quinta-feira, 28 de março de 2013

Piauiense: sete disputam as três vagas restantes do G4

River é o primeiro semifinalista do Campeonato Piauiense.
Com o desdobramento de mais uma rodada do Campeonato Piauiense, 71% dos jogos da Fase Classificatória já foram realizados. Com cada time ainda tendo 12 pontos por disputar, apenas uma situação está definida: o River é o primeiro semifinalista. E as três vagas restantes do G4 estão abertas para as outras sete equipes.

Do Parnahyba, vice-lider, ao Barras, lanterna, ninguém está classificado, ninguém está eliminado. Mas a segunda vaga já pode ser assegurada na próxima rodada, caso o Parnahyba some mais três pontos na partida diante do Piauí, no Estádio Lindolfo Monteiro. Se vencer, o Tubarão também carimba seu passaporte para as semifinais, mantendo acesa a chama do bicampeonato.

A briga pela artilharia da competição também está ficando acirrada. Pretinho, do 4 de Julho, não marcou, e agora divide a liderança com Raphael Freitas, que deixou sua marca na goleada sobre o Barras. E de um em um, Cafezinho, do Cori-Sabbá, está chegando. Ele já soma 5 gols e agora igualou-se a Edson Di, do Flamengo.

Um outro detalhe que está fugindo da atenção de muita gente: as seis vagas da Copa Piauí serão disputadas pelos times classificados do 2° ao 7° lugar. Assim, quem ficar na lanterna também fica fora da competição do segundo semestre, que vai qualificar o campeão para a Copa do Brasil 2014. Agora, confira alguns números do certame após 40 jogos.  

 CLASSIFICAÇÃO GERAL

1° River, 23 pontos, 7 vitórias, 8 gols de saldo e 15 gols marcados.
2° Parnahyba, 18 pontos, 5 vitórias, 3 gols de saldo e 18 gols marcados.
3° Flamengo, 16 pontos, 4 vitórias, 4 gols de saldo e 14 gols marcados.
4° 4 de Julho, 11 pontos, 3 vitórias, saldo 0 e 14 gols marcados.
5° Cori-Sabbá, 11 pontos, 3 vitórias, saldo -1 e 14 gols marcados.
6° Piauí, 11 pontos, 2 vitórias, saldo -6 e 12 gols marcados.
7° Picos, 10 pontos, 3 vitórias, saldo 0 e 15 gols marcados.
8° Barras, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -8 e 12 gols marcados.

Depois de 10 rodadaas, Parnahyba e Flamengo estão brigando pela vice-liderança.
CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA CIDADE DE TERESINA (JOGOS DE VOLTA)

1° River, 9 pontos, 3 vitórias, 3 gols de saldo e 4 gols marcados
2° Parnahyba, 7 pontos, 2 vitórias, 2 gols de saldo e 5 gols marcados
3° 4 de Julho, 6 pontos, 2 vitórias, 4 gols de saldo e 7 gols marcados.
4° Flamengo, 5 pontos, 1 vitória, 4 gols de saldo e 6 gols marcados.
5° Picos, 4 pontos, 1 vitória, 3 gols de saldo e 8 gols mrcados
6° Cori-Sabbá, 3 pontos, 1 vitória, 1 gol de saldo e 5 gols marcados
7° Barras, 0 ponto, saldo -7 e 3 gols marcados.
8° Piauí, 0 ponto, saldo -10 e 2 gols marcado.

ARTILHEIROS

6 gols - Pretinho (4 de Julho) e Raphael Freitas (Picos).

5 gols - Cafezinho (Cori-Sabbá) e Edson Di (Flamengo).

4 gols - Zé Rodrigues (Parnahyba) e Anderson Kamar (River).

3 gols - Anderson Baiano (Barras), Augusto (Flamengo) e Fabinho (Parnahyba).

2 gols - Luiz Henrique, Paulo Roberto, Dylson (Barras), Jackson (Cori-Sabbá), Rafinha, Laércio (Flamengo), Marcos Gasolina, Ivan (Parnahyba), Thiago Campelo, Victor, Fabiano, Maninho (Piauí), Jarbas (Picos), Isael William e Maranhão (River).

1 gol - Renan Carioca, Flávio Barros, Marlon, Juninho Maranhense, Wilsinho, Joniel (4 de Julho), Wenderson, Non, Felipe (Barras), Diego, Cacá, Klayton Maranhão, Pelezinho, Ranielson, Anderson (Cori-Sabbá), Niel (Flamengo), Luciano, Gilmar Bahia, Everton Felipe, Idelvando, Eridon, Capela, Daniel (Parnahyba), Diego, Girlan, Darley, Boiadeiro (Piauí), Rodolfo, Renato Frota, Jefferson Pipoca, Bibi, Jairo, Boni, Marcinho (Picos), Jardel, Pantico, Bruno Carvalho, Tote, Zé Rodolpho, Célio (River).

GOLS CONTRA

1 gol - Jackson (Cori-Sabbá, em favor do River), Rafael Araújo (Flamengo, em favor do 4 de Julho), Binha (Piauí, em favor do Flamengo), Carlos Eduardo (Piauí, em favor do Cori-Sabbá) e Thiago Campelo (Piauí, em favor do 4 de Julho).

GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO
(MÉDIA DE GOLS POR PARTIDA)

0,70 - Robinho (River) - 7 gols em 10 jogos
1 gol por jogo - Robson (Flamengo), 10 gols em 10 jogos -, Bel (4 de Julho) - 4 gols em 4 jogos -, Aranha (Parnahyba) - 3 gols em 3 jogos - e Clébio (Picos), 2 gols em 2 jogos.
1,25 - Andrey (Cori-Sabbá), 10 gols em 8 jogos.
1,33 - Ribamar (Parnahyba) - 4 gols em 3 jogos.
1,42 - Mondragon (Picos) - 10 gols em 7 jogos.
1,50 - Dias (Picos) - 3 gols em 2 jogos.
1,80 - Neto (Piaui) - 18 gols em 10 jogos.
1,33 - Douglas (Barras) - 8 gols em 6 jogos.
1,66 - Rafael (4 de Julho) - 10 gols em 6 jogos - e Baby (Cori-Sabbá) - 5 gols em 3 jogos.
2 gols por jogo - Rodrigues (Parnahyba) - 8 gols em 4 jogos
2,40 - Danilo (Barras), 12 gols em 5 jogos.

Pablo (Piauí) contra Fábio Ubajara e Mica (4 de Julho): todos estão na disputa por uma das três vagas restantes do G4.
ESTÁDIOS UTILIZADOS

15 jogos - Lindolfo Monteiro (Teresina).
6 jogos - Helvídio Nunes (Picos) e Mão Santa (Parnaíba).
5 jogos - Ytacoatiara (Piripiri).
4 jogos - Tibério Nunes (Floriano) e Juca Fortes (Barras).

ARBITRAGENS

7 jogos - Antônio Santos Nunes.
6 jogos - Antônio Dib Moraes de Sousa, Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves e Francisco Pereira de Lima Júnior.
4 jogos - Afonso Amorim de Sousa, Antônio José Lopes Trindade de Sousa e Leonardo Marques Fortes.
3 jogos - Rogério de Oliveira Braga.

ATAQUES

18 gols - Parnahyba.
15 gols - Picos e River.
14 gols - 4 de Julho, Cori-Sabbá e Flamengo.
12 gols - Barras e Piauí.

DEFESAS

7 gols - River.
10 gols - Flamengo.
14 gols - 4 de Julho.
15 gols - Cori-Sabbá, Parnahyba e Picos. 
18 gols - Piauí.
20 gols - Barras.

Na disputa com o riverino Maranhão, o zagueiro Fagundes, do Cori-Sabbá, sobe para aliviar o perigo. Com boas atuações, o Cori-Sabbá também vem subindo e já soma 11 pontos ganhos.
ATLETAS EXPULSOS

2 jogos - Fabiano (Picos).
1 jogo - Renan, Marlon (4 de Julho), Andson, Batata, Douglas, Felipe (Barras), Alan, Baby, Klayton Maranhão (Cori-Sabbá), Darlan, Bruno Potiguar, Marcelo (Flamengo), Gilmar Bahia, Damisson, Marcos Gasolina, Totonho (Parnahyba), Jorginho, Diego (Piauí), Alisson, Jó, Anderson Kamar e Bruno Carvalho (River).

MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Jackson (Cori-Sabbá, contra), no jogo Cori-Sabbá 1x1 River, em 26/01/2013.
50° gol - Rafael Araújo (Flamengo, contra), no jogo Flamengo 0x3 4 de Julho, em 24/02/2013.
100° gol - Edson Di (Flamengo), no jogo Flamengo 5x1 Piauí, em 24/03/2013.

GOLS MAIS RÁPIDOS

1 minuto - Wilsinho (4 de Julho), no jogo 4 de Julho 4x2 Picos, em 23/03/2013.
4 minutos - Anderson Kamar (River), no jogo River 3x1 Parnahyba, em 09/03/2013.
4 minutos - Darley (Piauí), no jogo Picos 0x2 Piauí, em 09/03/2013.
5 minutos - Diego (Cori-Sabbá), no jogo Cori-Sabbá 2x3 Barras, em 23/02/2013.
5 minutos - Pretinho (4 de Julho), no jogo Flamengo 0x3 4 de Julho, em 24/02/2013.

MAIORES GOLEADAS

27/03/2013 - Picos 5x0 Barras - Helvídio Nunes.
24/03/2013 - Flamengo 5x1 Piauí - Lindolfo Monteiro
27/03/2013 - Piauí 1x4 Cori-Sabbá - Lindolfo Monteiro.
18/02/2013 - Piauí 4x2 Barras - Lindolfo Monteiro.
23/03/2013 - 4 de Julho 4x2 Picos - Ytacoatiara.

TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

7 jogos - Edson Porto (River).
5 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba).
3 jogos - Celso Teixeira (Flamengo) e Nelson Mourão (4 de Juho 1 e Cori-Sabbá 2).
2 jogos - Danilo Queiroz (Barras), Fernando Tonet (Piauí), Cícero Monteiro (Picos) e Jorge Pinheiro (4 de Julho).
1 jogo - Ferrim Cearense (Picos), Vanin (Cori-Sabbá) e Josué Teixeira (Flamengo).

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

5 jogos - Nelson Mourão (4 de Julho 3 e Cori-Sabbá 2) e Danilo Queiroz (Barras).
4 jogos - Cicero Monteiro (Picos).
3 jogos - Vanin (Cori-Sabbá) e Fernando Tonet (Piauí).
2 jogos - Jorge Pinheiro (4 de Julho), Celso Teixeira (Flamengo), Ferrim Cearense (Picos) e Paulo Moroni (Parnahyba).
1 jogo –- Edson Porto (River).

COMO SERIAM AS SEMIFINAIS

Jogos de ida - 4 de Julho x River (em Piripiri) e Flamengo x Parnahyba (em Teresina)
Jogos de volta - River x 4 de Julho (em Teresina) e Parnahyba x Flamengo (em Parnaíba)

PRÓXIMOS JOGOS

12ª RODADA
06/04 (sábado)
16h00 - Ytacoatiara (Piripiri) - 4 de Julho x Flamengo
17h00 - Lindolfo Monteiro (Teresina) -River x Picos

07/04 (domingo)
16h00 - Juca Fortes (Barras) - Barras x Cori-Sabbá
17h00 - Lindolfo Monteiro (Teresina) - Piauí x Parnahyba


Parnahyba e Flamengo não passam do empate sem gols

Neste lance, chance do Parnahyba que não foi aproveitada graças a intervenção de Robson.
Bem diferente do jogo do turno, quando a rede balançou em seis oportunidades, Parnahyba e Flaengo terminaram a partida disputada na noitee de hoje (27), no Estádio Mão Santa em Parnaíba, sem encontrar o caminho do gol. O empate de 0 a 0 entre os campeões do Campeonato Piauiense e da Copa Piauí só foi bom para o River, que ampliou sua vantagem na liderança da competição.

Não pelo placar, sem gols, mas pelo próprio futebol apresentado por Parnahyba e Flamengo, o jogo do litoral foi o mais fraco da rodada. Poucos lances foram de iminente perigo de gol, ao contrário do que ocorreu em Teresina e Picos. Provavelmente pelo fato das duas equipes ocuparem boa posição na tabela, dentro da zona de classificação.

Se o 0 a 0 não foi bom para o Parnahyba, que jogava em casa, pior para o Flamengo, que passou a somar 16 pontos e pode ser ultrapassado na próxima rodada, caso não obtenha êxito diante do 4 de Julho. A renda no litoral foi na ordem de R$ 10.115,00 com mais de 1 mil torcedores no Estádio Mão Santa.

FICHA TÉCNICA

PARNAHYBA 0x0 FLAMENGO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 10ª rodada - Taça Cidade de Teresina); Data: 27/03/2013 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Mão Santa (em Parnaíba); Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Edmilson Timóteo da Silva e João Thiago Carvalho Reis.

Renda: R$ 10.115,00 com 1.056 pagantes (56 não pagantes).

Público total: 1.112 torcedores.

Cartões amarelos: Niel, Neilson (FLA), Ramón e Eridon (PAR).

Parnahyba - Aranha; Ivan, Eridon, Gilmar Bahia e Rian; Ramón, Barata, Capela e Idelvando (Raiff); Daniel (Zé Rodrigues) e Fabinho. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Flamengo - Robson; Niel, Laércio, Rafael Araújo e Rafinha; Alessandro, Marcelo, Bruno Potiguar (Darlan), Leo Maceió (Duda) e Neílson (Augusto); Edson Di. Técnico: Josué Teixeira.

Cori-Sabbá faz do LM sua casa e, de virada, goleia Piauí

Com 37 anos, o meia Vanin comandou o Cori-Sabbá na vitória sobre o Piauí por 4 a 1.
Sem tomar conhecimento de estar jogando fora de casa e contra um adversário que vinha de duas derrotas, precisando se reabilitar, o Cori-Sabbá não economizou força de vontade e derrotou o Piauí na preliminar da rodada dupla de hoje (27) à noite, no Estádio Municipal Lindolfo Monteiro, de virada, por 4 a 1.

O Piauí começou muito bem, dando nítida impressão de que iria fazer as pazes com a vitória. E com certa facilidade o time rubroanil começou a criar oportunidades. Lucas Sousa teve duas no início da partida, mas, nas duas ocasiões, o goleiro Andrey fez boa defesa. Mesmo assim, era o Piauí quem estava pressionando e o gol não demorou a sair.

Decorridos 19 minutos, bola levantada para a área alvinegra e Maninho, com a cabeça, encobriu o goleiro Andrey e colocou 1 a 0 para o Piauí. Mas não deu tempo nem de comemorar. No minuto seguinte, Ranielson recebeu bom passe e chutou para empatar. Passado mais um minuto foi a vez de Jackson chutar, a bola resvalar em um defensor e enganar o goleiro Neto: 2 a 1 Cori-Sabbá. Em três minutos, o Piauí abriu a contagem e o Cori-Sabbá virou.

Lucas Sousa tenta furar o bloqueio do Cori, mas vai ser desarmado por Anderson.
Uma reação que nem o técnico Nelson Mourão esperava. Ele acabou passando mal, foi atendido pela equipe médica de plantão e depois voltou a acompanhar a partida. Ciente do que seu time era capaz, ele viu com naturalidade o desfecho da reação. Mal começou o segundo tempo e Cafezinho colcou a bola novamente nas redes de Neto. Pouco tempo depois, Anderson completou para as redes uma bola cabeceada por Jackson. Aos 11 minutos do 2° tempo, o placar já era 4 a 1 para o Cori-Sabbá.

O time de Floriano alcançou o Piauí e o 4 de Julho, somando 11 pontos ganhos. O Piauí, que perdeu o terceiro jogo consecutivo, ainda respira com boas possibilidades, devido a derrota do 4 de Julho. Com uma vitória a menos, porém, continua fora da zona de classificação.

FICHA TÉCNICA

PIAUÍ 1x4 CORI-SABBÁ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 10ª rodada - Taça Cidade de Teresina); Data: 27/03/2013 (quarta-feira); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (em Teresina - preliminar de River 1x0 4 de Julho); Arbitragem: Antônio José Lopes Trindade de Sousa, auxiliado por Karol Vinícius Mendes Soares Martins e Antônio Sérgio de Sousa Araújo.

Gols: Maninho (cabeça) 19, Ranielson 21 e Carlos Eduardo (contra) 23 do 1° tempo; Cafezinho 3 e Ánderson 11 do 2°.

Cartões amarelos: Lucas Sousa, Darley, Rubem Júnior, Fabiano (PIA), Fagundes, Cacá e Diego Santos (CORI).

Piauí - Neto; Cláudio (Boiadeiro), Thiago Campelo, Carlos Eduardo e Rubem Júnior; Diego, Binha, Maninho e Darley; Fabiano e Lucas Sousa (Pablo). Técnico - Fernando Tonet.

Cori-Sabbá
- Andrey; Cacá, Fagundes, Ánderson e Klayton Maranhão (Dida); Jackson, Yan, Diego e Vanim(Hans Muller); Ranielson (Diego Santos) e Cafezinho. Técnico: Nelson Moura Mourão.

quarta-feira, 27 de março de 2013

River vence e 4 de Julho responsabiliza arbitragem

Anderson Kamar contra a zaga do 4 de Julho. Vitória tricolor foi apertada.

Um jogo difícil, com placar mínimo de 1 a 0 e o adversário responsabilizando a arbitragem pelo resultado adverso. Assim foi o jogo principal da rodada dupla desta noite, no Estádio Lindolfo Monteiro, quando o River disparou na liderança do Campeonato Piauiense, ao vencer o 4 de Julho e pular para 23 pontos ganhos na tábua de classificação.

Nem parece que este mesmo time do 4 de Julho esteve um dia na lanterna da competição. Bem postado em campo, venceu caro a derrota para o lider. Sempre no ataque, buscando o gol para abrir caminho de mais uma vitória, o 4 de Julho permitiu que o River explorasse os contra-ataques. E foi num deles que surgiu o gol tricolor.

Duas tentativas já haviam sido interceptadas pelo goleiro Bel. Uma terceira chance foi criada pelo ataque do River, com a bola vindo da direita. O volante Célio subiu e cabeceou para o canto direito de Bel, que não conseguiu evitar que a bola chegasse às redes. Em desvantagem, o Colorado foi atrás do prejuízo.

Jeferson cruza para a área colorada, mas desta feita sem levar perigo para o gol de Bel.
 Por duas vezes, ainda no 1° tempo, a bola ultrapassou a linha fatal na meta guarecida por Robinho. Em ambas, a arbitragem viu irregularidade e anulou o que poderiam ser gols do 4 de Julho. Membros da diretoria e da comissão técnica, além dos jogadores, ficaram reevoltados com a marcação de Antônio Santos e creditaram o resultado negativo ao trabalho da arbitragem.

Na fase final, o 4 de Julho ainda ficou com um homem a menos, devido a expulsão de Marlon, que recebeu a segunda advertência com cartão amarelo. Assim mesmo, o jogo permaneceu equilibrado e o River venceu como poderia ter sido o 4 de Julho. Melhor para o Galo, agora com 23 pontos, cinco a mais que o seguindo colocado. E com vaga garantida nas semifinais do campeonato.

FICHA TÉCNICA

RIVER 1x0 4 DE JULHO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 10ª rodada - Taça Cidade de Teresina); Data: 27/03/2013 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (em Teresina); Arbitragem: Antônio Santos Nunes, auxiliado por Thyago Costa Leitão e Hélio Soares Freire.

Renda: R$ 6.985,00 com 687 pagantes (201 não pagantes).

Público total: 888 torcedorees.

Gol: Célio (cabeça) 21 do 1° tempo.

Cartões amarelos: Neto, Leo Santos, Zé Rodolpho, Anderson Kamar, Robinho (RIV),  Marlon, Dacha, Fábio Ubajara e Wilsinho (4J).

Expulsão> Marlon, aos 24 do 2°, por prática de jogo brusco (segundo amarelo).

River - Robinho; Tote, Léo Santos, Aderaldo e Zé Rodolpho; Célio, Neto (Romano), Thiago Marabá e Jéferson; Anderson Kamar (Ciel) e Maranhão (Bruno Carvalho). Técnico: Edson Blevio Porto.

4 de Julho - Bel; Wilsinho, Marlon, Renan e Mica; Dacha, Fábio Ubajara (Maurício), Juninho Maranhense e Téo (Cloelson); Joniel (Renan Carioca) e Pretinho. Técnico>: Jorge Pinheiro e Silva.


SEP se reabilita com a maior goleada do campeonato

Jarbas marcou o 4° gol.

Em jogo de três expulsões e cinco gols, a Sociedade Esportiva de Picos conseguiu se reabilitar no Campeonato Piauiense e aplicou no Barras, hoje (27) à noite, no Estádio Helvídio Nunes, em Picos, a maior goleada da competição até o momento: 5 a 0, resultado que deixa bastante equilibrada a disputa pela quarta vaga do G4.

A equipe picoense jogava um bom futebol quando o Barras foi se desarticulando em face das expulsões. No primeiro tempo, antes do placar ser movimentado, Batata foi expulso por prática de jogo brusco (segundo cartão amarelo) e o goleiro Douglas por agredir um gandula com um soco (vermelho direto).

Nos acréscimos, o volante Jairo acerta um chute bem colocado e vence a perícia do goleiro Danilo, que entrara no jogo para ocupar a posição do goleiro titular. Na fase complementar, com dois a mais, a SEP teve a calma necessária para construir o eástico placar de 5 a 0. E o fez com gols de Boni, Marcinho, Raphael Freitas e Jarbas, este último assinalando seu 6° gol na competição, igualando-se a Pretinho na artilharia do Piauiense.

Com a goleada, a SEP passou a contabilizar 10 pontos ganhos e ainda tem amplas possibilidades de figurar na zona de classificação para as semifinais. É 7° colocado, mas apenas 1 ponto a separa de 4 de Julho, Piauí e Cori-Sabbá, todos com 11 pontos.

FICHA TÉCNICA

PICOS 5x0 BARRAS (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 10ª rodada - Taça Cidade de Teresina); Data: 27/03/2013 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Helvídio Nunes (em Picos); Arbitragem: Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves, auxiliado por José Nilton da Costa e Izaura de Sousa e Silva.

Renda: R$ 3.095,00 com 263 pagantes (103 não pagantes).

Público total: 366 torcedores.

Gols: Jairo 47 do 1° tempo; Boni 24, Marcinho 28, Raphael Freitas (cabeça) 39 e Jarbas 41 do 2°.

Cartões amarelos: Jarbas, Glauber (SEP), Batata, Luiz Henrique e Felipe (BAR).

Expulsões: Batata, por jogo brusco (segundo amarelo) e Douglas, por agressão a um gandula (vermelho direto), ambos no 1° tempo; Felipe, por jogo brusco (segundo amarelo), no 2°.

Obs.: com a expulsão de Douglas, o goleiro reserva Danilo entrou no posto de Fred e foi para a meta.

Picos - Clebio; Glauber (Lanlan), Roni, Leleu e Gil (Boni); Jairo, David, Jarbas e Tadeu; Raphael Freitas e Jefferson Pipoca (Marcinho). Técnico: Cleojones Silva Barbosa (Ferrim Cearense).

Barras - Douglas; Batata, Dylson, Andson e Fred (Danilo); Dalton, Batuta, Helder e Luiz Henrique; Júnior Jardel e Felipe. Técnico: José Danilo de Oliveira Queiróz.

Desfalcado na zaga, River enfrenta o 4 de Julho no LM

Thiago Marabá e Maranhão: essa dupla tem dado dor de cabeça para os adversários.
Sem o zagueiro Chicão, que vai cumprir suspensão por ter completado a série de três cartões amarelos, o River volta ao Lindolfo Monteiro na noite de hoje (27), para fazer o jogo principal da rodada dupla, a partir das 20 horas, contra a equipe do 4 de Julho. Uma vitória pode dar ao Galo a garantia da classificação, mas isso depende dos outros resultados da rodada.

No gramado, será o confronto do artilheiro da competição, Pretinho, do 4 de Julho, contra o goleiro de melhor aprocveitamento até a 9ª rodada, Robinho, do River. No time tricolor, Edson Porto só não repetirá a mesma formação dos dois últimos jogos porque o zaguero Chicão recebeu o terceiro cartão amarelo na partida disputada em Barras. Aderaldo deve iniciar jogando.

O 4 de Julho reagiu nas últimas rodadas e de lanterna passou a initegrante do G4, com uma vitória a mais que o Piauí. Seu artilheiro, Pretinho, corre em busca de mais uma façanha: entrar no ranking dos 10 maiores goleadores do Campeonato Piauiense em todos os tempos. Faltam 4 gols para atingir sua meta.

TIMES PROVÁVEIS

River - Robinho; Tote, Aderaldo, Leo Santos e Zé Rodolpho; Célio, Neto, Thiago Marabá e Jeferson; Anderson Kamar e Maranhão. Técnico: Edson Porto.

4 de Julho - Bel; Wilsinho, Marcelo, Marlon e Mica; Dacha, Fábio Ubajara, Juninho Maranhense e Teo; Joniel e Pretinho. Técnico: Jorge Pinheiro.

No jogo de ida, em Piripiri, o River venceu por 3 a 1.
ARBITRAGEM

River x 4 de Julho será dirigido por Antônio Santos Nunes, auxiliado por Thyago Costa Leitão e Hélio Soares Freire. O quarto árbitro será Rogério de Oliveira Braga.

INGRESSOS

Geral: R$ 10,00
Arquibancada: R$ 20,00
Cadeira: R$ 30,00
Mulher em qualquer setor do estádio: R$ 5,00
Criança até 10 anos: entrada franca.
Estudante e idoso (em qualquer setor) - meia entrada.

O JOGO DE IDA

4 DE JULHO 1x3 RIVER (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 3ª rodada - Taça Estado do Piauí); Data: 07/02/2013 (quinta-feira à noite); Local: Estádio Ytacoatiara (em Piripiri); Arbitragem: Afonso Amorim de Sousa, auxiliado por José Valmir dos Santos Xavier e Mauro Cezar Evangelista de Sousa.

Renda: R$ 3.955,00 com 368 pagantes.

Gols: Pretinho (pênalti) 9 do 1° tempo; Anderson Kamar (pênalti) 6, Anderson Kamar (cabeça) e Isael William (falta) 30 do 2°.

Cartões amarelos: Cloelson, Marlon, Dacha, Wilsinho, Marcelo (4J), Zé Rodolfo, Célio e Thiago Marabá (RIV).

4 de Julho - Rafael; Wilsinho, Marcelo, Marlon e Pardal (Wescley); Ricardinho, Renan Carioca, Dacha e Alisson Paracatu (Lira); Flávio Barros (Picapau) e Pretinho. Técnico: Nelson de Oliveira Mourão.

River - Robinho; Ênio (Romano), Marcelão, Jó e Zé Ronaldo (Isael William); Chicão, Célio, Thiago Marabá e Jardel; Anderson Kamar e Pantico (Pedro Beda). Técnico: Edson Blevio Porto.


Parnahyba e Flamengo: choque de campeões no litoral

Tubarão defende vice-liderança diante do Flamengo.
Atuais campeões do Campeonato Piauiense e da Copa Piauí, respectivamente, Parnahyba e Flamengo fazem na noite de hoje (27), no Estádio Mão Santa, em Parnaíba, uma espécie de "jogo de seis pontos", onde a vice-liderança do certame estará em jogo: empate ou vitória do Tubarão lhe garantem a permanência como vice-lider. Ao Flamengo, vencer é o único resultado que lhe recoloca a apenas uma posição do lider.

Os dois times apresentam alguns problemas. O técnico Paulo Moroni, do Parnahyba, não terá Luciano, que deixou o gramado contundido, na partida disputaada em Floriano. Como é de praxe antes de jogos importantes, o treinador não confirma quem começa a partida. Nem mesmo se os jogadores recém-contratados vão estrear.

Pelo lado do Flamengo, o técnico Josué Teixeira tem uma dúvida que todo treinador gostaria de ter. O reserva Augusto fez uma boa atuação contra o Piauí e disputa a condição de titular no ataque rubro-negro. Quem tirar? Só ele é que sabe e somente no Piscinão é que irá divulgar para a imprensa.

TIMES PROVÁVEIS

Parnahyba - Aranha; Ivan, Eridon, Gilmar Bahia e Rian; Ramon, Barata, Capela e Idelvando (Eduardo Matinha); Daniel (ou Zé Rodrigues ou Raiff)) e Fabinho. Técnico Paulo Moroni.

Flamengo - Robson; Laércio, Rafael Araújo e Wildinho; Niel, Alessandro, Leo Maceió, Neílson e Rafinha; Darlan (ou Augusto) e Edson Di. Técnico: Josué Teixeira.

No jogo de ida, quando o Flamengo venceu por 4 a 2, o atacante Augusto entrou no final e decidiu a partida.
ARBITRAGEM

 Antônio Dib Moraes de Sousa será o árbitro de Parnahyba x Flamengo, com trabalhos laterais dos assistentes Edmilson Timóteo da Silva e João Thiago Carvalho Reis. O quarto árbitro será Mauro Cezar Evangelista de Sousa. 

INGRESSOS

Geral: R$ 10,00
Arquibancada: R$ 15,00
Mulher (em qualquer setor): R$ 5,00
Criança (até 10 anos) - entrada franca
Estudante e idoso (em qualquer setor) - meia entrada

O JOGO DE IDA

FLAMENGO 4x2 PARNAHYBA (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 3ª rodada - Taça Estado do Piauí); Data: 06/02/2013 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Lindolfo Monteiro (em Teresina); Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Edmilson Timóteo da Silva e Izaura de Sousa e Silva.

Renda: R$ 3.955,00 com 368 pagantes.

Gols: Edson Di (bicicleta) 15, Fabinho 21 e Edson Di (cabeça) 27 do 1° tempo; Zé Rodrigues 12, Augusto (cabeça) 32 e Augusto 45 do 2°.

Cartões amarelos; Laércio, Alessandro (FLA), Zé Rodrigues, Marcos Gasolina, Totonho e Luciano (PAR).

Flamengo - Robson; Guto, Rafael Araújo e Alessandro; Laércio (Danilo Bahia), Bruno Potiguar, Niel, Neílson (Darlan) e Rafinha; Carlinhos (Augusto) e Edson Di. Técnico: Celso Luiz Teixeira.

Parnahyba - Rodrigues; Eridon, Marcos Gasolina e Pedro Roberto; Barata, Luciano (Ivan), Totonho, Capela e Rian; Zé Rodrigues (Puxinha) e Fabinho (Idelvando). Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Zerados no returno, Piauí e Cori buscam reabilitação

Fabiano salta e cabeceia contra o 4 de Juho. Hoje ele estará de volta ao ataque do Piauí.
No jogo preliminar da rodada dupla que será desdobrada nesta quarta-feira (27), no Estádio Lindolfo Monteiro, a partida preliminar, a partir das 17h45, terá o confronto entre dois times que ainda não marcaram pontos no returno: Piauí e Cori-Sabbá. Com reetrospecto desfavorável, ambos estão fora do G4.

No Piauí, todavia, o retorno da dupla de ataque titular, Fabiano-Lucas Sousa, pode trazer de volta a boa fase que chegou a colocar o time no G4. Aliás, um resultado positivo, somado a um tropeço do 4 de Julho no jogo principal, pode até recolocar o Enxuga Rato na zona de classificação. O time tem 11 pontos ganhos e 2 vitórias e é quinto colocado.

O Cori-Sabbá, por sua vez, ocupa a penúltima posição, com 8 pontos. E o técnico Nelson Mourão tem dois desfalques importantes: o zagueiro Cleiton Mendes (3° cartão amarelo) e o meia Pelezinho (entregue ao departamento médico). Jogo de difícil prognóstico, servndo de ótimo "pré-jogo" para a partida de fundo, entre River e 4 de Julho.

TIMES PROVÁVEIS

Piauí - Neto; Cláudio, Thiago Campelo, Carlos Eduardo e Rubem Júnior; Diego, Juninho, Darley (Binha) e Maninho; Lucas Souza e Fabiano. Técnico: Fernando Tonet.

Cori-Sabbá - Andrey; Kaká, Anderson, Fagundes e Klayton Maranhense; Yan, Jackson, Diego e Vanin; Cafezinho e Ranielson. Técnico: Nelson Mourão.

Cori-Sabbá volta ao Lindolfo Monteiro, onde perdeu para o River e venceu o Flamengo.
ARBITRAGEM

Antônio José Lopes Trindade de Sousa será o árbitro para Piauí e Cori-Sabbá. Seus assistentes - Karol Vinícius Mendes Soares Martins e Antônio Sérgio de Sousa Araújo; 4° árbitro - José Valmir dos Santos Xavier.

INGRESSOS

Geral: R$ 10,00
Arquibancada: R$ 20,00
Cadeira: R$ 30,00
Mulher em qualquer setor do estádio: R$ 5,00
Criança até 10 anos: entrada franca.
Estudante e idoso (em qualquer setor) - meia entrada.

O JOGO DE IDA

CORI-SABBÁ 2x2 PIAUÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - jogo adiado da 3ª rodada - Taça Estado do Piauí); Data: 27/02/2013 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Municipal Tibério Nunes (em Floriano); Arbitragem: Afonso Amorim de Sousa, auxiliado por Thyago Costa Leitão e Márcia Fernanda Lima Vieira.

Renda: R$ 4.445,00 com 489 pagantes (171 não pagantes).

Público total: 660 torcedores.

Gols: Victor (cabeça) 13 e Cacá (falta) 21 do 1° tempo; Klayton Maranhão 25 e Thiago Campelo (pênalti) 43 do 2°.

Cartões amarelos: Cafezinho, Romarinho (CORI), Thiago Campelo, Jorginho, Victor, Lucas Sousa e Zé Ribas (PIA).

Expulsão: Jorginho, aos 26, por ofensas morais, e Diego, aos 39, por jogo violento, ambos no 2° tempo e com vermelho direto.

Cori-Sabbá - Andrey; Cacá, Jackson, Cleiton Mendes e Klayton Maranhão; Fernandinho (Romarinho), Juliano (Doraílton), Pelezinho e Diego; Ranielson e Cafezinho. Técnico: Faustivânio Fernandes Venâncio (Vanin).

Piauí - Neto; Binha, Victor, Thiago Campelo e Jorginho; Diego, Juninho (Natan), Darlety (Zé Ribas) e Maninho; Boiadeiro (Lucas Sousa) e Fabiano. Técnico: Fernando Tonet.

Em Picos, só a vitória interessa para SEP e Barras

Vice-artilheiro da competição, Raphael Freitas é um dos trunfos que a SEP dispõe para voltar a vencer.
Derrotados no final de semana e ocupando posições fora da zona de classificação, SEP e Barras se enfrentam na noite de hoje (27), a partir das 20 horas, no Estádio Helvídio Nunes, em Picos, com um objetivo comum: vencer. Ir para a Páscoa com mais três na tábua de classificação pode ser o início da reação para chegar às semifinais.

A SEP, antes imbatível no Gigante da Malva, hoje já não vence a três jogos atuando diante de sua torcida. O técnico Ferrim Cearense fará várias mudanças com relação à equipe que jogou em Piripiri, oportunidade em que Osvaldo e Rodolfo completaram 3 cartões amarelos. O goleiro Clébio deve entrar de início, o mesmo acontecendo com Tadeu.

Danilo Queiróz, ao contrário de seu adversário, não tem problemas. Pelo contrário. Non cumpriu a suspensão do terceiro cartão amarelo e já está novamente em condições de jogo. A SEP é nona colocada, com 7 pontos ganhos, enquanto Barras ocupa a 6ª colocação, com 9 pontos.

TIMES PROVÁVEIS

Picos - Clébio; Glauco, Roni, Leleu e Gil; Jairo, David, Tadeu e Jarbas; Jeferson Pipoca e Raphael Freitas. Técnico: Ferrim Cearense.

Barras - Douglas; Batata, Dylson, Andson e Fred; Dalton, Batuta, Non (ou Helder) e Luiz Henrique; Felipe e Júnior Jardel. Técnico: Danilo Queiróz.

Em Barras, no turno, o time da casa levou a melhor.
ARBITRAGEM

Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves, auxiliado por José Nilton da Costa e Izaura de Sousa e Silva, com Luiz Gonzaga de Sousa Filho na função de quarto árbitro.

INGRESSOS

Geral: R$ 10,00
Arquibancada: R$ 15,00
Mulher (em qualquer setor): R$ 5,00
Criança (até 10 anos) - entrada franca
Estudante e idoso (em qualquer setor) - meia entrada

O JOGO DE IDA

BARRAS 2x0 PICOS (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - Fase Classificatória - 3ª rodada - Taça Estado do Piauí); Data: 07/02/2013 (quinta-feira à noite); Local: Estádio Juca Fortes (em Barras); Arbitragem: Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves, auxiliado por João Thiago Carvalho Reis e Moacir Sena da Silva.

Renda: R$ 1.105,00 com 112 pagantes.

Gols: Wenderson 37 do 1° tempo; Luiz Henrique 17 do 2°.

Cartões amarelos: Batuta, Dalton (BAR), Osvaldo e Rodolfo (SEP).

Barras - Danilo; Dylson, Andson e Wenderson; Batata, Dalton, Batuta (Lucas), Lima (Dindê) e Fred; Anderson Baiano (Paulo Roberto) e Luiz Henrique. Técnico: José Danilo de Oliveira Queiroz.

Picos - Mondragon; Lanlan, Cleiton Surubim, Osvaldo e Fabiano (Boni); Dinho (Marcinho), Rodolfo, Renato Frota e André Barata; Bibi (Nilson Sergipano) e Raphael Freitas. Técnico: Cícero Monteiro Leite.

Pretinho: faltam 4 gols para entrar na história dos 10 mais

Pretinho: 4 gols o separam do Clube dos 10 maiores goleadores do Campeonato Piauiense.
Quando a bola rolar para o jogo River x 4 de Julho, programado para 20 horas desta quarta-feira (27), no Estádio Lindolfo Monteiro, o atacante Pretinho, do time de Piripiri, principal goleador do Piauiense 2013, estará em busca de mais uma marca histórica na sua trajetória como atleta profissional: entrar para o seleto clube dos dez maiores artilheiros do Campeonato Piauiense em todos os tempos. Com 51 gols na principal competição do nosso futebol, ele está a 4 do seu objetivo.

Pretinho figura em 12° na lista dos jogadores que marcaram mais gols em partidas de Campeonato Piauiense após o advento do profissionalismo, em 1963. Foram 51 gols, mesma quantidade assinalada por Didi (ex-4 de Julho, River e Flamengo). A 10ª colocação no ranking dos goleadores do Piauiense é ocupada por Sousa e Coxinha, ambos com 55 gols. A boa fase atravessada por Pretinho tem lhe proporcionado atingir outras marcas importantes como atleta do 4 de Julho.

No último jogo, contra a SEP, Pretinho deixou sua marca com 2 gols, assumindo também a artilharia do Piauiense 2013.
Computando-se apenas os jogos de Campeonato Piauiense, Pretinho é o maior artilheiro do 4 de Julho, com 51 gols, tendo superado os 43 assinalados por França. Se a estatística incluir todos os jogos, oficiais e amistosos, Pretinho também é o recordista colorado, totalizando 71 gols, enquanto Didi soma 60. Ao SITE DO BUIM, Pretinho afirmou que é uma grata revelação o fato de estar a poucos gols de entrar para a história do futebol piauiense.

"É um motivo a mais para que eu me dedique ao máximo a fim de estabelecer mais esta marca em minha carreira. Tenho consciência de que o importante é o 4 de Julho vencer e este será sempre o objetivo principal. Também não vou deixar de servir um companheiro melhor colocado. Mas, é claro, quando houver oportunidade para atingir este objetivo pessoal, vou procurar aproveitar", afirmou.

Pretinho só lamenta o fato de não ter sido aproveitado pelo técnico Aníbal Lemos, em 2009. "Estava no elenco, mas não tive oportunidade. Talvez, pela boa campanha do time, eu já estivesse até superado essas marcas um pouco antes. Mas a vida segue e os gols, com ajuda dos companheiros, vão aparecer no momento certo".

Com a bola dominada, em direção ao gol adversário, Pretinho vai escrevendo sua história de grande artilheiro do futebol do Piauí.
OS 51 GOLS DE PRETINHO NO PIAUIENSE

1997 - 4 gols
1998 - 1 gol
1999 - 4 gols
2000 - 6 gols
2001 - O 4 de Julho não participou
2002 - 4 gols
2003 - 2 gols
2004 - 4 gols
2005/2006 - Pretinho não jogou o Piauiense.
2007 - 1 gol
2008 - 1 gol
2009 - 0 gol
2010 - 5 gols
2011 -  10 gols
2012 - 3 gols
2013 - 6 gols

OS MAIORES ARTILHEIROS DO 4 DE JULHO

Em jogos oficiais e amistosos

71 gols - Pretinho.
60 gols - Didi
44 gols - França
42 gols - Ademir Patricio
32 gols - Sabará e Oliveira.

Em jogos de Campeonato Piauiense

51 gols - Pretinho
43 gols - França
39 gols - Didi e Ademir Patrício
23 gols - Sabará.
21 gols - Oliveira.

OS MAIORES ARTILHEIROS DO CAMPEONATO PIAUIENSE

1° Sima, com 266 gols
2° Etevaldo, com 85 gols
3° Sabará, com 84 gols
4°Paulinho da Maioba, com 70 gols
5° Henrique Catita, com 67 gols
6° Walberto e Brinquedo, com 63 gols
7° Paulinho Portela e Paulo Cesar Vilarinho, com 61 gols
8° Mota, com 60 gols
9° Cacá, com 57 gols
10° Sousa e Coxinha, com 55 gols
11° Maninho e Valdeci Catita, com 53 gols
12° Pretinho e Didi, com 51 gols

terça-feira, 26 de março de 2013

Latinhas atiradas pela torcida levam River ao TJD

No detalhe, uma das latinhas arremessadas pela torcida, quando Neílson saía de campo após ser substituído.
As latinhas que a torcida do River arremessou para o gramado, por ocasião do clássico Rivengo, do dia 17 de fevereiro, foram mencionadas no relatório do árbitro da partida e hoje o caso entrou na pauta do Tribunal de Justiça Desportiva para a sessão que será realizada na próxima terça-feira, dia 02 de abril.

Trecho do relatório do árbitro Antônio Dib, onde registra o arremesso de latas de cerveja para o gramado.
O procurador do TJD, Fabrício Reis, denunciou o River Atlético Clube com base no relatório do árbitro Antônio Dib. O ato dos torcedores, que não é de responsabilidade do clube, mas que a legislação o responsabiliza, foi incurso no artigo 213, incisos I e III, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê somente pena de multa. O processo, que tem o n° 08/2013, tem como relator o auditor Charles Julien Melo.

Torcedor arremessa outra latinha. Nenhuma delas, porém, atingiu o jogador Neílson, que sai sorridente.
O presidente do TJD, José do Egito Barbosa, ao ser questionado sobre possível perda de mando de campo, esclareceu que não há esta possibilidade, uma vez que a denúncia foi feita com base nos incisos I e III do artigo 213, que não prevê este tipo de punição. A propósito, o árbitro, em seu relatório, fez questão de esclarecer que os objetos arremessados pela torcida não atigiram nenhum atleta e que também não atrapalharam o andamento da partida.

O que diz o artigo em que o River foi denunciado pela Procuradoria do TJD.
Além do processo em que o River figura como indiciado, a Comissão Disciplinar do TJD também julgará o ex-técnico do Flamengo, Celso Luiz Teixeira, que estava na pauta da semana passada, mas teve adiamento deferido a pedido indiciado, para que pudesse constituir advogado que efetue a sua defesa. No processo de Celso Teixeira, o auditor Sergio Campos figura como relator.


Com Chicão fora, Porto deve lançar Aderaldo de início

Edson Porto faz mudança no setor defensivo do Galo.
Ao que pese a máxima do time que se ganha não se mexe, o técnico do River, Edson Porto, deve processar pelo menos uma modificação na equipe tricolor, para o jogo de amanhã (27), diante do 4 de Julho, no Estádio Lindolfo Monteiro. O zagueiro Chicão completou a série de 3 cartões amarelos e fica fora da partida. Aderaldo deve ser o substituto.

Aliás, alteração anunciada no domingo passado, quando Edson Porto tirou Chicão e colocou o próprio Aderaldo, já prevendo que teria de fazer esta mudança no meio da semana. Como Jó permanece fora do time, também suspenso, o miolo de zaga tricolor deve ser constituído por Leo Santos e Aderaldo.

Com 20 pontos ganhos em 9 rodadas, o Galo é o lider do campeonato, mas ainda não garantiu sua classificação, embora já tenha assegurado a conquista do troféu Artur Braz, alusio à Taça Estado do Piauí (primeiro turno). No returno, com 100% de aproveitamento, divide a liderança com 4 de Julho e Parnahyba.

A Taça Joffre do Rêgo Castelo Branco de 1969

Em 1969, em homenagem ao prefeito de Teresina, Joffre do Rêgo Castelo Branco, River e Flamengo disputaram uma taça com o seu nome, numa série de três clássicos logo no início da temporada. O Flamengo venceu o primeiro, enquanto os demais terminaram empatados. Com 4 pontos, o time rubro-negro sagrou-se campeão e ficou com o troféu.

Um dos destaques da competição foi o atacante Paulinho (foto ao lado), principal goleador do torneio, com 3 gols marcados. José Vitalino Ferreira era seu verdadeiro nome. Foi  o maior artilheiro da história do próprio Flamengo.

Abaixo, em foto recente, o ex-zagueiro Paraíba, que jogou aquele torneio pelo time do River. Recorde como foi esta disputa, ocorrida no período de 26 de janeiro a 05 de fevereiro de 1969.

TAÇA JOFFRE CASTELO BRANCO 

26/02/1969
RIVER 0x3 FLAMENGO
02/02/1969
RIVER 0x0 FLAMENGO

05/02/1969
RIVEER 1x1 FLAMENGO

O JOGO DO TÍTULO

05/02/1969 - RIVER 1x1 FLAMENGO
Local: Lindolfo Monteiro (Teresina)
Arbitragem: Antonio Pereira dos Santos, auxiliado por Jamil de Miranda Gedeon Filho e Francisco de Assis Carvalho Paiva Dias.
Gols: Paulinho 20 do 1º tempo e Mariola 12 do 2º.
River – Douglas; Paulo da Banana, Paraíba, Quelé e Louro; Mariola e Vilmar; Waldeck (Jair), Mano (Clemilton), Sanega e Escurinho. Técnico: Ivo Hoffmann.
Flamengo – Wilson; Maneca, Amadeu, Matintim e Minusca; Zé Carlos (Antonio José) e Baé; João Neto, Evandro, Paulinho e Humberto (Sabará). Técnico: Francisco de Sousa (Salvador).

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1° Esporte Clube Flamengo (Teresina), com 4 pontos ganhos
2° River Atlético Clube (Teresina), com 2 pontos ganhos

ÁRBITROS QUE APITARAM

2 jogos - Antônio Pereira dos Santos, o Bola 7.
1 jogo - Antônio Rodrigues Santa Rosa.

ARTILHEIROS

3 gols - Paulinho (Flamengo).
1 gol - Evandro (Flamengo) e Mariola (River).

MELHORES GOLEIROS

0 gol por jogo - Renê (Flamengo) - 0 gol em 1 jogo
0,50 - Wilson (Flamengo) - 1 gols em 2 jogos
1,33 - Douglas (River) - 4 gols em 3 jogos

Barras poderá contar com Non diante da SEP

Non cumpriu suspensão e já pode ser utilizado por Danilo Queiróz contra a SEP.
O retorno do volante Non, que cumpriu suspensão por ter completado a série de três cartões amarelos, poderá ser a única novidade do Barras para o compromisso desta quarta-feira (27), na cidade de Picos, quando o Leão do Marathaoan irá buscar três pontos e a quarta vaga da zona de classificação.

Para atingir seu objetivo, Barras não depende apenas de si. Com 9 pontos ganhos e 2 vitórias, terá que vencer a SEP, em Picos, e ainda torcer por derrota do 4 de Julho (para o River, no Lindolfo Monteiro) e um tropeço do Piauí diante do Cori-Sabbá, também no LM. Na combinação desses três resultados, o time do técnico Danilo Queiróz retorna ao G4, ocupando a quarta colocação.

A torcida dos barrenses é para que o clima da região sul traga a vitória de volta. Foi lá no sul, na cidade de Floriano, pela quinta rodada, que Barras venceu pela última vez, numa empolgante virada diante do Cori-Sabbá. Depois disso, só tropeços: dois empates (contra Flamengo e 4 de Juho) e duas derrotas (para Parnahyba e River).

Clássico Rivengo estava incluso no concurso da loteca

Clássico entre River e Flamengo deve figurar no concurso 555 da Loteca.
Depois de alertada sobre a discriminação que o futeebol piauiense vinha sofrendo ao ser alijado dos concursos da Loteca (antiga Loteria Esportiva), a Caixa Econômica Federal resolveu incluir o clássico Rivengo no concurso n° 552, com jogos no próximo final de semana. Ao ser comunicada de tal procedimento, a Federação de Futebol do Piauí comunicou para o setor de loterias que o jogo Flamengo x River foi adiado para o dia 21 de abril.

Imediatamente, antes de fazer a divulgação da programação para os órgãos de comunicação e os revendedores lotéricos, o setor de loterias da CEF retirou o Rivengo da programação, uma vez que o resultado do mesmo teria que ser conhecido através de sorteio. A Federação, agora, deverá provocar a CEF para que o clássico, programado para 21 de abril, seja incluído no Concurso n° 555, com jogos nos dias 20 e 21 do mês vindouro.


segunda-feira, 25 de março de 2013

Média de gols foi o principal destaque da rodada

O inacreditável acontece: Edson Di, caindo, de costas, impede que a bola chutada por Rafinha vá para dentro da meta do Piauí. O 5 a 1 poderia ter sido 6.
Ainda não tinha havido uma rodada como a do último final de semana. Prá que você tenha uma idéia, todos os tópicos que costumamos relacionar nos números do Campeonato Piauiense sofreram alteração, exceto o item ATLETAS EXPULSOS, já que não tivemos nenhuma expulsão nos quatro jogos da 9ª rodada. Prá quem gosta de gols, nada do que reclamar. Foram 18 em 4 jogos, o que dá a excelente média de 4,5 por partida.

O centésimo gol do Campeonato Piauiense 2013 também aconteceu nesta rodada e seu autor foi Edson Di, do Flamengo, na goleada sobre o Piauí. A propósito, a maior da competição até aqui. E poderia ter sido mais, não fosse o próprio Edson Di ter evitado, involuntariamente, que Rafinha marcasse outro gol para o Flamengo.

Mas como o assunto é bola na rede, não podemos deixar de falar em Pretinho, o goleador que antes era só do 4 de Julho, agora é do campeonato também. Com 6 gols ele passou a liderar a artilharia. Aliás, os ventos estão soprando a favor do Colorado, que agora passa a figurar no G4, além de manter a liderança da Taça Cidade de Teresina, o returno da Fase Classificatória. Acompanhe, abaixo, alguns números da competição.

CLASSIFICAÇÃO GERAL

1° River, 20 pontos, 6 vitórias, 7 gols de saldo e 14 gols marcados.
2° Parnahyba, 17 pontos, 5 vitórias, 3 gols de saldo e 18 gols marcados.
3° Flamengo, 15 pontos, 4 vitórias, 4 gols de saldo e 14 gols marcados.
4° 4 de Julho, 11 pontos, 3 vitórias, 1 gol de saldo e 14 gols marcados.
5° Piauí, 11 pontos, 2 vitórias, saldo -3 e 11 gols marcados.
6° Barras, 9 pontos, 2 vitórias, saldo -3 e 12 gols marcados.
7° Cori-Sabbá, 8 pontos, 2 vitórias, saldo -4 e 10 gols marcados.
8° Picos, 7 pontos, 2 vitórias, saldo -5 e 10 gols marcados.

Pretinho em ação contra o Flamengo. O artilheiro do 4 de Julho agora também lidera no campeonato.
CLASSIFICAÇÃO DA TAÇA CIDADE DE TERESINA (JOGOS DE VOLTA)

1° 4 de Julho, 6 pontos, 2 vitórias, 5 gols de saldo e 7 gols marcados.
2° Parnahyba, 6 pontos, 2 vitórias, 2 gols de saldo e 5 gols marcados.
3° River, 6 pontos, 2 vitórias, 2 gols de saldo e 3 gols marcados.
4° Flamengo, 4 pontos, 1 vitória, 4 gols de saldo e 6 gols marcados.
5° Picos, 1 ponto, saldo -2 e 3 gols mrcados
6° Barras, 0 ponto, saldo -2 e 3 gols marcados.
7° Cori-Sabbá, 0 ponto, saldo -2 e 1 gol marcado.
8° Piauí, 0 ponto, saldo -7 e 1 gol marcado.

ARTILHEIROS

6 gols - Pretinho (4 de Julho).

5 gols - Edson Di (Flamengo) e Raphael Freitas (Picos).

4 gols - Cafezinho (Cori-Sabbá), Zé Rodrigues (Parnahyba) e Anderson Kamar (River).

3 gols - Anderson Baiano (Barras), Augusto (Flamengo) e Fabinho (Parnahyba).

2 gols - Luiz Henrique, Paulo Roberto, Dylson (Barras), Jackson (Cori-Sabbá), Rafinha, Laércio (Flamengo), Marcos Gasolina, Ivan (Parnahyba), Thiago Campelo, Victor, Fabiano (Piauí), Isael William e Maranhão (River).

1 gol - Renan Carioca, Flávio Barros, Marlon, Juninho Maranhense, Wilsinho, Joniel (4 de Julho), Wenderson, Non, Felipe (Barras), Diego, Cacá, Klayton Maranhão, Pelezinho (Cori-Sabbá), Niel (Flamengo), Luciano, Gilmar Bahia, Everton Felipe, Idelvando, Eridon, Capela, Daniel (Parnahyba), Diego, Girlan, Maninho, Darley, Boiadeiro (Piauí), Rodolfo, Renato Frota, Jefferson Pipoca, Bibi, Jarbas (Picos), Jardel, Pantico, Bruno Carvalho, Tote e Zé Rodolfo (River).

GOLS CONTRA

1 gol - Jackson (Cori-Sabbá, em favor do River), Rafael Araújo (Flamengo, em favor do 4 de Julho), Binha (Piauí, em favor do Flamengo) e Thiago Campelo (Piauí, em favor do 4 de Julho).

Defesa de Robinho, do River. Com 7 gols em 9 jogos, ele tem o melhor aproveitamento entre os goleiros.
GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO
(MÉDIA DE GOLS POR PARTIDA)

0,77 - Robinho (River) - 7 gols em 9 jogos
1 gol por jogo - Bel (4 de Julho) - 3 gols em 3 jogos.
1,11 - Robson (Flamengo) - 10 gols em 9 jogos.
1,28 - Andrey (Cori-Sabbá), 9 gols em 7 jogos.
1,33 - Ribamar (Parnahyba) - 4 gols em 3 jogos.
1,42 - Mondragon (Picos) - 10 gols em 7 jogos.
1,50 - Aranha (Parnahyba) e Dias (Picos) - 3 gols em 2 jogos.
1,55 - Neto (Piaui) - 14 gols em 9 jogos.
1,60 - Douglas (Barras) - 8 gols em 5 jogos.
1,66 - Rafael (4 de Julho) - 10 gols em 6 jogos - e Baby (Cori-Sabbá) - 5 gols em 3 jogos.
1,75 - Danilo (Barras) - 7 gols em 4 jogos.
2 gols por jogo - Rodrigues (Parnahyba) - 8 gols em 4 jogos - Clébio (Picos) - 2 gols em 1 jogo. 

ESTÁDIOS UTILIZADOS

13 jogos - Lindolfo Monteiro (Teresina).
5 jogos - Helvídio Nunes (Picos), Mão Santa (Parnaíba) e Ytacoatiara (Piripiri).
4 jogos - Tibério Nunes (Floriano) e Juca Fortes (Barras). 

ARBITRAGENS

6 jogos - Antônio Santos Nunes e Francisco Pereira de Lima Júnior.
5 jogos - Antônio Dib Moraes de Sousa e Júlio Cesar de Oliveira Gonçalves.
4 jogos - Afonso Amorim de Sousa e Leonardo Marques Fortes.
3 jogos - Rogério de Oliveira Braga e Antônio José Lopes Trindade de Sousa.

ATAQUES

18 gols - Parnahyba.
14 gols - 4 de Julho, Flamengo e River.
12 gols - Barras.
11 gols - Piauí.
10 gols - Picos e Cori-Sabbá.

DEFESAS

7 gols - River.
10 gols - Flamengo.
13 gols - 4 de Julho.
14 gols - Cori-Sabbá e Piauí.
15 gols - Barras, Parnahyba e Picos. 

Já foram registradas 20 expulsões. Aqui, a de Bruno Carvalho, do River, por determinação do árbitro Francisco Lima Júnior.
ATLETAS EXPULSOS

2 jogos - Fabiano (Picos).
1 jogo - Renan (4 de Julho), Andson (Barras), Alan, Baby, Klayton Maranhão (Cori-Sabbá), Darlan, Bruno Potiguar, Marcelo (Flamengo), Gilmar Bahia, Damisson, Marcos Gasolina, Totonho (Parnahyba), Jorginho, Diego (Piauí), Alisson, Jó, Anderson Kamar e Bruno Carvalho (River).

MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Jackson (Cori-Sabbá, contra), no jogo Cori-Sabbá 1x1 River, em 26/01/2013.
50° gol - Rafael Araújo (Flamengo, contra), no jogo Flamengo 0x3 4 de Julho, em 24/02/2013.
100° gol - Edson Di (Flamengo), no jogo Flamengo 5x1 Piauí, em 24/03/2013.

GOLS MAIS RÁPIDOS

2 minutos - Wilsinho (4 de Julho), no jogo 4 de Julho 4x2 Picos, em 23/03/2013.
4 minutos - Anderson Kamar (River), no jogo River 3x1 Parnahyba, em 09/03/2013.
4 minutos - Darley (Piauí), no jogo Picos 0x2 Piauí, em 09/03/2013.
5 minutos - Diego (Cori-Sabbá), no jogo Cori-Sabbá 2x3 Barras, em 23/02/2013.
5 minutos - Pretinho (4 de Julho), no jogo Flamengo 0x3 4 de Julho, em 24/02/2013.

MAIORES GOLEADAS

24/03/2013 - Flamengo 5x1 Piauí - Lindolfo Monteiro
18/02/2013 - Piauí 4x2 Barras - Lindolfo Monteiro.
23/03/2013 - 4 de Julho 4x2 Picos - Ytacoatiara.

Edson Porto, diante da inflamada torcida tricolor, segue vencendo. Já são 6 vitórias desde que chegou ao Galo.
TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

6 jogos - Edson Porto (River).
5 jogos - Paulo Moroni (Parnahyba).
3 jogos - Celso Teixeira (Flamengo).
2 jogos - Nelson Mourão (1 p/ 4 de Julho e 1 p/ Cori-Sabbá), Danilo Queiroz (Barras), Fernando Tonet (Piauí), Cícero Monteiro (Picos) e Jorge Pinheiro (4 de Julho).
1 jogo - Vanin (Cori-Sabbá) e Josué Teixeira (Flamengo). 

TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM

5 jogos - Nelson Mourão (4 de Julho 3 e Cori-Sabbá 2).
4 jogos - Cicero Monteiro (Picos) e Danilo Queiroz (Barras).
3 jogos - Vanin (Cori-Sabbá).
2 jogos - Celso Teixeira (Flamengo), Fernando Tonet (Piauí), Ferrim Cearense (Picos) e Paulo Moroni (Parnahyba).
1 jogo –- Jorge Pinheiro (4 de Juho)  e Edson Porto (River).

COMO SERIAM AS SEMIFINAIS

Jogos de ida - 4 de Julho x River (em Piripiri) e Flamengo x Parnahyba (em Teresina)
Jogos de volta - River x 4 de Julho (em Teresina) e Parnahyba x Flamengo (em Parnaíba)

PRÓXIMOS JOGOS

10ª RODADA
27/03 (quarta-feira)
17h45 - Lindolfo Monteiro (Teresina) -Piauí x Cori-Sabbá
20h00 - Lindolfo Monteiro (Teresina) - River x 4 de Julho
20h00 - Helvídio Nunes (Picos) - Picos x Barras
20h00 - Mão Santa (Parnaíba) - Parnahyba x Flamengo


Começa Campeonato de Quarentões na cidade de Floriano

Sambaíba começa o Quarentões de Floriano com boa vitória sobre o Tiradentes.
Reunindo jogadores com idade a partir de 40 anos, começou mais um campeonato de futebol amador na cidade de Floriano. E o Sambaíba, time do meia Bitonho, o mesmo que marcou época como jogador do Cori-Sabbá, na década de 1990, foi o destaque da rodada de abertura, que teve a realização de duas partidas.

No jogo de abertura da competição, registrou-se empate de 1 a 1 entre as equipes do 8 de Julho e do 12 de Outubro. O primeiro gol da competição foi marcado por Paulo Nunes, para o 8 de Julho. Outro Paulo, o do 12 de Outubro, assinalou o gol que garantiu o empate, dando números finais ao marcador.

Na partida principal da rodada de abertura, vitória do Sambaíba sobre o Tiradentes, por 3 a 1, marcando Antônio Narciso (2) e Sebrae para o Sambaíba, enquanto Gilson descontou para os vencidos. Ressalte-se que, no Torneio Início da competição, o título ficou com o Barão, que derrotou O Carlito na cobrança de pênaltis, depois do empate de 1 a 1 no tempo normal.

Com informações de Agostinho Cavalcante