Igor e Thiago Marabá (River).

1 gol - Gugu, Renatinho, Wilsinho (4 de Julho), Leís, Tadeu, Danilo Pitbul, Júnior Bahia, Peter, Humberto (Barras), Jeferson Pipoca, Gerlan, Wanderson Costa, Douglas (Caiçara), Cafezinho, Marcinho, Marcelo Muniz (Cori-Sabbá), Augusto, Alex, Sinderval, Jarbas, Guilherme, Roni, Fabinho, Ítalo (Flamengo), Luciano, Leo Araújo, Wesley, Xavier, Idelvando (Parnahyba), Lucas Marques, Darley, Marcos Gasolina, Dênis, Pablo, Binha, Silas, Rafinha (Piauí), Gabriel, Thiago Dias, Danilo Goiano, Kássio, Josué, Rodolfo e Esquerdfinha (River).

GOLS CONTRA

1 gol - Juninho (4 de Julho, a favor do Parnahyba), Jó (Cori-Sabbá, a favor do 4 de Julho) e Eduardo Junho (Piauí, a favor do River).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO (MÉDIA DE GOLS POR PARTIDA)

0,00 - Herivelton (Flamengo) - 0 gol em 3 jogos, e Ribamar (Parnahyba), 0 gol em 1 jogo.
0,66 - Alyson (4 de Julho), 4 gols em 6 jogos
0,70 - Everson (River) - 7 gols em 10 jogos.
1 gol por jogo - Ricardo (River), 5 gols em 5 jogos, e Joel (Piauí), 1 gol em 1 jogo
1,14 - Ari (Barras), 16 gols em 14 jogos
1,20 - Robinho (Parnahyba) - 18 gols em 15 jogos.
1,33 - Carlos Henrique (Caiçara), 4 gols em 3 jogos.
1,50 - Fagner (Cori-Sabbá) e Lucas (Piauí) - 21 gols em 14 jogos
1,83 - Robson (Flamengo), 22 gols em 12 jogos.
2 gols por jogo - Yuri (Caiçara) - 8 gols em 4 jogos, e David (Piauí), 2 gols em 1 jogo.
2,25 - Zé Filho (4 de Julho), 18 gols em 8 jogos
2,75 - Preto (Caiçara) - 11 gols em 4 jogos
3 gols por jogo - Neto (Barras) - 3 gols em 1 jogo
3,66 - Anderson (Caiçara) - 11 gols em 3 jogos. 

ESTÁDIOS UTILIZADOS

22 jogos - Lindolfo Monteiro (Teresina).
10 jogos - Juca Fortes (Barras).
9 jogos - Ytacoatiara (Piripiri).
8 jogos - Verdinho (Parnaíba).
7 jogos - Tibério Nunes (Floriano).
3 jogo - Deusdedit de Melo (Campo Maior). 

ARBITRAGENS

11 jogos - Antônio Dib Moraes de Sousa.
10 jogos - Leonardo Marques Fortes.
9 jogos - Karol Vinícius Mendes Soares Martins.
8 jogos - Afonso Amorim de Sousa.
7 jogos - Antônio Santos Nunes.
6 jogos - Antônio José Lopes Trindade de Sousa e Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves.
2 jogos - Rogério de Oliveira Braga. 

ATAQUES

30 gols - Piauí.
29 gols - River.
26 gols - Parnahyba.
21 gols - Flamengo.
20  gols - Barras.
19 gols - 4 de Julho.
18 gols - Cori-Sabbá.
9 gols - Caiçara.

DEFESAS

12 gols - River.
18 gols - Parnahyba.
19 gols - Barras.
21 gols - Cori-Sabbá.
22 gols - 4 de Julho e Flamengo.
24 gols - Piauí.
34 gols - Caiçara. 

ATLETAS EXPULSOS

2 jogos - Marcos Gasolina (Piauí).
1 jogo - Anderson, Cloelson (4 de Julho), Osvaldo, Tiaguinho (Barras), Pereira, Sadan, Roberto (Caiçara), Fagundes, Leone, Anderson (Cori-Sabbá), Laércio, Ítalo, Sinderval, Cleriston (Flamengo), Alessandro, Fabinho, Ramón, Gilmar Bahia (Parnahyba), Rafael Negão, Adrianinho, Silas, Binha, Eduardo Junho, Jorginho (Piauí), Everson e Rhuann (River).

MAIORES GOLEADAS

Caiçara 0x7 River, em 02/02/2014, no Estádio Ytacoatiara, em Piripiri.
River 4x1 4 de Julho, em 10/02/2014, no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina.
Caiçara 0x4 4 de Julho, em 12/04/2014, no Estádio Deusdedit de Melo, em Campo Maior.

MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Augusto (Flamengo), no jogo Cori-Sabbá 0x2 Flamengo, em 25/01/2014.
50° gol - Cafezinho (Cori-Sabbá), no jogo River 1x1 Cori-Sabbá, em 23/02/2014.
100° gol - Capela (Parnahyba), no jogo Parnahyba 2x1 River, em 27/03/2014.
150° gol - Anderson Kamar (Cori-Sabbá), no jogo Barras 1x2 Cori-Sabbá, em 16/04/2014.

GOLS MAIS RÁPIDOS

2 minutos - Marciano (Riveer), no jogo Parnahyba 2x1 River, em 26/03/2014.
4 minutos - Osvaldo (Barras), no jogo Parnahyba 1x1 Barras, em 16/02/2014.
6 minutos - Darley (Piauí), no jogo Piauí 2x0 Flamengo, em 09/02/2014. 
6 minutos - Fabinho (Parnahyba), no jogo Parnahyba 3x0 Cori-Sabbá, em 02/04/2014.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

7 jogos - Fernando Tonet (Parnahyba).
6 jogos - Vanin (Cori-Sabbá) e Paulo Moroni (Piauí).
5 jogos - Júlio Cesar Araújo (Barras).
4 jogos - Luiz Miguel (4 de Julho) e Valter Maranhão (Flamengo).
3 jogos - Josué Teixeira (River).
2 jogos - Daniel Frasson (Flamengo) e Evair Paulino (River).
1 jogo - Maurício Reis (4 de Julho), Henrique Catita (Caiçara), Denis Borges (Flamengo), Jorge Pinheiro (Parnahyba) e Lucas Andrade (River). 

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

5 jogos - Vanin (Cori-Sabbá).
4 jogos - Henrique Catita (Caiçara).
3 jogos - Jasiel Lira (4 de Julho), Biro Biro (Caiçara), Valter Maranhão (Flamengo), Júlio Araújo (Barras) e Paulo Moroni (Piauí).
2 jogo - Maurício Reis, Luiz Miguel (4 de Julho), Rodrigo Chagas (Barras), Péricles Veloso (Caiçara), Jorge Pinheiro e Fernando Tonet (Parnahyba).
1 jogo - Cristiano Carvalho (Caiçara), Evair Paulino, Lucas Andrade, Josué Teixeira (River), Denis Borges, Valter Maranhão e Daniel Frasson (Flamengo). 

PRÓXIMOS JOGOS 

Fase Semifinal - Jogo Único
03/05 (sábado) - 19h00
Ytacoatiara (Piripiri) - 4 DE JULHO x FLAMENGO 

04/05 (domingo) - 17h00
Verdinho (Parnaíba) - PARNAHYBA x RIVER

Tubarão agora volta atenções para o Ceará Sporting

Tonet agora prepara o time para a estréia na Copa do Brasil.
Depois de garantir sua classificação para a fase semifinal da Taça Cidade de Teresina, o Parnahyba tira o foco do Campeonato Piauiense e volta todas as suas atenções para o compromisso de estréia na Copa do Brasil, quarta-feira (30), diante do Ceará Sporting, com boa venda antecipada de ingressos no litoral piauiense.

Além do próprio jogo, mais um do Tubarão em competições nacionais, o torcedor também terá o atrativo de sorteio de prêmios no intervalo do jogo no Estádio Verdinho. Além do incentivo ao bicampeão piauiense, o torcedor participará do sorteio de uma bicicleta Montain Bike, um televisor de 14 polegadas, uma camisa do Ceará autografada por Magno Alves, além da importância de R$ 500,00.

No final da tarde para o início da noite desta segunda-feira houve a reapresentação, com treino à noite, no Verdinho. Fernando Tonet nao confirmou a escalação da equipe, mas é provável que mantenha o mesmo time que vem jogando e conquistando os resultados positivos no Campeonato Piauiense.

domingo, 27 de abril de 2014

Capital x Interior: esta será a fase semifinal do 2° turno

Jogadores do Parnahyba comemoram o primeiro gol da tarde no Verdinho, marcado por Capela.
Com os resultados verificados na tarde deste domingo (27) - Barras 1x3 River, Cori-Sabbá 2x2 Piauí, Flamengo 1x0 4 de Julho e Parnahyba 4x0 Caiçara -, a fase semifinal do segundo turno ficou definida com os confrontos de dois times da capital contra os dois do interior, da seguinte forma: 4 de Julho x Flamengo, em Piripiri, e Parnahyba x River, em Parnaíba.

Eridon reapareceu marcando gol.
Ainda no Estádio Lindolfo Monteiro, onde esteve presente por ocasião do jogo entre Flamengo e 4 de Julho, o presidente da FFP, Cesarino Oliveira, confirmou que o jogo de Piripiri será no sábado, às 19 horas, enquanto Parnaíba terá sua semifinal às 17 horas de domingo.

OS JOGOS DA RODADA

No Estádio Tibério Nunes, em Floriano, o Cori-Sabbá abriu a contagem com um gol de Jó, mas sofreu o empate quatro minutos depois, com Eridon. Ainda no 1° tempo, o artilheiro Anderson Kamar colocou o Cori na frente, mas Rafinha determinou o placar final de 2 a 2, que resultou na eliminação das duas equipes da Taça Cidade de Teresina.

FICHA TÉCNICA

CORI-SABBÁ 2x2 PIAUÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória - 7ª rodada); Data; 27/04/2014 (domingo à tarde); Local: Estádio Tibério Nunes (em Floriano); Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Wanderson dos Santos Lima e Hélio Soares Freire.

Renda: R$ 12.665,00 com 805 pagantes.

Gols: Jó 9, Eridon (cabeça) 13 e Anderson Kamar 34 do 1° tempo; Rafinha 32 do 2°.

Cartões amarelos: Jackson, Leone, Diego, Cleiton Mendes, Jó (CORI), Adrianinho, Eridon e Darley (PIA).

Cori-Sabbá - Fagner; Yan (Mangaia), Jó, Cleiton Mendes e Talisson; Leone, Jackson, Jader e Diego (Rubinho); Anderson Kamar e Cafezinho (Marcinho). Técnico: Faustivânio Fernandes Venâncio (Vanin).

Piauí - David; Pablo, Eridon, Rafinha e Victor Cearense; Diego, Darley, Jeová (Fabiano) e Adrianinho (Natan); Jean Natal (Denis) e Fabinho. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Com Emerson nas proximidades, Rian tenta evitar a saída da bola. De virada, o River venceu e está na semifinal.
A CLASSIFICAÇÃO DO RIVER EM PIRIPIRI

Ao final dos 90 minutos, a torcida tricolor comemorou a classificação do River para a fase semifinal. Mas sofreu bastante. Somente nos últimos 15 minutos é que o Galo encontrou o caminho do gol. No 1° tempo, Barras abriu a contagem através de Humberto, num contra-ataque fulminante, quando o River até tinha mais posse de bola.

Na fase final, nos últimos quinze minutos, o River passou a aproveitar com gol as oportunidades que foram surgindo. O empate foi aos 30, com Rodolfo. Logo em seguida o meia Thiago Marabá fez 2 a 1. E Esquerdinha, cobrando falta, selou o triunfo e a classificação.

FICHA TÉCNICA

BARRAS 1x3 RIVER (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória - 7ª rodada); Data; 27/04/2014 (domingo à tarde); Local: Estádio Ytacoatiara (em Piripiri); Arbitragem: Afonso Amorim de Sousa, auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e José Nilton da Costa.

Renda: R$ 2.050,00 com 185 pagantes.

Gols: Humberto 38 do 1° tempo; Rodolfo 30, Thiago Marabá 32 e Esquerdinha (falta) 40 do 2°.

Cartões amarelos: Igor Pedra, Anderson (BAR), Gabriel e Rodolfo (RIV).

Expulsão: Tiaguinho, aos 39 do 2°, por jogo violento (vermelho direto).

Barras - Neto; Emerson, Marcelo (Cristiano), Igor Pedra e Tiaguinho; Leís, Peter, Humberto e Brown (Muller); Danilo Pitbul (Anderson) e Tadeu. Técnico: Rodrigo Chagas.

River - Ricardo; Alex Santos (Marclei), Bruno Lopes, Gabriel e Rian (Rodolfo); Amarildo, Thiago Dias, Kassio (Brasinha) e Thiago Marabá; Esquerdinha e Marciano. Técnico: Josué Amaral Teixeira.

Com a vitória sobre o Caiçara, Parnahyba levou a semifinal para dentro de casa, onde jogará com apoio de sua torcida.
GOLEADA NO LITORAL

Faltou apenas um gol para o Parnahyba terminar a Fase Classificatória com o melhor índice técnico. Mas 4 a 0, convenhamos, já foi de bom tamanho, e garantiu ao bicampeão piauiense jogar a fase semifinal dentro de seus domínios, diante da torcida parnaibana, e com a vantagem de dois empates - no tempo normal e na prorrogação.

A goleada do Tubarão foi construída com gols de Capela, no 1° tempo; Idelvando, Fabinho e Da Silva, na fase complementar. Com este resultado, o Parnahyba é o líder geral do certame, e, se vencer o returno, fará o segundo jogo da decisão do campeonato, contra o Piauí, no Estádio Verdinho.

FICHA TÉCNICA

PARNAHYBA 4x0 CAIÇARÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória - 7ª rodada); Data; 27/04/2014 (domingo à tarde); Local: Estádio Verdinho (em Parnaíba); Arbitragem: Antônio José Lopes Trindade de Sousa, auxiliado por Mauro Cezar Evangelista de Sousa e Samuel Lustosa.

Renda: R$ 4.645,00 com 534 pagantes.

Gols: Capela 26 do 1° tempo; Idelvando 32, Fabinho 37 e Da Silva 39 do 2°.

Cartões amarelos: Ramón (PAR), Jhuliano e Ítalo (CAI).

Parnahyba -Ribamar; Barata, Wesley, Gilmar Bahia e Xavier (Jonny); Ramón, Luciano (Idelvando), Totonho e Capela; Felipe Rafael (Da Silva) e Fabinho. Técnico: Fernando Tonet.

Caiçara - Preto; Jhuliano (Fabrício), Sadan, Paulinho e Ismael; Robson, Deboy (Ítalo), Flávio e Gerlan; Jeferson Pipoca e Juninho (Marcelo). Técnico: Biro Biro.

O técnico Maranhão (no canto esquerdo) vibra, a torcida vibra, os jogadores, sai o gol da classificação.
A CLASSIFICAÇÃO RUBRO-NEGRA 

Quem pensava que o 4 de Julho viria acomodado para o Lindolfo Monteiro, enganou-se redondamente. O líder do returno buscou a vitória do início ao fim, o que dificultou bastante a tarefa do Flamengo, que precisava da vitória para garantir sua classificação. E ela veio numa substituição acertada do técnico Valter Maranhão.

Precisando da vitória a qualquer custo, ele tirou o meia Isael William e colocou o atacante Joniel. Em menos de cinco minutos, ele aproveitou o rebote de uma bola que batera na trave, após chute de Siderval, e concluiu para as redes de Zé Filho. Foi só isso, mas o bastante para garantir o Flamengo na próxima fase, onde enfrentará o mesmo 4 de Julho, mas dentro de seus domínios.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1x0 4 DE JULHO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória - 7ª rodada); Data; 27/04/2014 (domingo à tarde); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (em Teresina); Arbitragem: Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves, auxiliado por Thyago Costa Leitão e Antônio Sérgio de Sousa Araújo.

Renda: R$ 2.965,00 com 257 pagantes.

Gol: Joniel 21 do 2° tempo.

Cartões amarelos: Zuza e Joniel.

Flamengo - Herivelton; Sandro, Wildinho (Guilherme), Ítalo e Sinderval; Clériston, Fabinho, Zuza e Isael William (Jarbas); Tua (Joniel) e Roni. Técnico: Valter Lima Vieira (Valter Maranhão).

4 de Julho - Zé Filho; Wilsinho, Cloelson, Keyton e Diguinho; Renan, Roni, Lira (Renatinho) e Jáder; Juninho e Pretinho. Técnico: Luiz Miguel Gouveia de Oliveira.



Favorito, Tubarão deve selar classificação contra Caiçara

No jogo de ida, o Parnahyba venceu por 2 a 1. (Foto - Ricardo Andrade).
Única equipe que vai apenas cumprir a tabela neste domingo, o Caiçara não deve ser um obstáculo dos mais difíceis contra o Parnahyba, que vai a campo na condição de favorito a vencer e selar sua classificação diante de sua torcida, no Estádio Verdinho, em Parnaíba, onde as duas equipe jogarão a partir das 16 horas.

Para tornar-se semifinalista e manter o sonho do tri, o Parnahyba depende apenas de si. Vencendo, está nas semifinais. Se empatar, terá que torcer por um tropeço de River, Flamengo ou Cori-Sabbá. Se perder, ainda pode se classificar, mas desde que hajam tropeços de Flamengo e Cori-Sabbá. O Caiçara, que soma apenas 2 pontos, já está eliminado.

As duas equipes terão desfalques importantes no compromisso desta tarde. Enquanto o Parnahyba perdeu Robinho (três cartões amarelos), o Caiçara jogará sem Wanderson Costa, também com três amarelos, e Roberto, expulso. Mas Flávio deve voltar, o mesmo acontecendo com o zagueiro Wesley, no Parnahyba.

No turno, em Barras, o Parnahyba venceu por 2 a 1. O árbitro de hoje será Antônio José Lopes Trindade de Sousa, auxiliado por Mauro Cezar Evangelista e Samuel Lustosa. O quarto árbitro: Jonathas Carneiro.

TIMES PROVÁVEIS

Parnahyba - Ribamar; Barata, Wesley, Gilmar Bahia e Xavier; Ramón, Luciano, Idelvando e Capela; Felipe Rafael e Fabinho. Técnico: Fernando Tonet.

Caiçara - Preto; Juliano, Sadan, Marcelo e Lucas; Pereira, Jeferson Pipoca, Juninho e Gerlan; Flávio e Serginho. Técnico: Biro Biro.

Flamengo x 4 de Julho: no LM, vitória interessa aos dois

Misso tenta evitar o avanço do artilheiro Pretinho. Em Piripiri, o Flamengo venceu por 2 a 1.
Embora por motivos distintos, tanto Flamengo quanto 4 de Julho querem a vitória no confronto que irão proporcionar ao torcedor que for ao Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, na tarde deste domingo (27), a partir das 16 horas, valendo pela última rodada da Fase Classificatória da Taça Cidade de Teresina (2° turno do Campeonato Piauiense).

O Flamengo ainda vislumbra uma classificação, mas, apenas vencer não garante a vaga. É preciso que haja tropeço de River ou Cori-Sabbá. Em caso de vitória dos dois concorrentes, o Flamengo deverá decidir a última vaga no saldo de gols, com o Cori-Sabbá. Se empatar, garante a vaga desde que haja empate ou vitória do Piauí. Perdendo, o Flamengo estará eliminado, pois será ultrapassado por River ou Barras, e Piauí ou Cori-Sabbá.

O 4 de Julho, único time já garantido nas semifinais, vai buscar a vitória para que possa manter-se com o melhor índice técnico e, em caso de classificação para a decisão do returno, disputá-la no Estádio Ytacoatiara. Se vencer hoje e for à final, mesmo com um empate na próxima fase, o Colorado joga as duas últimas partida do returno diante de sua torcida.

Ambos estarão desfalcados. O Flamengo sem Laércio (terceiro cartão amarelo), enquanto o 4 de Julho não terá o goleiro Alysson (mesmo motivo) e o volante Juninho Maranhense (expulso contra o Parnahyba). No turno, vitória do Flamengo em Piripiri, por 2 a 1. A arbitragem neste domingo será de Júlio César, auxiliado por Thyago Leitão e Antônio Sérgio, com Antônio Cordeiro na função de quarto árbitro.

TIMES PROVÁVEIS

Flamengo - Herivelton; Sandro, Ítalo, Cleriston e Sinderval; Zuza, Fabinho, Alex e Isael William; Tuta e Roni. Técnico: Valter Lima Vieira (Valter Maranhão).

4 de Julho - Zé Filho; Wilsinho, Mazinho, Cloelson e Diguinho; Keyton, Rone, Renatinho e Jader; Julinho e Pretinho. Técnico: Luiz Miguel Gouveia de Oliveira.

Cori x Piauí: a matemática mantém os dois no páreo

No Lindolfinho, o Cori-Sabbá de Diego perdeu para o Piauí de Rafael Negão.
Ao que pese o fato de ambos estarem fora da zona de classificação e não dependerem apenas de si para chegar às semifinais da Taça Cidade de Teresina, Cori-Sabbá e Piauí vão para o gramado do Estádio Tibério Nunes, em Floriano, na tarde deste domingo (27), fazendo as últimas contas para fechar a rodada como semifinalista do returno do Campeonato Piauiense.

O time da casa precisa vencer e torcer por um tropeço do River ou do Flamengo. Se os concorrentes vencerem, terá que fazer um placar bem melhor que o do Flamengo, para ultrapassá-lo no saldo de gols. Se empatar, o Cori pode garantir a vaga, desde que haja derrota do Flamengo. Perdendo, o Cori-Sabbá estará eliminado, pois será ultrapassado pelo Piauí e ainda por River ou Barras.

No caso do Piauí, existem dois objetivos, mas ambos dependem de uma vitória. O primeiro é a classificação para as semifinais. Terá que vencer e torcer por uma derrota do Flamengo. Se o Flamengo, pelo menos, empatar, o Piaui estará eliminado, mas aí vem o outro objetivo: somar mais três pontos para tentar manter-se com o melhor índice técnico e fazer a decisão do campeonato em Teresina.

O Cori-Sabbá não terá Anderson, expulso em Barras, enquanto o Piauí estará sem Jorginho, Eduardo Junho, Binha e Silas, todos expulsos diante do River. Mas Eridon está de volta. No turno, no Lindolfo Monteiro, o Piauí venceu por 3 a 2. A arbitragem em Floriano será de Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Wanderson dos Santos Lima e Hélio Soares Freire: O quarto árbitro será Paulo Fernando.

TIMES PROVÁVEIS

Cori-Sabbá - Fagner; Mangaia, Jó, Cleiton Mendes e Talisson; Fagundes, Jackson, Jader e Marcelo Muniz; Anderson Kamar e Cafezinho. Técnico: Faustivânio Fernandes Venâncio (Vanin).

Piauí - Lucas; Eridon, Rafael Negão e Marcos Gasolina; Pablo, Vitor Recife, Victor Cearense, Jean Natal e Natan; Adrianinho e Fabiano. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Barras e River jogam ultimas fichas para quebrar jejum

No 1° turno, deu empate no duelo Bengala (Barras) x Brasinha (River).
Campeões piauienses pela última vez em 2007 e 2008, respectivamente, River e Barras farão na tarde deste domingo (27), às 16 horas, no Estádio Ytacoatiara, o último jogo da Fase Classificatória para tentar a classificação para as semifinais da Taça Cidade de Teresina e manter a esperança de quebrar o jejum de títulos estaduais.

Em face de problemas no Estádio Juca Fortes, a Federação de Futebol do Piauí teve que tirar o jogo da cidade de Barras e colocar em Piripiri, no Ytacoatiara. Ocupando, momentaneamente, a terceira colocação, o River tem maiores possibilidades de classificação que seu adversário desta tarde.

O Galo depende apenas de si. Vencendo, estará nas semifinais. Se empatar, pode se classificar, mas, neste caso, precisa que Flamengo e Cori-Sabbá também empatem. Se perder, também pode se classificar, mas somente se houver derrotas de Flamengo e Cori-Sabbá. Barras, por sua vez, precisa vencer, e torcer por um tropeço de Flamengo ou Cori-Sabbá. O empate elimina o Leão do Marathaoan.

Expulsos na última rodada, Osvaldo (Barras) e Everson (River) estão fora do jogo em Piripiri. No turno, em Teresina, houve empate de 1 a 1. A arbitragem será de Afonso Amorim de Sousa, auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e José Nilton da Costa. O quarto árbitro: João Thiago Carvalho Reis.

TIMES PROVÁVEIS

Barras - Ari; Emerson, Marcelo, Igor Pedra e Cristiano; Leís, Peter, Humberto e Brown; Júnior Bahia e Muller. Técnico: Rodrigo Chagas.

River - Ricardo; Alex Santos, Bruno Lopes, Gabriel e Rian; Amarildo, Kássio, Rhuann e Thiago Marabá); Marciano e Esquerdinha. Técnico: Josué Amaral Teixeira.

sábado, 26 de abril de 2014

Dirigentge do Piauí responde nota publicada pela FFP

A respeito da nota oficial publicada pela Federação de Futebol do Piauí e reproduzida por este veículo de comunicação, o dirigente do Piauí Esporte Clube, Reinaldo Barros Torres, encaminhou-nos o que considera uma resposta ao posicionamento da FFP. Confira:

"Não fiz acusação de manipulação, usei no título de uma matéria do tribunadebarras.com a palavra "marmelada" com um ponto de interrogação à frente. Portanto, fiz uma pergunta. Seria necessário a FFP contratar um professor de Língua Portuguesa para ensinar aos seus membros "análise de texto". E mais: a RONE é para ações especiais da polícia e não para estar dentro de um campo de futebol, o ideal seria soldados da Polícia Militar, afinal, que crime os jogadores do Piauí Esporte Clube cometeram para terem "dentro de campo" armas de grosso calibre - usadas geralmente para se combater assaltantes de banco e criminosos de alta periculosidade -, apontadas para eles (jogadores)? O papel da maioria da imprensa esportiva na beira do gramado: locutores de rádio euforicamente torcendo pelo River e chegando inclusive a levantar-se das cadeiras à beira do gramado e ao pulos, gritarem a cada gol do River! (nada de estranho torcerem, mas fora da área de jogo e não estando a trabalho). Numas das rádios de Teresina os ataques "pessoais" se viraram contra o preparador físico do Piauí, Rômulo Santiago. Já em outra rádio, um dos comentaristas chamava os jogadores do Piauí de "apedeutas, safados, moleques". É normal uma atitude dessa meus amigos? Uma locação/transmissão de um jogo tem que ser feita de forma imparcial. Eles usam até as palavras "guerra e batalha" para anunciarem partidas de futebol! Quando o atacante Fabiano, do Piauí, foi substituído em campo a torcida do River postada nas cadeiras gritava em coro: "u-u-u-u... macaco" (...), isso é racismo, é crime. Como se posta a FFP diante disso e como deveria de postar a polícia que estava era dentro de campo apontando armas de grosso calibre para os jogadores? Quanto a história do pagamento de gratificação ao Barras para que vencesse o River, foi ideia de um patrocinador chateado no final do jogo após o Piauí perder com 4 jogadores expulsos (e o River só venceu por 3x0), mas não passou disso! Já duvidar da lisura da FFP? Nada disso, graças a Deus temos hoje uma federação de futebol organizada, eu mesmo já fiz elogios a atual administração da mentora do futebol piauiense em várias entrevistas concedidas a TV e emissoras de rádio. Escrevo para 7 sites esportivos dos estados do Pará, Ceará, Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo e em nenhum deles se vê críticas a FFP ou ao futebol piauiense, até porque vejo que precisamos é fazê-lo grande para depois aí pensarmos em colhermos frutos e a imprensa tem seu papel fundamental nessa história. Ontem estive por cerca de 40 minutos conversando com o diligente e gentleman técnico do River, sou do círculo de amizade de vários diretores do River, já ajudei por 10 anos a torcida Esporão do Galo com dinheiro para que comprasse fogos, etc., a serem usados durante suas manifestações desportivas nos estádios. Quando viajo para fora do Piauí sempre levo de presente aos amigos camisas dos nossos clubes e costumo vestir quando viajo camisas de "todos eles". Quem me conhece de verdade sabe que sou um entusiasta do nosso futebol, que tenho serviço prestado ao futebol piauiense. Diante do exposto, espero ter me esclarecido sobre a questão em teor. Respeitosamente, Reinaldo Barros Torres."

O cartaz do final de semana


Divulgada rodada da Taça Teresina de Futebol Sub-11

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL) divulgou a terceira rodada da primeira fase da IV Taça Teresina de Futebol Sub 11. O campeonato conta com a participação de 36 equipes, totalizando 1.500 atletas participando da competição que acontece em todas as zonas de Teresina.

No próximo domingo (27), na zona leste/sudeste, no campo do Planalto Ininga, às 8h15 da manhã, a equipe da casa (Planalto Ininga) vai enfrentar o time do barreirinha. Na zona norte, as partidas vão acontecer no campo do Agenosão. O time do Nacional vai jogar contra a equipe do Boa Vontade, às 8h15 da manhã. Logo depois, o Resgate vai enfrentar o time de Socorro Pereira. No campo do bairro Buenos Aires, a equipe mandante (Buenos Aires) vai medir forças contra o time do São José, às 8h15 da manhã.

Na 1ª fase, as equipes estão divididas em oito grupos de quatro e cinco grupos de três equipes, jogando entre si dentro do próprio grupo, classificando-se as duas primeiras de cada grupo para a segunda fase. Os jogos tem arbitragem do Sindicato dos Árbitros com representantes da Semel. A Taça Teresina de Futebol Sub 11 é promovida pela Prefeitura de Teresina com o objetivo de incentivar a prática esportiva entre os meninos com idade até 11 anos.

Parnahyba faz promoção para o jogo da classificação

Batista Filho espera que o torcedor incentive o Tubarão.
Com ingressos ao preço único de R$ 10,00 e apenas o lado da arquibancada disponível para o torcedor, o Parnahyba deve contar com o incentivo de boa parte de sua torcida na tarde deste domingo (27), quando enfrentará o Caiçara no jogo que pode selar sua classificação para a fase semifinal do returno do Campeonato Piauiense.

Ao que pese o desfalque do goleiro Robinho, que completou a série de três cartões amarelos, a expectativa no bicampeão piauiense gira em torno de uma grande vitória, se possível com boa diferença de gols, para buscar o melhor índice técnico em caso de tropeço do 4 de Julho diante do Flamengo.

Depois de perder o turno dentro do litoral, a última esperança para manter o sonho de mais um tricampeonato é manter o time na competição, fato que só se efetivará com a classificação para a próxima fase. O técnico Fernando Tonet tem alertado a equipe para que não haja excesso de confiança, pelo fato do adversário ser o lanterna da competição.

Toda a programação para o jogo do meio de semana, pela Copa do Brasil, diante do Ceará, também já está elaborada pela diretoria do bicampeão piauiense. O presidente Batista Filho espera que a torcida também compareça em massa para empurrar o time a uma vitória também pela Copa do Brasil. A venda antecipada para Parnanyba x Ceará também já acontece no litoral.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

FFP divulga nota sobre acusações de dirigente do Piauí

Informação: Anderson Sousa (site oficial da FFP)

A Federação de Futebol do Piauí vem à público prestar esclarecimentos em virtude de declarações difamatórias e caluniosas proferidas pelo Sr. Reinaldo Barros Torres nas redes sociais, em sua página no portal Tribuna de Barras e no site oficial do Piauí Esporte Clube.

Em suas declarações, o assessor de imprensa e diretor do Piauí Esporte Clube, acusa a FFP de manipular o resultado do Campeonato Piauiense de Futebol para privilegiar os times da capital, em especial o River Atlético Clube. Aponta ainda, que a imprensa esportiva local tendencia as narrações e reportagens para exaltar a equipe acima citada.

Além disso, o referido assessor condena a postura dos policiais militares presentes na partida entre River e Piauí da última quarta-feira (23), delatando abuso poder e coerção dos jogadores do Piauí Esporte Clube com armas de grosso calibre.

Diante do exposto, a Federação de Futebol do Piauí, no exercício de seu incontestável direito de defesa, esclarece:

O objetivo fundamental desta instituição é fomentar o crescimento do futebol no Estado do Piauí, buscando visibilidade positiva do esporte a nível nacional;

Não é de interesse ou benefício da FFP, privilegiar qualquer das equipes filiadas sejam estas da capital ou do interior;

O efetivo policial e os armamentos são padronizados para todas as partidas do campeonato, e seguem orientação do coordenador de operações da polícia militar para contenção de tumultos e utilização de armamento não letal, segundo ordem de serviço enviada previamente à FFP.

Para evitar maiores desgastes e prejuízos à imagem do futebol piauiense, a Federação de Futebol do Piauí solicitou a abertura de processo e indiciamento do Sr. Reinaldo Barros Torres junto ao Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí, requerendo também a presença de um auditor do TJD na partida entre Corisabbá e Piauí que será realizada no próximo dia 27. Além disso, encaminhou à Polícia Militar cópias das matérias e comentários que envolvem a instituição em denúncias de abuso de poder e coerção para aplicação das medidas cabíveis.

O futebol piauiense necessita de pessoas que tenham pés, mãos e mentes para soerguer o esporte em nosso Estado, atuando em parceria com instituições como a FFP, a Polícia Militar do Piauí e a imprensa esportiva local que apesar das dificuldades trabalham para alavancar o futebol no Piauí.

4 de Julho pode levar semifinal e final para Piripiri

Alysson, o bom goleiro do 4 de Julho, é desfalque colorado diante do Flamengo.
Único time classificado até o momento para a fase semifinal da Taça Cidade de Teresina - o 2° turno do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais, o 4 de Julho vai buscar, no jogo do próximo domingo, os três pontos que podem significar o Estádio Ytacoatiara como mando de campo nos jogos das duas últimas fases do returno.

A matemática é suficiente para explicar como isso é possível. Com 13 pontos ganhos, o Colorado é o único que ainda tem condições de totalizar 16 pontos. Para isso, precisa apenas vencer sua última partida, diante do Flamengo. Com 16 pontos, o 4 de Julho jogará o confronto semifinal dentro de Piripiri.

Com melhor índice técnico que seu adversário, poderá garantir a classificação para a final do returno com um simples empate - no tempo normal e na prorrogação. Passaria a somar 17 pontos e também jogaria a final no Ytacoatiara. Daí a motivação, mesmo sem o goleiro Alysson (terceiro cartão amarelo) e o volante Juninho Maranhense (expulso contra o Parnahyba),  no próximo domingo, para ganhar do Flamengo e selar a liderança da Fase Classificatória.

Do que seu time precisa para ser um dos semifinalistas

Tanto River (de Amarildo e Gabriel, quanto o Piauí, de Victor Cearense, podem fechar a próxima rodada como semifinalistas.
Falta apenas uma rodada para definição dos outros três semifinalistas da Taça Cidade de Teresina (2° turno do Campeonato Piauiense), que farão companhia ao já classificado 4 de Julho. Confira quais as chances de cada um e os números a competição após a penúltima rodada da fase Classificatória.

PARNAHYBA - Depende apenas de si. Vencendo, está nas semifinais. Se empatar, terá que torcer por um tropeço de River, Flamengo ou Cori-Sabbá. Se perder, ainda pode se classificar, mas desde que hajam tropeços de Flamengo e Cori-Sabbá.

RIVER - Depende apenas de si. Vencendo, está nas semifinais. Se empatar, pode se classificar, mas, neste caso, precisa que Flamengo e Cori-Sabbá também empatem. Se perder, também pode se classificar, mas somente se houver derrotas de Flamengo e Cori-Sabbá.

FLAMENGO - Apenas vencer não garante a vaga. É preciso que haja tropeço de River ou Cori-Sabbá. Em caso de vitória dos dois concorrentes, o Flamengo deverá decidir a última vaga no saldo de gols, com o Cori-Sabbá. Se empatar, garante a vaga desde que haja empate ou vitória do Piauí. Perdendo, o Flamengo estará eliminado, pois será ultrapassado por River ou Barras, e Piauí ou Cori-Sabbá.

CORI-SABBÁ - Precisa vencer e torcer por um tropeço do River ou do Flamengo. Se os concorrentes vencerem, terá que fazer um placar bem melhor que o do Flamengo, para ultrapassá-lo no saldo de gols. Se empatar, o Cori pode garantir a vaga, desde que haja derrota do Flamengo. Perdendo, o Cori-Sabbá estará eliminado, pois será ultrapassado pelo Piauí e ainda por River ou Barras.

BARRAS - Precisa vencer, e torcer por um tropeço de Flamengo ou Cori-Sabbá. O empate elimina o Leão do Marathaoan.

PIAUÍ - Precisa vencer, para somar 10 pontos, e torcer por uma derrota do Flamengo. Empatando estará eliminado. 

CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA CIDADE DE TERESINA

1° 4 de Julho, 13 pontos, 4 vitórias e 8 gols de saldo
2° Parnahyba, 10 pontos, 3 vitórias e 2 gols de saldo
3° River, 9 pontos, 3 vitórias e 5 gols de saldo
4° Flamengo, 9 pontos, 3 vitórias e saldo -2 
5° Cori-Sabbá, 9 pontos, 3 vitórias e saldo -3
6° Barras, 8 pontos, 2 vitórias e saldo 0
7° Piauí, 7 pontos, 1 vitória e saldo -1
8° Caiçara, 2 pontos e saldo -9

CLASSIFICAÇÃO GERAL

1° Parnahyba, 24 pontos, 7 vitórias e 4 gols de saldo 
2° Piauí, 24 pontos, 6 vitórias e 6 gols de saldo 
3° Flamengo, 21 pontos, 6 vitórias e saldo -2
 4° River, 20 pontos, 5 vitórias e 15 gols de saldo 
5° Barras, 20 pontos, 5 vitórias e 3 gols de saldo 
6° Cori-Sabbá, 19 pontos, 6 vitórias e saldo -3 
7° 4 de Julho, 17 pontos, 5 vitórias e saldo -2 
8° Caiçara, 6 pontos, 1 vitória e saldo -21
Obs.: com exceção do campeão, os sete primeiros colocados garantem vaga na Copa Piauí. 

ARTILHEIROS

10 gols - Marciano (River).

9 gols - Fabiano (Piauí).

8 gols - Anderson Kamar (Cori-Sabbá).

5 gols - Tuta (Flamengo), Felipe Rafael, Fabinho (Parnahyba) e Marclei (River).

4 gols - Pretinho (4 de Julho), Puxinha (Parnahyba) e Raphael Freitas (Piauí).

3 gols - Jader (4 de Julho), João Paulo, Osvaldo, Brown, Emerson (Barras), Roberto (Caiçara), Joniel (Flamengo) e Vitor Recife (Piauí).

2 gols - Marcos Vinícius, \Mazinho, Julinho, Ítalo Picapau (4 de Julho), EmIgor Pedra (Barras), Flávio (Caiçara), Jader, Rubinho (Cori-Sabbá), Laércio, Marcinho (Flamengo), Capela (Parnahyba), Jorginho, Fabinho (Piauí), Brasinha e Igor (River).

1 gol - Gugu, Renatinho, Wilsinho (4 de Julho), Leís, Tadeu, Danilo Pitbul, Júnior Bahia, Peter (Barras), Jeferson Pipoca, Gerlan, Wanderson Costa, Douglas (Caiçara), Cafezinho, Marcinho, Marcelo Muniz, Jó (Cori-Sabbá), Augusto, Alex, Sinderval, Jarbas, Guilherme, Roni, Fabinho, Ítalo (Flamengo), Da Silva, Luciano, Leo Araújo, Wesley, Xavier (Parnahyba), Lucas Marques, Darley, Eridon, Marcos Gasolina, Dênis, Pablo, Binha, Silas (Piauí), Gabriel, Thiago Marabá, Thiago Dias, Danilo Goiano, Kássio e Josué (River).

GOLS CONTRA

1 gol - Juninho (4 de Julho, a favor do Parnahyba), Jó (Cori-Sabbá, a favor do 4 de Julho) e Eduardo Junho (Piauí, a favor do River).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO (MÉDIA DE GOLS POR PARTIDA)

0,00 - Herivelton (Flamengo) - 0 gol em 2 jogos
0,66 - Alysson (4 de Julho), 4 gols em 6 jogos
0,70 - Everson (River) - 7 gols em 10 jogos.
1 gol por jogo - Ricardo (River), 4 gols em 4 jogos, e Joel (Piauí), 1 gol em 1 jogo
1,14 - Ari (Barras), 16 gols em 14 jogos
1,20 - Robinho (Parnahyba) - 18 gols em 15 jogos.
1,33 - Carlos Henrique (Caiçara), 4 gols em 3 jogos.
1,46 - Fagner (Cori-Sabbá), 19 gols em 13 jogos
1,50 - Lucas (Piauí) - 21 gols em 14 jogos
1,83 - Robson (Flamengo), 22 gols em 12 jogos.
2 gols por jogo - Yuri (Caiçara) - 8 gols em 4 jogos.
2,33 - Preto (Caiçara) - 7 gols em 3 jogos
2,42 - Zé Filho (4 de Julho) - 17 gols em 7 jogos
3,66 - Anderson (Caiçara) - 11 gols em 3 jogos. 

ESTÁDIOS UTILIZADOS

21 jogos - Lindolfo Monteiro (Teresina).
10 jogos - Juca Fortes (Barras).
8 jogos - Ytacoatiara (Piripiri).
7 jogos - Verdinho (Parnaíba).
6 jogos - Tibério Nunes (Floriano).
3 jogo - Deusdedit de Melo (Campo Maior). 

ARBITRAGENS

10 jogos - Leonardo Marques Fortes e Antônio Dib Moraes de Sousa.
9 jogos - Karol Vinícius Mendes Soares Martins.
7 jogos - Afonso Amorim de Sousa e Antônio Santos Nunes.
5 jogos - Antônio José Lopes Trindade de Sousa e Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves.
2 jogos - Rogério de Oliveira Braga. 

ATAQUES

28 gols - Piauí.
26 gols - River.
22 gols - Parnahyba.
20 gols - Flamengo.
19  gols - Barras e 4 de Julho.
16 gols - Cori-Sabbá.
9 gols - Caiçara.

DEFESAS

11 gols - River.
16 gols - Barras.
18 gols - Parnahyba.
19 gols - Cori-Sabbá.
21 gols - 4 de Julho.
22 gols - Flamengo e Piauí.
30 gols - Caiçara. 

ATLETAS EXPULSOS

2 jogos - Marcos Gasolina (Piauí).
1 jogo - Anderson, Cloelson (4 de Julho), Osvaldo (Barras), Pereira, Sadan, Roberto (Caiçara), Fagundes, Leone, Anderson (Cori-Sabbá), Laércio, Ítalo, Sinderval, Cleriston (Flamengo), Alessandro, Fabinho, Ramón, Gilmar Bahia (Parnahyba), Rafael Negão, Adrianinho, Silas, Binha, Eduardo Junho, Jorginho (Piauí), Everson e Rhuann (River).

MAIORES GOLEADAS

Caiçara 0x7 River, em 02/02/2014, no Estádio Ytacoatiara, em Piripiri.
River 4x1 4 de Julho, em 10/02/2014, no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina.
Caiçara 0x4 4 de Julho, em 12/04/2014, no Estádio Deusdedit de Melo, em Campo Maior.

MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Augusto (Flamengo), no jogo Cori-Sabbá 0x2 Flamengo, em 25/01/2014.
50° gol - Cafezinho (Cori-Sabbá), no jogo River 1x1 Cori-Sabbá, em 23/02/2014.
100° gol - Capela (Parnahyba), no jogo Parnahyba 2x1 River, em 27/03/2014.
150° gol - Anderson Kamar (Cori-Sabbá), no jogo Barras 1x2 Cori-Sabbá, em 16/04/2014.

GOLS MAIS RÁPIDOS

2 minutos - Marciano (Riveer), no jogo Parnahyba 2x1 River, em 26/03/2014.
4 minutos - Osvaldo (Barras), no jogo Parnahyba 1x1 Barras, em 16/02/2014.
6 minutos - Darley (Piauí), no jogo Piauí 2x0 Flamengo, em 09/02/2014. 
6 minutos - Fabinho (Parnahyba), no jogo Parnahyba 3x0 Cori-Sabbá, em 02/04/2014.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

6 jogos - Vanin (Cori-Sabbá), Fernando Tonet (Parnahyba) e Paulo Moroni (Piauí).
5 jogos - Júlio Cesar Araújo (Barras).
4 jogos - Luiz Miguel (4 de Julho).
3 jogos - Valter Maranhão (Flamengo).
2 jogos - Daniel Frasson (Flamengo), Josué Teixeira e Evair Paulino (River).
1 jogo - Maurício Reis (4 de Julho), Henrique Catita (Caiçara), Denis Borges (Flamengo), Jorge Pinheiro (Parnahyba) e Lucas Andrade (River). 

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

5 jogos - Vanin (Cori-Sabbá).
4 jogos - Henrique Catita (Caiçara).
3 jogos - Jasiel Lira (4 de Julho), Valter Maranhão (Flamengo), Júlio Araújo (Barras) e Paulo Moroni (Piauí).
2 jogo - Maurício Reis (4 de Julho), Biro Biro, Péricles Veloso (Caiçara), Jorge Pinheiro e Fernando Tonet (Parnahyba).
1 jogo - Luiz Miguel (4 de Julho), Rodrigo Chagas (Barras), Cristiano Carvalho (Caiçara), Evair Paulino, Lucas Andrade, Josué Teixeira (River), Denis Borges, Valter Maranhão e Daniel Frasson (Flamengo). 

PRÓXIMOS JOGOS

27/04 (domingo) - 16h00
Lindolfo Monteiro (Teresina) - FLAMENGO x 4 DE JULHO
Ytacoatiara (Piripiri) - BARRAS x RIVER
Verdinho (Parnaíba) - PARNAHYBA x CAIÇARA
Tibério Nunes (Floriano) - CORI-SABBÁ x PIAUÍ

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Em jogo de muita confusão, River vence e volta ao G4

Depois de marcar o segundo gol, o meia Kássio sai comemorando diante da torcida tricolor.
Com bom público presente às dependências do Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, o River derrotou o Piauí na tarde desta quarta-feira (23), por 3 a 0, com muita confusão, cinco expulsões e apenas 80 minutos de futebol. O resultado permitiu ao time tricolor continuar sonhando com a classificação para as semifinais, ocupando, agora, a terceira colocação no G4.

O primeiro tempo não foi o que se esperava de um jogo em que só a vitória interessava às duas equipes. Poucos lances merecem registro. E a impressão não era essa, pois logo aos 4 minutos houve a penalidade máxima sobre Marciano, com ele mesmo se encarregando da cobrança. O goleiro Lucas praticou excelente defesa, evitando o primeiro gol riverino.

Marciano cobra o pênalti e Lucas faz excelente intervenção.
Alex santos também teve chance de abrir o placar, depois de tabelar com Marciano e ficar livre, mas chutou errado. O River criava, mas não marcava. O Piauí conseguia ser pior, chutando a primeira bola a gol, e para fora, somente aos 34 minutos, com Jorginho. A resposta do Galo veio com gol do Piauí. Explicando mehor, com gol contra do zagueiro do Piauí, Eduardo Junho, que mandou para a rede uma bola cruzada por Esquerdinha e que tinha Marciano como destinatário, também pronto para marcar.

Antes que encerrasse o primeiro tempo, veio a primeira confusão. Saldo do embate: duas expulsões para o Piauí (Binha e Silas) e uma para o River (Everson). O técnico Josué Teixeira se via na obrigação de tirar um homem de linha para colocar o goleiro reserva Ricardo. O escolhido foi Thiago Marabá.
Não pense que esta foto é da briga. Até parece golpe de king-fu, mas Kássio, Silas e Thiago Dias estão é disputando a bola.
Com um homem a menos, o Piauí iniciava o segundo tempo com Raphael Freitas, ainda sem as condições ideais, tendo que jogar com uma coxeira para proteger a contusão na coxa direita. Mas Raphael não teve tempo para ajudar. Aos 6 minutos, Kássio, em  situação legal, ressalte-se, marcou o segundo gol. Para completar, Eduardo Junho foi expulso no minuto seguinte.

Um grande tumulto voltou a se formar em torno do árbitro Leonardo Marques, que teve a proteção do policiamento, ocasião em que mais confusão foi estabelecida, com jogadores do Piauí batendo boca com os policiais. Parado por alguns minutos, o jogo prosseguiu e o River marcou o 3° gol, através de Brasinha, aproveitando o rebote de uma defesa parcial de Lucas.

Silas recebe a marcação de Kássio. Minutos depois, o atacante do Piauí seria expulso, enquanto o meia riverino marcaria o segundo gol.
Aos 28, falta violenta de Jorginho, e mais uma expulsão de atleta do Piauí. Com dois jogadores a menos que seu adversário, o Piauí, certamente, iria apenas cumprir o tempo restante de jogo. Mas Raphael Freitas, que entrara no sacrifício, voltou a sentir a lesão na coxa direita e teve que sair, com o time rubroanil ficando sem número legal para continuar o jogo. Eram decorridos 34 minutos e assim terminava um clássico que tinha todos os ingredientes para ser muito melhor.

Com a vitória de 3 a 0, o River passou a ocupar a 3ª colocação, com 9 pontos ganhos e 3 vitórias, tal qual Flamengo e Cori-Sabbá. O saldo de gols é que mantém River e Flamengo no G4, atrás da dupla 4 de Julho (13 pontos) e Parnahyba (10 pontos). O Piauí, ainda com chances de classificação, permanece com 7 pontos. 

FICHA TÉCNICA

RIVER 3x0 PIAUÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - Fase Classificatória - 6ª rodada); Data: 23/04/2014 (quarta-feira à tarde); Local: Estádio Municipal Lindolfo Monteiro (em Teresina); Arbitragem: Leonardo Marques Fortes, auxiliado por Thyago Costa Leitao e João Thiago Carvalho Reis.

Público: não divulgado, com o jogo sendo disputado com os portões abertos.

Gols: Eduardo Junho (contra) 35 do 1° tempo; Kássio 6 e Brasinha 25 do 2°.

Cartões amarelos: Marciano, Amarildo (RIV), Jorginho, Lucas, Rafael Negão e Marcos Gasolina (PIA).

Expulsões: Binha, Silas e Everson, aos 45 do 1°, por agressão ao adversário; Eduardo Junho, aos 7 do 2°, por ofensas morais ao árbitro, todos com apresentação direta do cartão vermelho, e Jorginho, aos 28 do 2°, por jogo violento (segunda advertência)..

Obs. 1 - Marciano perdeu um pênalti, aos 5 do 1°, chutando para Lucas defender.

Obs. 2 - Com a expulsão de Everson, o goleiro Ricardo entrou no posto de Thiago Marabá e foi para a meta do River.

Obs. 3 - Aos 34 do 2° tempo, Raphael Freitas deixou o campo contundido, com o Piauí ficando sem número legal para o prosseguimento da partida, ocasião em que o árbitro determinou o final do jogo.

River - Everson; Alex Santos, Bruno Lopes, Gabriel e Rian (Brasinha); Amarildo, Thiago Dias, Kássio e Thiago Marabá (Ricardo); Marciano (Danilo Goiano) e Esquerdinha. Técnico: Josué Amaral Teixeira.

Piauí - Lucas; Jorginho, Rafael Negão (Pablo), Eduardo Junho e Natan; Binha, Marcos Gasolina, Vitor Recife e Victor Cearense (Raphael Freitas); Silas e Fabiano (Adrianinho). Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

River e Piauí fazem jogo decisivo. E com portões abertos

River x Piaui: no jogo do turno, um sensacional 3x3.
Fora da zona de classificação após os três primeiros resultados da penúltima rodada da Taça Cidade de Teresina, River e Piauí se enfrentam na tarde desta quarta-feira (23), a partir das 16 horas, no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, em partida de caráter decisivo e, melhor ainda, com os portões abertos ao público.

Uma derrota pode comprometer as pretensões tanto do River quanto do Piauí, neste segundo turno, embora, matematicamente, tudo só será resolvido na última rodada, domingo à tarde. Da mesma forma que uma vitória manterá acesa a chama da classificação. O jogo desta tarde é o que seria realizado na semana passada, quando um temporal derrubou árvore e provocou a falta de energia no Lindlfinho.

Marclei e Rhuan, suspensos, estão fora pelo lado do River, mas Marciano está recuperado e tem atuação garantida. O Piauí ficou sem Eridon, que completou a série de três cartões amarelos, embora tenha o retorno de Eduardo Junho, que já cumpriu suspensão pelo mesmo motivo. No jogo do turno, o confronto foi sensacional, com o Piauí fazendo 2x0 no primeiro tempo e o River virando para 3x2, com Marciano marcando o terceiro gol nos acréscimos. Mesmo assim, o Piauí ainda chegou ao empate, com o placar final ficando em 3x3.

A arbitragem no jogo de fundo da rodada dupla que será desdobrada no Lindolfo Monteiro, será de Leonardo Marques Fortes, auxiliado por Thyago Costa Leitão e João Thiago Carvalho Reis. O quarto árbitro será Hélio Fábio.

TIMES PROVÁVEIS

River - Everson; Alex Santos, Igor, Gabriel e Rian; Kassio, Thiago Marabá e Esquerdinha; Marciano, Brasinha e Rodolfo. Técnico: Josué Teixeira.

Piauí - Lucas; Jorginho, Eduardo Júnior, Marcos Gasolina, Rafael Negão e Natan; Binha, Vitor Recife e Silas; Fabiano e Fabinho. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.



Baú do Buim na TV Cidade Verde


terça-feira, 22 de abril de 2014

River: dois desfalques no ataque tricolor para amanhã

Treino do River no CT Presidente Afrânio Nunes.
Texto/foto: Ramiro Pena (ASCOM River)


Dois atacantes do River cumprirão suspensão automática no confronto com o Piauí dessa quarta-feira(23) e estão fora dos planos do treinador Josué Teixeira. Os atacantes Rhuann e Marclei serão os desfalques da equipe por conta de cartões amarelos e também vermelho. Além deles, mais dois jogadores do River estão pendurados com dois cartões amarelos.

O confronto com o Piauí é de suma importância para a agremiação tricolor, uma vez que a vitória no clássico da capital leva a equipe novamente ao G4 com 9 pontos. Vencendo o Piauí, o River dependerá somente de si para garantir a classificação para as semifinais do segundo turno. Na última rodada, a equipe viaja até Barras para enfrentar os donos da casa e carimbar seu passaporte para as semifinais.

Sobre os desfalques no ataque, o treinador Josué Teixeira prefere não comentar muito, mas acredita no seu elenco e jogadores que possam a vir a substituí-los. “ Não é o  ideal, mas vamos valorizar quem pode entrar e não lamentar as ausências”, comentou o treinador do River.

O jovem atacante Rhuann levou o cartão vermelho após uma jogada brusca no jogo contra o Cori-Sabbá, em Floriano. Já Marclei, levou o terceiro cartão amarelo também no jogo de Floriano. Além desses, os volantes Kássio e João Neto já possuem dois cartões amarelos e se receberem mais um no confronto com o Piauí estarão de fora da última partida da fase classificatória.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

O ídolo da semana


SITE DO BUIM cria troféus para goleiros e artilheiros

Zé Rodrigues e Raphael Freitas ganham os primeiros troféus para os artilheiros.
Em comemoração aos seus dois anos de atividade jornalística, o SITE DO BUIM está criando dois troféus para premiar destaques do futebol piauiense em cada temporada. Estamos criando dois troféus, que serão destinados ao artilheiro e ao goleiro mais eficiente, computando-se as duas principais competições do nosso futebol: Campeonato Piauiense e Copa Piauí. Tudo de acordo com este regulamento:

REGULAMENTO DO TROFÉU SITE DO BUIM

Art. 1° - Com o objetivo de se tornar mais um instrumento de incentivo ao futebol piauiense, o SITE DO BUIM institui, em comemoração aos seus dois (02) anos de atividade, as premiações TROFÉU SITE DO BUIM - ARTILHEIRO DO ANO e TROFÉU SITE DO BUIM - GOLEIRO DO ANO.

Art. 2° - Para aferir o vencedor do troféu destinado ao artilheiro do ano, serão computados todos os gols marcados nas competições Campeonato Piauiense e Copa Piaui, ambos da 1ª divisão de profissionais e promovidas pela Federação de Futebol do Piauí.

Art. 3° - Em caso de empate, o vencedor do troféu será o atleta com menor número de jogos. Persistindo a igualdade, cada atleta receberá um troféu.

Art. 4° - Para aferir o vencedor do troféu destinado ao goleiro do ano, será computada a média de gols sofridos por jogo disputado nas competições já mencionadas no artigo 2° deste regulamento, considerando-se, neste caso, somente os cinco goleiros que mais atuaram somando-se o número de partidas dos dois certames.

Art. 5° - Em caso de empate, o vencedor do troféu referente ao artigo 4° será o goleiro com maior número de jogos disputados. Persistindo a igualdade, cada atleta receberá um troféu.

Art. 6° - Considerando o fato do SITE DO BUIM ter sido criado em 2012, a premiação tem caráter retroativo a esta temporada, obedecendo-se os mesmos critérios já mencionados neste regulamento.

Art. 7° - Os casos omissos serão resolvidos por uma equipe de três jornalistas indicados pelo SITE DO BUIM.

Robinho e Robson, os goleiros premiados com o Troféu SITE DO BUIM 2012 e 2013, respectivamente.
OS PRIMEIROS VENCEDORES

Computados os números finais das duas competições conforme o regulamento - Campeonato Piauiense e Copa Piauí -, são estes os vencedores de 2012 e 2013, com a entrega dos troféus devendo ocorrer oportunamente.

TROFÉU SITE DO BUIM - ARTILHEIRO DO ANO

2012 - Zé Rodrigues (Comercial/Piauí) - 16 gols
2013 - Raphael Freitas (Picos/Flamengo) - 11 gols

TROFÉU SITE DO BUIM - GOLEIRO DO ANO

2012 - Robinho (4 de Julho/River) - 0,89 gols por partida (25 gols/28 jogos)
2013 - Robson (Flamengo) - 1 gol por partida (21 gols/21 jogos)


domingo, 20 de abril de 2014

Cori-Sabbá; últimos resultados dão esperança de vaga

No jogo de ida, no Lindolfinho, o Piauí venceu o Cori-Sabbá por 3 a 2.
Apesar de não depender apenas de si para garantir sua classificação à fase semifinal da Taça Cidade de Teresina, o fato de ter conquistado três vitórias consecutivas está servindo de mais um motivo de confiança por parte da torcida e da própria equipe florianense. Por uma razão muito especial: há quinze anos que isso não acontecia dentro do Campeonato Piauiense.

A última vez que a Águia do Sul venceu três partidas seguidas foi no Piauiense de 1998. A nova geração de torcedores do Cori, com jovens nacidos na década de 1990, certamente nunca comemorou três vitórias seguidas de sua equipe. A geração Jó/Cafezinho/Anderson Kamar deu esse presente e pode sacramentá-lo com a quarta vitória, sobre o Piauí, e a classificação para as semifinais.

Com oito gols na competição, o atacante Anderson Kamar vislumbra, pela primeira vez, conquistar o título de artilheiro. "Já bati na trave algumas vezes, mas agora, se Deus quiser, vai dar tudo certo", afirma, otimista, o goleador máximo da equipe e terceiro do campeonato, atrás apenas de Marciano, do River (10 gols) e Fabiano, do Piauí (9).

Tirando os salários atrasados, o técnico Vanin não deve ter problemas para o jogo que pode ser o da classificação. A não ser o zagueiro reserva Anderson, que foi expulso em Barras e terá de cumprir suspensão automática. Do time titular, porém, todos devem estar à sua disposição na última rodada do returno.

Troféu Bola de Ouro: uma agradável lembrança

Severino Filho (Buim), Márcio Canuto e Sima, no Hotel da Bahia, em 1995, na festa da Bola de Ouro.
Uma das coisas boas que tive a oportunidade de participar foi a festa do Troféu Nacional Bola de Ouro. Era uma promoção do jornalista José Jorge de Souza, que hoje mora no Retiro dos Artistas, no Rio de Janeiro. José Jorge, uma grande figura, fazia com a maior dedicação e esmero. Em 1995, Sima foi homenageado pela sua trajetória como atleta profissional.

Entre os cronistas esportivos, eu estava lá, representando a crônica esportiva do Piauí. E Márcio Canuto pela imprensa alagoana. Olha aí o flagrante, no Hotel da Bahia, na Praça de Campo Grande, em Salvador. Eu e Sima ladeando o gigante da Rede Globo de Televisão. Bons tempos! Memória fotográfica do meu arquivo pessoal.