terça-feira, 30 de abril de 2013

River não precisa mais vencer para tornar-se campeão

Maranhão acaba de marcar o segundo gol contra o Piauí e recebe o abraço de Célio e Jó. Com 30 pontos, o Galo não precisa mais vencer para ser o campeão da temporada. Empatar seus últimos jogos já será o bastante.
Imagine se é possível um time não precisar vencer seus três últimos jogos e ainda assim tornar-se campeão estadual? Imaginou? Parece impossível? Pois bem, é possível sim. E neste ano mesmo, no Campeonato Piauiense. Com o acúmulo de 30 pontos ganhos até o jogo de ontem, o Galo não precisa mais vencer para ficar com o título de campeão piauiense.

Empate nos três últimos jogos do certame e na prorrogação da partida final. Tudo empate. É só disso que o River necessita para ser o campeão piauiense de 2013. É a melhor campanha do Tricolor no Campeonato Piauiense, desde 2008. Após os dois primeiros jogos da fase semifinal, confira alguns números do certame promovido pela FFP.

CLASSIFICAÇÃO GERAL

1° River, 30 pontos, 9 vitórias, 6 gols de saldo e 22 gols marcados.
2° Flamengo, 25 pontos, 6 vitórias, 8 gols de saldo e 21 gols marcados.
3° Parnahyba, 22 pontos, 6 vitórias, 1 gol de saldo e 22 gols marcados.
4° Piauí, 18 pontos, 4 vitórias, saldo -7 e 20 gols marcados.
5° 4 de Julho, 17 pontos, 5 vitórias, 2 gols de saldo e 22 gols marcados.
6° Cori-Sabbá, 16 pontos, 4 vitórias, saldo -1 e 20 gols marcados.
7° Barras, 16 pontos, 4 vitórias, saldo -8 e 18 gols marcados.
8° Picos, 13 pontos, 3 vitórias, saldo -1 e 23 gols marcados. 

ARTILHEIROS

10 gols - Raphael Freitas (Picos).

8 gols - Pretinho (4 de Julho).

7 gols - Cafezinho (Cori-Sabbá).

6 gols - Edson Di (Flamengo), Zé Rodrigues (Parnahyba) e Fabiano (Piauí).

5 gols - Augusto (Flamengo) e Anderson Kamar (River).

4 gols - Joniel (4 de Julho) e Tadeu (Picos).

3 gols - Anderson Baiano, Felipe (Barras), Laércio (Flamengo), Fabinho (Parnahyba), Maninho, Boiadeiro (Piauí) e Maranhão (River).

2 gols - Juninho Maranhense (4 de Julho), Luiz Henrique, Paulo Roberto, Dylson, Non (Barras), Jackson, Ranielson, Cleiton Mendes (Cori-Sabbá), Rafinha, Niel (Flamengo), Marcos Gasolina, Ivan, Luciano (Parnahyba), Thiago Campelo, Victor, Darley (Piauí), Jarbas (Picos), Isael William, Tote, Thiago Marabá e Rhuann (River).

1 gol - Renan Carioca, Flávio Barros, Marlon, Wilsinho, Renan (4 de Julho), Wenderson, Fred, Helder, Wander (Barras), Diego, Cacá, Klayton Maranhão, Pelezinho, Anderson, Vanin (Cori-Sabbá), Neílson (Flamengo), Gilmar Bahia, Everton Felipe, Idelvando, Eridon, Capela, Daniel, Totonho (Parnahyba), Diego, Girlan (Piauí), Rodolfo, Renato Frota, Jefferson Pipoca, Bibi, Jairo, Boni, Marcinho (Picos), Jardel, Pantico, Bruno Carvalho, Zé Rodolpho e Célio (River). 

Augusto, atacante do Flamengo, já marcou 5 gols na competição. Domingo ele deu o passe para o segundo gol, assinalado por Niel. Neste lance, recebe a marcação de Eduardo Júnior, do Parnahyba.
GOLS CONTRA

1 gol - Batuta (Barras, em favor do Flamengo), Jackson (Cori-Sabbá, em favor do River), Rafael Araújo (Flamengo, em favor do 4 de Julho), Laércio (Flamengo, em favor do 4 de Julho), Binha (Piauí, em favor do Flamengo), Carlos Eduardo (Piauí, em favor do Cori-Sabbá) e Thiago Campelo (Piauí, em favor do 4 de Julho).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO
(Média de gols por partida - somente os que mais jogaram)

0,85 - Robinho (River) - 12 gols em 14 jogos.
0,86 - Robson (Flamengo) - 13 gols em 15 jogos.
1,12 - Aranha (Parnahyba) - 9 gols em 8 jogos
1,28 - Bel (4 de Julho) - 9 gols em 7 jogos
1,33 - Andrey (Cori-Sabbá), 16 gols em 12 jogos.
1,42 - Mondragon (Picos) - 10 gols em 7 jogos.
1,55 - Douglas (Barras) - 14 gols em 9 jogos.
1,66 - Rafael (4 de Julho) - 10 gols em 6 jogos.
1,80 - Neto (Piauí) - 18 gols em 10 jogos - e Lucas (Piauí) - 9 gols em 5 jogos.
 1,83 - Clébio (Picos) - 11 gols em 6 jogos.
2 gols por jogo - Danilo (Barras), 12 gols em 6 jogos, e Rodrigues (Parnahyba) - 8 gols em 4 jogos

ESTÁDIOS UTILIZADOS

23 jogos - Lindolfo Monteiro (Teresina).
7 jogos - Helvídio Nunes (Picos), Ytacoatiara (Piripiri), Mão Santa (Parnaíba), Juca Fortes (Barras) e Tibério Nunes (Floriano).

Francisco Júnior já dirigiu 9 jogos neste campeonato. Aqui ele aparece advertindo o lateral esquerdo Rafinha, do Flamengo, após falta deste sobre o atleta Tote, do River.
ARBITRAGENS

9 jogos - Antônio Santos Nunes e Francisco Pereira de Lima Júnior.
8 jogos - Antônio Dib Moraes de Sousa e Afonso Amorim de Sousa.
7 jogos - Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves.
6 jogos - Antônio José Lopes Trindade de Sousa e Leonardo Marques Fortes.
5 jogos - Rogério de Oliveira Braga. 

ATAQUES

23 gols - Picos.
22 gols - 4 de Julho, Parnahyba e River.
21 gols - Flamengo.
20 gols - Cori-Sabbá e Piauí.
18 gols - Barras.

DEFESAS

13 gols - Flamengo.
16 gols - River.
20 gols - 4 de Julho.
21 gols - Parnahyba e Cori-Sabbá.
24 gols - Picos.
26 gols - Barras.
27 gols - Piauí.

ATLETAS EXPULSOS

2 jogos - Marlon, Renan (4 de Julho) e Fabiano (Picos).
1 jogo - Marcelo (4 de Julho), Andson, Batata, Douglas, Felipe, Dalton, Fred (Barras), Alan, Baby, Klayton Maranhão, Anderson (Cori-Sabbá), Darlan, Bruno Potiguar, Marcelo (Flamengo), Gilmar Bahia, Damisson, Marcos Gasolina, Totonho, Eridon (Parnahyba), Jorginho, Diego (Piauí), Jarbas, Júnior Cearense (Picos), Alisson, Jó, Anderson Kamar, Chicão, Bruno Carvalho e Isael William (River).

Tadeu comemora um dos 23 gols assinalados pela SEP, que permanece com o melhor ataque da competição mesmo depois de eliminada.
MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Jackson (Cori-Sabbá, contra), no jogo Cori-Sabbá 1x1 River, em 26/01/2013.
50° gol - Rafael Araújo (Flamengo, contra), no jogo Flamengo 0x3 4 de Julho, em 24/02/2013.
100° gol - Edson Di (Flamengo), no jogo Flamengo 5x1 Piauí, em 24/03/2013.
150° gol - Renan (4 de Julho), no jogo Barras 1x4 4 de Julho, em 24/04/2013.  

GOLS MAIS RÁPIDOS

1 minuto - Wilsinho (4 de Julho), no jogo 4 de Julho 4x2 Picos, em 23/03/2013.
2 minutos - Rhuann (River), no jogo Parnahyba 4x1 River, em 24/04/2013.
4 minutos - Anderson Kamar (River), no jogo River 3x1 Parnahyba, em 09/03/2013.
4 minutos - Darley (Piauí), no jogo Picos 0x2 Piauí, em 09/03/2013.
4 minutos - Helder (Barras), no jogo Flamengo 1x1 Barras, em 13/04/2013.

MAIORES GOLEADAS

27/03/2013 - Picos 5x0 Barras - Helvídio Nunes.
24/03/2013 - Flamengo 5x1 Piauí - Lindolfo Monteiro
27/03/2013 - Piauí 1x4 Cori-Sabbá - Lindolfo Monteiro.
24/04/2013 - Barras 1x4 4 de Julho - Juca Fortes.
24/04/2013 - Parnahyba 4x1 River - Mão Santa.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

9 jogos - Edson Porto (River).
6 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba).
4 jogos - Nelson Mourão (4 de Julho 1 e Cori-Sabbá 3), Danilo Queiróz (Barras) e Fernando Tonet (Piauí).
3 jogos - Celso Teixeira e Josué Teixeira (Flamengo).
2 jogos - Cícero Monteiro (Picos), Paolo Rossi e Jorge Pinheiro (4 de Julho).
1 jogo - Ferrim Cearense (Picos) e Vanin (Cori-Sabbá).

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

6 jogos - Nelson Mourão (4 de Julho 3 e Cori-Sabbá 3) e Danilo Queiroz (Barras).
5 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba) e Fernando Tonet (Piauí).
4 jogos - Cicero Monteiro (Picos) e Jorge Pinheiro (4 de Julho).
3 jogos - Vanin (Cori-Sabbá), Ferrim Cearense (Picos) e Edson Porto (River).
2 jogos - Celso Teixeira (Flamengo).

PRÓXIMOS JOGOS

FASE SEMIFINAL
05/05 (domingo)
16h00 - Mão Santa (Parnaíba) - Parnahyba x Flamengo
17h00 - Lindolfo Monteiro (Teresina) - River x Piauí


segunda-feira, 29 de abril de 2013

River derrota Piauí e fica a um empate da decisão

Lucas não consegue defender a cobrança de Anderson Kamar e o River abre a contagem no LM.
Ao vencer o Piauí na noite desta segunda-feira (29), em jogo disputado no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, com boa presença de público, o River precisa apenas de um empate, na segunda partida, para ser finalista do Campeonato Piauiense depois de cinco anos sem marcar presença nas decisões dos Estaduais. A vitória de 2 a 1, porém, esteve por um fio, com o time do Piaui chegando a desperdiçar uma penalidade máxima.

Superior no setor de meio de campo, o River passou a ter domínio das ações desde os primeiros minutos. O Piauí buscava alternativas para equilibrar as ações e tentar reverter a vantagem do adversário para o segundo jogo, todavia, a superioridade tricolor logo foi refletida no placar, quando Anderson Kamar converteu uma penalidade máxima cometida sobre ele pelo zagueiro Rafael Negão.

Após cobrança de escanteio, Rafael Negão (3) e Aderaldo (3) saltam, mas é Robinho quem alivia o perigo.
Na fase complementar, embora tenha levado o segundo gol aos 13 minutos, numa boa jogada em que Maranhão foi servido por Célio e chutou na saída de Lucas, o Piauí melhorouo e equilibrou o jogo, chegando a ser melhor que o adversário em algumas situações. Criou várias oportunidades até que, aos 37 minutos, Lucas Sousa foi derrubado na área por Leo Santos. Era a chance para o Piauí iniciar a sua reação.

Aos 38 minutos, a cobrança de Boiadeiro. O atacante chutou no canto direito de Robinho, que buscou o lado oposto. Mas o excesso de capricho de Boiadeiro, para colocar a bola no canto, terminou levando a pelota a sair rente o poste, para alegria da torcida tricolor. Como estava melhor no jogo, o time rubroanil logo criou outra grande oportunidade.

Boiadeiro cobra o pênalti em favor do Piauí. A bola vai sair à direita de Robinho, que esboça movimento para o lado esquerdo.
Na trama que chegou até a área tricolor, a bola sobrou para o chute forte e colocado de Fabiano, não dando nenhuma chance a Robinho. Estava reduzida a diferença. Mas o empate não veio e a totrica tricolor deixou o LM satisfeita com a vitória. Agora, no domingo, o River precisa apenas do emapte nos 90 minutos para tornar-se finalista do Campeonato Piauiense, fato que não aconteceu nos cinco últimos campeonatos.

Ao Piauí, a única alternativa será vencer o River duas vezes: nos 90 minutos e na prorrogação. Tarefa difícil, mas não impossível para um time que mostrou muita garra e que valorizou bastante a vitória riverina. Ao nosso ver, o trabalho do árbitro Afonso Amorim foi bom. Os dois pênaltis existiram e nenhum lance que pudesse influir no resultado teve erro da arbitragem.

Um dos destaques da vitória tricolor, o volante Célio sinaliza como foi a sua atuação.
FICHA TÉCNICA

PIAUÍ 1x2 RIVER (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Semifinal - 1° jogo); Data: 29/04/2013 (segunda-feira à noite); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina); Arbitragem: Afonso Amorim de Sousa, auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e João Thiago Carvalho Reis.

Renda: R$ 15.785,00 com 1.410 pagantes (215 não pagantes).

Público total: 1.625 torcedores.

Gols:  Anderson Kamar (pênalti) 27 do 1° tempo; Maranhão 13 e Fabiano 41 do 2°.

Cartões amarelos: Diego, Rafael Negão, Darley, Neto Carioca (PIA), Célio, Neto, Thiago Marabá e Leo Santos (RIV).

Obs.: Boiadeiro perdeu uma penalidade máxima, aos 38 do 2°, chutando para fora.

Piauí - Lucas; Pablo, Rafael Negão, Neto Carioca e Aílson (Lucas Sousa); Diego, Binha, Jeová Júnior (Maninho, depois Nathan) e Darley; Fabiano e Boiadeiro. Técnico: Fernando Tonet.

River - Robinho; Tote, Aderaldo, Jó e Zé Rodolpho; Célio (Leo Santos), Neto, Jeferson e Thiago Marabá; Anderson Kamar (Gabriel) e Maranhão (Rhuann). Técnico: Edson Blevio Porto.


Piaui x River iniciam o outro confronto da semifinal

Neste campeonato o Piauí ainda não perdeu para o River.
Com a vantagem de poder empatar todos os seus jogos para tornar-se campeão piauiense e quebrar o jejum de cinco anos sem título, o River começa na noite desta segunda-feira (29), diante do Piauí, o outro confronto da fase semifinal do Campeonato Piauiense, em jogo programado para as 20 horas, no Estádio Municipal Lindolfo Monteiro.

A excelente campanha da Fase Classificatória permitiu que o Galo não possa mais ser alcançado no item "melhor índice técnico". Mesmo que o Flamengo some mais três pontos, vencendo o Parnahyba no segundo jogo, e o River apenas empate as duas partidas contra o Piauí, a vantagem, na decisão do certame, será do River. Empatar todos os jogos, inclusive as prorrogações, é tudo que o time do técnico Edson Porto precisa para levantar o título.

Tanto Piauí quanto River não apresentam grandes problemas para seus respectivos treinadores. No Galo, o desfalque é Isael William, que foi expulso na última partida e terá de cumprir a suspensão automática. Fernando Tonet, no Piauí, permanece sem o zagueiro Thiago Campelo, que continua entregue ao departamento médico.

TIMES PROVÁVEIS

Piauí - Lucas; Pablo, Rafael Negão, Neto Carioca e Aílson; Binha, Diego, Maninho e Darley; Fabiano e Boiadeiro. Técnico: Fernando Tonet.

River - Robinho, Tote, Chicão, Jó e Zé Rodolpho; Célio, Neto, Thiago Marabá e Jeferson; Anderson Kamar e Maranhão. Técnico: Edson Porto.

Desse confronto sairá o adveersário de Flamengo ou Parnahyba.
ARBITRAGEM

Arbitragem: Afonso Amorim de Sousa.
Assistente 1: Francisco Nurisman Machado Gaspar.
Assistente 2: João Thiago Carvalho Reis.
4º árbitro: Rogério de Oliveira Braga.
5º árbitro: Antonio Francisco Cordeiro de Paula.

COMO SERÁ ESTA SEMIFINAL

Quem vencer este primeiro jogo, jogará pelo empate no próximo domingo. Se houver empate hoje, o vencedor do jogo de domingo estará classificado. Se cada time vencer uma partida ou haver empate nos dois jogos, haverá uma prorrogação de 30 minutos após o segundo jogo, onde, neste tempo extra, o River, por ter melhor índice técnico, jogará pelo empate.

OS ÚLTIMOS CONFRONTOS

14/04/2013 - Piauí 2x1 River - Campeonato Piauiense
03/03/2013 - River 1x1 Piauí - Campeonato Piauiense
12/09/2012 - River 3x3 Piauí - Copa Piauí
12/08/2013 - Piauí 0x2 River - Copa Piauí
17/06/2012 - Piauí 2x3 River - Campeonato Piauiense
16/05/2012 - River 0x1 Piauí - Campeonato Piauiense
16/06/2011 - Piauí 0x2 River - Campeonato Piauiense
10/04/2011 - River 4x1 Piauí - Campeonato Piauiense

domingo, 28 de abril de 2013

Flamengo vence a primeira e agora jogará pelo empate

Com boas defesas, Robson garantiu a integridade da meta rubro-negra no primeiro jogo das semifinais.
Com boa atuação na primeira meia hora de jogo, o Flamengo venceu o Parnahyba na tarde/noite deste domingo (28), no Estádio Municipal Lindolfo Monteiro, em Teresina, pela contagem de 2 a 0, gols de Neílson e Niel. O resultado deu ao time rubro-negro a vantagem de jogar por um simples empate, no próximo domingo, em Parnaíba, para ser finalista do Campeonato Piauiense desta temporada.

Jogando em seus domínios e diante de sua torcida, o Flamengo começou o jogo buscando o primeiro gol. Melhor em campo, não demorou a encontrá-lo. Aos 7 minutos, Neílson teve boa oportunidade, de frente pro gol, mas cabeceou sobre a meta do goleiro Aranha. Um gol feito, como diria o torcedor, perdido pelo meia atacante rubro-negro. Mas ele não demorou a se redimir.

O Parnahyba ataca com o artilheiro Zé Rodrigues, que recebe a marcação de Rafael Araújo.
No minuto seguinte, depois de receber de Edson Di, ele teve a calma de chutar forte4, sem chances para o goleiro Aranha, abrindo o placar e colocando o Flamengo na frente. O Parnahyba não conseguia reagir e o segundo gol parecia apenas questão de tempo. Aos 19 minutos, Niel recebeu em excelentes condições, mas Aranha fez a defesa parcial. No rebote, Edson Di perdeu a chance de ampliar.

Aos 22, porém, Niel não desperdiçou a chance. Ao receber de Augusto, emendou de primeira, pelo alto, quase no meio do gol, mas com força suficiente para evitar que Aranha conseguisse interceptar a trajetória da bola. Com 2 a 0, o time rubro-negro parecia estar construindo uma vitória confortável e até certo ponto tranquila.

Aos 19 minutos, Aranha sai da meta e evita que Niel tenha ângulo para marcar mais um gol para o Flamengo.
Mas Neílson, principal responsável pela criatividade no meio de campo, sentiui uma fisgada na coxa direita e deixou o gramado contundido, sendo substituíto por Bruno Potiguar. Foi aí que o técnico Josué Teixeira preferiu começar a administrar a vitória, já que o saldo de gols não será critério para definição de vaga.

O Parnahyba melhorou, mas o goleiro Robson voltou a fazer as defesas necessárias para garantir o resultado positivo. É bem verdade que ficou nervoso e inseguro após ser advertido com cartão amarelo, mas nada que colocasse em perigo a vitória rubro-negra no primeiro jogo da semifinal diante do Parnahyba.

Com a vitória, o Flamengo precisa apenas do empate no próximo domingo, em Parnaíba. Ao Tubarão, para manter o sonho do bi no ano do centenário, resta vencer domingo no tempo normal para, logo após, jogar pelo empate na prorrogação. Certeza de mais emoções entre rubro-negros e azulinos.

Marcado por Marcos Gasolina, o atacante Edson Di mantém o Flamengo com a posse da bola.
FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2x0 PARNAHYBA (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Semifinal - 1° jogo); Data: 28/04/2013 (domingo à tarde); Local: Estádio Municipal Lindolfo Monteiro (em Teresina); Arbitragem: Francisco Pereira de Lima Júnior, auxiliado por Karol Vinícius Mendes Soares Martins e Thyago Costa Leitao.

Renda: R$ 12.465,00 com 1.044 pagantes (115 não pagantes).

Público total: 1.159 torcedores.

Gols: Neilson 8 e Niel 22 do 1° tempo.

Cartões amarelos: Robson, Laércio, Rafael Araújo, Alessandro, Marcelo, Edson Di, Zuza (FLA), Ivan, Marcos Gasolina, Totonho e Zé Rodrigues (PAR).

Flamengo - Robson; Niel (Zuza), Laércio, Rafael Araújo e Wildinho; Alessandro, Marcelo, Leo Maceió (Jorginho) e Neílson (Bruno Potiguar); Augusto e Edson Di. Técnico: Josué Amaral Teixeira.

Parnahyba - Aranha; Ivan (Barata), Marcos Gasolina, Gilmar Bahia e Eduardo Júnior (Idelvando); Ramón, Everton Felipe (Rian), Totonho e Capela; Zé Rodrigues e Fabinho. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Flamengo e Parnahyba abrem semifinal do Piauiense

No turno da Fase Classificatória, Augusto marcou dois gols contra o Parnahyba, no Lindolfo Monteiro.
Com o jogo Flamengo x Parnahyba, programado para 17 horas, no Estádio Municipal Lindolfo Monteiro, em Teresina, terá início na tarde deste domingo (28), a partir das 17 horas, a fase semifinal do Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais.

O técnico Josué Teixeira tem dúvidas para definir sua equpe. Além de não contar com Duda, que completou a série de 3 cartões amarelos, os jogadores Niel e Lúcio, que estavam entregues ao departamento médico, farão testes nos vestiários, momentos antes da partida.

O desfalque no Parnahyba fica por conta de Eridon, expulso diante do River. Mas o técnico Paulo Ricardo Moroni também guarda segredo sobre qual o time que vai mandar a campo. Estrategista, ele costuma não repetir a mesma formação do jogo anterior.

TIMES PROVÁVEIS

Flamengo - Robson; Jorginho, Laércio, Rafael Soares e Rafinha; Bruno Potiguar (Teté), Marcelo, Niel e Neilson; Ausgusto (ou Lúcio) e Edson Di. Técnico: Josué Teixeira.

Parnahyba - Aranha; Ivan, Barata, Gilmar Bahia e Eduardo Júnior; Ramón, Everton Felipe, Totonho e Capela ; Zé Rodrigues e Fabinho. Técnico: Paulo Moroni.

ARBITRAGEM

Arbitragem: Francisco Pereira de Lima Júnior.
Assistente 1: Karol Vinicius Mendes Soares Martins.
Assistente 2: Thyago Costa Leitão.
4° árbitro: Júlio César de Oliveira Gonçalves.
5º árbitro: Lindomar de Araújo Oliveira.

No últimos confrontos, o Flamengo leva vantagem sobre o Tubarão, com três vitórias.
COMO SERÁ ESTA SEMIFINAL

Quem vencer neste domingo, jogará pelo empate no segundo jogo. Se houver empate hoje, o vencedor do segundo será o time classificado. Se cada time vencer uma partida ou houver empate nos dois jogos, teremos uma prorrogação de 30 minutos após o segundo jogo. Na prorrogação, o Parnahyba, por ter melhor índice técnico que o Flamengo, jogará pelo empate para ser o finalista da competição.

OS ÚLTIMOS CONFRONTOS

27/03/2013 - Parnahyba 0x0 Flamengo - Campeonato Piauiense
06/02/2013 - Flamengo 4x2 Parnahuyba - Campeonato Piauiense
20/09/2012 - Parnahyba 0x0 Flamengo - Copa Piauí
26/08/2012 - Flamengo 2x2 Parnahyba - Copa Piauí
15/07/2012 - Parnahyba 0x1 Flamengo - Campeonato Piauiense
11/07/2012 - Flamengo 0x1 Parnahyba - Campeonato Piauiense
 23/05/2012 - Parnahyba 0x0 Flamengo - Campeonato Piauiense
20/05/2012 - Flamengo 5x2 Parnahyba - Campeonato Piauiense


sábado, 27 de abril de 2013

Francisco Júnior e Afonso Amorim apitam semifinais

Francisco Júnior vai dirigir mais um confronto entre Flamengo e Parnahyba, repetindo a final de 2012.
A Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol - CEAF definiu os árbitros que irão trabalhar nos dois primeiros jogos da fase semifinal do Campeonato Piauiense. No sorteio realizado na sede da FFP, a responsabilidade pela arbitragem de Flamengo x Parnahyba, amanhã, ficou para Francisco Pereira de Lima Júnior, enquanto Afonso Amorim de Sousa apita Piauí x River, na segunda-feira. Confira a escala completa:

FLAMENGO X PARNAHYBA - AMANHÃ (17h00, no Lindolfo Monteiro)

Arbitragem: Francisco Pereira de Lima Júnior.
Assistente 1: Karol Vinicius Mendes Soares Martins.
Assistente 2: Thyago Costa Leitão.
4° árbitro: Júlio César de Oliveira Gonçalves.
5º árbitro: Lindomar de Araújo Oliveira.

PIAUÍ X RIVER - SEGUNDA-FEIRA (20h00, no Lindolfo Monteiro) 

Arbitragem: Afonso Amorim de Sousa.
Assistente 1: Francisco Nurisman Machado Gaspar.
Assistente 2: João Thiago Carvalho Reis.
4º árbitro: Rogério de Oliveira Braga.
5º árbitro: Antonio Francisco Cordeiro de Paula.


sexta-feira, 26 de abril de 2013

Altos anuncia sua nova seleção de futebol

Atletas compareceram à apresentação da nova seleção de Altos.
A prefeitura de Altos apresentou, nessa quinta-feira (25), os novos membros da Seleção de Futebol de Altos, em solenidade realizada no Centro Pastoral do município. A prefeita Patrícia Leal convocou a Seleção Altoense para disputar a Copa Meio Norte 2013.

“Estamos resgatando o esporte, o futebol altoense, que por duas décadas esteve esquecido. A prefeitura está se esforçando para buscar investimentos não apenas no futebol, mas em todo o setor esportivo de Altos”, destaca Patrícia.


Solenidade foi bem organizada pelos novos gestores da seleção altoense.
A prefeita lembra que seu pai, o ex-prefeito de Altos, Cézar Leal, tinha um carinho especial pela Seleção Altoense e acredita que uma “motivação renovada” inspira os atletas a se dedicarem por mais conquistas do time.

Emocionado, o diretor da Seleção de Altos, Toinho Fiscal, apresentou, na ocasião, o troféu de vice-campeão estadual conquistado pelo time em 1993. “Recordo-me como se fosse hoje daquela data. Boas lembranças daquela época. Estamos confiantes de que novas vitórias virão”, garante.

Representando os atletas do time altoense, o jogador Batata prometeu à que a Seleção irá ser campeã da Copa Meio Norte e, com isso, conquistar vaga na 2ª divisa do Campeonato Piauiense. “Esse time é composto de excelentes atletas altoenses. Isso, com certeza, favorece o entusiasmo e comprometimento para levar o time a muitas vitórias”, enfatiza.

Evento foi muito concorrido pela comunidade que espera bons reesultados da nova seleção.
O secretario de Administração de Altos, Warton Lacerda, reforça que a prefeitura está buscando recursos financeiros para investir no esporte. “A dedicação e o amor ao esporte são necessários para um bom desempenho. Peço aos atletas que se dediquem bastante nos treinos, para trazerem muitas alegrias para nosso povo”.
 
O vice-prefeito Manoel Rodrigues, além de secretários municipais, vereadores, assessores e a população prestigiaram o evento.  Confira a lista de convocação da Seleção de Altos:

GOLEIROS:  Keké (Ciana), Cláudio Mascarenhas (Alto Franco) e Rafael (Ciana).

ZAGUEIROS:  César (Ciana), Antonio Renan (São Jorge), Batata (São Pedro), Zé Filho (Maravilha), Marcelo (Alto Franco), Josiel (Alto Franco) e Macaxeira (Espinheiro).

MEIO-CAMPO: Neto (Alto Franco), Maciel (São José),. Juca (Alto Franco), Kleber (São José), Gilberto (Ciana), Jânio (São Jorge) e Neguim (São Jorge).

LATERAIS:  Wilson (São Jorge), Nêgo (Alto Franco), Júnior Batista e Paixão (Ciana).

ATACANTES:  Nailan (Alto Franco), Meé (Ciana), Dedé (Alto Franco), Policial (Maravilha) e Júnior Morcego (São Jorge).

COMISÃO TÉCNICA

PRESIDENTES: Patricia Leal e Warton Lacerda
COORDENADOR: Toinho Fiscal
TÉCNICO: Rogério
AUXILIAR-TÉCNICO: Erivelton (Gago)
ASSESSOR DE COMUNICAÇÃO: Expedito Costa
ROUPEIRO: Didé e Jarbas
PREPARADOR DE GOLEIRO: Francisco Carlos
MASSAGISTA: Walber Lacerda
ENGRAXATE DAS CHUTEIRAS: Cabral

Barras pode perder 6 pontos e ficar fora da Copa Piauí

Anderson Baiano levou o terceiro cartão amarelo, mas continuou jogando pelo Barras, contra Piauí e 4 de Julho.
Embora tenha somado 16 pontos ganhos e garantido sua participação na VI Copa Piauí, a ser disputada no segundo semestre, a equipe do Barras está seriamente ameaçada de ficar fora da competição que indicará mais um representante do Estado para a Copa do Brasil de 2014. O time barrense poderá ser punido com a perda de 6 pontos pelo Tribunal de Justiça Desportiva.

O problema foi questionado pelo presidente da Sociedade Esportiva de Picos, Paulo Laureano, que esteve na FFP e conversou com o presidente Cesarino Oliveira, oportunidade em que fez uma explanação do problema. Paulo alegou que o meia-atacante Anderson Baiano, do Barras, teria jogado de forma irregular nos dois últimos compromissos de sua equipe, contra Piauí e 4 de Julho. "Ele estava suspenso automaticamente pelo terceiro cartão amarelo e ainda não cumrpiu a suspensão", alegou o dirigente.

Na noite desta segunda-feira, o SITE DO BUIM fez uma pesquisa nas súmulas publicadas no site oficial da FFP e, de fato, constatou que o tema levantado pela SEP tem procedência. Anderson Santos Barreto, o Anderson Baiano, foi advertido com cartão amarelo nos jogos dos dias 02 de março (0x0 Flamengo), 07 de abril (1x0 Cori-Sabbá) e 13 de abril (1x1 Flamengo).

Paulo Laureano agora quer a vaga que sria do Barras. TJD será provocado na próxima semana.
Com três cartões amarelos, ele teria que cumprir a suspensão no dia 21, contra o Piauí. mas Anderson jogou, sendo substituído no 2° tempo. Contra o 4 de Julho, na última rodada, ele voltou a jogar irregularmente, mas desta vez foi substituído ainda no 1° tempo. Como a legislação prevê a perda de 3 pontos para a equipe que joga com um atleta irregular, Barras deve ser apenado com a perda de 6 pontos, em face da irregularidade ter acontecido duas vezes, o que lhe deixaria com apens 10 pontos ganhos, na lanterna da competição e eliminada da Copa Piauí.

No ano passado, o 4 de Julho também viveu esse problema, fato que lhe custou a perda do título do primeiro turno da Copa Piauí. Na ocasião, o time colorado atuou uma partida com o atleta Alex Paraíba irregular. E foi punido pelo TJD com a perda de 3 pontos.

Se for à final, River terá vantaem da melhor campanha

Thiago Marabá foi um dos principais jogadores na excelente campanha tricolor. Aqui, mesmo cercado por Rafinha, Laércio (3) e Leo Maceió, ele tenta construir a jogada de ataque no clássico Rivengo.
A excelente campanha do River na Fase Classificatória do Campeonato Piauiense, deu-lhe duas vantagens que, teoricamente, representam um grande passo para o fim do jejum de cinco anos sem conquistar o título máximo da competição promovida pela Federação de Futebol do Piauí.

Os 27 pontos ganhos na primeira fase, garantiram a vantagem de, nas semifinais, jogar a segunda partida em casa e, caso haja igualdade de pontos ao final dos dois jogos, precisar apenas de um empate na prorrogação após o jogo de volta. Mas a diferença que conseguiu colocar entre ele e os outros semifinalistas, também foi de grande utilidade.

Se conseguir eliminar o Piauí nas semifinais, mesmo que os dois jogos contra o Enxuga Rato sejam empates, o River também terá a vantagem na decisão do título, contra Flamengo ou Parnahyba. Ocorre que os pontos das semifinais serão agregados e, desta forma, mesmo que empate duas vezes contra o Piauí, o River passaria a somar 29 pontos, não podendo ser alcançado por parnaibanos e flamenguitas que, vencendo os dois jogos semifinais, só chegariam a 28 pontos.

Tranquila, aparentemente, é a situação do artilheiro do certame, Raphael Freitas, que agora tem 10 gols. Como Pretinho (8 gols) e Cafezinho (7) não jogam mais, a expectativa agora é saber se Edson Di (Flamengo) e Zé Rodrigues (Parnahyba) conseguirão aproveitar a chance, já que os três principais goleadores já estão fora de circulação. A seguir, veja alguns números do certame após os 56 jogos da Fase Classificatória, onde foram marcados 163 gols, com média de 2,91 por partida.

Totonho (8) x Alessandro (5), com Capela (10) e Rafael Araújo (4) tentando acalmar os brigões de Parnahyba e Flamengo. Esse pega vai se repetir nas semifinais.
CLASSIFICAÇÃO GERAL

1° River, 27 pontos, 8 vitórias, 5 gols de saldo e 20 gols marcados.
2° Parnahyba, 22 pontos, 6 vitórias, saldo 3 e 22 gols marcados.
3° Flamengo, 22 pontos, 5 vitórias, 6 gols de saldo e 19 gols marcados.
4° Piauí, 18 pontos, 4 vitórias, saldo -6 e 19 gols marcados.
5° 4 de Julho, 17 pontos, 5 vitórias, 2 gols de saldo e 22 gols marcados.
6° Cori-Sabbá, 16 pontos, 4 vitórias, saldo -1 e 20 gols marcados.
7° Barras, 16 pontos, 4 vitórias, saldo -8 e 18 gols marcados.
8° Picos, 13 pontos, 3 vitórias, saldo -1 e 23 gols marcados. 

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA TAÇA CIDADE DE TERESINA (JOGOS DE VOLTA)

1° River, 13 pontos, 4 vitórias, saldo 0 e 9 gols marcados
2° 4 de Julho, 12 pontos, 4 vitórias, 6 gols de saldo e 15 gols marcados.
3° Parnahyba, 11 pontos, 3 vitórias, 2 gols de saldo e 9 gols marcados.
4° Flamengo, 11 pontos, 2 vitórias, 6 gols de saldo e 11 gols marcados.
5° Cori-Sabbá, 8 pontos, 2 vitórias, 1 gol de saldo e 11 gols marcados
6° Barras, 7 pontos, 2 vitórias, saldo -7 e 9 gols marcados.
7° Piauí, 7 pontos, 2 vitórias, saldo -10 e 9 gols marcados
8° Picos, 7 pontos, 1 vitória, 2 gols de saldo e 16 gols mrcados

ARTILHEIROS

10 gols - Raphael Freitas (Picos).

8 gols - Pretinho (4 de Julho).

7 gols - Cafezinho (Cori-Sabbá).

6 gols - Edson Di (Flamengo) e Zé Rodrigues (Parnahyba).

5 gols - Augusto (Flamengo) e Fabiano (Piauí).

4 gols - Joniel (4 de Julho), Tadeu (Picos) e Anderson Kamar (River).

3 gols - Anderson Baiano, Felipe (Barras), Laércio (Flamengo), Fabinho (Parnahyba), Maninho e Boiadeiro (Piauí).

2 gols - Juninho Maranhense (4 de Julho), Luiz Henrique, Paulo Roberto, Dylson, Non (Barras), Jackson, Ranielson, Cleiton Mendes (Cori-Sabbá), Rafinha (Flamengo), Marcos Gasolina, Ivan, Luciano (Parnahyba), Thiago Campelo, Victor, Darley (Piauí), Jarbas (Picos), Isael William, Tote, Thiago Marabá, Maranhão e Rhuann (River).

1 gol - Renan Carioca, Flávio Barros, Marlon, Wilsinho, Renan (4 de Julho), Wenderson, Fred, Helder, Wander (Barras), Diego, Cacá, Klayton Maranhão, Pelezinho, Anderson, Vanin (Cori-Sabbá), Niel (Flamengo), Gilmar Bahia, Everton Felipe, Idelvando, Eridon, Capela, Daniel, Totonho (Parnahyba), Diego, Girlan (Piauí), Rodolfo, Renato Frota, Jefferson Pipoca, Bibi, Jairo, Boni, Marcinho (Picos), Jardel, Pantico, Bruno Carvalho, Zé Rodolpho e Célio (River).

Raphael Freitas, o artilheiro da SEP e do Campeonato. Fora de circulação, resta agora torcer contra os concorrentes.
GOLS CONTRA

1 gol - Batuta (Barras, em favor do Flamengo), Jackson (Cori-Sabbá, em favor do River), Rafael Araújo (Flamengo, em favor do 4 de Julho), Laércio (Flamengo, em favor do 4 de Julho), Binha (Piauí, em favor do Flamengo), Carlos Eduardo (Piauí, em favor do Cori-Sabbá) e Thiago Campelo (Piauí, em favor do 4 de Julho).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO
(Média de gols por partida - somente os que mais jogaram)

0,84 - Robinho (River) - 11 gols em 13 jogos.
0,92 - Robson (Flamengo) - 13 gols em 14 jogos.
1 gol por jogo - Aranha (Parnahyba) - 7 gols em 7 jogos
1,28 - Bel (4 de Julho) - 9 gols em 7 jogos
1,33 - Andrey (Cori-Sabbá), 16 gols em 12 jogos.
1,42 - Mondragon (Picos) - 10 gols em 7 jogos.
1,55 - Douglas (Barras) - 14 gols em 9 jogos.
1,66 - Rafael (4 de Julho) - 10 gols em 6 jogos.
1,75 - Lucas (Piauí) - 7 gols em 4 jogos
1,80 - Neto (Piauí) - 18 gols em 10 jogos.
 1,83 - Clébio (Picos) - 11 gols em 6 jogos.
2 gols por jogo - Danilo (Barras), 12 gols em 6 jogos, e Rodrigues (Parnahyba) - 8 gols em 4 jogos

ESTÁDIOS UTILIZADOS

21 jogos - Lindolfo Monteiro (Teresina).
7 jogos - Helvídio Nunes (Picos), Ytacoatiara (Piripiri), Mão Santa (Parnaíba), Juca Fortes (Barras) e Tibério Nunes (Floriano).

ARBITRAGENS

9 jogos - Antônio Santos Nunes.
8 jogos - Francisco Pereira de Lima Júnior e Antônio Dib Moraes de Sousa.
7 jogos - Afonso Amorim de Sousa e Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves.
6 jogos - Antônio José Lopes Trindade de Sousa e Leonardo Marques Fortes.
5 jogos - Rogério de Oliveira Braga.


O fisicultor do Flamengo, Eduardo Pereira (Zecão) é advertido pelo árbitro Antônio Santos. Taí outro encontro que pode pintar novamente nas semifinais.
ATAQUES

23 gols - Picos.
22 gols - 4 de Julho e Parnahyba.
20 gols - Cori-Sabbá e River.
19 gols - Flamengo e Piauí.
18 gols - Barras.

DEFESAS

13 gols - Flamengo.
15 gols - River.
19 gols - Parnahyba.
20 gols - 4 de Julho.
21 gols - Cori-Sabbá.
24 gols - Picos.
25 gols - Piauí.
26 gols - Barras. 

ATLETAS EXPULSOS

2 jogos - Marlon, Renan (4 de Julho) e Fabiano (Picos).
1 jogo - Marcelo (4 de Julho), Andson, Batata, Douglas, Felipe, Dalton, Fred (Barras), Alan, Baby, Klayton Maranhão, Anderson (Cori-Sabbá), Darlan, Bruno Potiguar, Marcelo (Flamengo), Gilmar Bahia, Damisson, Marcos Gasolina, Totonho, Eridon (Parnahyba), Jorginho, Diego (Piauí), Jarbas, Júnior Cearense (Picos), Alisson, Jó, Anderson Kamar, Chicão, Bruno Carvalho e Isael William (River).

MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Jackson (Cori-Sabbá, contra), no jogo Cori-Sabbá 1x1 River, em 26/01/2013.
50° gol - Rafael Araújo (Flamengo, contra), no jogo Flamengo 0x3 4 de Julho, em 24/02/2013.
100° gol - Edson Di (Flamengo), no jogo Flamengo 5x1 Piauí, em 24/03/2013.
150° gol - Renan (4 de Julho), no jogo Barras 1x4 4 de Julho, em 24/04/2013.  

GOLS MAIS RÁPIDOS

1 minuto - Wilsinho (4 de Julho), no jogo 4 de Julho 4x2 Picos, em 23/03/2013.
2 minutos - Rhuann (River), no jogo Parnahyba 4x1 River, em 24/04/2013.
4 minutos - Anderson Kamar (River), no jogo River 3x1 Parnahyba, em 09/03/2013.
4 minutos - Darley (Piauí), no jogo Picos 0x2 Piauí, em 09/03/2013.
4 minutos - Helder (Barras), no jogo Flamengo 1x1 Barras, em 13/04/2013.

Fabiano, o artilheiro rubroanil, recebe o combate de Cloelson, do 4 de Juho. O atacante do Piauí será muito importante para sua equipe nos dois jogos diante do River.
MAIORES GOLEADAS

27/03/2013 - Picos 5x0 Barras - Helvídio Nunes.
24/03/2013 - Flamengo 5x1 Piauí - Lindolfo Monteiro
27/03/2013 - Piauí 1x4 Cori-Sabbá - Lindolfo Monteiro.
24/04/2013 - Barras 1x4 4 de Julho - Juca Fortes.
24/04/2013 - Parnahyba 4x1 River - Mão Santa.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

8 jogos - Edson Porto (River).
6 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba).
4 jogos - Nelson Mourão (4 de Julho 1 e Cori-Sabbá 3), Danilo Queiróz (Barras) e Fernando Tonet (Piauí).
3 jogos - Celso Teixeira (Flamengo).
2 jogos - Josué Teixeira (Flamengo), Cícero Monteiro (Picos), Paolo Rossi e Jorge Pinheiro (4 de Julho).
1 jogo - Ferrim Cearense (Picos) e Vanin (Cori-Sabbá).

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

6 jogos - Nelson Mourão (4 de Julho 3 e Cori-Sabbá 3) e Danilo Queiroz (Barras).
4 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba), Fernando Tonet (Piauí), Cicero Monteiro (Picos) e Jorge Pinheiro (4 de Julho).
3 jogos - Vanin (Cori-Sabbá), Ferrim Cearense (Picos) e Edson Porto (River).
2 jogos - Celso Teixeira (Flamengo).

PRÓXIMOS JOGOS

FASE SEMIFINAL
28/04 (domingo)
17h00 - Lindolfo Monteiro (Teresina) - Flamengo x Parnahyba

29/04 (segunda-feira)
20h00 - Lindolfo Monteiro (Teresina) - Piaui x River

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Num jogo emocionante, Piauí empata e fica com 4ª vaga

Mesmo com dois zagueiros na marcação, Boiadeiro cabeceia a bola que vai parar nas redes de Clébio. É o 1° gol do Piauí.
Não havia um grande público nas dependências do Lindolfinho, na noite desta quarta-feira (24), mas Piauí e Picos fizeram um jogo sensacional, onde o resultado final terminou dando ao Piauí a quarta vaga para as semifinais. A alegria dos picoenses resumiu-se a boa atuação de Tadeu e a mais um gol de Raphael Freitas, o principal goleador da competição.

E foi ele, Raphael Freitas, que abriu a contagem no castigado gramado do LM. Bola levantada da direita, ele cabeceou com estilo, no canto superior esquerdo do goleiro Lucas, aos 10 minutos de partida. O Piauí não esperava por este castigo, mas, assim mesmo, foi à frente e conseguiu o gol do empate.

Entre Juninho, Neto Carioca e Rafael Negão, o meia Tadeu chuta para marcar o 2° gol da SEP.
O cronômetro marcava 21 minutos quando Ailson levantou bola da esquerda e Boiadeiro desviou para o gol. O goleiro Clébio contribuiu o Piauí empatou. Mas a SEP também não sentiu o gol sofrido e foi buscar o resultado que lhe servia. Não para a classificação visando as semifinais, mas para ficar entre os seis times que jogarão a Copa Piauí.

Foi quando apareceu, com mais intensidade, o brilho da atuação de Tadeu. Aos 26 minutos, ele chutou da entrada da área. A bola foi na direção de Lucas, mas bateu numa saliência do gramado e subiu, à frente do goleiro rubroanil, tomando o caminho das redes. SEP 2 a 1. Nos acréscimos do 1° tempo, Tadeu foi lançado, livrou-se do goleiro e chutou para o gol vazio: 3 a 1.

Neto Carioca e Roni disputam a bola pelo alto, enquanto Glauber, Jairo (7), David (5), Darley (10) e o goleiro Clébio aguardam o desfecho da jogada.
O Piauí ia sendo eliminado com a derrota por 3 a 1, mas começou a fase final disposto a buscar sua classificação. O brilho, desta vez, foi para a atuação do atacante Fabiano, um gigante na reação rubroanil. Reação que começou aos 11 minutos, quando Maninho recebeu excelente passe de Fabiano e chutou na saída de Clébio.

A pequena torcida do Piauí festejou e passou a incentivar o time com mais intensidade. Valeu o incentivo. Aos 14 minutos, Fabiano entrou pela direita e chutou na saída do goleiro, estabelecendo o empate por 3 a 3. O Piauí ainda teve muitas oportunidades para virar e vencer, mas depois, nos minutos finais, preferiu segurar o resultado que lhe garantiu a condição de semifinalista do Campeonato Piauiense.

  FICHA TÉCNICA

PIAUÍ 3x3 PICOS (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 14ª rodada - Taça Cidade de Teresina); Data: 24/04/2013 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (Teresina); Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Thyago Costa Leitão e Luiz Gonzaga da Silva Filho.

Renda: R$ 1.825,00 com 179 pagantes.

Gols: Raphael Freitas (cabeça) 10, Boiadeiro (cabeça) 21, Tadeu 26 e Tadeu 46 do 1° tempo; Maninho 11 e Fabiano 14 do 2°.

Cartões amarelos: Juninho, Neto Carioca (PIA), Osvaldo e Gil (SEP).

Piauí - Lucas; Pablo, Rafael Negão, Neto Carioca e Aílson; Juninho (Lucas Sousa), Binha, Jeová Júnior (Maninho) e Darley (Zé Ribas); Boiadeiro e Fabiano. Técnico: Fernando Tonet.

Picos - Clébio; Felipe, Roni, Osvaldo e Boni (Gil); David (Jefferson Pipoca), Jairo, Glauber e Tadeu (Maikinho); Raphael Freitas e Fábio. Técnico: Cleojonis Silva Barbosa (Ferrim Cearense). 

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Cori-Sabbá e Flamengo ficam no empate em Floriano

Edson Di marcou o gol rubro-negro em Floriano.
No Estádio Tibério Nunes, em Floriano, o Cori-Sabbá também entrou em campo fazendo as contas para buscar a classificação. E poderia ter conquistado a vaga, caso tivesse vencido o Flamengo. Mas a equipe da Princesa do Sul não aproveitou a chance de ir para as semifinais e ficou no empate, saindo da competição como penúltimo colocado.

O Flamengo abriu a contagem no primeiro tempo, através do artilheiro Edson Di, aos 23 minutos. Ele recebeu um passe de Neílson e concluiu para as redes, estabelecendo a vantagem rubro-negra. Na fase final, porém, Cafezinho igualou tudo, assinalando o seu sétimo gol no campeonato. 

Com 22 pontos ganhos e 5 vitórias, o Flamengo ficou em terceiro lugar, classificando-se para jogar a semifinal contra o Parnahyba, segundo colocado. O Cori-Sabbá, por sua vez, ficou em 6° e garantiu sua classificação para a Copa Piauí, competição que será jogada no segundo semestre.

FICHA TÉCNICA

CORI-SABBÁ 1x1 FLAMENGO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 14ª rodada - Taça Cidade de Teresina); Data: 24/04/2013 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Tibério Nunes (Floriano); Arbitragem: Antônio José Lopes Trindade de Sousa, auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e Hèlio Soares Freire.

Renda: R$ 10.900,00 com 1.240 pagantes (255 não pagantes).

Público total: 1.495 torcedores.

Gols: Edson Di 23 do 1° tempo; Cafezinho 14 do 2°.

Cartões amarelos: Diego (CORI), Zuza, Neílson, Davi, Teté e Duda (FLA).

Cori-Sabbá - Andrey; Anderson, Hans Miller e Cleiton Mendes; Cacá (Vanin), Jackson (Franzé), Diego (Pelezinho), Fagundes e Klayton Maranhão; Ranielson e Cafezinho. Técnico: Nelson Moura Mourão.

Flamengo - Robson; Jorginho (Yago), Duda, Wildinho e Davi; Bruno Potiguar (Teté), Marcelo, Zuza e Neilson (Augusto); Darlan e Edson Di. Técnico: Josué Amaral Teixeira. 

Em Barras, 4 de Julho vence, mas não leva.

4 de Julho fez 4 a 1 diante do Barras. Mas foi eliminado com o empate do Piauí no Lindolfo Monteiro.
Num jogo de cinco gols, o 4 de Jullho andou bem pertinho de garantir-se como semifinalista, fez a sua parte, ganhou fora de casa, mas não levou a classificação. Ao que pese a vitória por 4 a 1, sobre o Barras, o time de Piripiri está eliminado do campeonato, a exemplo do próprio Barras, que também precisava vencer e contar com outros resultados.

O 4 de Julho, de uma certa forma, surpreendeu. Abriu a contagem aos 23 minutos, através de Renan (cabeça). Sofreu o gol de empate, assinalado por Non, aos 28, mas desempatou novamente, desta feita com o atacante Joniel, aproveitando uma bola rebatida na área adversária. Assim trminou o primeiro tempo.

Na fase complementar, Joniel voltou a marcar, aos 3 minujtos, e Pretinho, cobrando penalidade máxima, ampiou paraa 4 a 1, assinalando seu 8° gol na competição. Durante o jogo, a classificação esteve por algum tempo com o time colorado, em face do Piauí estar perdendo para a SEP. Porém, com o empate no Lindolfinho, o 4 de Julho também fica fora das semifinais.

FICHA TÉCNICA

BARRAS 1x4 4 DE JULHO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 14ª rodada - Taça Cidade de Teresina); Data: 24/04/2013 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Juca Fortes (Barras); Arbitragem: Afonso Amorim de Sousa, auxiliado por João Thiago Carvalho Reis e Inácio da Silva Sousa.

Renda: R$ 1.090,00 com 111 pagantes (96 não pagantes).

Público total: 207 torcedores.

Gols: Renan (cabeça) 23, Non (cabeça) 28 e Joniel 38 do 1° tempo; Joniel 3 e Pretinho (pênalti) 42 do 2°.

Cartões amarelos: Andson (BAR), Renan e Dacha (4J).

Expulsões: Renan, aos 26, e Fred, aos 43, ambos no 2° tempo, por dar uma cotovelada no adversário, e mediante exibição do cartão vermelho direto.

Barras - Douglas; Batata (Lima), Andson, Non e Fred; Dalton, Helder, Wenderson (Paulo Roberto) e Anderson Baiano (Vander); Júnior Jardel e Felipe. Técnico: José Danilo de Oliveira Queiróz.

4 de Julho - Bel; Renan Carioca, Marlon, Renan e Mica (Diguinho); Dacha (Maurício), Fábio Ubajara, Juninho e Lira (Cloelson); Joniel e Pretinho. Técnico: Paolo Rossi.


Tubarão garante vaga com goleada sobre o River

Com um elástico placar sobre o River, no jogo disputado na noite desta quarta-feira (24), no Estádio Mão Santa, em Parnaíba, o time do Parnahyba garantiu a sua classificação para as semifinais do Campeonato Piauiense. De virada, o atual campeão do Estado venceu por 4 a 1, com dois gols do artilheiro Zé Rodrigues (foto ao lado).

Com apenas dois titulares em campo, o River até que começou bem, marcando o primeiro gol logo aos 2 minutos, através do atacante Rhuann. Depois disso, porém, a falta de ritmo de boa parte da equipe tricoor, aliada ao propósito do adversário em garantir a classificação, terminou transformando o andamento do jogo e o que se viu, no final, foi a superioridade parnaibana refletida no placar.

Ainda no primeiro tempo, Totonho marcou o gol do empate, num chute forte, aos 22 minutos, e Zé Rodrigues, com um chute colocado, desempatou aos 37. Na fase complementar, Zé Rodrigues voltou a marcar, numa bola dividida na cabeça com a zaga tricolor. O fecho da goleada ocorreu aos 37 minutos, com Luciano aprovietando uma bola que lhe foi passada por Zé Rodrigues.

Com esta vitória, o Parnahyba assegurou a vice-liderança, classificando-se para fazer a fase semifinal contra o Flamengo, terceiro colocado, que ficou atrás do time parnaibano pelo critério de número de vitórias, após empate por pontos ganhos.

FICHA TÉCNICA

PARNAHYBA 4x1 RIVER (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 14ª rodada - Taça Cidade de Teresina); Data: 24/04/2013 (quarta-feira á noite); Local: Estádio Mão Santa (Parnaíba); Arbitragem: Leonardo Marques Fortes, auxiliado por Karol Vinícius Mendes Soares Martins e Izaura de Sousa e Silva.

Renda: R$ 3.962,50 com 422 pagantes (115 não pagantes).

Público total: 537 torcedores.

Gols: Rhuann (cabeça) 2, Totonho 22 e Zé Rodrigues 37 do 1° tempo; Zé Rodrigues (cabeça) 27 e Luciano 37 do 2°.

Cartões amarelos: Ramon, Eridon (PAR), Chicão, Isael William e Romano (PAR).

Expulsões: Eridon e Isael William, aos 43 do 2°, por agressão mútua.

Parnahyba - Aranha; Ivan, Eridon, Gilmar Bahia e Eduardo Júnior (Idelvando); Ramón, Everton Felipe (Daniel), Totonho e Capela (Luciano); Zé Rodrigues e Fabinho. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

River - Toni; Tote, Leo Santos (Maranhão), Aderaldo e Jardel; Chicão (Jefferson), Romano, Gabriel e Isael William; Rhuann e Curiri (Tiago Marabá). Técnico: Edson Blevio Porto.  

Piauiense conhece hoje os outros dois semifinalistas

Fabinho entre Tiago Marabá e Neto. No jogo de ida, deu vitória do Galo.
O Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais 2013, vai conhecer na noite de hoje (24), em rodada de caráter decisivo, os outros dois semifinalistas que irão disputar a próxiima fase com River e Flamengo, já classificados. São quatro jogos, todos no mesmo horário (20h00), motivo pelo qual optamos por um noticiário único, ao contrário do que fazemos costumeiramente, quando focalizamos cada jogo de forma isolada.

PARNAHYBA X RIVER

O campeão piauiense enfrenta um River já classificado e com apenas dois titulares: o lateral direito Tote e o zagueiro Chicão. Nas demais posições, o técnico Edson Porto vai testar os atletas que, costumeiramente, são reservas ou poucas vezes figuram entre os 18 relacionados. Ao contrário do Tubarão, onde o técnico Paulo Moroni deve colocar a equpe titular para garantir sua presença nas semifinais. 

O Parnahyba garante a classificação com um empate. Se perder para o River, também pode se classificar, mas aí depende de um tropeço do Piauí ou do Barras. A arbitragem de Parnahyba x River, no Estádio Mão Santa, será de Leonardo Marques Fortes, auxiliado por Karol Vinícius Mendes Soares Martins e Izaura Sousa e Silva.
Zuza, sem jogar há 8 meses, hoje entra de início contra o Cori-Sabbá.
CORI-SABBÁ X FLAMENGO
Para chegar às semifinais, o Cori-Sabbá precisa vencer o Flamengo, além de ficar na dependência de Piaui e Barras não vencerem seus jogos. É confiante nesta combinação de resultados que o torcedor florianense deve comparecer em bom número ao Tiberão, na noite de hoje, para presenciar o confronto entre Cori-Sabbá x Flamengo. O( jogo vai marcar o retorno do volante Zuza, que vai inicar a partida jogando depois de ter ficado quase oito meses sem atuar.

O técnico Nelson Mourão não tem problemas para defiir sua equipe. O Flamengo também não, pois alguns jogadores estão sendo poupados pelo técnico Josué Fernandes, casos de Niel, Leo Maceió e Lúcio, que serão substituídos por Jorginho, Zuza e Augusto. O lateral esquerdo Rafinha também está fora, mas pelo terceiro cartão amarelo, devendo Wildinho ocupar a posição. A arbitragem será de Antônio José Lopes Trindade de Sousa, auxiliado por Francisco Nurisman Machado Gaspar e Hèlio Soares Freire.

Piauí faz mais um jogo decisivo para suas prtensões de chegar às semifinais.
PIAUÍ X PICOS 
O time do Piauí garante a classificação com uma vitória sobre Picos. Se empatar com a SEP, garante a vaga se houver tropeços de Barras e Cori-Sabbá. No caso de derrota para a SEP, o Piauí só garante sua classificação se houver derrotas de Barras e, no máximo, empate do Cori-Sabbá. A SEP, por sua vez, embora eliminada, vislumbra um resultado positivo para se garantir na Copa Piauí.

Sem Diego, suspenso, o Piauí terá o retorno de Fabiano. Na SEP, Jarbas e Júnior Cearense cumprem suspensao. Um atrativo para o jogo, sem dúvida, é a presença do artilheiro do campeonato Raphael Freitas, que vem disposto a aumentar sua contabilidade. Ele soma 9 gols e lidera a disputa dos goleadores. A arbitragem no Lindolfo Monteiro será de Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Thyago Costa Leitão e Luiz Gonzaga da Silva Filho.

O técnico do Barras, Danilo Queiróz, vai colocar em campo um time ofensivo. Mesmo dependendo de outros resultados, a vitória pode significar a classificação.
BARRAS x 4 DE JULHO 
Ambos podem chegar às semifiinais. O Barras precisa vencer o 4 de Julho e torcer por um tropeço do Piauí. Se o Piauí vencer, Barras fica dependendo de uma derrota do Parnahyba para o River, para decidir a vaga com o Tubarão pelo saldo de gols. No caso de haver empate entre Barras e 4 de Julho, o time barrense garante a classificação se houver derrota do Piauí para Picos e o Cori-Sabbá também tropeçar em casa, diante do Flamengo. A derrota elimina Barras.

No 4 de Julho, a matemática é vencer o Barras, o Cori-Sabbá não vencer o Flamengo e o Piauí perder para Picos. Barras x 4 de Julho também pode ser última oportunidade para o atacante Pretinho, vice-artilheiro do campeonato, tentar encostar no lider Raphael Freitas. Dois gols o separam do artilheiro principal do certame. A arbitragem no Juca Fortes será de Afonso Amorim de Sousa, auxiliado por João Thiago Carvalho Reis e Inácio da Silva Sousa.

Cesarino chefiando a delegação brasileira em Belô

Aí está um flagrante do presidente da Federação de Futebol do Piauí, Cesarino de Oliveira Sousa, na visita que fez ao Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, como chefe da delegação da Seleção Brasileira, por ocasião do amistoso contra o Chile, que será realizado nesta quarta-feira, na capital mineira. De parabéns o presidente da FFP pela missão que lhe foi confiada.