sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Feminino: pode dar SEP x Duque de Caxias na 2ª fase

Podendo até perder por 4 gols de diferença, a SEP tem grandes chances de se classificar e jogar a segunda fase contra Mixto ou Duque de Caxias.
Com os resultados dos primeiros confrontos pelos grupos 15 e 16 da Copa do Brasil de Futebol Feminiino, que apontaram vitórias de Picos e Duque de Caxias, é grande a possibilidade deste ser o confronto do representante piauiense na próxima fase da Copa do Brasil de Futebol Feminino.

Na quarta-feira, jogando no Estádio Helvídio Nunes, em Picos, a Sociedade Esportiva de Picos goleou o Comercial de Campo Grande (MS) por 5 a 0, gols de Juliete (2), Edilane, Grazzy e Letícia. Com este resultado, a SEP poderá até perder por diferença de quatro gols que estará classificada para a segunda fase.

Nesta quinta-feira (30), em Cuiabá, o Mixto foi derrotado pelo Duque de Caxias (RJ), por 1 a 0, o que dá a vantagem do time carioca, no jogo de volta, no Estádio Romário Faria (o Marrentão), em Duque de Caxias, jogar por um simples empate. Diante desses resultados, não será surpresa se cariocas e piauienses passarem para a 2ª fase, tornando-se adversários no Grupo 24.

O JOGO DE PICOS

PICOS 5x0 COMERCIAL - MS (Copa do Brasil de Futebol Feminino - 1ª Fase - Jogo de ida - Grupo 16); Data: 29/01/2014 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Helvídio Nunes (em Picos); Arbitragem: Antonio José Lopes Trindade de Sousa, auxiliado por Izaura de Sousa e Silva e Rogério de Oliveira Braga (piauienses). 

Gols: Letícia 16, Grazzy 33 e Edilene 44 do 1° tempo;  Juliete 26 e Juliete 43 do 2°.

Cartões amarelos: Saana (SEP), Talita e Stefan (COM).

Picos - Isabel; Edlaine, Saymon, Siméia e Leal (Maysa); Lusa, Letícia (Jenifer), Vilma e Juliete; Grazzi (Josikelle) e Saana. Técnico - José Batista de Sousa.

Comercial (MS) - Vanessa; Nati, Jerica, Talíta e Eveline; Bruna, Portuga (Stefani), Ju e Mirela (Karina); Fernada e Thalita (Maysa). Técnico - Romilda Campo.

River já conta com o retorno de Tales aos treinamentos

Tales já está de volta aos treinos do Galo.

Texto e foto: Ramiro Pena/ASCOM River

Capitão nos dois amistosos realizados na pré-temporada, o zagueiro Tales, sofreu uma leve lesão na coxa direita e ficou impossibilitado de atuar na estreia do River no Estadual contra o Parnahyba. No entanto,  Tales já está de volta aos treinos juntamente com todo o elenco para assim poder vestir a camisa do River na competição.

Com 33 anos e com postura de xerife, Tales é um dos mais experientes do elenco. O jogador possui passagens por Fluminense-RJ e América-MG. No treino dessa quinta-feira, o defensor foi um dos que mais suou a camisa em busca do melhor posicionamento físico e tático.
" Fiz um exame e depois nos treinos graças a Deus não senti mais nada. Espero que o professor conte comigo no próximo jogo. Se não contar, vou trabalhar forte para reconquistar a posição" , disse o zagueiro Tales.

Quem segue no Departamento Médico é o lateral direito João Rodrigo. O jogador se contundiu no jogo de estreia com o Parnahyba no segundo tempo. Para o jogo contra o Caiçara no próximo domingo, dificilmente o lateral estará à disposição do treinador Evair.

Piauiense: definida arbitragem para a segunda rodada

Antônio Dib está escalado para dirigir o jogo 4 de Julho x Cori-Sabbá.
A Comissão Estadual de Arbitragem realizou o sorteio que definiu os árbitros para a segunda rodada da Taça Estado do Piaui - o 1° turno do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais. Confira cada quarteto que estará em ação nos quatro jogos do final de semana:

SÁBADO

18h00 - Ytacoatiara, em Piripiri - 4 DE JULHO X CORI-SABBÁ
Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa.
Ass. 1: João Thiago Carvalho Reis.
Ass. 2: Izaura de Sousa e Silva.
4° Árbitro: Diego Castro.

DOMINGO

16h00 - Ytacoatiara, em Piripiri - CAIÇARA X RIVER
Árbitro: Rogério de Oliveira Braga.
Ass. 1: Edmilson Timóteo da Silva.
Ass. 2: Antônio Sérgio.
4° Árbitro: Jonathas Carneiro.

16h00 - Verdinho, em Parnaíba - PARNAHYBA X PIAUÍ
Árbitro: Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves.
Ass. 1: Francisco Nurisman Machado Gaspar.
Ass. 2: Hélio Soares Freire.
4° Árbitro: Paulo Fernando.

17h00 - Lindolfo Monteiro, em Teresina - FLAMENGO X BARRAS
Árbitro: Antônio Santos Nunes.
Ass. 1: Thyago Costa Leitão.
Ass. 2: Márcia Fernanda Lima Vieira.
4° Árbitro: Hélio Fábio.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

1ª rodada: público é o maior dos últimos seis anos

O maior público da rodada viu Gilmar Bahia chamar atenção de Thiago Marabá.
Uma firme constatação de que o torcedor piauiense tem interesse em retornar aos estádios verificou-se no último final de semana. Desde 2009, inclusive, esta é a maior média de público pagante de uma rodada de abertura do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais.

Com o total de 3.196 pagantes nos quatro jogos realizados, a média de público da primeira rodada do Piauiense 2014 foi de 799 por partida. Contabilizando a partir de 2009, a maior média havia sido exatamente a de 2009, com 717 pagantes por jogo. Na ocasião, com 12 equipes na competição, os 6 jogos da 1ª rodada tiveram o total de 4.307 pagantes.

Nos jogos do final de semana, o maior público foi registrado no Estádio Lindolfo Monteiro, com 1.568 pagantes para River 0x0 Parnahyba. Em Floriano, Cori-Sabbá 0x2 Flamengo foi visto por 1.191 pagantes. Em Barras, foram 225 pagantes para Barras 3x0 4 de Julho, enquanto somente 212 pagaram ingresso para ver Piauí 3x0 Caiçara. No total, 3.196 pagantes e média de 799 por partida.

MÉDIA DE PÚBLICO DA 1ª RODADA (2009 a 2014)

2009 - 717 pagantes
2010 - 528 pagantes
2011 - 120 pagantes
2012 - 668 pagantes
2013 - 697 pagantes
2014 - 799 pagantes


Baú do Buim no Arena Brasil - TV Cidade Verde


terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Piauiense 2014: os primeiros números da competição

Jardel tenta interceptar o chute de Raphael Freitas. O artilheiro de 2013 começou o campeonato deixando sua marca, assinalando o primeiro gol do também líder Piauí.
Com a vitória do Piauí sobre o Caiçara, ontem (27) à noite, foi concluída a primeira rodada da Taça Estado do Piauí (o 1° turno do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais). No balanço geral do certame, os números de apenas quatro jogos ainda são tímidos. Lembrando sempre que os quatro times de melhor índice técnico se classificarão para a fase semifinal.

Pelo regulamento, a semifinal será apenas um jogo, com mando de campo para os times que ficarem em 1° e 2° lugar.  A decisão do turno também será em uma só partida, entre os dois vencedores dos confrontos semifinais. Hoje, por exemplo, Barras e Piauí jogariam as semifinais em Barras e Teresina, respectivamente.

Outro ponto que já deve estar plenamente esclarecido para o torcedor. Nas fases semifinal e final, se houver empate nos 90 minutos, haverá prorrogação, onde o time de melhor índice técnico jogará pelo empate para ser o vencedor. Tomando mais uma vez o exemplo da situação atual, Barras e Piauí jogariam pelo empate, caso houvesse necessidade de prorrogação na partida das semifinais. Hipótese à parte, vamos aos primeiros números do Campeonato Piauiense, que apontou a média de 2 gols por partida na primeira rodada (8 gols em 4 jogos).

CLASSIFICAÇÃO

1° Barras e Piauí, 3 pontos, 1 vitórias e 3 gols de saldo.
3° Flamengo, 3 pontos, 1 vitória e 2 gols de saldo
4° Parnahyba e River, 1 ponto e saldo 0
6° Cori-Sabbá, 0 ponto e saldo -2
7° 4 de Julho e Caiçara, 0 ponto e saldo -3
 
ARTILHEIROS

2 gols - João Paulo (Barras).
1 gol - Emerson (Barras), Augusto, Joniel (Flamengo), Raphael Freitas, Fabiano e Lucas Marques (Piauí). 

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO (MÉDIA DE GOLS POR PARTIDA)

0,00 - Ari (Barras), Robson (Flamengo), Robinho (Parnahyba), Lucas (Piauí) e Everson (River) - 0 gol em 1 jogo.
2 gols por jogo - Fagner (Cori-Sabbá) - 2 gols em 1 jogo.
3 gols por jogo - Zé Filho (4 de Julho) e Anderson (Caiçara) - 3 gols em 1 jogo. 

ESTÁDIOS UTILIZADOS

2 jogos - Lindolfo Monteiro (Teresina).
1 jogo - Tibério Nunes (Floriano) e Juca Fortes (Barras).

Rogério Braga, ladeado por José Nilton e Wanderson Lima: o trio do jogo Barras 3x0 4 de Julho.
ARBITRAGENS

1 jogo - Afonso Amorim de Sousa, Leonardo Marques Fortes, Rogério de Oliveira Braga e Karol Vinícius Mendes Soares Martins.

ATAQUES

3 gols - Barras e Piauí.
2 gols – Flamengo.
0 gol - 4 de Julho, Caiçara, Cori-Sabbá, Parnahyba e River.

DEFESAS

0 gol - Barras, Flamengo, Parnahyba, Piaui e River.
2 gols - Cori-Sabbá.
3 gols - 4 de Julho e Caiçara. 

ATLETAS EXPULSOS

1 jogo - Alessandro (Parnahyba).

MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Augusto (Flamengo), no jogo Cori-Sabbá 0x2 Flamengo, em 25/01/2014.

GOLS MAIS RÁPIDOS

9 minutos - Emerson (Barras), no jogo Barras 3x0 4 de Julho, em 26/01/2014.
17 minutos - Raphael Freitas (Piauí), no jogo Piauí 3x0 Caiçara, em 27/01/2014.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

1 jogo - Júlio Araújo (Barras), Denis Borges (Flamengo) e Paulo Moroni (Piauí). 

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

1 jogo - Henrique Catita (Caiçara), Faustivânio Venâncio (Cori-Sabbá) e Jasiel Lira (4 de Julho).

PRÓXIMOS JOGOS

01/02 (sábado)
18h00 - Ytacoatiara (Piripiri) - 4 de Julho x Cori-Sabbá

02/02 (domingo)
16h00 - Ytacoatiara (Piripiri) - Caiçara x River
16h00 - Verdinho (Parnaíba) - Parnahyba x Piauí
17h00 - Lindolfo Monteiro (Teresina) - Flamengo x Barras

Mesmo sem jogar bem, Piauí também vence na estréia

Raphael Freitas progride, enquanto Jardel tenta conter a investida do atacante rubroanil. O artilheiro de 2013 estreou deixando sua marca.
Não foi o futebol que estava sendo esperado, mas o dever de casa foi feito. Na conclusão da rodada de abertura da Taça Estado do Piauí (o 1° turno do Campeonato Piauiense), hoje (27) à noite, no Estádio Municipal Lindolfo Monteiro, em Teresina, o Piauí venceu o Caiçara por 3 a 0 e também assumiu a liderança.

O torcedor que compareceu ao Lindolfinho, certamente, não saiu satisfeito com o nível técnico da partida. A primeira grande oportunidade de gol só veio aos 17 minutos, e foi justamente quando Raphael Freitas aproveitou a sequência de uma boa jogada de Adrianinho e chutou para abrir o placar, colocando o Piauí na frente.

Natan leva o Piauí ao ataque. Kaio segue na tentativa de abortar a jogada.
Outra boa jogada veio dos pés de Pablo, aos 30 minutos, que cruzou para a área e Raphael Freitas completou, com a bola passando próximo à meta de Anderson. Dois minutos mais tarde o goleiro do Caiçara praticou boa intervenção, impedindo que um cruzamento de Natan chegasse até Raphael.  O Caiçara dava algumas estocadas, mas sem muita inspiração. Antes que o árbitro encerrasse o primeiro tempo, Fabiano ainda teve a chance de ampliar, mas concluiu para fora. 

Os dois times voltaram para o segundo tempo com o mesmo marasmo da fase primeira. Numa cobrança de falta, Eridon chutou para fora, mas com perigo para a meta caiçarina. Aos 24 minutos, Natan chuta forte e obriga o goleiro a ceder escanteio. No lance seguinte, a bola chega à área em novo levantamento de Pablo e Fabiano desta vez acerta as redes adversárias, ampliando para 2 a 0.

Enquanto Ithalo procura um companheiro melhor colocado, Pablo vem chegando sem muita pressa.
Sem muita empolgação, o jogo rola e caminha para o seu final. Parecia que iria ficar no 2 a 0, mas Fabiano serve a Lucas Marques, que entrara no posto de Pablo. O ala direita chuta para o gol e dá números finais ao marcador: 3 a 0. Vitória justa, mas sem brilho.

FICHA TÉCNICA

PIAUÍ 3x0 CAIÇARA (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 1° Turno - Taça Estado do Piauí - 1ª rodada); Data: 27/01/2014 (segunda-feira à noite); Local: Estádio Municipal Lindolfo Monteiro (em Teresina); Arbitragem: Karol Vinícius Mendes Soares Martins, auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e Izaura de Sousa e Silva.

Renda: R$ 2.710,00 com 212 pagantes (355 não pagantes).

Público total: 567 torcedores.

Gols: Raphael Freitas 17 do 1° tempo; Fabiano (cabeça) 25 e Lucas Marques 43 do 2°.

Cartões amarelos: Vitor Recife, Eduardo Junho, Darley (PIA), Kaio e Douglas (CAI).

Piauí - Lucas; Eridon, Eduardo Junho e Vitor Recife; Pablo (Lucas Marques), Binha, Dalton (Darley), Adrianinho e Natan; Raphael Freitas (Silas) e Fabiano. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Caiçara - Anderson; Jardel, Jean, Paulinho e Kaio; Ithalo (Victor), Euzébio, Kaká (Fabrício) e André; Douglas e Jefferson Pipoca (Lucas Pinho). Técnico: Antônio Henrique da Silva (Catita).

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

"Poderíamos ter saído com a vitória", afirma Evair

Evair lamentou os erros no momento da conclusão das jogadas para o gol adversário. (Foto - Ramiro Pena / ASCOM River)
"Faltou um pouquinho de competência para finalizar o jogo" , declarou o treinador do River, Evair, após o jogo desse domingo contra o Parnahyba na primeira rodada do Campeonato Piauiense de Futebol. Em um jogo onde a torcida compareceu em bom número e ficou com o grito de gol engasgado.

O River e Parnahyba desse domingo era esperado como um grande jogo, devido aos confrontos recentes entre as equipes. Em 2013, as equipes decidiram o Estadual em duas acirradas partidas, onde o time azul do litoral levou a melhor.

Em seu primeiro jogo oficial em seu comando, Evair fez uma breve análise da partida. " O River o tempo todo foi valente. Criou várias oportunidades, mas infelizmente não conseguiu definir em gol". 

Indagado sobre a possibilidade do River engrenar no Estadual somente após três ou quatro rodadas, o comandante riverino ressaltou novamente a atuação desse domingo. " Era pra ter começado a engrenar hoje, era esse nosso objetivo. Estávamos jogando com um homem a mais boa parte do tempo, mas infelizmente tivemos que fazer uma substituição por ordem de contusão", disse Evair.

Piauí e Caiçara fecham a rodada no Lindolfinho

Piaui volta a campo na noite desta segunda-feira.
Depois de Cori-Sabbá, Flamengo, Barras, 4 de Julho, River e Parnahyba, agora chegou a vez de Piauí e Caiçara estrearem na Taça Estado do Piauí - o 1° turno do Campeonato Piauiense. A partir das 20 horas, no gramado do Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, eles se enfrentam no último jogo da rodada de abertura da competição.

Sério candidato ao título, o Piauí manteve a base do time que jogou a temporada passada, mas contratou reforços significativos, como o ala direita Jorginho e os zagueiros Eridon, Marcos Gasolina e Eduardo Junho. O artilheiro de 2013, Raphael Freitas, agora também é rubroanil. E o técnico bicampeão, Paulo Moroni. O que dizer mais?

Por outro lado, o representante de Campo Maior, com todas as dificuldades, traz um time novo, repleto de jogadores desconhecidos do torcedor piauiense, mas com gente que pode complicar qualquer adversário, como o experiente meia Jefferson Pipoca, ex-Comercial e Picos. O grande desafio do Leão da Terra das Carnaúbas é apagar o rótulo de "mero figurante".

Piauí x Caiçara terá direção do árbitro Karol Vinícius Mendes Soares Martins, auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e Izaura de Sousa e Silva. O quarto árbitro será José Valmir dos Santos Xavier.

TIMES PROVÁVEIS

Piauí - Lucas; Vitor Recife, Eduardo Junho e Eridon; Pablo, Dalton, Adrianinho, Binha e Natan; Raphael Freitas e Fabiano. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Caiçara - Anderson; Jardel, Paulinho e Jean; Ithalo, Kaio, Kaká e Jeferson Pipoca; Douglas e Euzébio. Técnico: Antônio henrique da Silva (Catita).

O ídolo da semana


Piauí: enfim, sério candidato ao título da temporada

A base deste time foi mantida para a temporada de 2014.
Já se passam 29 anos da última vez em que o time principal do Piauí deu a volta olímpica pela conquista de um Campeonato Piauiense da 1ª Divisão de Profissionais. Dar fim a este longo jejum é o grande objetivo da diretoria e do Grupo J. Monte, que mantiveram a parceria em prol do Enxuga Rato.

O passo mais significativo foi a contratação do gaúcho Paulo Moroni, técnico acostumado a títulos no futebol piauiense. Manter a base do time que fez boa campanha no ano passado, reforçando-o com nomes de peso, como o artilheiro do campeonato de 2013, Raphael Freitas, são peças que podem se encaixar e levar o time ao tão esperado título.

PRINCIPAIS TÍTULOS

5 vezes campeão piauiense da 1ª divisão:  1966/67/68/69 (tetra) e 1985.

1 vez campeão piauiense da 2ª divisão - 1957.

2 vezes campeão da Taça Estado do Piauí - 1968 e 2005.

2 vezes campeão da Taça Cidade de Teresina - 1981 e 2012.

CLASSIFICAÇÃO NOS CINCO ÚLTIMOS CAMPEONATOS

2013 - 4° lugar.
2012 - 6° lugar.
2011 - 7° lugar.
2010 - 8° lugar.
2009 - 11° lugar.

MAIOR ARTILHEIRO DO CLUBE EM UM CAMPEONATO 

Este recorde rubroanil pertence a Francisco Carlos da Silva Júnior, o Cacá, atacante que formou a inesquecível dupla com Rui Lima, nos áureos tempos do Time da Moda. E é dessa época, mais precisamente do ano de 1979, a autoria dos 25 gols que fizeram de Cacá o maior goleador rubroanil em um certame piauiense, embora a artilharia do campeonato tenha ficado com o então riverino Sima.

ÚLTIMO RESULTADO

No último amistoso da pré-temporada, o Enxuga Rato não passou de um simples empate sem gols com a equipe do Barras. Resultado que não causou maiores preocupações para o técnico Moroni, que sabe da importância da vitória quando o jogo é valendo os três pontos. O teste também valeu por ter sido contra um time profissional que está também na disputa pelo título da temporada.

O TREINADOR

A presença de Paulo Ricardo Moroni à frente do plantel do Piauí deu um novo entusiasmo aos jogadores. O que é perfeitamente compreensível. O treinador gaúcho já foi campeão piauiense em 2003 e 2009 (Flamengo), 2012 e 2013 (Parnahyba). Conhece o futebol piauiense como poucos, o que deve representar uma grande vantagem para o time rubroanil.

PRINCIPAL ÍDOLO

O zagueiro Thiago Campelo é uma segurança no setor defensivo do Piauí. Em 2013, foi escolhido entre os melhores do Campeonato Piauiense. Tem qualidades técnicas e personalidade, a ponto de ser o capitão do time. Ao lado de Eridon e Marcos Gasolina, fará parte de um sistema defensivo de grande nível.

O PLANTEL PARA 2014

Goleiros - Lucas, Joel e Leslly.
Laterais pela direita - Jorginho, Lucas Marques e Pablo.
Zagueiros - Vetoso, Rafael Negão, Tiago Campelo, Eridon, Marcos Gasolina, Eduardo Junho e Rafinha.
Alaspela esquerda - Ailson e Nathan.
Volantes - Diego, Zé Ribas, Binha e Victor Recife.
Meias - Jeová Júnior, Darley, Adrianinho, Toni, Afonso, Dindê e Leo Paulista.
Atacantes - Raphael Freitas, Fabiano, Silas e Lucas.

PRÓXIMOS JOGOS

27/01 (segunda-feira) - Lindolfo Monteiro, em Teresina, contra o Caiçara (20h00).
02/02 (domingo) - Mão Santa, em Parnaíba, contra o Parnahyba (17h00)
09/02 (domingo) - Lindolfo Monteiro, em Teresina, contra o Flamengo (17h00)

FAÇA O SEU TIME DE BOTÃO - FUTEBOL DE MESA



domingo, 26 de janeiro de 2014

Com poucas chances, Caiçara representa Campo Maior

O Caiçara, com todas as dificuldades, tem a confiança do seu presidente Chico Ispo (Foto - Ricardo Andrade / ASCOM Caiçara)
No Caiçara estão depositadas as mais remotas esperanças de chegar ás semifinais de um dos dois turnos do Campeonato Piauiense. A falta de estrutura, de dinheiro, e, como consequência, a formação de um plantel modesto, são sintomas de uma campanha sem maiores pretensões, ao que pese o otimismo do presidente Francisco Ispo.

Todas as vezes que é chamado a falar sobre o Caiçara, Ispo inclui seu time não apenas entre os favoritos, mas faz questão de ressaltar que o título vai ficar em Campo Maior. Na fronteira entre a realidade e a ficção, jogadores e comissão técnica trabalham na expectativa de que a estréia contra o Piaui não seja o início de uma via crucis.

PRINCIPAL TÍTULO

1 vez campeão piauiense da 2ª divisão:  1963.

CLASSIFICAÇÃO NOS CINCO ÚLTIMOS CAMPEONATOS

2013 - Não participou.
2012 - 8° lugar (lanterna)
2011 - Não participou.
2010 - Não participou.
2009 - 12° lugar (lanterna)

MAIOR ARTILHEIRO DO CLUBE EM UM CAMPEONATO PIAUIENSE

José Gonçalves Lopes de Sousa Filho, o Brinquedo (ao lado), é o maior artilheiro da história do Caiçara em um Campeonato Piauiense. Na temporada de 1995, quando o Leão da Terra dos Carnaubais figurou no triangular final do certame, ele atingiu o total de 15 gols, dividindo a artilharia da competição com o florianense Walberto, do Cori-Sabbá.

ÚLTIMO RESULTADO

A derrota de 2 a 1 para a Seleção de Altos, na noite da última quarta-feira, foi o único amistoso disputado pelo Caiçara antes da sua estréia na Campeonato Piauiense.  O único gol foi marcado por Ithalo.

O TREINADOR

Como jogador, Antônio Henrique da Silva, o Catita, foi um dos maiores ídolos de toda a história do Caiçara. Numa seleção de todos os tempos, ele certamente será quase unanimidade por parte da torcida caiçarina. Já dirigiu o time em outra ocasião, mas, como sempre, a falta de estrutura compromete qualquer trabalho. É o que pode tornar a acontecer em 2014.

PRINCIPAL ÍDOLO

Francisco Jefferson Vasconcelos da Silva, ou simplesmente Jefferson Pipoca. Esse é o cara do time. Meia com certa experiência, já disputou até Campeonato Brasileiro, quando esteve atuando no Comercial. Na temporada passada, defendeu a Sociedade Esportiva de Picos. Joga entre o meio de campo e o ataque. Será a referência da equipe caiçarina neste campeonato.

O PLANTEL PARA 2014

Goleiros - Anderson, Preto e Arthur.
Zagueiros - Jean, Paulinho e Jardel.
Volantes - Kaio, Ithalo, Diboy, Victor e Naílson.
Meias - André, Euzébio, Kaká e Ítalo Ronney.
Atacantes - Jefferson Pipoca, Douglas, Fabrício e Gerlan.

PRÓXIMOS JOGOS

27/01 (segunda-feira) - Lindolfo Monteiro, em Teresina, contra o Piauí (20h00).
02/02 (domingo) - Deusdedit de Melo, em Campo Maior, contra o River (15h45).
09/02 (domingo) - Juca Fortes, em Barras, contra o Barras (16h00)

FAÇA O SEU TIME DE BOTÃO - FUTEBOL DE MESA


River e Parnahyba empatam no primeiro 0 a 0 do ano

Com Totonho chegando na marcação, Thiago Marabá tenta construir a jogada para o ataque tricolor.
A revanche da final de 2013 não teve gols. Em jogo dos mais equilibrados, disputado na tarde/noite deste domingo (26), no Estádio Municipal Lindolfo Monteiro, River e Parnahyba ficaram no empate, registrando-se o primeiro 0 a 0 da Taça Estado do Piauí - o 1° turno do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais.

Um jogo sem gols, é bem verdade, mas onde oportunidades foram criadas, mas sempre prevalecendo as precisas intervenções de Robinho e Everson, goleiros de Parnahyba e River, respectivamente. No 1° tempo, por exemplo, só foram duas chances reais de gol, uma para cada lado, mas com os dois goleiros levando a melhor sobre o atacante adversário.

Bola levantada para a área azulina, Wesley, Totonho e Da Silva saltam na tentativa de evitar o perigo.
Na fase complementar, o River criou mais vezes, mas nem o fato do Parnahyba perder Alessandro (expulso) aos 18 minutos, foi suficiente para determinar a vitória do time da capital. O zagueiro Wesley chegou a salvar uma bola em cima da linha fatal, com a meta guarnecida por Robinho permanecendo intacta.

O primeiro 0 a 0 do Campeonato Piauiense terminou sendo um resultado justo. Se o River criou mais oportunidades, o Parnahyba teve a competência de evitar que elas se transformassem em gol. E o fez até mesmo quando esteve inferiorizado numericamente. Destaques para as atuações de Robinho, Gilmar Bahia e Thiago Marabá.

A expulsão de Alessandro provoca revolta dos jogadores do Parnahyba contra o árbitro Leonardo Marques.
Destaque também para o público, com 2 mil pessoas presentes ao Lindolfinho. Quanto a arbitragem de Leonardo Marques, pode ser considerada boa, se levado em conta seu longo período de inatividade, retornando exatamente no jogo mais difícil da rodada.

FICHA TÉCNICA

RIVER 0x0 PARNAHYBA (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 1° Turno - Taça Estado do Piauí - 1ª rodada); Data: 26/01/2014 (domingo à tarde); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (em Teresina); Arbitragem: Leonardo Marques Fortes, auxiliado por Edmilson Timóteo da Silva e Mauro Cezar Evangelista de Sousa.

Renda: R$ 21.920,00 com 1.568 pagantes (403 não pagantes).

Público total: 1.971 torcedores.

Cartões amarelos: Gabriel, João Rodrigo, Toni, Thiago Marabá, Neto, Igor (RIV), Wesley, Alessandro, Totonho e Da Silva (PAR).

Expulsão: Alessandro, aos 18 do 2°, por prática de jogo brusco (segunda advertência).

River - Everson; João Rodrigo (Igor), Gabriel (Máiquel), Bruno Lopes e Rian; Toni (João Neto), Neto, Brasinha e Thiago Marabá; Marciano e Marclei. Técnico: Evair Aparecido Paulino.

Parnahyba - Robinho; Wesley, Gilmar Bahia e Alessandro; Barata, Luciano (Capela), Totonho, Edson Sá (Ramón) e Xavier; Da Silva (Ivan) e Fabinho. Técnico: Jorge Pinheiro Silva.

Juca Fortes: Barras faz dever de casa e derrota Colorado

Emerson (2) divide a jogada com Marlon (7): o ala do Barras levou a melhor, com direito a gol.
Melhor preparado e sabendo explorar os fatores campo e torcida, o Barras foi o primeiro time a fazer o dever de casa na Taça Estado do Piauí (o 1° turno do Campeonato Piauiense). Com dois gols de João Paulo, que já assumiu a artilharia do certame, o Barras derrotou o 4 de Julho na tarde deste domingo (26), por 3 a 0, em jogo disputado no Estádio Juca Fortes, na cidade de Barras.

Logo aos quatro minutos, o time da casa mostrou qual era sua proposta: o atacante Fagner teve grande oportunidade e quase abre a contagem. Cinco minutos depois, porém, o ala direita Emerson aproveita uma falta na entrada da área e coloca com perfeição, colocando 1 a 0 para o Leão do Marathaoan.

Apesar do gol, o jogo continuava equilibrado, e o 4 de Julho chegou a ameaçar a meta de Ari em chutes de Wilsinho (14 minutos) e Renatinho (27). Nos dois lances, bola pela linha de fundo, mas passando perto da meta barrense. Aos 34 minutos, veio o segundo gol do Barras, com João Paulo penetrando e chutando colocado.

O goleiro Zé Filho faz uma boa defesa, protegido pelo zagueiro Anderson.
Dois gols em lances onde a defesa do 4 de Julho, de uma certa forma, colaborou, como reconheceu o técnico Jasiel Lira. O goleiro Zé Filho ainda foi responsável por uma difícil intervenção, nos minutos finais do 1° tempo, mas o placar permaneceu 2 a 0 para Barras nos primeiros 45 minutos. 

O equilíbrio permaneceu no segundo tempo, mas com poucas jogadas de iminente perigo de gol.  Mas aos 26 minutos, nova oportunidade para o Barras ampliar, O goleiro Zé Filho defende de forma arrojada. Pouco depois a bola passou bem perto da meta colorada em chute do lateral Emerson.

Jogando com inteligência, Barras passou a administrar sua vitória e explorar os contra-ataques. E foi nesta situação que João Paulo chutou cruzado, surpreendendo o goleiro Zé Filho, ampliando para 3 a 0 a cinco minutos do final da partida, dando números finais ao placar no Juca Fortes.

FICHA TÉCNICA

BARRAS 3x0 4 DE JULHO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 1° Turno - Taça Estado do Piauí - 1ª rodada); Data: 26/01/2014 (domingo à tarde); Local: Estádio Juca Fortes (em Barras); Arbitragem: Rogério de Oliveira Braga, auxiliado por José Nilton da Costa e Wanderson dos Santos Lima.

Renda: R$ 2.530,00 com 205 pagantes (155 não pagantes).

Público total: 360 torcedores

Gols: Emerson (falta) 9 e João Paulo 34 do 1° tempo; João Paulo 40 do 2°.

Cartões amarelos: Cristiano, Leis, Stênio (BAR), Jader e Anderson (4J).

Barras - Ari; Emerson, Bengala, Igor e Cristiano; Osvaldo, Leís, Stênio (Cezinha) e Índio (Tadeu); Fagner (Ubajara) e João Paulo. Técnico: Júlio Cesar Araújo.

4 de Julho - Zé Filho; Wilsinho, Wendell, Anderson e Diguinho; Keiton, Marlon, Renatinho (Gugu) e Jader; Wesley e Pretinho. Técnico: Jasiel José de Lira.

No Lindolfinho, Galo e Tubarão revivem a final de 2013

River x Parnahyba no LM: novas emoções para os finalistas de 2013.
Se o torcedor está buscando emoções, o melhor endereço na tarde deste domingo (26) é o Estádio Lindolfo Monteiro. A partir das 17 horas, River e Parnahyba fazem suas respectivas estréias no Campeonato Piauiense, revivendo a grande final do ano passado, quando o time do litoral levou a mehor e tornou-se bicampeão. A primeira pergunta já está no ar: qual a trajetória que começará melhor - a do River em busca da quebra do jejum de títulos ou a do Parnahyba no caminho do tri?

Em jogos oficiais, o desempenho do River é uma incógnita, pois o time formado sob o comando do técnico Evair Paulino atuou apenas dois amistosos. E deixou a desejar, mas vários fatores precisam ser avaliados, a partir do momento em que a diretoria manteve poucos jogadores do time vice-campeão.

O inverso do Parnahyba, que, com praticamente todo o plantel de 2013, vai começar esta temporada sem o problema de entrosamento. Mas desfalcado do comandante do bi, Paulo Moroni. Em seu lugar, um outro nome que também quer fazer história no litoral - Jorge Pinheiro. Jogo de difícil prognóstico. Se estivesse na loteria, o melhor palpite seria um triplo.

A arbitragem de River x Parnahyba estará sob a responsabilidade de Leonardo Marques Fortes, com trabalhos laterais dos assistentes Edmilson Timóteo da Silva e Mauro Cezar Evangelista de Sousa. O quarto árbitro será Hélio Soares Freire. 

TIMES PROVÁVEIS

River - Everson; João Rodrigo, Tales, Bruno Lopes e Rian; Neto, Toni, Isael William (ou Vander) e Thiago Marabá; Marciano e Brasinha (ou Marclei). Técnico: Evair Paulino.


Parnahyba - Robinho; Barata (ou Ivan), Gilmar Bahia, Wesley e Xavier; Totonho, Luciano, Capela e  Edson Sá; Fabinho e Zé Rodrigues (ou Da Silva). Técnico: Jorge Pinheiro.

Barras e 4 de Julho estréiam no Juca Fortes

Pretinho, o maior goleador da história do 4 de Julho: atenção redobrada para a zaga do Barras.
O Estádio Juca Fortes, na cidade de Barras, será o palco das estréias de Barras e 4 de Julho na Taça Estado do Piauí - o 1° Turno do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais, a partir das 16 horas. Ambos montaram suas equipes sem grandes investimentos, mas acreditam que possam surpreender.

No Barras, o técnico Júlio Araújo deposita suas principais expectativas na experiência do goleiro Ari e dos atacantes Fagner e João Paulo. Não é uma equipe que se enquadra no perfil dos favoritos, mas o otimismo e a vontade de vencer podem ser um bom combustível para o Leão do Marathoan. 

O 4 de Julho, por sua vez, mantém alguns jogadores já conhecidos, como Pretinho, Wilsinho, Mayrton e Lira, este na condição também de treinador. Os problemas de ordem financeira atrapalharam a pré-temporada. Mas o entrosamento e a qualidade de alguns jogadores pode ajudar a superar as adversidades. A arbitragem no Juca Fortes será de Rogério de Oliveira Braga, auxiliado por José Nilton da Costa e Wanderson dos Santos Lima, com Antonio Cordeiro na suplência.

TIMES PROVÁVEIS

Barras - Ari; Emerson, Bengala, Igor e Cristiano; Osvaldo, Leís, Stênio e Índio; Fagner e João Paulo. Técnico - Julio Araújo.

4 de Julho - Zé Filho; Wilsinho, Mayrton, Wendell e Diguinho; Renatinho, Ramires, Jader e Pretinho; Flávio e Ítalo. Técnico: Jaisel José de Lira.


Tubarão: um dos mais fortes candidatos ao título de 2014

80% deste grupo foi mantido: meio caminho para o tri?
O fato de ter mantido 80% do grupo que conquistou o bicampeonato em 2013, por si só, representa motivo suficiente para credenciar o Parnahyba Sport Club ao status de favorito para colocar mais um título em sua centenária história. Se alguém quiser impedir este desfecho, terá que jogar muita bola em 2014.

É bem verdade que o Tubarão perdeu seu comandante do bicampeonato - o técnico Paulo Moroni, hoje no Piauí. Mas Jorge Pinheiro também sabe os atalhos para colocar a mão na taça. Ou alguém esquece quem dirigiu o 4 de Julho na temporada de 2011? O caminho para mais um tri do Parnahyba está no rascunho.

PRINCIPAIS TÍTULOS

12 vezes campeão piauiense da 1ª divisão:  1916, 1924/25 (bi), 1927, 1929/30 (bi), 1940, 2004/05/06 (tri), 2012 e 2013 (bi).

1 vez campeão do Torneio Gov. Alberto Silva - 1988.

2 vezes campeão da Taça Estado do Piauí - 2004 e 2012.

3 vezes campeão da Taça Cidade de Teresina - 2004/05/06 (tri).

CLASSIFICAÇÃO NOS CINCO ÚLTIMOS CAMPEONATOS

2013 - BICAMPEÃO
2012 - CAMPEÃO
2011 - 3° lugar.
2010 - 5° lugar.
2009 - 6° lugar.

MAIOR ARTILHEIRO DO CLUBE EM UM CAMPEONATO PIAUIENSE

Ele não ganhou títulos pelo Tubarão, mas entrou para a história do clube como um de seus maiores ídolos. E, em 1977, com 14 gols, tornou-se o maior artilheiro do Parnahyba em um único campeonato. Seu nome: Hélio Ferreira da Rocha, ou simplesmente Hélio Rocha, um dos artífices do time que foi vice-campeão um ano antes,.

ÚLTIMOS RESULTADOS

No último amistoso do Parnahyba, empate por 2 a 2 contra o Santa Quitéria, no interior maranhense do mesmo nome, com gols assinalados por Da Silva e Edson Sá. Antes, uma vitória por 2 a 0 sobre a Seleção de Buriti dos Lopes.

O TREINADOR

Jorge Pinheiro e Silva terá a missão de substituir o bicampeão Paulo Moroni. Não é nenhum novato. Aliás, foi o técnico que ganhou o último campeonato piauiense antes que Moroni abocanhasse o bi para o Tubarão. À época, 2011, Jorge treinava o 4 de Julho. O fato de ter a maioria dos jogadores que sagrou-se campeão no ano passado é um fator extremamente positivo. Diferencial até, e que pode significar meio caminho andado na trilha de mais uma conquista.

PRINCIPAL ÍDOLO

Com tantos ídolos que levaram o Tubarão ao bicampeonato, é difícil apontar aquele que tem maior empatia com a torcida parnaibana. Mas pelo fato de manter-se como maior artilheiro do futebol do Piauí desde 2010, Zé Rodrigues pode ser um dos escolhidos. Assim como Totonho, Luciano e Alessandro, para citar mais três grandes ídolos do litoral. Principal artilheiro da equipe na campanha do bi, Zé Rodrigues fica com este privilégio.

O PLANTEL PARA 2014

Goleiros - Robinho, Ítalo e William Boré.
Alas pela direita - Ivan e Barata.
Zagueiros - Gilmar Bahia, Pedro Roberto, Wesley, Puxa e Alessandro.
Alas pela esquerda - Xavier.
Volantes - Ramon, Totonho, Luciano, Damisson e Sorin
Meias - Capela, Juninho Picaxu, Edson Sá e Idelvandro.
Atacantes - Zé Rodrigues, Da Silva, Puxinha e Fabinho.

PRÓXIMOS JOGOS

26/01 (domingo) - Lindolfo Monteiro, em Teresina, contra o River (17h00).
02/02 (domingo) - Mão Santa, em Parnaíba, contra o Piauí (17h00)
08/02 (sábado) - Tibério Nunes, em Floriano, contra o Cori-Sabbá (20h00)

FAÇA O SEU TIME DE BOTÃO - FUTEBOL DE MESA


Favorito e precisando do título. Este é o Galo de 2014.

A torcida tricolor espera muito mais deste time montado para a temporada de 2014.
O River 2014 é uma incógnita. Sem uma base que pudesse garantir ao técnico Evair a contratação de apenas alguns reforços, o vice-campeão piauiense se viu obrigado a contratar um plantel inteiro. Se o entrosamento será problema, só esperando o time entrar em campo para ver. Mas a torcida está ansiosa por este momento.

Com a maior média de público por jogo na temporada de 2013, a torcida tricolor pode empurrar o time a muitas vitórias. Necessário será, porém, ter paciência quando o time estiver encontrando dificuldades para encontrar o caminho do gol. Para quebrar o jejum que já dura seis anos, torcida e time terão que andar de mãos dadas.

PRINCIPAIS TÍTULOS

27 vezes campeão piauiense da 1ª divisão:  1948, 1950/51/52/53/54/55/56 (hepta), 1958/59/60/61/62/63 (hexa), 1973, 1975, 1977/78 (bi), 1980/81 (bi), 1989, 1996, 1999/2000/01/02 (tetra) e 2007.

1 vez campeão da Copa Piauí: 2006.

4 vezes campeão da Taça Estado do Piauí: 1972, 2007/08 (bi) e 2013.

3 vezes campeão da Taça Cidade de Teresina: 1975, 2007 e 2013.

CLASSIFICAÇÃO NOS CINCO ÚLTIMOS CAMPEONATOS

2013 - Vice-campeão.
2012 - 5° lugar
2011 -  4° lugar
2010 - 6° lugar
2009 - 7° lugar.


MAIOR ARTILHEIRO DO CLUBE EM UM CAMPEONATO ESTADUAL

Simão Teles Bacelar, o Sima, estabeleceu esta histórica marca em 1977, ao totalizar 33 gols no Campeonato Piauiense. Até hoje é o maior artilheiro do Galo em um só certame, o que lhe valeu, na ocasião, a liderança da artilharia de todos os certames estaduais do país, superando os 32 gols de Serginho Chulapa (Campeonato Paulista) e 30 de Zico (no Rio de Janeiro).

ÚLTIMOS RESULTADOS

O empate contra a Seleção de José de Freitas (0 a 0) é tudo que a torcida não quer lembrar. O estado do gramado foi criticado, mas o time também ficou no empate contra o Juventude, em Caxias. É bem verdade que, para quem teve de contratar um plantel inteiro, até que os resultados dos amistosos não foram tão ruins assim. O único gol foi marcado por Marciano, no jogo contra o Juventude.

O TREINADOR

Evair Aparecido Paulino é um nome de peso, muito mais pelo fato de ter sido atleta de grandes clubes e da seleção brasileira, que pelo desempenho como treinador. Nas circunstâncias em que teve de formar sua equipe, melhor é esperar o desempenho do time com a bola rolando. E não tem teste melhor que o da rodada de abertura, contra o bicampeão Parnahyba.

Thiago Marabá é parado com falta. Esta cena se repetiu muitas vezes em 2013.
PRINCIPAL ÍDOLO

Pelo bom campeonato que fez em 2013, onde figurou até na seleção dos melhores, o meia Thiago Marabá, aos 28 anos, é o principal destaque do time tricolor. De grandes qualidades técnicas, o time se transforma quando ele joga bem. Sua permanência no plantel é um dos fatores que levam a torcida a acreditar que é possível ter alegrias e títulos novamente.

O PLANTEL PARA 2014

Goleiros - Everson e Ricardo.
Ala pela direita - João Rodrigo.
Zagueiros - Tales, Bruno Lopes, Gabriel e Igor.
Alas para a esquerda - Rian e Lucas.
Volantes - Neto, Toni, João Neto e Kássio.
Meias - Isael Willian, Thiago Marabá, Danilo Goiano, Thiago Dias, Vander
Atacantes - Marclei, Marciano, Brasinha, Rhuann e Selton.

PRÓXIMOS JOGOS

26/01 (domingo) - Lindolfo Monteiro, em Teresina, contra o Parnahyba  (17h00).
02/02 (domingo) - Deusdedit de Melo, em Campo Maior, contra o Caiçara (15h45).
10/02 (segunda-feira) - Lindolfo Monteiro, em Teresina, contra o 4 de Julho (20h00)

FAÇA O SEU TIME DE BOTÃO - FUTEBOL DE MESA

Incertezas à parte, 4 de Julho está pronto para estrear

Deste time que jogou a Copa Piauí, poucos ficaram no Colorado, como Pretinho e Wilsinho, os dois últimos agachados.
Três vezes campeão da divisão principal do futebol piauiense, e vice outras tantas, o 4 de Julho é uma das poucas equipes do interior que, na maioria das vezes, se não decide títulos, atrapalha bastante seus adversários. Este ano parece fadado à segunda opção. Com problemas estruturais, a começar pelo financeiro, não fez uma pré-temporada que o credencie a grandes resultados.

Pelo contrário. Esteve ameaçado a, inclusive, disputar o campeonato com um time extremamente modesto ou até mesmo sair da competição. Antes da bola rolar, porém, acertou parcerias, inclusive com a Prefeitura de Piripiri, mas está longe de ser comparado aos grandes times que a torcida colorada acostumou a ver em campo.

PRINCIPAIS TÍTULOS

3 vezes campeão piauiense da 1ª divisão:  1992/93 (bi) e 2011.
1 vez campeão piauiense da 2ª divisão - 2003.
2 vezes campeão da Taça Cidade de Teresina - 2008 e 2011.

CLASSIFICAÇÃO NOS CINCO ÚLTIMOS CAMPEONATOS

2013 - 5° lugar.
2012 - 4° lugar.
2011 - CAMPEÃO
2010 - 7° lugar.
2009 - 4° lugar

MAIOR ARTILHEIRO EM UM CAMPEONATO PIAUEINSE

O cearense França (foto ao lado) é o recordista de gols pelo 4 de Julho em um único Campeonato Piauiense da 1ª Divisão. Artilheiro do certame em 2009, ele não é o único atleta do clube com este privilégio. Aliás, desde 1988, o 4 de Julho já colocou inúmeros atacantes como goleadores do Piauiense. Foi assim com Sabará, Didi, Ademir Patrício, Oliveira, Nando, Gerônimo. Nenhum deles, porém, atingiu os 23 gols que França marcou em 2009.

ÚLTIMOS RESULTADOS

O empate por 2 a 2 contra o São Benedito, no desta semana, foi o último amistoso disputado pelo 4 de Julho antes da estréia no Campeonato Piauiense. Os experientes Pretinho e Wilsinho foram os goleadores. 

O TREINADOR

O pernambucano Jasiel José de Lira assumiu o comando técnico da equipe com a saída de Paolo Rossi, que foi treinar o Sao Benedito, da cidade cearense que lhe empresta o nome. Até o ano passado, Lira esteve em campo, e ainda pode jogar. Se quiser, este ano ele pode igualar o recorde de outro veterano do futebol piauiense - Paulo Isidoro, que jogou até os 42 anos. Mas Lira, a princípio, fica na área técnica, de onde espera ajudar sua equipe a conquistar os resultados positivos para chegar às primeiras colocações.

PRINCIPAL ÍDOLO

Segundo maior goleador do futebol piauiense nos últimos quatro anos, e principal artilheiro da história do 4 de Julho, Pretinho é o principal ídolo colorado. Aos 38 anos (Piripiri-PI, 25/01/1976), o atacante Luzenaldo de Sousa Araújo, o Pretinho, marcou um dos gols do último amistoso. O que comprova ainda estar em condições de causar danos às defesas adversárias.

O PLANTEL PARA 2014

Goleiros - Dennis Rodrigues, Zé Filho e Geo.
Alas pela direita - Wilsinho.
Zagueiros - Mayrton, Anderson e Wendell.
Alas pela esquerda - Diguinho.
Volantes - Keiton, Gugu e Renatinho.
Meias - Lira, Marlon, Jader e Ramires.
Atacantes - Pretinho, Wesley e Pedra Preta.

PRÓXIMOS JOGOS

26/01 (domingo) - Juca Fortes, em Barras, contra o Barras (16h00).
01/02 (sábado) - Helvídio Nunes, em Picos, contra o Cori-Sabbá (20h00).
10/02 (segunda-feira) - Lindolfo Monteiro, em Teresina, contra o River (20h00)

FAÇA O SEU TIME DE BOTÃO - FUTEBOL DE MESA


Barras: correndo por fora, mas de olho nas semifinais

O ala direita Emerson já é conhecido da torcida barrense. Ei-lo em ação na temporada de 2010.
Com a maioria dos seus jogadores desconhecidos do torcedor piauiense, o Barras é visto como um dos figurantes para o Campeonato Piauiense. Talvez até pelo fato de, por algum tempo, Barras montar elencos com jogadores bem mais valorizados em face do irrestrito apoio do poder público do município.

Agora, porém, as contratações foram mais modestas, mas o técnico Júlio Araújo acredita que o time, embora correndo por fora, possa somar pontos preciosos e atingir a condição de semifinalista, para em seguida alçar vôos mais altos, como a conquista do título.

PRINCIPAIS TÍTULOS

1 vez campeão piauiense da 1ª divisão: 2008.
1 vez campeão da Copa Piauí: 2007.
1 vez campeão piauiense da 2ª divisão: 2005.
1 vez campeão da Taça Estado do Piauí: 2006.

CLASSIFICAÇÃO NOS CINCO ÚLTIMOS CAMPEONATOS

2013 - 8° lugar.
2012 - Não participou.
2011 - 6° lugar.
2010 - Vice-campeão.
2009 - 4° lugar.

Didi Cearense: 9 gols e artilheiro em 2006.
O MAIOR ARTILHEIRO  DO CLUBE EM UM CAMPEONATO PIAUIENSE

Aderson Barbosa Martins, o Didi Cearense, é o maior artilheiro do Barras em um Campeonato Piauiense. A façanha foi alcançada em 2006, quando ele também terminou a competição como goleador máximo do próprio campeonato, embora com apenas 9 gols marcados. À época, era apenas Didi. Mas como depois chegou um outro Didi para o Barras - o Potiguar, o atacante passou a ser chamado de Didi Cearense.

ÚLTIMO RESULTADO

Com dois gols do atacante Fagner e outro do zagueiro Osvaldo, Barras venceu seu último amistoso jogando contra a Seleção de José de Freitas. A vitória por 3 a 0 foi bem recebida pela comissão técnica. Ao que pese uma possível fragilidade do adversário, o time acertou várias jogadas no setor ofensivo.

O TREINADOR

Júlio Cesar Araújo é o comandante da Comissão Técnica do Barras. Otimista, acredita no elenco que está a sua disposição. Já é conhecido da torcida piauiense, tendo treinado o 4 de Julho no primeiro turno do Piauiense 2010. No início deste ano, trocou o Guarani de Juazeiro do Norte pelo Leão do Marathaoan, onde espera ganhar seu primeiro título no futebol piauiense.

PRINCIPAL ÍDOLO

O experiente goleiro Ari (Ariclenes Jorge Gabriel da Silva), 27 anos (Curitiba - PR, 18/04/1986) pode ser considerado a referência do Barras nesta temporada. Apesar da contratação de Neto, ex-Comercial e Piauí, o camisa 1 titular é mesmo Ari, que já atuou no Figueirense, Icasa, Rio Branco de Andradas, Ferroviário de Fortaleza e Grêmio Prudente.

O PLANTEL PARA 2014

Goleiro - Ari, Neto e Artur.
Alas pela direita - Emerson e Cezinha.
Zagueiros - Bengala, Leco, Igor e Bruno.
Alas pela esquerda - Cristiano e Carlos.
Volantes - Osvaldo, Leís, Stênio, Anderson e Guilherme.
Meias - Índio, Tadeu e Caíco.
Atacante - Fagner, João Paulo, Jocélio e Ubajara..

PRÓXIMOS JOGOS

26/01 (domingo) - Juca Fortes, em Barras, contra o 4 de Julho (16h00).
02/02 (domingo) - Lindolfo Monteiro, em Teresina, contra o Flamengo (17h00)
09/02 (domingo) - Juca Fortes, em Barras, contra o Caiçara (16h00)

FAÇA O SEU TIME DE BOTÃO - FUTEBOL DE MESA


sábado, 25 de janeiro de 2014

Floriano: Flamengo vence na largada do Piauiense 2014

Melhor em campo, o goleiro Robson garantiui a integridade de sua meta na vitória sobre o Cori-Sabbá. Atrás dele, um velho conhecido - Anderson Kamar - espera a sobra de bola que não houve.
Com dois gols assinalados no primeiro tempo, o Flamengo começou o Campeonato Piauiense com o pé direito. Jogando na noite deste sábado (25), no Estádio Tibério Nunes, em Floriano, derrotou o Cori-Sabbá local por 2 a 0 e soma seus primeiros três pontos na caminhada em busca da reconquista do título de campeão piauiense.

O primeiro jogo do Piauiense 2014 teve duas fases distintas. A primeira, com domínio rubro-negro; a segunda, com superioridade do Cori-Sabbá. O diferencial é que o Flamengo soube aproveitar as oportunidades quando esteve melhor, ao passo que o time da casa encontrou pela frente um obstáculo intransponível - o goleiro Robson, melhor jogador em campo durante os 90 minutos.

Vigiado por Wildinho, o atacante Cafezinho tenta organizaar a jogada para o alvinegro de Floriano.
A primeira boa oportunidade surgiu aos 15 minutos, quando Jarbas chutou forte e obrigou o goleiro Fagner a uma difícil intervenção. Aos 32 minutos foi a vez de Augusto finalizar, mas o atacante não perdeu a chance de abrir o placar. Recebeu o lançamento entrando pela direita da área, cortou o zagueiro para o meio e chutou sem chances para o goleiro.

Quando o Cori-Sabbá esboçou reagir, Marcinho acertou excelente cabeçada, mas Robson fez sua primeira grande defesa na partida. E enquanto o Flamengo perdia Darlan, com uma entorse no tornozelo direito, o Cori-Sabbá crescia de produção e passava a ameaçar a meta rubro-negra. Mas Augusto foi mais uma vez lançado, e desta feita sofreu penalidade máxima bem marcada por Afonso Amorim.

Na cobrança, aos 39 mnujtos, com o pé direito, o atacante Joniel chutou a bola no canto direito de Fagner, que escolheu o canto oposto para tentar a defesa. O Flamengo fechava a fase primeira com 2 a 0 a seu favor. E os dois atacante, Augusto e Joniel, deixando uma mensagem no facebook de Tuta: "Nós estamos aqui!"

Laércio sai com a bola dominada. O experiente zagueiro também teve atuação segura na vitória rubro-negra.
CORI MELHOR

O segundo tempo foi do Cori-Sabbá. As alterações processadas pelo técnico Vanin, no intervalo, fizeram efeito e o time só não empatou por que o Flamengo tinha Robson, o melhor goleiro do futebol piauiense em 2013. E logo nos primeiros minutos, a torcida reclamou de dois impedimentos assinalados pelo árbitro, atendendo marcação do assistente Thyago Leitão.

Aos 14 minutos, Marcelo tenta o gol em cobrança de falta, mas Robson defende. Quatro minutos depois, Jader chuta cruzado, a bola passa por toda a pequena área e nenhum pé alvinegro chega para concluir. O ala direita florianense é acionado diversas vezes e a todo instante alimenta o seu ataque. Mas Robson é quem aparece na hora do iminente perigo de gol.

O Flamengo só voltou a ameaçar nos últimos dez minutos, mas, assim mesmo, o Cori-Sabbá soube evitar o piior. Mas também não marcou e o resultado final foi o que já estava definido no primeiro tempo: vitória do tetracampeão da Copa Piauí por dois gols a zero. Com boa atuação do árbitro Afonso Amorim, a abertura do Piauiense 2014 teve em Robson (Flamengo) e Jader (Cori-Sabbá) os dois melhores atletas durante os 90 minutos.

FICHA TÉCNICA

CORI-SABBÁ 0x2 FLAMENGO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 1° Turno - Taça Estado do Piauí - 1ª rodada); Data: 25/01/2014 (sábado à noite); Local: Estádio Tibério Nunes (em Floriano); Arbitragem: Afonso Amorim de Sousa, auxiliado por Thyago Costa Leitão e João Thiago Carvalho Reis.

Renda: R$ 16.937,00 com 1.191 pagantes (355 não pagantes).

Público total: 1.546 torcedores.

Gols: Augusto 32 e Joniel (pênalti) 39 do 1° tempo.

Cartões amarelos: Leone, Mangaia,  Marcelo Muniz (CORI), Zuza, Darlan, Bruno Potiguar, Jarbas e Mica (FLA).

Cori-Sabbá - Fagner; Jader, Jó, Leone e Jorginho (Marcelo Muniz); Fagundes, Jackson, Diego (Manfgaia) e Marcinho (Romário); Anderson Kamar e Cafezinho. Técnico: Faustivânio Fernandes Venâncio (Vanin).

Flamengo - Robson; Darlan (William Ferreira), Laércio, Wildinho e Mica; Zuza, Célio, Bruno Potiguar e Jarbas; JOniel (Matheus) e Augusto (Rafael Bahia). Técnico: Denis Borges.

Cori-Sabbá x Flamengo abrem Piauiense em Floriano

Cori-Sabbá x Flamengo abrem o Piauiense 2014 na noite deste sábado.
Oito meses depois do Parnahyba arrancar o empate com o River no Lindolfo Monteiro, garantindo a conquista do bicampeonato 2012/13, a bola volta a rolar para mais uma edição do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais. A partir das 18 horas, Cori-Sabbá x Flamengo dão o pontapé inicial no gramado do Estádio Tibério Nunes, em Floriano (240 km ao sul de Teresina).

Para o Cori-Sabbá, campeão pela última vez em 1995, terá início mais uma tentativa de dar fim ao incômodo jejum de títulos. Mais uma vez sob a direção técnica de Vanin, a equipe vai para o jogo prometendo surpreender o Flamengo e, ao contrário de 2013, quando empatou com o River, estrear com uma grande vitória já na primeira rodada. E se Kamar estiver inspirado, a tarefa estará muito mais facilitada.

Mesmo sem o atacante Tuta, que ainda não está regularizado, o Flamengo fará sua estréia em boas condições de tentar superar seu adversário e somar seus primeiros três pontos. O entrosamento existente em boa parte da equipe é um ponto importante. O nível dos jogadores também dá essa confiança à torcida.

A arbitragem de Cori-Sabbá x Flamengo estará sob a responsabilidade de Afonso Amorim de Sousa, com trabalhos laterais a cargo de Thyago Costa Leitão e João Thiago Carvalho Reis. O quarto árbitro será Antônio Area.

TIMES PROVÁVEIS

Cori-Sabbá - Andrei; Jader, Yan, Lenilson e Jorginho; Diego Mossoró, Marcelo Muniz, Emerson e Rudi; Anderson Kamar e Deilton.

Flamengo - Robson; Darlan, Laercio, Wildinho e Mica; Zuza, Célio, Bruno Potiguar e Jarbas; Joniel e Augusto.